meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Mestrado em Tecnologia Ambiental do ITEP prorroga inscrições

    | Tecnologia

    O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) estendeu até 19 de fevereiro as inscrições para a turma 2017.1 do Mestrado em Tecnologia Ambiental. São oferecidas 24 vagas, sendo 12 para a linha de atuação de Gestão e Degradação Ambiental e 12 vagas para a de Tecnologia Ambiental. Mestrado Profissional do ITEP é o único do Norte-Nordeste com conceito 4 da Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. As inscrições devem ser realizadas na secretaria do programa, localizada na sede do ITEPav. Prof. Luiz Freire, 700, Bloco C, Cidade Universitária, das 9h às 18h, pessoalmente ou através de procurador, mediante a apresentação de instrumento de mandato.

    curso tem duração de 24 meses e é voltado a profissionais graduados em áreas relacionadas à Tecnologia Ambiental ou com experiência comprovada em Ciências Ambientais. O edital completo está disponível no site do ITEP (www.itep.br). A documentação exigida para a inscrição inclui: ficha de inscrição preenchida e enviada online (disponível em https://goo.gl/forms/k3Z4K2wAVkqb1BK); cópias autenticadas de identidade, CPF, Certidão de Nascimento ou Casamento, diploma de graduação ou declaração de conclusão de curso de graduação plena reconhecidos pelo MEC, e histórico escolar do curso de graduação; uma foto 3 × 4 recente; cópia do currículo lattes; e três cópias da proposta do projeto de pesquisa em até cinco laudas.

    O processo seletivo é composto de três etapas: Inscrições até o dia 19 de fevereiro; Prova de Conhecimentos e Suficiência em Língua Inglesa, no dia 24 de fevereiro, das 8h às 13h; e Avaliação do currículo lattes e da proposta de projeto de pesquisa, de 05 a 07 de março. O resultado final será divulgado no dia 12 de março no site do ITEP. A matrícula deverá ser feita nos dias 14 e 15 de março e a aula inaugural será no dia 19 de março.

    O curso funcionará com aulas presenciais na sede do ITEP, distribuídas durante duas semanas consecutivas de cada mês (2ª e 3ª) no período noturno (19h às 22h), e aos sábados (8h às 17h), conforme horário disponibilizado no início de cada período letivo. O investimento é de R$ 32.700,00 e pode ser dividido em até 30 parcelas de R$ 1.090,00 pagas até o dia 10 de cada mês.

    Cidades: Recife
    Assuntos: secti, itep, mestrado, tecnologia ambiental, inscriçoes prorrogadas
    Compartilhe: Link para o post:
  • O Porto Digital realiza, em parceria com a Mekhos e a Trela, cursos de férias e oficinas para crianças e adolescentes durante o mês de Janeiro

    | Tecnologia

    Porto Digital  

    Janeiro é tempo de férias, descanso e diversão — mas também é um momento que possibilita aliar tudo isso a aprendizado e novos conhecimentos

    Até dia 12 de janeiro, adolescentes interessados em aprender e conhecer o mundo da produção audiovisual poderão aproveitar as férias escolares para participar de uma oficina sobre o assunto, além de vivenciar momentos em set de filmagem e terem a chance de realizar um filme de curta duração. Voltado para jovens de 14 a 17 anos, o evento realizado em parceria com a Trela ocorre no Portomídia e na Caixa Cultural das 8h às 12h.

    Entre 15 e 19 de janeiro, adolescentes de 11 a 16 anos poderão participar do Open Mind da Cyber School, da startup Mekhos, que abordará o Rio Capibaribe como tema principal em oficinas práticas sobre robótica, programação e empreendedorismo. Ao longo dos cinco dias, os participantes irão propor soluções para problemas atuais, passando por diversos estágios que envolvem desde a criação de protótipos digitais, programação e desenvolvimento.

    Já de 17 a 19 de janeiro, a Colônia de Férias da Cyber School recebe crianças de 7 a 10 anos de idade. O evento conta com oficinas práticas para introduzir questões de robótica e programação de forma lúdica e criativa. Assim como no Open Mind, as atividades serão realizadas no Laboratório de Objetos Urbanos Conectados (L.O.U.Co).

    “Já realizamos ações em outros períodos de férias, mas, agora, queremos ampliar a participação para crianças a partir de 7 anos. A proposta dos cursos é imergir jovens de diversas faixas etárias no universo e cultura maker, além de fomentar o possível desenvolvimento de futuros profissionais de Tecnologia da Informação e de Economia Criativa”, comenta a coordenadora do L.O.U.Co, Tarciana Andrade.

    Oficina de Audiovisual Para Adolescentes
    De 8 a 12 de janeiro
    Voltado para adolescentes de 14 a 17 anos
    Inscrições até 5 de janeiro: enviar e-mail com nome, idade e telefone de contato para trelaaudiovisual@gmail.com. Além dos dados, também é necessário responder “por que quero participar da oficina?”. Os selecionados terão de pagar uma taxa de R$ 50 para participar.
    Onde: Apolo 235 – localizado na Rua do Apolo, 235, Bairro do Recife.

    Open Mind
    De 15 a 19 de janeiro
    Das 13h às 17h
    Voltado para adolescentes entre 11 e 16 anos
    Inscrições online: http://seliga.ai/OpenMindPD
    Taxa: R$ 250
    Onde: Apolo 235 – localizado na Rua do Apolo, 235, Bairro do Recife.

    Colônia de Férias Cyber School
    De 17 a 19 de janeiro
    Das 9h às 12h
    Voltado para crianças entre 7 e 10 anos
    Inscrições online: http://seliga.ai/CyberSchoolPD
    Taxa: R$ 150
    Onde: Apolo 235 – localizado na Rua do Apolo, 235, Bairro do Recife.

    Cidades: Recife
    Assuntos: secti, porto digital, programaçao de ferias
    Compartilhe: Link para o post:
  • Parqtel abre chamada pública contínua para submissão de projetos de Inovação Tecnológica

    | Tecnologia

    parqtel 

    O Centro de Gestão Tecnológica e Administrativa (CGTA) do Parqtel abriu chamada pública contínua, para seleção de projetos no Programa Incubadora PARQTEL de Projetos de Inovação Tecnológica (INBARCATEL). 

    Podem participar do processo de seleção empresas públicas e privadas, associações sem fins lucrativos, institutos de ciência e tecnologia. Demais instituições brasileiras congêneres, devem ter foco no desenvolvimento de produtos e soluções inovadoras, estimulando práticas de inovação colaborativa, cujos produtos e soluções inovadoras resultantes visem apresentar potencialidade para dinamizar indústrias pernambucanas e aumentar sua competitividade ou apontar para oportunidades reais de inserção em mercados.

    Os projetos selecionados serão desenvolvidos em um ambiente com suporte a serviços tecnológicos, como prototipação e ensaios de conformidade, devendo observar as normas, procedimentos e prescrições deste edital.

    Serão priorizados projetos que estejam alinhados com as áreas estratégicas do PARQTEL:

    1.  Eletroeletrônicos;
    2.  Desenvolvimento de sistemas embarcados;
    3.  Equipamentos e soluções para setor automotivo;
    4.  Geração e armazenamento de energias renováveis;
    5.  Design e Modelagem de novos produtos resultantes de convergência dos setores de eletrônica, mecânica, Tecnologia, Informação e Comunicação ? TIC e design;
    6.  Automação de Processos Industriais na área de Eletroeletrônica e Metal Mecânica; Desenvolvimento e teste de equipamentos de telecomunicações;
    7.  Desenvolvimento e teste de equipamentos médico-hospitalares, próteses e órteses.

    Interessados devem enviar a proposta, conforme instruções na chamada, para o e-mail: parqtel@secti.pe.gov.br

    Dúvidas: Fellipe Sabat, fellipe.sabat@secti.pe.gov.br, 81 31835608

    Cidades: Recife
    Assuntos: secti, parqtel, cgta, inbarcatel, projetos, propostas
    Compartilhe: Link para o post:
  • CETENE realiza abertura do Futuras Cientistas

    | Educação, Tecnologia

    O programa visa aumentar o interesse e a participação das mulheres nas diversas áreas de ciência e tecnologia.

    Na manhã da última quarta-feira (03), foi realizada a cerimônia de abertura da quarta edição do programa Futuras Cientistas. A solenidade realizada no auditório do Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (CETENE) reuniu estudantes, professores e familiares para dar boas-vindas às novas selecionadas. A mesa foi composta pelo secretário de Educação do Estado, Fred Amancio, a representante da secretaria da Mulher, Silvia Cordeiro, a secretária executiva de Desenvolvimento da Educação, Ana Selva, o cônsul dos Estados Unidos no Recife, John Barret e o diretor do CETENE Jarley Nobrega.

    O programa visa aumentar o interesse e a participação das mulheres nas diversas áreas de ciência e tecnologia. O CETENE é um projeto voltado para o desenvolvimento do pensamento e de atividades científicas transdisciplinares nas áreas de química, física, matemática, biologia e engenharias, destinado a estudantes e professoras do ensino médio. O programa Futuras Cientistas tem duração máxima de quatro semanas e será destinado ao processo de familiarização das estudantes e das professoras com a dinâmica da pesquisa científica.

    “Esse programa é muito importante porque estimula a inserção de mulheres na área das ciências exatas. Devido ao baixo índice de adesão, ele fomenta o investimento na área. Portanto, as estudantes e as professoras serão capacitadas e terão contato direto com laboratórios e pesquisas com professores orientadores que irão suscitar o interesse na área de exatas” observou Ana Selva, secretária executiva de Desenvolvimento da Educação. 

    Cidades: Recife
    Assuntos: see, secti, sec mulher, cetene, programa futuras cientistas, abertura
    Compartilhe: Link para o post:
  • Exposição “Minha casa tem ciência?” E quase 30 oficinas e atividades fazem a programação de férias

    | Tecnologia

    minha casa tem ciência  

    Tem início, no dia 2 de janeiro, a programação de férias do Espaço Ciência. O destaque da programação é a nova exposição “Minha  Casa tem Ciência?”. Adquirida do Museu da Vida/RJ, ela mostra de forma lúdica e divertida a presença da Ciência em nosso dia-a-dia e em nosso lar.

    A exposição reproduz diferentes ambientes de uma casa e mostra, com experimentos, vídeos e ferramentas interativas, a Ciência nos alimentos, nos produtos de higiene, nos medicamentos, nos cuidados com a limpeza da casa ou das roupas, no amor e em muitas outras ações cotidianas.

    SAIBA MAIS SOBRE A EXPOSIÇÃO

    Além de todas as exposições e atrações permanentes do Museu, a programação de férias inclui quase 30 oficinas e atividades distribuídas ao longo do mês. Em média, são oferecidas duas a três oficinas por dia, cada uma delas com 25 vagas. Os interessados devem adquirir sua senha na Recepção, assim como senhas para as sessões de Planetário e passeio de barco.

    CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

    O Espaço Ciência, Museu Interativo de Ciência de Pernambuco faz parte da Secretaria  de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado. Funciona no Parque Memorial Arcoverde, de segunda a sexta de 8h às 12h e de 13h às 17h; e nos fins de semana, de 13:30h às 17h. A entrada no Museu é gratuita.e limitada até 16h.

    CONFIRA AS OFICINAS/ATIVIDADES:

    • Montando um barco de Motor Elástico (5 a 10 anos): Os visitantes serão convidados a construir um barco com materiais recicláveis e perceber como atua a força elástica na movimentação dos remos, unidos por uma liga.
    • Damas recicláveis (7 a 13 anos): Os participantes construirão um jogo de Damas com materiais recicláveis para se divertir com este jogo de estratégias.
    • Brincando com Edição de Fotos (10 a 14 anos): noções de edição de fotografias com uso do Photoshop
    • Aprendendo a voar (A partir de 7 anos): Que tal fabricar seu avião-pipa e aprender um pouco sobre a história da aviação e aerodinâmica?
    • Oficina de Nós (07 a 11 anos): O grupo “Escoteiros do Mar Duarte Coelho” ensina a conhecer e fazer diferentes tipos de nós: qual a utilidade de cada um deles?
    • Pioneira (11 a 16 anos): Mais uma atividade do grupo “Escoteiros do Mar Duarte Coelho”, com montagem de estruturas com bambus ou bastões de madeira
    • Aventura Pelo Corpo Humano (7 a 12 anos): Nesta oficina, os participantes descobrirão, de forma prática e divertida, sobre o funcionamento dos pulmões, a dureza dos ossos, os batimentos do coração, os cromossomos e a genética.
    • CSI- Investigação Criminal (A partir de 6 anos): Nesta atividade, cada participante se transforma em um perito e ajudará a elucidar  um crime, coletando impressões digitais, utilizando reagentes para observação, realizando extração de DNA, identificando manchas de sangue, fazendo teste de drogas e descobrindo se houve disparo de armas de fogo.
    • Matemágica (6 a 12 anos): Que tal aprender matemática com truques mágicos e Jogo da Memória?
    • Som no Copo (a partir dos 10 anos): Com materiais recicláveis, os participantes fabricarão amplificadores de som do celular e aprenderão sobre difração sonora
    • Brincando com os 3 R´s (A partir de 8 anos): em uma gincana divertida, os visitantes são estimulados a separar e reaproveitar o lixo.
    • Arco-iris: Branco ou Colorido? (A partir de 8 anos): Venha construir um disco de Newton e perceber como as cores se misturam e separam
    • Criando Mudas (Livre): Na oficina, os participantes aprenderão a construir mudas. PS: importante que cada um traga seu recipiente reciclado ou reutilizado
    • Construindo pilhas a partir de alimentos (A partir de 10 anos): Os participantes construirão pilhas usando moedas, parafusos e restos de alimentos.
    • Pesque e Aprenda (4 a 12 anos): Os visitantes poderão pescar um peixe no Espelho D’água, aprender um pouco sobre ele e depois devolvê-lo ao habitat
    • Diversão com Areia Cinética (a partir dos 8 anos): Nesta oficina, os participantes constroem uma areia cinética, daquelas que é possível moldar e dar formas, e aprendem sobre as propriedades de sólidos, líquidos e gases.
    • Introdução a Robótica (9 a 14 anos): Venha fazer circuitos eletrônicos por meio da plataforma Arduíno.
    • Sinais de Pista (11 a 16 anos): Ministrada pelo grupo “Escoteiros do Mar Duarte Coelho”, consiste em utilizar objetos encontrados no local para sinalizar trilhas.
    • Enxergando e Entendendo As Partes da Célula ( a partir de 7 anos): Que tal observar células ao microscópio e realizar atividades interativas sobre isso?
    • Comida Mateira (11 a 16 anos): O grupo “Escoteiros do Mar Duarte Coelho” ensina novas estratégias para preparar comida em acampamento
    • Jardim Sensorial (6 a 10 anos): Que tal aprender sobre as plantas usando cada um dos órgãos sensoriais?
    • Semáfora (11 a 16 anos): Em mais uma oficina do grupo “Escoteiros do Mar Duarte Coelho”, os visitantes aprenderão a usar bandeiras de sinalização e enviar mensagens a longas distâncias
    • Brincando de programar (10 a 14 anos): Com um software didático, os participantes têm noções de programação e criação de games
    • Plantando girassóis (6 a 10 anos): Aqui a meninada vai fazer arte e plantar girassóis.
    • Foguete de garrafa pet (7 a 14 anos): Venha construir e lançar seu foguete feito de garrafa pet
    • Observatório indígena (7 a 12 anos): Como os povos antigos acompanhavam as estações do ano? Venha construir seu próprio Observatório Indígena
    • Relógio solar (8 a 14 anos): Construa seu relógio solar e aprenda a saber as horas apenas pela posição do sol.
    Cidades: Recife
    Assuntos: secti, espaço ciencia, minha casa tem ciencia, exposiçao, programaçao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Espaço Ciência abre temporada de férias com nova exposição e muitas atividades

    | Tecnologia

    “Minha Casa tem Ciência?” Esta é a pergunta que nomeia a exposição que será inaugurada pelo Espaço Ciência no próximo dia 2. Em cada um dos ambientes, o visitante descobre que o lar de cada pessoa é um laboratório científico. A mostra é o destaque da programação de férias do Museu, que conta ainda com mais de 20 oficinas, além das atividades e acervo permanentes.

    A exposição é composta por sala, quarto do casal, quarto da criança, cozinha, banheiro e lavanderia. Em cada ambiente, é possível perceber o quanto estamos sempre rodeados de Ciência: na composição química dos produtos de higiene e de limpeza; nos tipos de fibra que formam cada vestimenta; nos pigmentos que compõem as tintas da parede; nos alimentos que preparamos e comemos; e até nas fezes deixadas no vaso sanitário.

    Para mostrar isso, a exposição utiliza estratégias diversas: vídeos, jogos, brincadeiras e experimentos. O visitante pode, por exemplo, deitar na cama do casal e assistir um vídeo que mostra a química do amor. Ou se divertir cantando no chuveiro, em um karaokê que fala de Ciência em divertidas paródias. E que tal escrever com uma tinta invisível? Ou medir o pH dos produtos de higiene? 

    Para o diretor do Espaço Ciência, Antonio Carlos Pavão, “Minha Casa tem Ciência” segue o objetivo do Museu, que é aproximar a população e o conhecimento científico, “ela revela a Ciência como algo que está bem próximo de nós, em nossa casa e em nosso cotidiano”, diz Pavão.

    Além das exposições e atrações permanentes do Museu, a programação de férias do Espaço Ciência  inclui quase 30 oficinas e atividades distribuídas ao longo do mês. Em média, são oferecidas duas a três oficinas por dia, cada uma delas com 25 vagas. Os interessados devem adquirir sua senha na recepção, assim como senhas para as sessões de Planetário e passeio de barco. 

    O Espaço Ciência, Museu Interativo de Ciência de Pernambuco faz parte da Secretaria  de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado e funciona no Parque Memorial Arcoverde, de segunda a sexta de 8h às 12h e de 13h às 17h; e nos fins de semana, de 13:30h às 17h. A entrada no Museu é gratuita e limitada até 16h.

    Cidades: Olinda
    Assuntos: secti, espaço ciencia, governo de pernambuco, programaçao de ferias
    Compartilhe: Link para o post:
  • Ampliação do Passe Livre vai beneficiar estudantes da UPE na Zona da Mata

    | Tecnologia

    Mais de 100 mil estudantes da rede estadual serão beneficiados, atendendo cotistas da UPE que residem na Região Metropolitana e estudam nos campi da Mata Norte ou Mata Sul

    O Governo de Pernambuco ampliou a cobertura do Programa Passe Livre, dando mais um passo para fortalecer a educação no Estado. Publicada em 14 de dezembro deste ano, de autoria do governador Paulo Câmara, a nova Lei do Passe livre (Lei nº 16.240/2017) passa beneficiar cotistas da Universidade de Pernambuco (UPE) dos Campi da Mata Norte ou Mata Sul que residem no Recife e Região Metropolitana (RMR). O programa beneficia também estudantes do ensino fundamental, médio e técnico que morem e estudem em instituições localizadas na RMR, atendendo mais de 100 mil alunos da rede estadual de ensino.

    A inclusão dos cotistas da UPE que estudam nos campi da Mata Norte e Sul na nova lei foi uma demanda identificada por um grupo de trabalho, coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que elaborou um Plano Estadual de Assistência Estudantil. Segundo membros do Diretório Central de Estudante da UPE (DCE/UPE), a medida era um dos pleitos principais por beneficiar os estudantes que moram na região metropolitana e usam o sistema de Vale Eletrônico Metropolitano (VEM).

    O secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonildo Sales, que presidiu o grupo de trabalho, ressalta que, com base nas reivindicações, foi feito um levantamento dos recursos necessários e encaminhado para a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), que validou junto ao Grande Recife Consórcio Metropolitano, órgão responsável pelo sistema VEM. “Após esse processo, a minuta de lei seguiu para a Alepe para apreciação dos deputados, posterior votação e a recente publicação”, explicou o secretário, ressaltando que a medida foi mais um esforço do Governo de Pernambuco para fortalecer a UPE.

    PASSE LIVRE - O passe é carregado com 44 créditos por mês, concedidos pelo Governo do Estado, válidos de segunda a sexta, durante o período letivo. Além disso, o estudante permanecerá com o benefício da meia passagem, podendo carregar até 26 créditos, totalizando 70 passagens por mês. A gratuidade está condicionada a alguns requisitos como frequência escolar comprovada do aluno na instituição de ensino e a utilização de no mínimo 50% dos créditos concedidos no mês anterior.

    Cidades: Recife
    Assuntos: secti, governo de pernambuco, paulo camara, programa passe livre, upe
    Compartilhe: Link para o post:
  • ITEP lança revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental

    | Tecnologia

    Com o objetivo de fomentar e divulgar estudos na área de meio ambiente, o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) lança a Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental. A nova publicação nasce do processo de revitalização da Revista Pernambucana de Tecnologia, veiculada pelo ITEP desde 1981. “A revista passou por uma profunda modernização a fim de conquistar inserção internacional”, afirma o diretor de marketing do ITEP, Osíris Fernandes.

    Pesquisadores do Brasil e exterior poderão contribuir com a revista, que ganha representatividade internacional. A publicação também passou a contar com um corpo editorial liderado pelo professor e pesquisador Gilvan Yogui, do Centro de Tecnologia e Geociências da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Outra novidade é que o fluxo de trabalho editorial (submissão, avaliação, edição e produção) passa a funcionar exclusivamente online no site revistas.itep.br, onde também estão disponíveis para leitura e download os artigos produzidos entre 2013 e 2015.

    A Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental reúne trabalhos nas áreas de Biotecnologia, Energias renováveis, Engenharia ambiental, Geociências, Meio Ambiente, Mudanças climáticas, Produção sustentável, Recursos naturais, Segurança Alimentar e Tecnologia de materiais. Para submeter um artigo ou conferir a publicação, acesse: revistas.itep.br.

    Assuntos: secti, itep, meio ambiente, revista, online
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de PE leva missão empresarial para Portugal e França

    | Tecnologia

    O Governo Paulo Câmara embarcou duas missões empresariais para a Europa com o objetivo de trocar experiências e até viabilizar novas oportunidades de negócios. Os profissionais do polo pernambucano de confecção e laticínios tiveram como destino, respectivamente, Portugal e França. A missão do setor de confecção foi acompanhada pela secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lúcia Melo, com o objetivo ainda de oportunizar a observação de diferentes metodologias, como o processo automatizado com o uso de robótica na produção do vestuário.

    O grupo visitou a empresa PoloPiquet, que possui uma produção verticalizada – em que se produz do fio às peças de confecção, e tem como principal cliente a Zara. Os empresários e pesquisadores também conheceram a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção de Portugal (ANIVEC), onde participaram de um workshop de encerramento que contou com a participação de interlocutores importantes para o setor têxtil na região do Porto/Portugal.

    Na França, a missão contemplou o conhecimento de modelos de associativismo, governança e gestão. O grupo conheceu a Maison du Lait, que reúne instituições relacionadas aos diferentes elos da cadeia produtiva do leite de vaca e cabra no País, incluindo associações, federações, cooperativas e produtores. Também visitou a organização que cuida da Apelação de Origem Protegida - selo de proteção da origem de alguns produtos, e a Confédération Générale de Roquefort (Confederação dos Produtores de Leite de Ovelha e Produtores de Roquefort).

    O grupo também visitou a incubadora de empresas Made Incubar, patrocinada por uma importante empresa têxtil e vestuário de Portugal, chamada Riopele, e o poder público local. “Acredito que a oportunidade trará um crescimento gigantesco no que se refere a área de governança. Estamos vivenciando e conhecendo novas formas de embalagens, comercialização e integração”, avaliou Humberto Freitas, produtor de queijo, do município de Brejão, no Agreste pernambucano, que retornou nesta semana.

    As missões estão alinhadas à Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para Pernambuco, elaborada pela Secti, favorecendo a articulação entre os atores do Sistema Pernambucano de Inovação e a troca de experiências global, valorizando as características territoriais. A iniciativa fez parte do Programa de Produção e Difusão de Inovações para a Competividade dos Arranjos Produtivos Locais do Estado de Pernambuco (ProAPL/BID) e do RIS3, em parceria com o Itep, Ministério da Integração e União Europeia. 

    Assuntos: secti, paulo camara, missao empresarial, europa, sistema pernambuco de inovaçao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Observatório da Sé tem programação especial na noite da Super Lua

    | Tecnologia

    Neste domingo, 3 de dezembro, a lua cheia estará em seu ponto mais próximo da Terra. Significa que estará maior e bem mais brilhante. É a chamada Super Lua. Para os que quiserem apreciar nosso satélite natural, o Observatório da Sé terá uma programação especial, com seresta e observação em telescópios.

    A equipe do projeto “Desvendando o Céu Austral”, da UFRPE, se junta ao grupo do Observatório da Sé. Significa que haverá outros dois telescópios disponíveis para observação. “Além de observar, o visitante também pode levar um registro fotográfico da Lua”, afirma Cleiton Batista, da Coordenação do Observatório da Sé.

    Em média, a distância Terra-Lua é de 382.900 quilômetros. Com a Lua no perigeu, ponto mais próximo da Terra, ela parece estar 7% maior e fica 30% mais brilhante. O ápice do perigeu será na madrugada do dia 4, às 5:43h. O Observatório estará aberto das 16 às 21h.

    Super Lua também influencia nas marés. Nas fases cheia e nova, as forças gravitacionais da Lua e do Sol se combinam para puxar a água do oceano na mesma direção. Em uma Super Lua Cheia, essas forças são maiores. Significa marés ainda mais altas e mais baixas, com gradientes que chegam a ser cinco centímetros superiores.

    Para observar a Lua a olho nu, o melhor momento é logo após seu nascimento, quando ela está pouco acima do horizonte e parece estar ainda maior e mais brilhante.

    Cidades: Olinda
    Assuntos: secti, espaço ciencia, super lua, observatorio da se, programaçao especia, projeto desvendando o ceu austral
    Compartilhe: Link para o post: