meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Projeto Tô na Feira promove integração e fomenta o empreendedorismo em Suape

    | Suape

    Frutas e hortaliças livres de agrotóxicos, plantas de diversos tipos, doces, geleias, licores, pães, bolos, mel, artesanatos, cosméticos derivados de argila, sabão ecológico e até pufes. A produção de agricultores e artesãos das 11 comunidades localizadas no território de Suape é imensa e vem sendo estimulada pela empresa Suape por meio de um evento que já entrou para o calendário do complexo portuário: o projeto Tô na Feira, que chega à sua oitava edição no próximo dia 12/06, no Centro Administrativo de Suape, das 8h às 15h.

    Participam do evento cerca de 40 agricultores e artesãos das comunidades de Massangana, Vila Nazaré, Vale da Lua, Gaibu, Engenho Algodoais, Vila Claudete, Vila Dois Irmãos, Engenho Boa Vista, Vila Cepovo, Assentamento Valdir Ximenes e Assentamento Bruno de Albuquerque Maranhão. Os expositores vendem seus produtos para os colaboradores da administração de Suape e trabalhadores das empresas do Complexo, que são convidados a participar da feira. Há produtos de R$ 0,50 a R$ 100 e muitos aceitam cartão de crédito.

    “O projeto começou em novembro de 2017, com o objetivo de fortalecer a relação com os moradores locais, desenvolver a sustentabilidade ambiental e social das famílias do território e dar oportunidade para os agricultores e artesãos divulgarem e comercializarem seus produtos, gerando renda e fomentando o empreendedorismo”, afirma o diretor de Gestão Fundiária e Patrimônio de Suape, Sebastião Pereira Lima. “Estamos estudando outras iniciativas para ajudar a aumentar essa produção e a clientela”.

    O “Tô na Feira” disponibiliza 19 barracas, que podem ser divididas para dois expositores. Em 2018, foram executadas outras seis edições, sempre com temas ligados ao mês de realização e uma atração musical. Este mês, o tema é o São João e quem vai animar o evento é o sanfoneiro Ricardo Lima. Nas últimas edições, cerca de 200 pessoas circularam pela feira. E a expectativa é que esse número cresça. Quem comprar acima de R$ 40 receberá uma ecobag de brinde.

    SERVIÇO: Projeto Tô na Feira

    Data: 12/06/2019

    Horário: 8h às 15h

    Local: Centro Administrativo de Suape – Rodovia PE-60, Km 10, s/n, Engenho Massangana, Ipojuca-PE

    Assuntos: sdec, porto de suape, projeto to na feira, empreendedorismo
    Compartilhe: Link para o post:
  • Porto de Suape inaugura novo Centro de Prontidão Ambiental

    | Suape

    Equipamento é pioneiro no Brasil em ações de prevenção e identificação de potenciais riscos antes de acontecer incidentes com derramamento de óleo no mar 

    No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta quarta-feira (5), o Porto de Suape inaugurou o novo Centro de Prontidão Ambiental – Base Mar, que funciona 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana e feriados. O equipamento está localizado no Cais 0, dentro da área conhecida como porto interno e próxima à Torre de Controle. O antigo centro funcionava na Praia de Suape, a seis quilômetros do porto, e possuía uma estrutura menor do que o atual. Com a mudança de local, o tempo de resposta das ações de contingência em caso de derramamento de óleo ou outras substâncias nocivas no mar cairão de 15 para 10 minutos. A nova estrutura é a maior base de atendimento dos portos públicos do país.

    “O Porto de Suape está na vanguarda com a maior infraestrutura do Brasil dedicada ao atendimento de emergências com óleo e substâncias perigosas no mar. Como líder em movimentação e armazenamento de granéis líquidos no país, Suape precisava montar uma estrutura de prevenção e ação à altura da sua importância, com ações mais abrangentes do que manda a própria legislação ambiental.  É o primeiro porto a contar com ações de prevenção, identificando potenciais riscos e agindo antecipadamente a qualquer possível derramamento de óleo ou outras substâncias”, comentou Leonardo Cerquinho, presidente do Porto de Suape.

    O novo prédio foi montado utilizando um material típico de áreas portuárias cada vez mais visto em construções: os contêineres. São nove deles, divididos em área de armazenamento de equipamentos, oficina, banheiro, dormitório, escritório com vista panorâmica para todo o porto e sala de reunião. O centro conta com apoio de duas embarcações e uma lancha rápida, além de um dique flutuante para acesso direto às embarcações, o que permite o carregamento e descarregamento de materiais de forma imediata, para impedir contaminação. No total, 19 pessoas treinadas em procedimentos internacionais de resposta trabalham no local, divididas em quatro equipes em regime de plantão.

    No escopo de atuação da equipe do Centro estão a realização de inspeções por mar e terra em todos os terminais e áreas comuns do porto, com ou sem navio atracado; observação das condições gerais quanto aos cercos preventivos; identificação da presença de vazamento, resíduo ou corpo estranho no mar; reconhecimento das condições inseguras e outras situações que possam impactar no funcionamento geral do Porto.

    O trabalho das equipes envolve várias atividades, como vistorias terrestres nos cais e Píeres de Granéis Líquidos (PGLs). O grupo analisa cada operação dos navios e fatores relacionados com a saúde ambiental e de contaminação em terra, como as posições das escadas e a amarração das rateiras nos cabos dos navios. Nessa vistoria, também é observada a colocação das boias de contenção ao redor das embarcações. Em caso de irregularidade, a equipe registra tudo em formulários e repassa os detalhes à Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, para que sejam tomadas as medidas necessárias. 

    Já no ambiente marítimo, lanchas acompanham as operações de atracação durante todo o processo, com registro fotográfico. Além de monitorar toda a movimentação, uma vistoria de três em três horas é realizada por terra em toda a área do porto. O centro, que terá custo anual de R$ 2,3 milhões, também atenderá à execução do Plano de Emergência Individual (PEI) e Plano de Área, que são os documentos e mecanismos a serem adotados individualmente e em grupo, em caso de incidentes.

    Assuntos: sdec, porto de suape, centro de prontidao ambiental
    Compartilhe: Link para o post:
  • Segundo dia da Semana de Meio Ambiente de Suape é marcado por plantio de mudas no Engenho Tiriri

    | Suape

    Uma área de transição entre a mata e o mangue, com substrato arenoso e argiloso. Esta foi a área de restinga escolhida no Engenho Tiriri, no Cabo de Santo Agostinho, para o plantio de 15 espécies diferentes de mudas. A ação, realizada nesta terça-feira (04), fez parte da programação da Semana de Meio Ambiente de Suape, que vai até a próxima sexta-feira (07) e é coordenada pela equipe da Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Complexo. O intuito foi garantir a preservação ambiental na área com a participação de públicos com os quais Suape interage, como pescadores e alunos do Projeto de Pedagogia Ambiental.

    “A ação de hoje é muito importante de um ponto de vista integrador, pois estamos aqui com a participação dos pescadores do entorno e com alunos dos cursos do Projeto Pedagogia Ambiental. Dentro da questão ambiental, esse evento é importante, pois plantar árvores é algo muito nobre e nós estamos fazendo algo nobre hoje”, disse o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, Carlos Cavalcanti.

    Quem participou aprovou a ação que disseminou a informação do plantio correto de mudas e que pode ajudar a preservar o futuro de uma região. “A iniciativa vai gerar um benefício imenso para todos nós e futuramente para os nossos filhos”, ponderou o pescador Jenerson José da Silva. Foram plantadas 330 mudas numa área de dois mil metros quadrados.

    Não é de hoje que Suape vem atuando na capacitação de pessoas na área ambiental. Durante o plantio, Alfredo Ferraz, ex-aluno do Projeto Pedagogia Ambiental, agradeceu pelo conhecimento adquirido ao longo dos anos de 2017 e 2018, que o ajudou em sua vida profissional. “Participar dos cursos foi um despertar ambiental. Através deles, pudemos replicar o aprendizado e inauguramos a compostagem e a sementeira do município de Sirinhaém”, disse Alfredo, que é funcionário da Secretaria de Meio Ambiente daquele município.

    As espécies de mudas escolhidas para o plantio são provenientes da Mata Atlântica e cultivadas no Viveiro Florestal de Suape. O espaço conta com 76 espécies. Para o plantio na área de restinga, foram usadas as espécies: amescla- de-cheiro, angelim, aroeira-da-praia, brasa-apagada, cupiúba, embiriba, estradador, jenipapo-bravo, ingá, murici, mutamba, orelha-de-burro, oiti-da-praia, pau-brasil e sucupira.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca
    Assuntos: sdec, suape, semana do meio ambiente
    Compartilhe: Link para o post:
  • Recife sedia evento nacional sobre prevenção de acidentes no sistema portuário

    | Suape

    A capital pernambucana sediará, de 11 a 13 de junho, o V Congresso Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho Portuário e Aquaviário, realizado pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), entidade vinculada ao Ministério da Economia. Com o tema central “O trabalho seguro e saudável num cenário de profundas transformações sociais e econômicas”, o congresso acontece pela primeira vez no Nordeste e terá entrada franca e pretende reunir participantes de todo o país.

    O objetivo é de promover o intercâmbio de informações técnico-científicas relativas à segurança e saúde no trabalho portuário e aquaviário e suas interfaces com as inovações tecnológicas. Além de socializar as experiências exitosas sobre prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho nesses setores econômicos, avaliar e debater o nível de aplicação das Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho Portuário (NR-29) e no Trabalho Aquaviário (NR-30). Os três dias de programação contemplam conferências, painéis, mesas-redondas e trabalhos orais, totalizando 49 temas diferentes.

    A programação traz diversos especialistas com atuação no setor portuário e aquaviário por meio de pesquisas, fiscalização, ações em saúde e segurança no trabalho, entre outras experiências. Na abertura, haverá duas conferências sobre questões emergentes da Segurança e Saúde no Trabalho Portuário com o mestre em Saúde Coletiva, Tecnologista da Fundacentro Espírito Santo, Antônio Carlos Garcia, e com o procurador do Trabalho da 1ª Região/RJ, Augusto Meirinho, que atua na Coordenadoria Nacional do Trabalho Portuário e Aquaviário do Ministério Público do Trabalho (MPT). Ele apresentará questões abrangentes sobre a SST Portuário e Aquaviário. Ainda no primeiro dia, estão previstas discussões sobre capacitação e qualificação dos trabalhadores portuários e gerenciamento de riscos operacionais em terminais de contêineres, além da apresentação de E-pôsteres e trabalhos orais.

    No dia 12 de junho, as palestras, pela manhã, abordarão a atuação da Comissão Permanente Nacional Portuária e a Aplicabilidade da NR 29; segurança nas hidrovias; uniformização e atualização das cargas perigosas; transporte aquaviário e planos de emergência, além de acidentes por escalpelamento. No período da tarde, os temas serão: a contribuição normativa da Marinha, o trabalho em navios de cruzeiros, apresentação de E-pôsteres e trabalhos orais.

    No último dia pela manhã, serão tratadas questões como a fiscalização do trabalho aquaviário, as condições de trabalho nas atividades da pesca e mergulho, acidentes do trabalho no setor pesqueiro, aposentadoria especial dos trabalhadores portuários, SST nas plataformas de petróleo, organização do trabalho e sofrimento psíquico, além da apresentação de trabalhos orais. Já no período da tarde, haverá apresentação de trabalhos e conferência de encerramento com duas palestras. A primeira sobre saúde do trabalhador portuário e aquaviário pela coordenadora geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Karla Baêta.

    Serviço
    V Congresso Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho Portuário e Aquaviário

    Período
    11 a 13 de junho de 2019
    Sessão solene de abertura no dia 11 às 9h30

    Onde
    Mar Hotel Conventions
    Rua Barão de Souza Leão, 451, Boa Viagem, Recife - PE

    Informações/inscrições
    (81) 3427-4775/3427-4566
    eventos.crpe@fundacentro.gov.br
    www.fundacentro.gov.br/v-congresso-portuario-aquaviario 

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdec, suape, congresso
    Compartilhe: Link para o post:
  • Match Day Suape reúne empresas do complexo, startups e ecossistema de TIC

    | Suape

    match day

    O primeiro Match Day de Suape reuniu um time de 23 startups que apresentaram soluções tecnológicas para vários tipos de desafios enfrentados pelas empresas do Complexo de Suape. O evento, realizado nesta sexta-feira (31) no Porto Digital, foi promovido pela Softex com co-realização do porto e apoio do Ecossistema de Tecnologia do Estado através do Porto Digital, Assespro, Softex, Seprope, Manguez.AL e Cesar. Participaram as empresas Tecon Suape, Pamesa, Concessionária Rota do Atlântico, Frompet e Localfrio.

    “Queremos identificar alguns projetos para iniciativas importantes que nós precisamos adotar. Muitas das soluções que já estão prontas se aproximam do que necessitamos. Mas precisamos trazer essas startups para dentro de Suape, estudar e verificar as soluções que podem ser desenvolvidas em conjunto e, a partir daí projetar essas startups para outros portos do Brasil, tendo Suape como referência. Vamos fazer dos processos de inovação, dos produtos que forem desenvolvidos de toda rede, um modelo para ser lançado, auxiliando o ecossistema de inovação a ter acesso às empresas do Complexo”, explicou Leonardo Cerquinho, presidente de Suape.

    No período da manhã, a programação contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, que fez a abertura do evento. Para o secretário, é um momento muito importante para pensar nos desafios e oportunidades do Complexo de Suape. “Se a gente não buscar a inovação e melhorar no dia a dia o que fazemos, o que devemos fazer, a gente tá fadado ao fracasso”, concluiu. Na sequência, o painel Ecossistema trouxe Sérgio Cavalcante, pesquisador e professor da UFPE; Vítor Hugo, da Manguez.Al; e Cristiano Araújo, professor e pesquisador do Centro de Informática (CIn) da UFPE, que falaram sobre cultura de inovação.

    Ainda pela manhã, o painel Keynote Inovação foi apresentado por Teco Sodré, empreendedor e investidor de ecossistema. As instituições de pesquisa científica e tecnológica participaram do painel Desenvolvimento de Soluções a Longo Prazo que reuniu o CIn, Instituto Senai de Inovação, Instituto de Inovação e Tecnologia da UPE e o Cesar. A programação do primeiro bloco foi encerrada com um tour pelo Porto Digital.

    A tarde foi dedicada à apresentação das startups que mostraram suas soluções tecnológicas e inovação para os desafios vivenciados pelas empresas. Entre os vários projetos e produtos mostrados, muitos já disponíveis no mercado, foram apresentados cases sobre controle de temperatura de ambientes fabris; segurança e manobra dos navios; controle de acesso; leitores de energia; inspeção e treinamento; inteligência e gestão de supply chain, entre outros.

    “Diante do sucesso do Match Day e do interesse de mais de 40 startups em participar, podemos concluir que teremos outros eventos similares neste ano. Vamos trabalhar para trazer mais eficiência e inovação ao porto”, comemorou Ed Dantas, gerente de Inovação de Suape.

    Assuntos: sdec, suape, match day
    Compartilhe: Link para o post:
  • Complexo de Suape comemora Semana do Meio Ambiente com programação variada

    | Meio Ambiente, Suape


    Com o tema “Suape em Ação Sustentável”, a administração do Complexo Industrial Portuário de Suape realiza, de 03 a 07 de junho, mais uma Semana do Meio Ambiente. Neste ano, a programação engloba diversas atividades com a participação das comunidades, estudantes, colaboradores de Suape e parceiros. Estão previstas atividades ao ar livre, como plantios; palestras; lançamento de campanha interna para redução do consumo de copos descartáveis; inauguração do Centro de Prontidão Ambiental na área portuária; assinatura de convênio para realizar estudos visando a criação de três unidades de conservação e debate sobre economia circular e logística reversa no território de Suape.

    A abertura da semana será na próxima segunda-feira (03). O presidente de Suape, Leonardo Cerquinho, recebe as empresas do complexo, colaboradores internos e parceiros no auditório do Centro Administrativo, a partir das 9 horas, para fazer o lançamento do Boletim da Qualidade Ambiental do Porto de Suape. O instrumento é mais um passo de transparência da gestão relativo às ações ambientais, garantindo o acesso às informações públicas. Nele, vão ser publicados os resultados do monitoramento ambiental, apontando os aspectos relativos à qualidade de água e do sedimento, além da caracterização da biota marinha. O primeiro dia será encerrado com apresentações sobre o funcionamento do Centro de Prontidão Ambiental (a ser inaugurado no dia 05) e sobre os resultados dos monitoramentos ambiental e meteoceanográfico.

    Na terça-feira, será realizada atividade com a comunidade pesqueira e estudantes do Projeto de Pedagogia Ambiental de Suape pela manhã. A programação contempla o plantio de 300 mudas de espécies frutíferas em área de restinga no Engenho Tiriri e deve reunir cerca de 50 pessoas. A área a ser recuperada possui dois mil metros quadrados. Outro plantio voluntário está programado para o dia 05/6, mas desta vez com 500 mudas de espécies nativas de Mata Atlântica e envolvendo os colaboradores da administração de Suape. A área a ser restaurada fica no Engenho Algodoais, dentro da Zona de Preservação Ecológica, e tem três mil metros quadrados. As mudas utilizadas nos plantios foram produzidas no Viveiro Florestal de Suape.

    No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 05 de junho, e terceiro dia da programação, o Porto de Suape ganhará seu novo Centro de Prontidão Ambiental – Base Mar. O equipamento está sendo instalado no Cais 0, na área portuária, e vai contar com nova estrutura de atendimento de resposta a emergências envolvendo incidentes com derramamento de óleo no mar. O centro funcionará 24 horas por dia e garantirá mais rapidez e qualidade no atendimento em caso de eventos dessa natureza, que, embora não tenham registros de ocorrências de grande porte em Suape, são passíveis de acontecer em uma área portuária. O serviço já funciona atualmente, mas na Praia de Suape e com estrutura menor. A inauguração acontece às 9 horas.

    No penúltimo dia, será realizado debate sobre economia circular e logística reversa no território de Suape. Foram convidadas as instituições Empesa, Centro de Recondicionamento de Computadores Marista e Refazenda para abordar ideias e oportunidades e apresentar seus casos de sucesso. As palestras começam às 9 horas, no auditório do Centro Administrativo de Suape.

    Na sexta-feira (07), será lançada a campanha interna de sustentabilidade “Consumo Zero” para redução do uso de copos descartáveis, papel, água, energia e plástico. O objetivo da campanha é de despertar a conscientização ambiental dos colaboradores não só no ambiente de trabalho, mas também em casa.

    O encerramento da semana será com a assinatura de convênio entre a administração de Suape e a Fadurpe para elaboração de diagnóstico socioeconômico e ambiental visando a criação de três unidades de conservação (UCs). As UCs a serem criadas serão Cocaia, Ilha dos Martins e Tiriri com objetivo de preservar esses remanescentes que se encontram vulneráveis às ações de degradação e invasão. O estudo vai apontar qual o Plano de Manejo adequado a cada área e a categorização das UCs. A assinatura do documento acontece às 9h30, no auditório do Centro Administrativo.

    “Nesta edição da Semana de Meio Ambiente, queremos mostrar o quanto o Complexo de Suape está atento à questão da preservação ambiental e vem desenvolvendo ações de sustentabilidade. Estamos buscando parcerias com instituições acadêmicas, de pesquisas, com as empresas, comunidades e todos aqueles que estão próximos ao Complexo para que juntos possamos construir projetos cada vez mais sustentáveis”, comentou o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, Carlos Cavalcanti.

    SERVIÇO: Semana de Meio Ambiente de Suape
    De 03 a 07 de junho de 2019

    PROGRAMAÇÃO

    Segunda-feira (03/6)
    9h – Abertura – Leonardo Cerquinho, presidente de Suape
    9h15 – Lançamento do Boletim de Qualidade Ambiental do Porto de Suape – Carlos Cavalcanti, diretor de Meio Ambiente Sustentabilidade de Suape

    Palestras
    9h30 – Monitoramento da Biota Marinha e Estuarina
    10h – Centro de Prontidão Ambiental (Base Mar)
    10h30 – Monitoramento Meteoceanográfico
    Local: Auditório do Centro Administrativo de Suape

    Terça-feira (04/6)
    8h30 – Recuperação de restinga com plantio de espécies frutíferas
    Local: Engenho Tiriri – Cabo de Santo Agostinho

    Quarta-feira (05/6)
    9h – Inauguração do Centro de Prontidão Ambiental (Base Mar)
    Local: Cais 0, no Porto de Suape
    10h30 – Plantio voluntário de espécies da Mata Atlântica
    Local: Engenho Algodoais – Cabo de Santo Agostinho

    Quinta-feira (06/6)
    9h – Debate – Economia Circular e Logística Reversa no Território de Suape: ideias e oportunidades
    Local: Auditório do Centro Administrativo de Suape

    Sexta-feira (07/6)
    9h – Lançamento da campanha “Consumo Zero” – Leonardo Cerquinho, presidente de Suape
    9h30 – Assinatura de convênio com Fadurpe para criação de três Unidades de Conservação.
    Local: Auditório do Centro Administrativo de Suape

    *Para participar da inauguração do Centro de Prontidão Ambiental, os interessados devem enviar Nome, RG e CPF para o e-mail comunicacao@suape.pe.gov.br para serem autorizados a acessar a área portuária.

    Assuntos: sdec, suape, semana do meio ambiente
    Compartilhe: Link para o post:
  • Porto de Suape ganha primeiro serviço expresso de cabotagem no Brasil

    | Suape

    cabotagem

    A partir do próximo mês, será operada uma nova rota com ligação direta para o Porto de Santos

    No próximo mês, o Porto de Suape recebe o primeiro serviço expresso de cabotagem de contêineres no Brasil, a partir do início da operação de uma nova rota direta para o Porto de Santos. O serviço SUPEX (Suape Express) terá frequência semanal, diminuindo o transit time (tempo de trânsito) para três dias e sem parar em outro porto. Nas rotas atuais, o tempo de conexão entre os dois portos chega a oito dias na subida e quatro dias na descida, dependendo da linha de navegação e da companhia. O novo serviço de cabotagem será realizado pela Mercosul Line, empresa subsidiária do Grupo CMA CGM, o quarto maior armador de contêineres do mundo e que já opera outras duas rotas de cabotagem em Suape. O navio da nova rota tem capacidade de transportar até 1.300 TEUs (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés).

    “O nosso novo serviço de cabotagem SUPEX será implantado em adição às nossas duas linhas marítimas existentes: BRACO e PLATA. Esse serviço shuttle vai favorecer nossos clientes a atingirem novas ambições de otimização da cadeia de suprimentos. Otimizar os fluxos, custos e o tempo deles com uma frequência adicional e um lead time intermodal aprimorado será mais do que nunca nosso principal objetivo. O posicionamento estratégico deste corredor central (trecho de 2.700 quilômetros) na costa brasileira permitirá aumentar a conectividade entre o Sul/Sudeste e o Nordeste do País”, explica Peter Verheijen, Vice-Presidente de Trade e Sales da Mercosul Line.

    Segundo o executivo, a rota SUPEX contribui para um tráfego rodoviário mais seguro. “SUPEX trará forte eficiência para um ambiente sustentável, sabendo que o modal marítimo emite cinco vezes menos dióxido de carbono/tonelada/quilômetro transportado em comparação ao modal rodoviário. Nossa previsão é que cerca de dois mil caminhões por semana e 280 milhões de quilômetros por ano de tráfego rodoviário sejam de fato retirados dos principais corredores logísticos no Brasil”, reforça.

    Esse novo serviço expresso entre Santos e Suape reforça a vocação do porto pernambucano como hub de distribuição para as regiões Norte e Nordeste”, declara o presidente de Suape, Leonardo Cerquinho. A nova rota vai incrementar o uso da cabotagem para escoamento de cargas entre o Norte/Nordeste e Sul/Sudeste do país.

    O serviço Suape Express (SUPEX) contará com escalas semanais nos dois sentidos (Suape-Santos-Suape), ou seja, o navio vai e volta carregado. No porto pernambucano, a embarcação atracará no Tecon Suape. A Mercosul Line espera oferecer aos clientes uma alternativa ao transporte rodoviário, atingindo grande número de destinos terrestres conectados por vias ferroviárias ou rodoviárias. No Brasil, além de Santos e Suape, a Mercosul Line também opera nos portos de Rio Grande (RS), Paranaguá (PR), Itajaí (SC), Itaguaí (RJ), Salvador (BA), Pecém (CE) e Manaus (AM).

    "Estamos felizes em receber esse novo serviço da Mercosul Line. Ele responde à demanda crescente de transporte de carga nacional por via aquaviária.O potencial de crescimento de volume é enorme. Além disso é uma grande oportunidade para Suape reforçar sua posição estratégica, desta vez como distribuidor de cargas nacionalizadas para o Nordeste do Brasil", comemora o presidente e CEO do Tecon Suape, Javier Ramirez.

    Conectado aos principais portos no mundo, Suape é líder na movimentação de contêineres nas regiões Norte e Nordeste do país e movimentou 454,7 mil TEUs em 2018. Lidera o ranking nacional de transporte de cabotagem entre os portos públicos do Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Suape encerrou o ano de 2018 na 5ª posição na movimentação portuária entre os 30 portos públicos brasileiros.

    Assuntos: sdec, suape, cabotagem
    Compartilhe: Link para o post:
  • Fazenda interdita duas empresas por sonegação de impostos

    | Suape

    A operação tem foco nas cargas de tecidos e confecções que passam pelo Porto

    O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria da Fazenda (Sefaz-PE), iniciou uma ação fiscal de monitoramento nas cargas de tecidos e confecções que chegam pelo Porto de Suape. A ação, que teve início na quarta-feira (24) e termina hoje (sexta-feira 26), já fiscalizou 15 empresas, onde duas foram interditadas, está sendo executada pela Diretoria de Operações Estratégicas (DOE) e conta com a participação de 19 Auditores e 14 policiais militares.

    A operação consiste na conferência de cargas em trânsito, na abertura de contêineres em depósito gerais e diligências fiscais em empresas importadoras e atacadistas situadas fora do Porto. “Nosso objetivo é garantir a regularidade das operações e a arrecadação dos tributos para Pernambuco, sem atrapalhar a dinâmica das empresas que operam pelo Porto de Suape”, explica o diretor da DOE, Luiz Rodolfo Neto.

    A interdição das duas empresas se deu pela falta de documentação fiscal das mercadorias em seus depósitos. “ Estamos realizando a contagem do estoque para a cobrança do imposto e multa”, explicou Rodolfo. Também foram realizadas conferências em 45 contêineres totalizando 288 toneladas de cargas de tecidos e confecções, desse total, 27 contêineres estão retidos, sob fiscalização, aguardando informações solicitadas à Receita Federal que colabora com a operação.   

    “Estamos combatendo a sonegação no segmento de tecidos que chegam a larga escala, por navios, destinados ao nosso Estado e daqui são distribuídos para várias unidades da Federação”, afirma o gerente Geral de Operações da DOE, Marcelo Bellei.

    O auditor reforça que a fiscalização das importações neste segmento é importante para o Estado,  já que visa evitar o ingresso de tecidos e confecções irregulares, que também prejudica as empresas do Polo de Confecções do Agreste do Estado e ameaça os empregos gerados na região.

    Para proporcionar estrutura aos auditores e contribuintes, uma Unidade de Fiscalização Móvel foi instalada na via de saída do Porto de Suape e serviu como base operacional para as equipes.

    Assuntos: sefaz, governo de pernambuco, fiscalizacao, suape
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape abre inscrições para cursos gratuitos de educação ambiental

    | Meio Ambiente, Suape

    suape

    Até o final do ano, 600 vagas serão oferecidas, com foco em profissionais da área e pessoas das comunidades locais

    O Complexo Industrial Portuário de Suape abre inscrições para três cursos do projeto Pedagogia Ambiental 2019, na próxima segunda (22). Inicialmente, são oferecidas 90 vagas e em junho, mais 60, totalizando 150 vagas, sendo trinta para cada curso: Gestão de Resíduos Sólidos, Pedagogia Ambiental, Educação Ambiental para Preservação do Nascer das Águas, Curso Livre de Educação Ambiental e Oficina de Restauração Florestal. O objetivo é capacitar profissionais da área e disseminar conhecimento e práticas ambientais sustentáveis nas comunidades. Até o final do ano, outras turmas serão abertas, totalizando 600 vagas.

    As inscrições serão feitas pelo site (www.suape.pe.gov.br/pt/meio-ambiente), até o dia 3 de maio, ou até quando as vagas forem preenchidas. As capacitações são direcionadas para profissionais do setor administrativo das empresas instaladas no complexo, moradores das comunidades locais, estudantes, professores, profissionais das administrações públicas federal, estadual e municipal, além de interessados na temática ambiental. Terão preferência os maiores de 18 anos com ensino médio completo.

    "A formação de pessoas para enfrentar os grandes desafios do desenvolvimento sustentável é muito importante. E estamos oferecendo nova oportunidade para que a população local se capacite e pratique essa sustentabilidade no território”, desta o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Complexo de Suape, Carlos Cavalcanti.

    Os primeiros cursos começam em maio. As aulas teóricas serão ministradas no Centro de Treinamento do Complexo Industrial Portuário de Suape. Já as aulas práticas ocorrerão na ZPEC - Zona de Preservação Ecológica de Suape, uma vez que dos 13,5 mil hectares do complexo, 59% são área de preservação. Cada aluno receberá um certificado de 40 horas, além de material didático, alimentação (dejejum e almoço) e transporte com saída do centro do Cabo de Santo Agostinho e do centro de Ipojuca.

    O PROJETO

    O Projeto Pedagogia Ambiental foi implantado em 2010, e é promovido pela Coordenadoria de Educação Ambiental e Responsabilidade Socioambiental do Complexo de Suape.  Todas as capacitações são gratuitas na área de meio ambiente, com temas voltados ao desenvolvimento sustentável e educação ambiental com foco nas questões socioambientais, conservação e recuperação dos recursos naturais. Mais de 4 mil pessoas foram capacitadas no projeto até agora.

    Serviço:
    PROGRAMA PEDAGOGIA AMBIENTAL DE SUAPE
    Início das aulas: a partir do dia 07/05/2019
    Local: CETREINO – Centro de Treinamento do Complexo de Suape – Rodovia PE-60, km10, Engenho Massangana (ao lado do Centro Administrativo de Suape)
    Vagas: 30 vagas (cada curso)
    Mais informações: 81 3527-5088

    Assuntos: sdec, suape, pedagogia ambiental
    Compartilhe: Link para o post:
  • Estudo avaliará viabilidade de parceiro privado na gestão do Porto Organizado de Suape

    | Suape

    Objetivo é adotar modelos de gestão mais flexíveis, ampliando a produtividade e a competitividade do porto para atrair novos investimentos e gerar mais empregos

    O Governo de Pernambuco, por meio do Complexo Industrial Portuário de Suape, e o Ministério de Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional dos Portos e Transportes Aquaviários, iniciaram articulações para contratação de estudo sobre a viabilidade da participação de um parceiro privado na gestão do Porto Organizado de Suape. “Trata-se de um estudo de possibilidades, não de um modelo específico. Mas nossa ideia é que a iniciativa privada, que terá de ser qualificada, entre como parceira, e o Estado permaneça no controle”, salientou o governador Paulo Câmara.

    O estudo deverá ser contratado, via licitação, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e a previsão é de que seja concluído em até 18 meses. O objetivo é identificar modelos mais flexíveis de gestão, que possam proporcionar ganhos em eficiência e produtividade e atrair novos investimentos em infraestrutura, tornando o Porto de Suape ainda mais competitivo e gerando emprego e renda para o Estado.

    Embora tenha apresentado crescimento significativo nas movimentações de cargas nos últimos anos (com apenas uma pequena retração de 0,8% em 2018), o Porto de Suape precisa de novos investimentos em infraestrutura para se manter competitivo e tornar seus processos mais rápidos. “Suape ainda tem potencial para mais que duplicar sua capacidade operacional. Porém, para fazer isso com celeridade precisa não só de investimentos, mas também da articulação do setor privado com novas operações”, observou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

    A busca por um parceiro privado também é vista como necessária pelo Governo Federal, não apenas para Suape, mas também para outros portos. “Queremos trazer a expertise e a agilidade da iniciativa privada para gestão dos portos brasileiros”, afirmou o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

    Assuntos: sei, suape, paulo camara, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post: