meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Intertek instala laboratório em Suape

    | Suape

    Intertek investe R$ 3 milhões em laboratório em Suape

    Reconhecido nacionalmente como um dos principais portos para movimentação de granéis líquidos (óleo diesel, gasolina, querosene de aviação, óleo bruto de petróleo, entre outros derivados de petróleo) do país, o Porto de Suape acaba de receber um novo empreendimento para o desenvolvimento deste setor. A empresa Intertek, iniciou a operação do seu primeiro laboratório de análises de combustíveis, químicos e gás GLP para as áreas de petróleo e derivados em Pernambuco. Credenciada como entidade certificadora pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a empresa opera contribuindo no controle de qualidade de toda a cadeia de movimentação e distribuição dos produtos que chegam no Porto e, por ela são analisados.

    A unidade está instalada na Avenida Portuária, nº 69, dentro da empresa Pandenor. O laboratório chega a realizar mais de mil análises por mês. “Nossa principal missão é garantir que o consumidor será atendido da melhor forma. A instalação da unidade garantiu mais rapidez na realização das análises. Agora, estamos ao lado do porto, o que garante menos tempo para o navio ficar atracado e, consequente, ganho na operação”, comentou João Lustosa da Silveira (na foto), Químico Industrial, que realiza as análises no laboratório da unidade.

    O investimento para a construção da unidade no Complexo Industrial Portuário foi de R$ 3 milhões. A nova unidade tem capacidade para o controle de um milhão de metros cúbicos e, nele já atuam 30 funcionários, todos pernambucanos. “Tendo em vista a notória contribuição do Porto de Suape para a movimentação de produtos no País, julgamos importante investir e contribuir para o controle de qualidade dos produtos movimentados”, comentou Carlos Velasco, diretor geral da empresa para América do Sul.

    Intertek - Estabelecidos em diversos portos do País, em regiões como Santos, Paranaguá e Salvador, os laboratórios da Intertek oferecem testes de controle de qualidade e expertise para identificação de possíveis de problemas, assegurando a conformidade do produto, processo ou equipamento de acordo com os requisitos definidos em normas, regulamentos ou especificações técnicas vigentes. Entre os clientes já atendidos pelo grupo estão as distribuidoras Temape; Teqmar; Pandenor; Raízen; Shell; Total e Ipiranga que já atuam no Estado.

    SUAPE - De janeiro a julho deste ano o Porto de Suape movimentou 12.665.565 milhões de toneladas movimentadas de cargas, deste total, os granéis líquidos representaram 9.211.893 milhões de toneladas. No primeiro semestre de 2017, os granéis líquidos foram responsáveis por 72% de toda a movimentação do atracadouro, com 3,85 milhões de toneladas e incremento de 6% ante 2016.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: suape, intertek, anp
    Compartilhe: Link para o post:
  • Movimentação de veículos cresce 38% em 2017

    | Suape

    Os números mostram que Suape deve fechar o ano com novo recorde, ultrapassando 70 mil unidades. Em 2016, foram movimentados 54.677 veículos.

    De janeiro a julho deste ano, 38.118 veículos foram importados e exportados pelo Porto de Suape, alcançando um crescimento de 38% em relação ao mesmo período de 2016. Só no mês passado, 4.628 automóveis entraram ou saíram pelo porto, registrando 14% de aumento perante julho de 2016. Os números mostram que Suape deve fechar o ano com novo recorde, ultrapassando 70 mil unidades. Em 2016, foram movimentados 54.677 veículos.

    O Porto de Suape vem se consolidando, nos últimos anos, como hub port de veículos para o Norte/Nordeste do país.  As montadoras GM, Jeep, Toyota e Volkswagen utilizam o ancoradouro como porta de entrada e saída dos seus automóveis, distribuindo para concessionárias da região ou exportando para países da América Latina. As importações são provenientes da Argentina e México, principalmente. Já os veículos exportados têm como destino os países Chile, Colômbia, Costa Rica e Peru, além da Argentina e México.

    Outro produto que teve destaque no mês de julho foi o trigo importado da Argentina pela empresa Bunge Alimentos. A mercadoria registrou aumento de 5,4%, somando 21.858 toneladas. No acumulado do ano, o cereal foi responsável pelo montante de 179.934 toneladas importadas da Argentina e Estados Unidos, marca 3,3% maior que o registrado de janeiro a julho de 2016.

    A administração do Porto espera, para os próximos anos, um aumento considerável na movimentação de grãos. Isso porque o Terminal de Açúcar da Agrovia do Nordeste, instalado na retroárea do Cais 5, foi incluído no pacote de novas concessões e investimentos do Governo Federal anunciado no último dia 24, por meio do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O terminal foi autorizado a realizar a movimentação de trigo, cevada e outros grãos, além do açúcar refinado.

    O terminal possui 72,5 mil metros quadrados e capacidade de movimentar 750 mil toneladas por ano. Para poder operar outras cargas, a Agrovia vai investir na instalação de novos equipamentos e ampliação da estrutura de armazenamento do terminal.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: suape, hub port
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape registra récorde na movimentação de contêineres em julho

    | Economia, Suape

    Suape

    Julho foi um excelente mês para a movimentação de contêineres no Porto de Suape. Pela primeira vez, desde outubro de 2011, o atracadouro ultrapassou os 40 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) em um único mês. Com isso, Suape segue firme no caminho para bater o récorde anual na movimentação de contêineres, registrado naquele mesmo ano (434 mil TEUs). Os produtos são movimentados no Tecon Suape, terminal privado instalado no atracadouro pernambucano.

    O crescimento foi puxado pelas operações de cabotagem (navegação entre portos de um mesmo país) que contabilizaram aproximadamente 27,7 mil TEUs, seguido pelas importações, com aproximadamente 8,8 mil TEUs. As exportações chegaram a 3,6 mil TEUs. Em peso bruto, a movimentação alcançou 469.349 toneladas e em unidades, 24.734 contêineres.

    Em julho de 2016, o registro da movimentação foi de 33.247 TEUs.

    “Comemoramos a notícia e estamos otimistas com os dados registrados. Temos a movimentação de graneis líquidos como carro-chefe e, por isso, é importante que alcancemos resultados expressivos nas demais cargas. Esse dado mostra que podemos diversificar nossas operações e que estamos sendo bem avaliados por grandes empresas marítimas que escolhem atracar seus navios em nosso porto”, ponderou o presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Marcos Baptista.  

    Semestre
    Os números da movimentação de contêineres também foram expressivos no primeiro semestre. De janeiro a junho de 2017, o porto pernambucano cresceu 22,9% na movimentação deste tipo de carga, quando registrou 220.305 mil TEUs movimentados, ante 179.260 mil TEUs do mesmo período em 2016. A marca entra para os maiores récordes já registrados desde o início da operação do Tecon Suape em 2002.

    No semestre, o incremento na movimentação se deveu, principalmente, às operações de cabotagem, que contabilizaram 154.438 mil TEUs. As importações também registraram números significativos, com 47.940 TEUs, seguido pelas operações de exportação com 17.927 TEUs

    Entre as principais mercadorias movimentadas nas cargas conteinerizadas estão os plásticos que lideram a lista com 451.995 mil toneladas; seguido pelos cereais com 240.998 mil toneladas; produtos químicos e orgânicos com 166.510 mil toneladas. Na sequência aparecem ferro fundido e aço com 119.166 mil toneladas; sal, enxofre, cal e cimento com 112.632 mil toneladas; bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres com 89.047 mil toneladas, entre outros. No total, o porto registrou a movimentação de 2.576.897 toneladas no primeiro semestre de 2017.

    Portos públicos
    No cenário nacional, Suape se manteve em 4º lugar entre os principais portos públicos na movimentação de contêineres nos seis primeiros meses do ano, com 220 mil TEUs. Em 1º lugar está o Porto de Santos com 1.391.101 TEUs movimentados, seguido pelo Porto de Paranaguá com 357 mil TEUs e, Rio Grande com 345 mil TEUs.

    Cidades: Ipojuca
    Assuntos: porto de suape, recorde, movimentacao de conteineres
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape oferta vagas para cursos do Projeto de Educação Ambiental

    | Meio Ambiente, Suape

     Suape Ambiental

    Já estão abertas as inscrições para os novos cursos do Projeto de Pedagogia Ambiental, realizado pela Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Complexo Industrial Portuário de Suape. São 90 vagas ofertadas, distribuídas nos cursos Livre de Educação Ambiental (30 vagas), Pedagogia Ambiental (30 vagas) e Gestão de Resíduos Sólidos (30 vagas).  As inscrições seguem até o preenchimento das vagas oferecidas gratuitamente e deverão ser feitas por e-mail (pea@suape.pe.gov.br) ou telefone: (81) 3527-5088. Podem se inscrever participantes com mais de 16 anos e com formação mínima a partir do Ensino Médio. Os alunos passarão por um processo de seleção e serão escolhidos de acordo com o perfil para cada curso.  

    Os interessados deverão ficar atentos ao calendário e as datas para não perder a oportunidade. As inscrições do curso Livre de Educação Ambiental encerram em 31/07 e as aulas já começam a partir de 01/08 (terça-feira), seguindo até 29/08. Já para o curso de Pedagogia Ambiental, acabam em 01/08. As aulas deste curso acontecem a partir de 02/08 (quarta-feira), seguindo até 30/08. O curso de Gestão de Resíduos Sólidos segue com as inscrições até 02/08, com o início das aulas previsto para 03/08 (quinta-feira) e, conclusão para 31/08. 

    Cada aluno receberá um certificado de 40 horas, além de material didático, camisa do projeto, alimentação (café da manhã e almoço) e transporte com saída do Centro do Cabo de Santo Agostinho e do Centro de Ipojuca.

    Em 17 de março deste ano, o Projeto Pedagogia Ambiental iniciou seu cronograma de atividades. Os cursos integram o Programa de Educação Ambiental de Suape, que vem sendo desenvolvido em atendimento ao EIA-RIMA Suape, à Política Nacional de Educação Ambiental, ao Programa Nacional de Educação Ambiental e ao Programa Estadual de Educação Ambiental de Pernambuco. Os conteúdos programáticos dos cursos e as oficinas são relacionados ao desenvolvimento da educação ambiental com enfoque nas questões socioambientais, conservação ambiental e recuperação dos recursos naturais de Suape.

    SERVIÇO

    Os interessados devem enviar e-mail para: pea@suape.pe.gov.br

    Local: Centro de Treinamento do Complexo Industrial Portuário de Suape – CETREINO
    Endereço: Rodovia PE-60, KM 10, Engenho Massangana, Ipojuca-PE (ao lado do Empresarial Porto de Suape)
    Mais informações: (81) 3527-5088
    Transporte: Cabo de Santo Agostinho (calçada da Justiça do Trabalho, na esquina da Rua do Supermercado Todo Dia -  próximo ao sinal de trânsito, às 7h30) e Ipojuca (em frente a Faculdade de Ipojuca, às 7h30).

     Suape Ambiental 

     

     

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: sdec, meio ambiente, projeto de pedagogia ambiental, suape,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo discute com BNDES solução para empréstimos ao Estaleiro Atlântico Sul

    | Suape
    img 3650
    Governador de Pernambuco saiu otimista da conversa com Paulo Rabello de Castro
     
    RIO - O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, assegurou nesta sexta-feira (07.07) ao governador Paulo Câmara que a instituição financeira federal encontrará soluções para os empréstimos ao Estaleiro Atlântico Sul (EAS), essenciais para o planejamento de curto e médio prazo do polo naval instalado no Complexo Portuário de Suape.

    "Viemos defender os empregos de mais de 6 mil pernambucanos e também o investimento que foi feito para receber o polo naval. Temos hoje uma mão de obra altamente qualificada, de nível mundial e que tem respondido a todos os desafios que são colocados. Por tudo isso o Atlântico Sul é uma âncora do pólo metalomecânico, essencial para o desenvolvimento de nosso Estado", afirmou Paulo.

    O governador esteve na sede do BNDES com o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry, o secretário de Planejamento e Gastão, Márcio Stefanni, e o deputado federal Fernando Monteiro. O polo naval de Pernambuco tem como principais empresas o EAS e o Estaleiro Vard Promar. Juntos, eles geram mais de 6 mil empregos diretos.

    De acordo com Paulo Câmara, as equipes técnicas do BNDES e do EAS também se reuniram nesta sexta-feira para construir um acordo que possibilite à instituição financeira efetuar os repasses de recursos do empréstimo obtido em 2009. "Nossa posição é na defesa de encontrar uma solução técnica que proteja os interesses do BNDES, mas também assegure a continuidade desse novo segmento da economia de Pernambuco, gerador de renda e de empregos de alta qualificação", argumentou o governador de Pernambuco.
    Cidades: Ipojuca
    Assuntos: bndes, eas, paulo camara, paulo rabello de castro, raul henry
    Compartilhe: Link para o post:
  • Código de Ética de Suape é apresentado aos colaboradores

    | Suape

    suape

    Os colaboradores da Empresa Suape participaram, na tarde desta quarta-feira (5/7), do lançamento do Código de Ética de Suape. A partir de agora, o documento será o instrumento de consulta e o guia da conduta profissional dos colaboradores, norteando o relacionamento entre os colegas e os demais públicos de interesse da empresa, como, por exemplo, os empreendimentos instalados no Complexo Industrial Portuário de Suape. A apresentação foi realizada no auditório localizado no Centro Administrativo e contou com a participação do Presidente do Complexo, Marcos Baptista Andrade, o vice-presidente, Marcelo Bruto, membros provisórios do Conselho de Ética e todos os colaboradores da empresa.

    Com a apresentação do Código, agora o processo de implantação do instrumento entra em uma nova fase com a eleição do Conselho Permanente de Ética. Os candidatos interessados podem começar a se inscrever a partir da próxima segunda-feira (10/7) até 20 de julho, quando o processo de inscrições acaba. Em 23 de julho, será divulgado a lista dos inscritos e, posteriormente, entre os dias 24, 25 e 26 de julho será realizada a eleição. A apuração dos resultados acontecerá em 27 de julho e, a posse dos conselheiros em 7 de agosto. Os membros serão eleitos para um mandato de três anos.

    O conselho será composto por 10 membros oficiais em exercício na empresa Suape, já incluído um presidente escolhido por voto direto dos membros oficiais e cinco suplentes, todos de reconhecida experiência profissional escolhidos na eleição. Dentre os membros oficiais, três devem ser funcionários efetivos da empresa Suape, em exercício das suas funções. Os eleitos deverão analisar e julgar, na forma prevista do respectivo Regulamento de Pessoal, casos, ações e medidas relacionadas com o Código, mantendo o sigilo das informações. A comissão também tem como responsabilidade atualizar, a cada cinco anos, o documento com o objetivo de promover sua adequação às possíveis mudanças ocorridas na sociedade, na tecnologia e, na própria Empresa.

    Durante o lançamento do código, o presidente do Complexo de Suape, Marcos Baptista, explicou que o documento é essencial em tempos onde a sociedade exige mais transparência na gestão pública. “Este é um importante instrumento de gestão para a melhoria dos nossos resultados e que deixa claro como Suape quer se apresentar para seus parceiros e outros portos. Acabamos por dar um passo importante para tornar a administração de Suape cada vez mais profissional e integrada com a sociedade. Ressalto também a minha satisfação por poder construir este documento com a participação de todos vocês”, comemorou Marcos.     

    O Código começou a ser elaborado em março de 2016 quando uma Comissão Provisória do Conselho de Ética foi criada. A equipe contou com a participação de representantes de diversas diretorias da empresa Suape, que analisaram e levaram em consideração os códigos de ética de outras instituições e literaturas sobre o tema. Camila Bacelar, bióloga da empresa Suape e presidente da comissão provisória de ética comentou sobre a elaboração do documento e todo o processo de aprendizado que adquiriu ao longo do processo. “Acredito que colocar em prática o Código de Ética é repensar nossas ações dentro da empresa. Em 2016, montamos um grupo e tomamos o cuidado de reunir pessoas com pontos de vista diferentes. No início, também contamos com a colaboração de quatro conselheiros da Secretaria da Fazenda, em especial de Valdeblan Siqueira, auditor da Sefaz com doutorado no assunto que nos passou dicas e orientações sobre o código de ética elaborado no órgão. Muitas reuniões foram realizadas, consultas e discussões riquíssimas para modelar e avaliar a cultura da empresa. Espero que todos se sintam representados”, comentou.

    É no código também que consta a visão, missão e valores da empresa construído em parceria com os colaboradores durante a elaboração do planejamento estratégico de Suape. “É importante enfatizar que o código é parte de um grande esforço organizacional que a empresa precisa fazer para avançar e adotar as melhores práticas corporativas. Desse esforço faz parte todo o trabalho de planejamento estratégico que está em curso em nossa empresa e vários outros projetos para melhorar a governança corporativa e o processo de gestão”, complementou Marcelo Bruto, vice-presidente de Suape.

    Assuntos: suape, codigo de etica, marcos baptista, sdec
    Compartilhe: Link para o post:
  • Antaq aprova ampliação da Decal em Suape, orçada em R$ 282,9 milhões

    | Suape

     Decon Suape

    A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) acaba de aprovar o projeto no valor de R$ 282,9 milhões para ampliação do parque de tancagem de granéis líquidos (óleo diesel, gasolina, querosene de aviação, óleo bruto de petróleo, entre outros derivados de petróleo) da empresa italiana Decal, instalada no Complexo Industrial Portuário de Suape. O projeto, que integra o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal, foi aprovado durante reunião ordinária na sede do órgão, em Brasília. 

    O texto segue agora para a Secretaria Especial dos Portos (SEP), onde será sancionado. De acordo com Jorge Lemos, administrador geral da Decal no Brasil, o segundo semestre de 2017 servirá para conseguir todas as licenças de construção e instalação do empreendimento. “Iremos iniciar a contratação e a elaboração do projeto executivo e, em paralelo, iremos agilizar todo o processo necessário para obter as licenças de construção e instalação do projeto com os órgãos anuentes. A previsão é iniciar as obras em janeiro de 2018, gerando mais de 200 empregos durante a construção”, comentou.

    A expansão contemplará o erguimento de oito novos tanques de armazenamento dos produtos. O atual terminal da Decal tem 12 tanques e capacidade de armazenar 156 mil metros cúbicos de granéis líquidos. Com a expansão, a empresa passará a ter capacidade de comportar até 391,8 mil metros cúbicos. "Chegamos em Suape em 2001 e iniciamos as operações em 2005. Agora, começamos um novo momento em nossa história, com o aumento de capacidade e de performance, fazendo com que a empresa atinja outro patamar de operação e logística, atendendo aos mais rígidos padrões internacionais", comentou, Jorge.

    A Decal atende o mercado local e parte do mercado do Norte e Nordeste. O principal cliente da empresa em Suape é a Petrobras. “Existe uma considerável demanda reprimida em relação ao armazenamento de granéis líquidos. Essa autorização não poderia vir em melhor hora”, reforçou Jorge.

    Suape ocupa a primeira colocação na movimentação de granéis líquidos entre os portos públicos do Brasil e é responsável pelo abastecimento de combustíveis em todo o Norte e Nordeste. No primeiro semestre de 2017, os granéis líquidos foram responsáveis por 72% de toda a movimentação do atracadouro, com 3,85 milhões de toneladas e incremento de 6% ante 2016. "Esse investimento aumentará a chegada de navios ao Porto de Suape, o que irá refletir no crescimento da movimentação dos granéis líquidos que é o principal produto movimentado por Suape. Ganha a empresa e ganha a operação do porto", comentou Marcos Baptista, presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape.

    Outros investimentos
    Em fevereiro, a empresa Pandenor Importação e Exportação, também instalada no Porto de Suape, anunciou o investimento de R$ 70 milhões para a ampliação do seu parque de tancagem. A empresa está construindo oito novos tanques de armazenagem de granéis líquidos, para aumentar sua capacidade em 60 mil metros cúbicos.

    Após a expansão, o terminal da Pandenor terá capacidade para armazenar 122 mil metros cúbicos de combustíveis líquidos. As obras já foram iniciadas e devem ser concluídas em julho de 2018. A autorização foi publicada no Diário Oficial da União, em janeiro, no mesmo ato que prorrogou, antecipadamente, o contrato de arrendamento da Pandenor com Suape por mais 25 anos, expirando agora em janeiro de 2044.

    Fotos: Suape/Divulgação

    Assuntos: suape, sdec, antaq, decal, amplicação, ppi, Jorge Lemos,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Complexo de Suape arrecada doações para vítimas das chuvas

    | Suape

     

    Localizado no Litoral Sul de Pernambuco e próximo aos municípios da Zona da Mata Sul do Estado, o Complexo Industrial Portuário de Suape está engajado na coleta de doações para os municípios da Zona da Mata Sul de Pernambuco, uma das áreas mais atingidas pelas fortes chuvas dos últimos dias.

    É possível ajudar as famílias desabrigadas de municípios como Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso e São Benedito do Sul, todos com estado de calamidade decretado pelo Governo do Estado, doando colchões, roupas, agasalhos, água potável, alimentos não perecíveis prontos para consumo e produtos de higiene pessoal.

    As doações podem ser feitas de segunda a sexta, das 7h30 às 16h, no Empresarial Porto de Suape – Governador Eduardo Campos, Centro Administrativo de Suape, localizado no Km 10, Rodovia PE-60, Engenho Massangana - Ipojuca – PE. Mais informações no telefone (81) 3527-5069 ou e-mail comunicacao@suape.pe.gov.br.

     

    CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO | COMPLEXO DE SUAPE

    Endereço: Km 10, Rodovia PE-60, Engenho Massangana - Ipojuca – PE

    Horário: Segunda a Sexta, das 7h30 às 16h

    Informações: (81) 3527-5069 / comunicacao@suape.pe.gov.br

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape abre as inscrições para o Curso Livre de Educação Ambiental

    | Educação, Meio Ambiente, Suape

     

    Já estão abertas as inscrições para o Curso Livre de Educação Ambiental, realizado pela Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Complexo Industrial Portuário de Suape, por meio do Projeto Pedagogia Ambiental. As inscrições duram até o preenchimento das 30 vagas oferecidas e são gratuitas. Podem se inscrever participantes com mais de 16 anos e com formação mínima a partir do Ensino Médio.

    O curso começa em 31 de maio e segue até 21 de junho, com aulas ministradas sempre às quartas-feiras, das 7h30 às 16h30, no Centro de Treinamento do Complexo. Cada aluno receberá um certificado de 40 horas, além de material didático, camisa do projeto, alimentação (café da manhã e almoço) e transporte com saída do centro do Cabo de Santo Agostinho e do centro de Ipojuca.

    Em 17 de março deste ano, o Projeto Pedagogia Ambiental iniciou seu cronograma de atividades. No total, são 120 vagas ofertadas, com turmas de 30 alunos para cada uma das capacitações: Curso Livre de Educação Ambiental; Curso de Pedagogia Ambiental; Curso de Gestão de Resíduos Sólidos - A experiência de Suape; e o Curso Nascentes - Educação ambiental para conservação do nascer das águas.

    Os cursos integram o Programa de Educação Ambiental de Suape, que vem sendo desenvolvido em atendimento ao EIA-RIMA Suape, à Política Nacional de Educação Ambiental, ao Programa Nacional de Educação Ambiental e ao Programa Estadual de Educação Ambiental de Pernambuco.   

    Os conteúdos programáticos dos cursos e as oficinas são relacionados ao desenvolvimento da educação ambiental com enfoque nas questões socioambientais, conservação ambiental e recuperação dos recursos naturais de Suape.

    SERVIÇO
    Local: Centro de Treinamento do Complexo Industrial Portuário de Suape – CETREINO
    Endereço: Rodovia PE-60, KM 10, Engenho Massangana, Ipojuca-PE (ao lado do Empresarial Porto de Suape)
    Mais informações: (81) 3527-5088
    Os interessados devem enviar e-mail para: pea@suape.pe.gov.br
    Duração: 31/05/17 a 21/06/17 
    Horário: 7h30 às 16h30.
    Transporte: Cabo de Santo Agostinho (calçada da Justiça do Trabalho, na esquina da Rua do Supermercado Todo Dia -  próximo ao sinal de trânsito, às 7h30) e Ipojuca (em frente a Faculdade de Ipojuca, às 7h30)

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: Suape, curso livre de educacação ambiental, projeto pedagogia ambiental,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Las Palmas e Suape discutem aumento das exportações pernambucanas para África e Europa

    | Suape


    As principais mercadorias a serem comercializadas para os destinos seriam as frutas, produzidas no Vale do São Francisco, e o açúcar das usinas das Matas Sul e Norte do Estado. 

    O Presidente da Autoridade Portuária de Las Palmas (Espanha), Luis Ibarra Betancort, esteve reunido com setores estratégicos da economia pernambucana e com a equipe do Porto de Suape para discutir o aumento das exportações do estado para os continentes africano e europeu, utilizando o atracadouro espanhol como porta de entrada para os produtos pernambucanos. As principais mercadorias a serem comercializadas para os destinos seriam as frutas, produzidas no Vale do São Francisco, e o açúcar das usinas das Matas Sul e Norte do Estado. A agenda foi uma continuidade da parceria firmada este ano, durante a 23ª Intermodal South America, onde os executivos dos dois portos assinaram um convênio de colaboração com o objetivo de construir relações de negócios entre os atracadouros.

    “Temos muito interesse no mercado Sul-americano. Somos um porto que está trabalhando muito bem com a África e a Europa. Gostaríamos que o setor exportador brasileiro confiasse em nós para entrar no mercado africano. É um continente imenso, com muitas possibilidades, e portanto, Suape é o porto mais próximo a Las Palmas. O que queremos é desenvolver os portos conjuntamente”, explicou Betancort. Ainda de acordo com o executivo, o Brasil exporta muito pouco para a África, um mercado em expansão e que poderia ser mais explorado pelos produtores daqui.

    O representante das usinas Trapiche (PE) e Serra Grande (AL), Saulo Barros Pereira, saiu muito entusiasmado do encontro. A produção açucareira regional possui uma demanda crescente no mercado africano e a possibilidade dos navios que saem carregados de Suape fazerem transbordo em Las Palmas, e de lá seguirem em navios menores para os portos africanos, vai aumentar as exportações de açúcar. Em 2016, o Porto de Suape exportou 73,6 mil toneladas de açúcar ensacado, das quais 44,5 mil foram para a África.    

    Para que a movimentação entre Suape e Las Palmas cresça, será necessária a criação de linha de navegação direta e regular. Este foi o objetivo da conversa com a representante comercial da Hamburg Süd, Ana Filgueira. A companhia é um dos armadores que operam a navegação de longo curso (entre continentes) em Suape. A conexão direta entre Suape e Las Palmas reduziria para 9 dias o transit time (viagem), bem mais vantajoso para aqueles que usam o Porto de Santos como porta de saída, de onde o navio demora 32 dias para chegar a Las Palmas.

    “Suape é o porto com melhor localização para importarmos os produtos para a África e Europa e quem vem crescendo nos últimos anos”, justifica o presidente da Autoridade Portuária de Las Palmas. Nesse mesmo sentido, Las Palmas está a apenas 90 milhas de distância do continente africano, fazendo com que os produtos, sobretudo as frutas que possuem um curto tempo de maturação, cheguem mais rápido aos consumidores.

    CONTÊINERS - A comitiva também conheceu as instalações do terminal de contêineres Tecon Suape, onde foram recepcionados pelo presidente Luis Cao. Ao final do encontro, o presidente de Suape, Marcos Baptista, presenteou o presidente do porto espanhol com uma medalha de Suape e uma peça de artesanato produzida por Zezinho de Tracunhaém.

    “Vemos boas perspectivas para os produtos de Pernambuco nos mercados africano e europeu para serem exportados via Suape e distribuídos através do Porto de Las Palmas. Essa parceria renderá bons frutos para a economia pernambucana”, comemorou Baptista. 

    Em 2016, o atracadouro espanhol movimentou mais de 23 milhões de toneladas. É lá que operam as principais companhias petrolíferas da região, o que acaba por resultar na liderança do abastecimento de combustíveis no meio atlântico-oriental. Na movimentação de contêineres, o porto é o 4º na movimentação do ranking entre os portos espanhóis, tendo registrado 914,5 mil TEUs em 2016. Las Palmas também é um porto tradicional na rota dos navios de cruzeiro, com um volume de mais de um milhão de passageiros entre turistas e tráfego doméstico. As ilhas Canárias recebem entre 14 e 15 milhões de turistas por ano. Por isso, quase todas as mercadorias e alimentos que chegam no arquipélago são importados para atender a demanda.

    SUAPE - Com 38 anos de existência, o Complexo Industrial Portuário de Suape conta com mais de 100 empresas instaladas e em processo de implantação em seu território de 13,5 mil hectares. Esses empreendimentos somam mais de R$ 50 bilhões em investimentos privados, empregando um total de 18 mil trabalhadores diretamente. Suape está conectado aos principais portos do mundo. Em 2016, o atracadouro contabilizou 22,74 milhões de toneladas de cargas movimentadas, encerrando o ano com crescimento de 15% em relação a 2015. Essa taxa de crescimento foi a maior entre os 10 maiores portos públicos do país, o que alavancou Suape para a 5ª posição no ranking nacional. No primeiro trimestre deste ano, a movimentação geral de cargas somou 5,38 milhões de toneladas e subiu 12% em comparação com o primeiro trimestre de 2016.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: Suape, sdec, las palmas, exportações, africa, Matas Sul e Norte, Trapiche (PE), Serra Grande (AL)
    Compartilhe: Link para o post: