Governo do estado de
Pernambuco

Blog

Publicado: Quarta, 27 Abril 2022 15:38

Pernambucanos vão representar o Brasil no mundial escolar na França

Educação

O Gymnasiade 2022 será disputado na região da Normandia

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) divulgaram a convocação dos alunos-atletas paralímpicos que participarão do Gymnasiade 2022, evento mundial para atletas em idade escolar. Entre os convocados estão os paratletas pernambucanos Julio Cezar Gomes, da natação, além de Alanny Sthefany Santos e Évelyn Carolinne Ferreira, do atletismo. Eles se juntam à atleta Beatriz Bezerra, da natação, que garantiu sua vaga durante a seletiva realizada em Aracaju - SE, no início do mês. A competição vai ser realizada entre os dias 14 e 22 de maio, que acontecerá na região da Normandia, na França.

“Essa convocação dos nossos paratletas para o mundial escolar na França é mais uma daquelas notícias que nos enche de alegria. Eles se juntam a nossa grande campeã de natação que é a Bia para levar a bandeira do nosso estado e do nosso país para essa competição. Nós do Governo do Estado estamos extremamente satisfeitos e contentes com esse resultado, que mostra que o empenho dos atletas, paratletas e técnicos atrelados ao nosso incentivo e apoio podemos alcançar grandes resultados”, comemorou o secretário executivo de Esportes, Davi Oliveira.

O Gymnasiade é realizado a cada dois anos sendo considerado o maior evento esportivo escolar do mundo. Este ano serão realizadas as provas convencionais e paralímpicas de forma simultânea. As modalidades a serem disputadas no convencional são: tiro com arco, atletismo, badminton, basquete 3x3, vôlei de praia, boxe, dança, esgrima, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, orientação, rugby, natação, tênis de mesa, taekwondo e luta olímpica. Já no paralímpico serão: atletismo, natação e judô.

A primeira pernambucana a garantir vaga na competição, Beatriz Bezerra, de 16 anos, é forte candidata a conquistar uma medalha na França. Ela é integrante do programa Time PE, do Governo de Pernambuco, estuda em uma escola particular na Zona Norte da cidade, e vem colecionando medalhas e recordes por onde passa. A expectativa agora é conquistar o mundo: “Estou seguindo a mesma sequência de treinos fortes que eu vinha realizando desde o Troféu Brasil (Maria Lenk), apesar de ser Juvenil 2 e estar representando o Brasil no Mundial Júnior, uma categoria acima da minha, minhas expectativas são muito boas para essa Gymnasiade. Vou em busca dessa medalha.”

Vindas do Interior do Estado, Alanny, que é natural de Orocó, e Évelyn, de Petrolina, vão representar Pernambuco e o Brasil nas provas do atletismo paralímpico. Elas têm 16 anos e brilharam nas Paralímpiadas Escolares 2021, competição disputada em São Paulo, Allany representando a Escola Estadual Poeta Carlos Drummond de Andrade, e Évelyn o SESI/Petrolina. Juntas trouxeram seis medalhas de ouro e alguns recordes quebrados para casa. Esse excelente resultado fez com que o CPB as convocasse para um período de treinamentos no CT do comitê no início do ano e com todos o empenho e resultados positivos foram coroadas com a convocação para o mundial escolar, além de serem agraciadas com o programa Bolsa Atleta deste ano.

“É uma emoção muito grande, uma realização. Não foi fácil chegar, pois essa conquista é resultado de muito trabalho. Só tenho que agradecer a cada pessoa que me ajudou, apoiou e colaborou. Essa conquista não é só minha. Que seja o começo de muitas convocações”, disse Allany.

“Estou extremamente feliz. Saber que consegui uma coisa incrível como essa que é poder sair do país por meio do esporte é muito gratificante. Agradeço a Deus, ao meu técnico Domingos Rodrigues pelo trabalho que tem feito comigo, agradecer a equipe APA Petrolina e aos meus apoiadores individuais. Sou grata a todos. E agora é rumo à França”, vibrou Évelyn.

Júlio Cezar, da natação paralímpica, é o 4º aluno-atleta pernambucano que vai defender o Brasil no mundial. Ele já vem se destacando na modalidade desde 2019, ano em que participou pela primeira vez das Paralímpiadas Escolares organizada pelo CPB. Em 2021 foram cinco medalhas conquistadas, sendo uma de ouro e quatro de prata. O integrante do Bolsa Atleta tem 17 anos e é um verdadeiro campeão no esporte e na vida. Aluno da Escola Argentino Castelo Branco, Júlio se prepara para fazer bonito na França.

“Eu tô muito focado na preparação para o mundial escolar, minha primeira competição fora do Brasil. Fiquei muito feliz com a convocação, foi uma emoção muito grande e agora é terminar minha preparação e chegar na França e fazer o meu melhor para trazer uma medalha para a minha escola, para o meu estado e para o meu país! Conto com a torcida de todos”, completou Júlio.