meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Oficina sobre Hanseníase e Tuberculose é oferecida aos agentes socioeducativos

    | Saúde
     
    Ação faz parte de um projeto piloto firmado em parceria com a SES. Demais funcionários serão incluídos nesse trabalho

     

    Agentes socioeducativos participaram da primeira oficina de sensibilização sobre Hanseníase e Tuberculose, oferecida no auditório da sede da Funase. A ação coloca em prática o projeto piloto elaborado por meio de uma parceria firmada este ano entre a instituição e a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

    O objetivo é o de capacitá-los para que possam auxiliar os profissionais de saúde na suspeição precoce de casos dessas doenças entre os socioeducandos.

    A oficina foi ministrada pela equipe do Programa Estadual de Tuberculose e do Programa Estadual de Controle da Hanseníase da SES. “A primeira parte desse projeto são as capacitações para introduzir o que são essas duas doenças, como tratá-las e como elas são transmitas”, explica Ana Cláudia Araújo, integrante da equipe técnica do Programa Estadual da Tuberculose da SES.

    Durante o encontro, os agentes foram instruídos a como identificar mitos e verdades sobre a forma de transmissão das doenças. “Aprendemos como nos portar na unidade, em relação à doença e para onde encaminhar os adolescentes. Também descobrimos a forma de contágio e tratamento”, compartilhou a agente da Casem Rosarinho, Gleice Irene.

    A Diretora-Presidente da Funase, Nadja Alencar, compareceu à oficina e falou sobre a importância de mais esse passo dado no sentido de melhorar o atendimento socioeducativo oferecido aos adolescentes da Funase. “Que a gente possa tirar desses conhecimentos adquiridos boas práticas para dentro das unidades. É muito importante ter esse cuidado com essas doenças que se manifestam muito em espaços fechados”, disse.

    Os funcionários de nível superior, entre eles assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, gestores e equipe de saúde da unidade, serão contemplados com a mesma oficina, marcada para acontecer na próxima terça-feira (27), também no auditório da sede da instituição. Dando continuidade a esse trabalho de sensibilização, oficinas sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e AIDS estão programadas para acontecer em no próximo mês.

    Além dos agentes das unidades de atendimento socioeducativo da Região Metropolitana do Recife, estiveram presentes nesse primeiro encontro representantes da Secretaria ​Municipal de ​Saúde do Recife, por meio dos seus Distritos ​Sanitários.​

    Funase

    Assuntos: saúde, agentes socioeducativos, sjdh, hanseniase, tuberculose, funase, ses,
    Compartilhe: Link para o post:
  • HPV: vacinação é ampliada no público masculino Agora, jovens entre 11 e 14 anos podem ser imunizados

    | Saúde


    Desde janeiro deste ano, o calendário nacional de vacinação incluiu a vacina contra o HPV para meninos de 12 e 13 anos. A partir deste mês de junho, o Ministério da Saúde (MS) decidiu ampliar essa faixa etária para garotos entre 11 e 14 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias). Desde o início da incorporação, 38.069 jovens pernambucanos tomaram a primeira dose e 1.308 a segunda. Com esse acréscimo de faixas etárias, a expectativa é beneficiar cerca de 345 mil rapazes.

    A vacina protege contra quatro subtipos mais frequentes do vírus HPV (6, 11, 16 e 18). “Além de tomar a primeira dose da vacina, os pais e responsáveis precisam ficar atentos para que seja feita a segunda dose após seis meses. Só assim o esquema ficará completo e os jovens protegidos”, ressalta a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ana Catarina de Melo.

    A vacinação contra o HPV possibilita a prevenção de cânceres de pênis, ânus e orofaringe, além das verrugas genitais. Além disso, vacinar o público masculino também contribui para a prevenção das mulheres e deve impactar positivamente no perfil epidemiológico das infecções atribuídas ao HPV em ambos os sexos.

    Além dos meninos, a vacina contra o HPV também é fornecida para as meninas entre os 9 e 13 anos, também em duas doses. No caso desse público, a proteção se dá para os cânceres de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.

    Os postos de saúde também vacinarão jovens de 9 a 26 anos vivendo com HIV/Aids. Nesses casos, serão três doses, com intervalo de dois e seis meses após a primeira dose. 

    Assuntos: saude, vacinação, hpv, ampliação publico alvo, cancer de penis, cancer de anus, cancer orofaringe, verrugas genitais,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Idosos em situação de risco no município de Abreu e Lima são transferidos de ILPI

    | Saúde

    Idosos

    O espaço fiscalizado havia sido vistoriado no final do mês de maio e não assegurava condições mínimas para o funcionamento e cuidado dos idosos. 

    O Centro Integrado de Apoio e Prevenção a Pessoa Idosa (CIAPPI), da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), ligada a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), realizou na manhã desta terça, 13, uma ação conjunta com órgãos de fiscalização para transferir imediatamente 19 idosos que viviam em situação de risco em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) no município de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR).

    De acordo com o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, a integridade física e mental dos idosos precisa ser preservada. “Nós iremos acompanhar de perto todas as transferências desses idosos para ver quais serão as novas condições oferecidas nos espaços para onde eles serão encaminhados. A fiscalização não cessará. As instituições precisam seguir com rigor as regras previstas no Estatuto do Idoso”, afirma Eurico.

    A proprietária do local foi notificada no final do mês de maio para entrar em contato com a família dos idosos e fazer a remoção deles para instituições indicadas pelos parentes. Pelo não comprimento do prazo, o Ministério Público acionou a unidade com a determinação de remoção obrigatória. O espaço não assegurava condições mínimas para o funcionamento.  

    “A gente encontrou o crime de maus tratos, abandono, e situação sugestiva de sequestro e cárcere privado. Os órgãos de vigilância Sanitária e o Procon constataram subtração dos documentos, de cartão de benefícios do INSS, medicação e alimentação vencida, além da falta de alimentos”, afirmou a coordenadora do CIAPPI, Sandra Jucá.

    A ação, articulada pela SEDH, contou com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), através do Programa Humanidade, responsável pelo levantamento dos abrigos para onde os idosos foram transferidos, da Vigilância Sanitária, do Centro de Reabilitação e Assistência Social (Creas) e delegacia do município, do SAMU e do PE Conduz.

    ACOMPANHAMENTO -  O CIAPPI fará o monitoramento e acompanhamento junto aos familiares dos idosos nas outras instituições de longa permanência para onde eles foram transferidos. O Centro também atua prestando apoio psicossocial e jurídico, recebendo denúncias de violação dos direitos da pessoa idosa, e encaminhando para as entidades responsáveis. A equipe técnica do CIAPPI é composta por psicólogos, assistentes sociais e advogados. Mais informações através do telefone (81) 3182-7649.

    IRREGULARIDADES - Entre as irregularidades constatadas na fiscalização realizada no dia 24 de maio, o Corpo de Bombeiros identificou: ausência de atestado de regularidade, ausência de sinalização de emergência, extintores incêndios vencidos e iluminação de emergência inoperante. Já o Procon Pernambuco e a Vigilância Sanitária identificaram: alimentação insuficiente para atender os idosos que viviam na instituição; alimentos e produtos correlatos vencidos, inexistência de licença sanitária, infraestrutura (mobilidade, acessibilidade e ventilação) e higiene precárias, ausência dos contratos de prestação de serviço e documentação pessoal dos idosos no local, além da inexistência da identificação externa do estabelecimento (placa). E mais, a instituição também contava com deficiência no atendimento médico e serviço de enfermagem, ausência de atividades ocupacionais e relatórios de evolução médica, bem como falta de acompanhamento nutricional e cardápio, inclusive, sem diferenciação para idosos com patologias como diabetes ou alteração de pressão arterial.

     
    Cidades: Abreu e Lima
    Assuntos: sjdh, idoso, fiscalização, procon, sedh, ilpi, Instituição de Longa Permanência para Idosos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Hemope recebe quadrilha Tradição e Forró Sem Fronteiras para animar a Campanha de São João

    | Saúde


    No período junino há, historicamente, um aumento considerável na demanda por sangue nos hospitais, a campanha visa ampliar em 15% o estoque estratégico.

    Dando continuidade a Campanha de Doação de Sangue do Hemope para o São João, que começou no dia 05 e vai até 30 de junho, o Hemocentro Recife contará com um evento junino especial na próxima segunda-feira (19). A festa começa às 9h, e será aberto com a participação da Quadrilha Tradição e do Forró sem Fronteiras com a proposta de sensibilizar as pessoas para a importância da doação de sangue.

    A iniciativa, que tem como mote “Arretado de bom é tudo que mantém vivo a chama da vida”, e visa atender a grande demanda dos hospitais de Pernambuco durante o período junino, além de ampliar em 15% o estoque estratégico de sangue. Durante o evento, os parceiros solidários da Instituição irão  animar o momento  prometendo  proporcionar muito forró pé de serra, para alegria dos doadores e de todos os convidados.

    Para a diretora de Hemoterapia e presidente em exercício do Hemope, Anna Fausta, a campanha de doação de sangue é sempre muito importante. “Durante o São João, é imprevisível os números de acidentes de trânsito e com fogos de artifício. Infelizmente eles acontecem. Com isso, aumenta consideravelmente a demanda hospitalar em relação a transfusão de sangue”, destacou.

    Critérios de Doação – Para doar sangue, é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos – desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. Pesar, no mínimo, 50kg, estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas), alimentado e apresentar documento original, com foto, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).  Os menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou apresentar formulário de autorização.

    Serviço:
    Hemocentro Recife
    Horário: De segunda a sábado, das 7h15 às 18h30, inclusive nos feriados.
    Para doar sangue o interessado precisa ter entre 16 e 69 anos, peso mínimo de 50 quilos e estar com documento de identificação.
    Menor de idade deve ter autorização dos pais.

    Assuntos: saude, doação de sangue, hemope, Arretado de bom é tudo que mantém vivo a chama da vida”
    Compartilhe: Link para o post:
  • SES entrega 1 mil kits de saúde bucal em Rio Formoso

    | Saúde

    Saúde Bucal

    Município também recebeu equipamento para auxiliar nas consultas odontológicas

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES) dá continuidade as suas ações de promoção à saúde para a população atingida pelas fortes chuvas das últimas semanas. Nesta sexta-feira (09.06), haverá a entrega de 1 mil kits de saúde bucal para os moradores de Rio Formoso, na Zona da Mata, além de momento educativo para reforçar a importância de manter o hábito da escovação. As entregas ocorrem na zona rural do município (Engenho Cucaú), pela manhã, a partir das 9h, e na da Rua da Lama, a partir das 14h. As atividades são uma parceria com o projeto Um Sorriso do Tamanho do Brasil da Associação Brasileira de Odontologia (ABO).

    Os kits de saúde bucal são formados por escova, pasta dental, sabonete e folheto informativo. “A Secretaria Estadual de Saúde está desenvolvendo diversas ações de saúde em Rio Formoso, como o Hospital de Campanha, as atividades nos abrigos e os auxílios técnicos à secretaria municipal. A distribuição dos kits com escova e creme dental envolve a estratégia para a prevenção da cárie dentária, um dos principais agravos da saúde bucal, e o estímulo à cultura de higiene bucal diária”, destaca o coordenador de Saúde Bucal da SES, Paulo César de Oliveira.

    Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. As más condições de higiene bucal podem causar doenças bucais, que, por sua vez, podem agravar enfermidades como doenças cardiovasculares e diabetes.

    EQUIPAMENTO – Além da entrega dos kits de saúde bucal, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) está repassando duas autoclaves ao município de Rio Formoso. O equipamento é utilizado para a esterilizar os instrumentos utilizados nas consultas odontológicas. 

    Cidades: Rio Formoso
    Assuntos: saude, kit higiene bucal, rio formoso,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Pernambuco sedia encontro de secretários de Saúde do Nordeste

    | Saúde

    Saude

    Reunião, nesta sexta-feira, discute principais problemas do setor na Região e encaminhamentos de demandas comuns para discussão com o Ministério da Saúde

    Pernambuco está sediando, nesta sexta-feira (09/06), o Encontro de Secretários de Saúde dos Estados do Nordeste, promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). O evento acontece no auditório da Secretaria de Administração do Estado (SAD), no bairro do Pina, no Recife. No período da manhã, estão sendo apresentadas as experiências exitosas do SUS. Além dos secretários de sete dos noves Estados, a reunião conta com a presença do presidente do CONASS e secretário de Saúde do Paraná, Michele Caputo Neto, do secretário executivo do Conselho, Jurandir Frutuoso, e do secretário executivo do Ministério da Saúde (MS), Antônio Nardi.

    "Os secretários de Saúde do Nordeste estão hoje aqui dando um exemplo para o resto do país. Nós temos nossas identidades, peculiaridades, mas temos muitos problemas em comum e tem muita coisa boa acontecendo em todos os cantos do país. Essas experiências precisam ser compartilhadas e conhecidas. Através delas é possível que a gente avance, olhando e aprendendo com elas. A defesa do SUS se dá em cima das competências que são desenvolvidas e dos resultados em prol da saúde das pessoas", ressaltou o presidente do CONASS, Michele Caputo Neto.

    Anfitrião do encontro, o secretário de Saúde de Pernambuco, Iran Costa, apresentou programas de destaque em Pernambuco, entre eles o Comitê de Prevenção aos Acidentes de Moto e o Programa Sanar de combate às doenças negligenciadas, além do modelo híbrido de gestão das unidades de Saúde. O secretário alagoano, Carlos Christian Reis Teixeira, mostrou a experiência do Hospital do Coraçãozinho, unidade inaugurada em 2016, que é voltada exclusivamente para os casos cardiopediátricos. A secretária de Saúde da Paraíba, Cláudia Luciana Veras, também destacou a assistência de cardiologia às crianças com a Caravana do Coração, promovido pelo Governo paraibano, além da assistência às crianças com microcefalia provocada pelo Zika Vírus – o maior alerta de saúde global dos últimos tempos, que atingiu todo o Brasil, mas principalmente o Nordeste. Pernambuco foi pioneiro no diagnóstico dos casos, no atendimento às crianças e suas famílias e para a confecção dos protocolos de saúde, que foram referência para o Brasil e outros países. 

    A Síndrome Congênita do Zika ainda foi o tema da apresentação do secretário Piauiense, Florentino Neto, que relatou a implantação e descentralização da assistência às crianças. Fábio Vilas Boas, secretário da Bahia, apresentou os consórcios de Saúde no Estado e o gestor do Ceará, Henrique Jorge Javi de Souza, falou sobre o programa geral de ações e serviços de saúde, atuando como uma câmara de compensação entre os municípios cearenses. Já o secretário do Rio Grande do Norte, George Antunes de Oliveira, relatou sobre a experiência de reestruturação do Fundo Estadual de Saúde, que contou com o apoio decisivo do CONASS.

    Hospital de campanha - Já o secretário executivo do Ministério da Saúde (MS), Antônio Nardi, fez uma explanação sobre as medidas do órgão para ajudar os estados de Pernambuco e Alagoas, que foram atingidos por fortes chuvas e alagamentos nas últimas semanas.

    O MS já enviou 51 kits de medicamentos e insumos para os dois Estados, sendo 27 para Alagoas e 24 para Pernambuco. Cada kit tem capacidade para atender 1,5 mil pessoas por um mês e contém 48 itens, sendo 30 medicamentos, tais como antibióticos, analgésicos, antitérmicos, anti-inflamatórios, analgésicos, corticóides, vermífugos, entre outros. Há, ainda, 18 insumos, como esparadrapos, seringas, luvas e hipoclorito de sódio. O Ministério ainda enviou, para os dois Estados, a Força Nacional do SUS com o objetivo de prestar apoio às regiões afetadas.

    Os gestores estaduais ainda discutiram os principais problemas do setor de Saúde na Região, como o financiamento do SUS, a judicialização do setor, o impacto da epidemia de acidentes de moto sobre as redes estaduais e as ações de prevenção à saúde para a população atingida pelas fortes chuvas das últimas semanas.

    “O subfinanciamento do SUS é o nosso principal problema. O Brasil investe 8% do PIB na saúde quando a média da América do Sul é em torno de 12% a 13%. Os Estados do Nordeste investem, em média, 14%, Pernambuco investe cerca de 16%. Nós temos países como o Estados Unidos investindo 25%, a Alemanha 23%, então esse é um grande impasse no Brasil. Mas também não adianta melhorar o financiamento se não melhorar a gestão, se não desburocratizar. Essa é uma reunião pioneira que busca experiências exitosas e que estão dando certo, ao mesmo tempo que a gente faz uma cobrança da resolução dos problemas”, ressalta o secretário de Pernambuco, Iran Costa.

    Um novo encontro dos secretários de Saúde do Nordeste já está agendado para ocorrer dentro de três meses, em Fortaleza, no Ceará. O objetivo é que as reuniões ocorram a cada trimestre, em capitais diferentes. 

    Assuntos: saúde, reunião secretarios de saúde do nordeste,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Hospital de Campanha de Rio Formoso faz seu 1º parto

    | Saúde

     Hospital de Campanha

    Instalado desde o dia 2 de junho no município de Rio Formoso, por solicitação do Governo do Estado, o Hospital de Campanha do Exército realizou, na noite desta quinta-feira (08/06), seu primeiro parto. Ao dar entrada na unidade, já com dilatação completa, a gestante Andreza Maria foi atendida pela equipe de plantão, composta por um pediatra, um cirurgião e um clínico, além de um enfermeiro e três técnicos de enfermagem.

    Maria Clara nasceu de parto normal, sem intercorrência, exatamente às 20h29, pesando 3,8 kg e saudável. Após o procedimento, as duas foram encaminhadas para o Hospital Regional de Palmares, onde foram avaliadas pelo ginecologista e neonatologista e liberadas logo em seguida para retornar ao Hospital de Campanha.

    “Sempre que atuamos em campanha, sabemos que essa é uma possibilidade real. Por isso, contamos com materiais e insumos para realização do parto normal e estamos prontos para atender as gestantes em casos de necessidade” explica a coordenadora do Hospital de Campanha do Exército, Coronel Sandra Andrade,

    Após passar algumas horas em observação, a mãe e a criança foram liberadas para descansar em casa. Mesmo assim, na manhã de hoje, ambas já receberam a visita da coordenação do Hospital e de profissionais da Unidade de Saúde da Família que acompanhara a criança.

    Assuntos: saude, mata sul, rio formoso, hospital de campanha
    Compartilhe: Link para o post:
  • Hospital de Campanha registra 1.156 atendimentos em Rio Formoso

    | Saúde


    Governador Paulo Câmara visitou, nesta quinta-feira, as dependências da unidade provisória do Exército para conferir o atendimento prestado à população local


    RIO FORMOSO - Na segunda semana da Operação Prontidão, o governador Paulo Câmara voltou ao município de Rio Formoso, na Mata Sul do Estado, para acompanhar o funcionamento do Hospital de Campanha. A unidade de saúde do Exército, que começou a atender no última sexta-feira (02.06), já contabiliza 1.156 atendimentos, entre consultas, exames, procedimentos e remoções. No local, são oferecidas consultas nas áreas de pediatria, ortopedia e clínica médica, além dos serviços de urgência e emergência. 

    "Eu quero agradecer ao Exército e à Prefeitura pelo apoio. O hospital está funcionando corretamente e a população está sendo muito bem assistida. Quando não dá pra atender aqui, é realizada a transferência de imediato para o hospital mais próximo. Então, essa estrutura está cumprindo sua missão, que é dar esse suporte à saúde de Rio Formoso, enquanto a gente planeja as soluções de curto e longo prazo, como a construção de um novo hospital", assegurou o governador. 

    A unidade provisória realizou, até o momento, cerca de 649 consultas, 75 procedimentos médicos, 402 exames e diagnósticos, e 30 transferências. O equipamento conta com a atuação de equipes do próprio Exército e das Secretarias Municipal e Estadual de Saúde. Ao todo, são 41 profissionais das Forças Armadas e da Prefeitura de Rio Formoso, entre clínico geral, pediatra, ortopedista e infectologista, além de enfermeiros, técnicos de enfermagem e farmacêuticos.

    A Secretaria Estadual de Saúde opera na garantia da manutenção dos estoques da unidade e da alimentação dos profissionais, além de estabelecer o fluxo de transferências para unidades da rede estadual nos casos de maior complexidade.

    O Comandante Militar do Nordeste, General de Exército Artur Costa Moura, ressaltou que a unidade continuará atendendo Rio Formoso até que a situação se restabeleça. "A previsão é que permaneçamos aqui até que o sistema de saúde esteja adequado ao município. Até lá, continuaremos contando com a estreita colaboração entre o Exército, Força Aérea, Marinha, Governo do Estado e o município, somando esforços para atender a população, que é o nosso bem maior, nas melhores condições possíveis", afirmou.

    O governador Paulo Câmara aproveitou a passagem por Rio Formoso para agradecer também o apoio da população que tem colaborado com a doação dos donativos: "A gente vai conseguir atravessar esse momento com muito trabalho, dedicação e com a solidariedade dos pernambucanos", frisou.  
     
    POSTO DE HIGIENE - Além do Hospital de Campanha, o município ainda conta com mais sete postos de Saúde da Família em funcionamento, e um Posto de Higiene exclusivo para atendimentos de urgência e emergência. Este último foi a primeira unidade de saúde a receber as vítimas das chuvas em Rio Formoso, e, atualmente, realiza cerca de 70 atendimentos por dia.

    CATENDE - Após visitar o Hospital de Campanha, o governador Paulo Câmara seguiu com sua comitiva para o município de Catende, também na Mata Sul. Na cidade, Paulo conversou com a população e comandou ações estratégicas de continuidade à assistência já oferecida nas localidades mais atingidas pelas chuvas. 
    Cidades: Rio Formoso
    Assuntos: saude, mata sul, paulo camara, hospital de campanha, rio formoso, atendimentos, exército
    Compartilhe: Link para o post:
  • Influenza: PE atinge meta de vacinar, no mínimo, 90% do público

    | Saúde

     Influenza

    Campanha segue até a sexta (09.06). SES reforça importância de vacinar crianças, que estão com 75% de cobertura

    Até o início da tarde da última quarta-feira (07.06), Pernambuco vacinou 2.106.496 pessoas contra a influenza. Isso significa 90,4% do público prioritário, atingindo, assim, a meta mínima da campanha. Apesar disso, 223 mil pernambucanos ainda precisam ser imunizados, principalmente as crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, que estão com uma cobertura de 75%. A campanha, que continua exclusiva para os grupos prioritários, termina na próxima sexta-feira (09.06).

    Devem ser vacinados: idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, professores dos ensinos básico e superior de escolas públicas e privadas e profissionais de saúde. Importante ressaltar que quem tomou no ano passado e continua dentro dos grupos prioritários também deve ser imunizado.

    BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO – Até o dia 20.05, Pernambuco registrou 782 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 55 casos com resultado laboratorial positivo para influenza A(H3N2), sendo 27 (49,2%) em crianças menores de 4 anos e 15 (27,3%) em idosos, grupos contemplados pela vacina. Também foram confirmados 15 casos para influenza B.

    O total de casos de SRAG deste ano representa um aumento de 6,5% em relação a 2016, com 734 registros. Em 2016, foram confirmados 63 para influenza A(H1N1) e 2 para influenza B. Óbito - Até o momento, foi confirmado apenas 1 óbito para influenza A(H3N2).

    Assuntos: saúde, influenza, vaciançao, 90%, gripe, campanha
    Compartilhe: Link para o post:
  • Farmácia de Pernambuco volta a funcionar em Palmares

    | Saúde

     

    A unidade da Farmácia de Pernambuco de Palmares, localizada na Avenida Luiz de França, 1320, no centro da cidade, volta a atender os usuários da Região já nesta quinta-feira (08/06). Para voltar a funcionar normalmente, a unidade passou por uma desinfecção e revisão elétrica. Além disso, os equipamentos e mobiliários passaram por avaliação e, nos casos necessários, foram substituídos.

    O serviço, que funciona de segunda a sexta, das 8h às 16h, conta com pouco mais de mil usuários inscritos para receber medicamentos, a Unidade da Farmácia de Pernambuco da III Gerência Regional de Saúde é responsável por atender os moradores dos 22 municípios da Mata Sul do Estado.

    “A mudança foi temporária e, em tempo recorde, conseguimos tomar as medidas necessárias para recuperar a unidade da Mata Sul. Neste período, reforçamos as equipes da Unidade Metropolitana para garantir a continuidade do atendimento aos usuários”, explica o diretor geral de Assistência Farmacêutica da SES, Mário Moreira.

     
    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post: