meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Fábia, a professora de matemática que conquistou os alunos

 sqi

fabia

A docente, que atua em cinco turmas do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), conseguiu replicar nas aulas remotas o clima afetuoso com que ministra as aulas presenciais

*Por Flávia de Oliveira

A professora Fábia Alves Heinzel, 40 anos, é funcionária do Governo de Pernambuco há quinze anos. No final de setembro, ela foi surpreendida com uma mensagem de WhatsApp encaminhada por Ana Luiza Cavalcanti, 57, coordenadora da escola pública onde trabalha. O texto, na verdade, era um pedido de uma das alunas de Fábia. “Bom dia, Ana! Tudo bem? Queria te pedir uma coisa. Coloca a aula da professora Fábia duas vezes por semana, vai! Ela passa atividade em meio à aula e isso é muito importante e bom para o nosso aprendizado. A professora é ótima em matemática.”

A mensagem chegou durante o período de suspensão das aulas nas escolas públicas, iniciado em 18 de março como medida preventiva das autoridades sanitárias para conter o avanço do novo coronavírus. A partir daquele momento, as instituições precisaram se adequar à nova realidade das aulas remotas, por meio de plataformas digitais. Assim foi na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Professora Helena Pugó, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, onde Fábia trabalha. A professora de matemática atua em cinco turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O programa é destinado àqueles que não tiveram acesso à educação na escola convencional na idade apropriada.

Diante da pandemia, a docente tinha um desafio: replicar nas aulas remotas a mesma proposta de ensino levada aos seus alunos e alunas nas aulas presenciais. Ou seja, conhecer as dificuldades de cada estudante, associar matemática ao cotidiano e trocar afetos durante o aprendizado. Nas aulas, Fábia aplica, por exemplo, porcentagem na hora das compras no supermercado, ou analisa as vantagens de promoções que falam em “leve três, pague dois”. Isso tem conquistado os alunos e feito a diferença na aprendizagem.

A professora também precisou adotar uma rotina mais dinâmica de ensino, com muita interação com a turma. O que, inevitavelmente, demanda um tempo maior para a preparação das aulas. Com essa postura, Fábia percebeu que os alunos ficaram mais participativos e os comentários positivos se tornaram cada vez mais frequentes.

Ela começou a carreira como funcionária pública exatamente onde cursou o antigo 2º grau, hoje ensino médio, na Escola Eurídice Cadaval, agora, Referência em Ensino Médio (EREM), na Região Metropolitana de Recife, no centro de Itapissuma. No ano seguinte de sua formação, em 2005, ela assumiu uma sala de aula como professora de matemática.

Ensinar, diz Fábia, é uma tarefa árdua, mas gratificante. “Tem sido um desafio que encarei com motivação e, hoje, contribui para acumular boas experiências na minha carreira e inspirar alunos e alunas, por meio da educação, a prosseguirem em sua jornada”, conclui.

:: Flávia de Oliveira é estagiária de jornalismo da Secretaria de Imprensa de Pernambuco.

:: No último dia 15, foi comemorado o Dia dos Professores. Por isso Fábia foi escolhida para participar do projeto Servidores que Inspiram, onde apresentamos narrativas surpreendentes de pessoas que compõem o quadro de funcionários do Governo de Pernambuco. Os textos são publicados no Diário Oficial, todos os sábados, e também podem ser acessados nas redes sociais do Governo de Pernambuco às segundas-feiras.

Assuntos: Não há assuntos relacionados.
Compartilhe: Link para o post: