meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Pernambuco ganha a Primeira Área de Proteção Ambiental (APA) Marinha

    | Meio Ambiente

    apa 

    Pernambuco ganhou nesta quinta-feira
    (24/05) mais uma unidade de conservação e a primeira
    exclusivamente marinha: A Área de Proteção Ambiental
    (APA) Marinha Recifes Serrambi. O Decreto nº 46.052 foi assinado
    pelo Governador Paulo Câmara e foi publicado hoje (24/05) no
    Diário Oficial do Estado. A iniciativa é da Secretaria de Meio
    Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e da Agência Estadual de
    Meio Ambiente (CPRH) e visa a proteção dos ambientes marinhos e
    costeiros, a conservação da biodiversidade e da beleza cênica, a
    promoção do uso sustentável dos recursos naturais da região, além
    do ordenamento de atividades como o turismo, o lazer e a pesca
    artesanal.
    A área a ser protegida possui 84.036,79 mil hectares sob a
    influência dos municípios de Ipojuca, Sirinhaém, Tamandaré e Rio
    Formoso. A sua proteção busca não só ordenamento dos diversos
    usos econômicos existentes, mas o fortalecimento da pesca
    artesanal e do turismo sustentável, através da participação social e
    da educação ambiental.
    A proposta técnica para a proteção da área marinha foi construída
    de forma colaborativa, sob a coordenação do grupo de trabalho
    (GT) formado por representantes da Semas e da Agência CPRH. As
    contribuições foram apresentadas durante reuniões e oficinas
    participativas com atores locais, como pescadores,
    pesquisadores, turistas, veranistas, empresários e as três esferas
    do poder público, nos municípios relacionados: Tamandaré, Rio
    Formoso, Sirinhaém, Ipojuca, além do Recife. Além disso, dados de
    pesquisas sobre a biodiversidade marinha, com destaque sobre os
    paleocanais (espécie de rios submersos próximos aos rios Una e
    Sirinhaém),responsáveis pela bioconectividade ecossistêmica
    (conexão que ocorre entre os ambientes marinhos e
    estuarinos), além de contribuições das equipes do Instituto Chico
    Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio (Cepene e APA
    Costa dos Corais) foram acrescentados à proposta.
    Após a sistematização das sugestões recebidas nas consultas
    públicas, a proposta técnica de criação da APA marinha foi aprovada
    pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema/PE), na 91ª
    reunião ordinária, realizada em dezembro de 2017, na SEMAS, no
    bairro da Jaqueira. Os conselheiros acataram também as
    recomendações de priorizar as demandas do segmento da pesca
    artesanal durante o processo participativo de construção do plano
    de manejo da unidade de conservação.

    Para o Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos
    André Cavalcanti, a importância da criação da nova APA Recifes
    Serrambi. “As vésperas do mês do meio ambiente e na semana em
    que se comemora o Dia da Biodiversidade, 22 de maio, e da Mata
    Atlântica, 27 de maio, é com muita animação que comemoramos a
    criação da primeira APA exclusivamente marinha, um marco na
    história da conservação da biodiversidade marinha de Pernambuco
    “, afirmou Carlos André Cavalcanti.

    Assuntos: semas, cprh, apa, meio ambiente, marinha,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Afogados da Ingazeira sedia oficina para construção da política de educação ambiental de Pernambuco

    | Meio Ambiente

    semas

    Encontro promovido pela Semas e CIEA/PE, no Sertão do Pajeú, busca a elaboração de uma política pública voltada para a sustentabilidade.

    O Governo do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade - Semas realiza, nos dias 23 e 24 de maio, na Faculdade do Sertão do Pajeú (FASP), em Afogados da Ingazeira, a terceira oficina participativa no sertão, voltada para a construção da Política de Educação Ambiental de Pernambuco (PEAPE). Podem participar do encontro gestores públicos, Organizações Não Governamentais (ONG´s), conselhos municipais de meio ambiente, comunidades tradicionais (índios, ciganos e quilombolas), além de representantes da sociedade civil.

    Os seminários e oficinas coordenados pela Semas, em parceria com a Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental de Pernambuco (CIEA/PE), tiveram início em outubro do ano passado e seguem até o o próximo mês de junho, quando haverá um seminário de integração, na cidade do Recife, para aprovação de um projeto de lei a ser encaminhado pelo Governador Paulo Câmara para aprovação da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

    O processo de construção colaborativa da proposta acontece em todas as regiões de desenvolvimento do estado. Já foram realizados 13 encontros de um total de 17 previstos. O mais recente deles foi a oficina realizada na cidade de Parnamirim (a 563 quilometros do Recife), nos dias 16 e 17/05, com importante participação de gestores municipais, ONG´s e instituições de ensino superior da região do Sertão Central.

    O Gerente Geral de Desenvolvimento Sustentável da Semas, Paulo Teixeira, destaca a importância da ação da Secretaria: “Estamos elaborando uma política voltada para o aspecto ambiental, altamente democrática e participativa, com o envolvimento de todos os segmentos da sociedade engajados na construção de uma proposta que irá enriquecer a educação ambiental em nosso estado”, ressaltou o gestor.   

    O objetivo da oficina de Afogados da Ingazeira é promover debates e buscar contribuições para a Poltica, além de conhecer os projetos e ações que já vêm sendo executados pelas municipalidades na região, para que sejam incorporados à proposta de política pública que está em construção.

    As próximas oficinas para a elaboração da PEAPE na região do sertão acontecem nas cidades de Petrolina, Floresta e Arcoverde. Os locais e datas serão divulgados no site da Secretria de Meio Ambiente e  Sustentabilidade: www.semas.pe.gov.br .

    SERVIÇO - Oficina de Afogados da Ingazeira - Sertão do Pajeú - Construção da Política de Educação Ambiental de Pernambuco (PEAPE):

    Data: 23 e 24/05/18 (quarta e quinta-feira)

    Horário: 8h às 17h

    Público: Gestores públicos, Organizações Não Governamentais (ONG´s), sindicatos de desenvolvimento rural sustentável, conselhos municipais de meio ambiente, comunidades tradicionais e representantes da sociedade civil.

    Municípios convidados: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Calumbi, Carnaíba, Flores, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Sta. Cruz da Baixa Verde, Sta. Terezinha, São José do Egito, Serra Talhada, Solidão, Tabira, Triunfo e Tuparetama.

    Local: Faculdade do Sertão do Pajeú (FASP) - Rua Dr. Osvaldo Gouveia, s/nº - Afogados da Ingazeira

    Informações e inscrições: (81) 3184 7920 - E-mail: peape@semas.pe.gov.br (Gerência de Educação Ambiental da SEMAS)

    Assuntos: semas, ciea, paulo camara, sertao, peape, oficina participativa,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Prêmio Vasconcelos Sobrinho com inscrições abertas até esta sexta-feira

    | Meio Ambiente

    prêmio

    No Mês do Meio Ambiente, CPRH premiará projetos e iniciativas nas áreas de Educação, comunitária, saúde, empresarial, Imprensa, tecnologia e de gestão municipal.

     A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) está com inscrições abertas, até esta sexta-feira (18), para a edição 2018 do Prêmio Vasconcelos Sobrinho. Com a importância do meio ambiente no foco, a premiação contempla, em doze categorias, iniciativas pessoais e/ou de empresas públicas e privadas, de associações comunitárias, gestões municipais, projetos desenvolvidos em escolas de Ensino Fundamental e Médio, de instituições de ensino superior, de inovação tecnológica, além de reportagens e fotografias. As inscrições são feitas por meio do portal da Agência (www.cprh.pe.gov.br), onde também pode ser acessado o regulamento.

    O Prêmio Vasconcelos Sobrinho foi lançado em 1990 e é um reconhecimento do Governo de Pernambuco, por meio da CPRH, a pessoas físicas e jurídicas que desenvolvam ações de destaque na defesa do meio ambiente.  É também uma forma de lembrar e homenagear o engenheiro agrônomo e ambientalista pernambucano João de Vasconcelos Sobrinho (1908-1989), um dos pioneiros na área de estudos ambientais no Brasil, com reconhecimento fora das fronteiras nacionais.

    Este ano foram incluídas três novas categorias – Inovação Tecnológica, Saúde Ambiental e Meio Ambiente na Lente, esta última para fotógrafos. As demais são: Responsabilidade Ambiental, Personalidade do Meio Ambiente, Projetos e Práticas Educacionais Ensino Fundamental I, II e Médio, Projetos e Práticas do Ensino Superior, Iniciativa Comunitária, Destaque Municipal, Imprensa, Destaque Empresarial e Bem-estar Animal. A entrega será em no próximo mês, dentro das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente – 5 de junho.

    Assuntos: cprh, governo de pernambuco, premio vasconcelos sobrinho, dia mundial do meio ambiente
    Compartilhe: Link para o post:
  • Semas valida diagnóstico sobre resíduos sólidos da Mata Norte e Agreste Setentrional

    | Meio Ambiente

    semas

    A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade - SEMAS, através da sua Gerência de Resíduos Sólidos (GRSOL), coordenou na semana passada, nos municípios de Goiana, Limoeiro e Surubim, reuniões para validação do diagnóstico sobre as características socioeconômicas e ambientais de 37 municípios do Estado de Pernambuco. Participaram dos encontros realizados de 8 a 10 de maio pela consultoria contratada FECOPE, Adriana Dornelas e Vileide Lins, das Gerências de Resíduos Sólidos e de Articulação da Semas, os prefeitos das cidades de Goiana, Eduardo Honório (em exercício), e deCumaru, Mariana Medeiros, além de gestores públicos, representantes da sociedade civil e responsáveis pelo Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras (CONIAPE). Os resultados deste diagnóstico irão subsidiar a elaboração do Plano Intermuncipal de Resíduos Sólidos (PIRS) do agrupamento 1, beneficiando os municípios da Mata Norte e do Agreste Setentrional.

    Previsto para o mês de junho, este será o sexto Plano Intermunicipal de Resíduos a ser entregue pela SEMAS. O documento técnico tem como objetivo apoiar os municípios na implantação de sistemas de resíduos sólidos como aterros sanitários, unidades de triagem e de compostagem, além de coleta seletiva dos recicláveis. O PIRS é requisito para que os municípios cumpram a Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS (Lei Nº 12.305, de 2/8/2010) e possam acessar recursos da União para projetos de implantação de equipamentos.

    Elaborados pelo Governo de Pernambuco, foram investidos nos cinco Planos já entregues recursos de R$ 1, 082 milhão do Ministério do Meio Ambiente e Caixa Econômica Federal. Os outros dois Planos Intermunicipais que estão em fase de conclusão recebem investimento exclusivo do Governo do Estado,no valor de R$ 799 mil, dos quais R$ 369, 9 mil estão sendo utilizados na elaboração do agrupamento 1.

    Adriana Dornelas, analista ambiental da Semas, destacou a importância das reuniões de diagnóstico: “A participação dos gestores foi muito significativa. Tivemos 70% de comparecimento entre os municípios convidados. Na próxima etapa, teremos a validação do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos para a região, além de debates sobre as agendas setoriais, que são proposições de ações que precisam ser implementadas, envolvendo todos os agentes, visando garantir a continuidade do processo de gestão de resíduos. As reuniões já estão marcadas para os dias 23, 24 e 25 de maio, respectivamente nas cidades de Goiana, Limoeiro e Surubim”, destacou.

    Até o momento, já foram realizados pela SEMAS seminários de entrega dos documentos norteadores para a destinação dos resíduos sólidos nos municípios de Caruaru (Agreste), Salgueiro (Agreste Central), Tamandaré (Litoral Sul), Garanhuns (Agreste Meridional) e Arcoverde (Sertão do Moxotó). Com a entrega dos Planos referentes aos agrupamentos 1 e 8 para os prefeitos e gestores das regiões do Agreste Setentrional, Mata Norte e Sertão do Araripe, previstos para o mês de junho, um total de 153 municípios serão beneficiados em todo o estado.

    Assuntos: semas, governo de pernambuco, validacao, sustentabilidade, investimentos, residuos solidos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Estado ajudará municípios a realizar estudos para criação de Unidades de Conservação

    | Meio Ambiente

    cprh

    Investimento virá da Compensação Ambiental – R$ 1 milhão – e Prefeituras estão sendo convocadas a apresentar propostas à CPRH.

    O Governo de Pernambuco, por meio da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), vai disponibilizar recursos da Compensação Ambiental – no total de R$ 1 milhão – para estimular municípios do Estado a desenvolver estudos voltados para a criação de Unidades de Conservação (UCs) municipais, neste e no próximo ano. As Prefeituras estão sendo convocadas pelo órgão ambiental para apresentar projetos visando a assinatura de convênios neste sentido, com prazo que segue até o próximo dia 25. O modelo do Termo de Referência, com as exigências e os detalhes técnicos para que a proposta seja analisada, foi publicado nesta sexta (11) no site da Agência (www.cprh.pe.gov.br). A informação também foi publicada no Diário Oficial do Estado.

    A medida visa a contribuir para o desenvolvimento sustentável e o uso racional dos recursos naturais, seguindo a Política Estadual de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos, sob a responsabilidade da Agência. Por meio do Termo de Referência, os municípios poderão contratar serviços especializados (consultorias) para elaboração de diagnósticos socioeconômico e ambiental, visando a criação de UCs em seus territórios.

    No ofício, deve apresentar justificativa compatível com a proposta (potencial da área, delimitação, atributos etc), a metodologia e o valor do estudo a ser desenvolvido, informações fundiárias (caso haja), planilha de custos/orçamento e o plano de trabalho, com todas as etapas delineadas. Os serviços previstos deverão ser executados no prazo de seis meses, contados da data da assinatura do contrato, devendo constar no mesmo o cronograma de atividades.

    Para aprovação, as propostas serão submetidas à UGUC (Unidade de Gestão das Unidades de Conservação) e à CTCA (Câmara Técnica de Compensação Ambiental). A utilização de recursos da Compensação Ambiental segue critérios estabelecidos em leis Federal (Nº 9.985/2000) e Estadual (13.787/2009), esta última com o objetivo de reforçar ações do Programa de Conservação da Biodiversidade de Pernambuco.

     

    Assuntos: cprh, governo de pernambuco, ucs, biodiversidade, desenvolvimento sustentavel
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo promove mutirão em Jaboatão dos Guararapes

    | Meio Ambiente

    Ação acontece na manhã deste sábado (12), com a oferta de serviços gratuitos.

    A Ação de Cidadania do Programa Governo Presente oferece, neste sábado (12), um mutirão de serviços, que vai desde a emissão de documentos (Identidade, CPF, CNH e certidões de nascimento e casamento), até exames de saúde, além de orientações sobre assistência social e direitos humanos.

    A ação acontecerá das 8h às 12h nas dependências da Escola Estadual Desportista Rubem  Rodrigues  Moreira, Travessa Doutor Júlio Maranhão, Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes. Além da emissão de documentos, a comunidade contará com os atendimentos da Ouvidoria da SDSCJ e inscrição para cursos de qualificação e empregos.

    A Ação de Cidadania é coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Executiva de Articulação Social (Seart). A ação integra o programa Governo Presente, uma das prioridades do Governo Paulo Câmara, e será realizada em parceria com a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes e parceiros públicos e privados. Todos os serviços são gratuitos.

    Serviço:

    Ação da Cidadania do Governo Presente ? Jaboatão dos Guararapes
    Onde: Escola Estadual Desportista Rubem  Rodrigues  Moreira, Travessa Doutor Julio Maranhão, Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes (Atrás do Hospital Memorial Guararapes)
    Quando: 12/05/2018 (sábado), das 8h às 12h

    Assuntos: sdscj, seart, governo presente, cidadania, assistencia social, jaboatao dos guararapes
    Compartilhe: Link para o post:
  • Novo aterro sanitário inaugurado no Agreste vai atender a oito municípios

    | Meio Ambiente

    aterro

    CPRH acompanhou toda a fase de implantação e a inauguração do aterro, em Iati, em novo avanço no enfrentamento aos lixões.

    Três semanas após o lançamento do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos (PIRS) para municípios do Agreste Meridional, pela Semas (Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade) e CPRH (Agência Estadual de Meio Ambiente),  a região recebe um novo avanço na questão ambiental, mais precisamente no trabalho de erradicação dos lixões:  com a participação de gestores públicos de diversos municípios e acompanhamento da CPRH, foi inaugurado nesta semana o novo aterro sanitário de Iati, que atenderá  de forma consorciada a oito municípios da região.

    Todo o processo de implantação – a partir da recuperação do antigo aterro – foi acompanhado de perto por analistas ambientais da Agência. O equipamento começou a funcionar com capacidade de recebimento de dez toneladas/dia de resíduos sólidos, capacidade esta que poderá até ser aumentada, conforme o analista ambiental Alberto Viana, da Unidade de Controle de Esgotamento Sanitário (UCES), que representou a CPRH na inauguração, realizada na quarta-feira (9).  A licença de operação tem validade até 2020.

    “Foi um grande avanço a reabertura deste aterro, numa região importante e onde já temos outros em funcionamento, caso do de Garanhuns, Lajedo e, um pouco mais distante, de  Arcoverde e Belo Jardim. O de Iati vai atender também os municípios de Paranatama,  Saloá, Terezinha, Palmeirina, Correntes, Brejão e Águas Belas. A coleta adequada do lixo só traz benefícios para todos, seja do ponto de vista ambiental como dá saúde”, destacou Alberto Viana.

    O aterro funciona numa área de aproximadamente dez hectares e tem,  entre seus equipamentos, recicletas que ajudarão no recolhimento de materiais reciclados, ajudando também no trabalho dos antigos catadores.

    Com os Planos Intermunicipais de Resíduos Sólidos (PIRS), elaborador a partir de consultorias contratadas pelo Governo do Estado,  os municípios podem ter acessos a recursos da União para investimentos em ações relacionadas à limpeza urbana e ao manejo de resíduos sólidos. Ao todo, 157 municípios já foram contemplados com os planos e os restantes serão contemplados em junho.

    Assuntos: cprh, aterro sanitario, agreste, residuos solidos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Quati, mergulhão, iguana e coruja são entregues à CPRH

    | Meio Ambiente

     cprh

    Animais silvestres já foram encaminhados ao Cetas Tangara, onde serão avaliados e preparados para o retorno  à natureza.

    Um quati encontrado em um bairro de Caruaru, uma iguana que apareceu nos jardins de uma associação na Imbiribeira, no Recife, um mergulhão-pequeno  encontrado em um conjunto próximo à PE-22 no bairro de Conceição, em Paulista, e uma coruja-de-igreja resgatada por moradores de uma comunidade de Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Estes são os novos animais silvestres acolhidos, nesta terça-feira (8), pela unidade de Fauna da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Eles foram encaminhados no início da tarde para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no Bairro da Guabiraba, onde serão avaliados e preparados para o retorno à natureza.

    O quati (Nasua nasua), já adulto, foi visto por moradores da comunidade Fernando Lyra, próxima ao Bairro Universitário, em Caruaru, Agreste do Estado, e, segundo os mesmos, estaria se alimentando de calopsitas da vizinhança. Os moradores acionaram a Prefeitura local, que fez o resgate na tarde da segunda-feira (7). Nesta terça (8), o biólogo Basílio Soares Maciel, da gestão municipal, aproveitou uma agenda de trabalho no Recife para trazer o mamífero para a CPRH. Já o mergulhão (Tachybaptus dominicus) foi recolhido pela CPRH em um condomínio da praia de Conceição, no terraço de uma das casas de um privê que se situa próximo à PE-22 e a um manguezal, de onde a ave, ainda jovem pode ter vindo.

    Já a iguana (Iguana iguana) e a coruja-da-igreja (Tyto furcata) foram levados ao órgão ambiental estadual pelo biólogo Diego Victor, do projeto Trilogiabio, que faz resgate de animais silvestres. A iguana apareceu nos jardins da Associação de Fornecedores de Cana, na Imbiribeira. Já a coruja foi encontrada no domingo (6) por moradores do Conjunto Dom Helder Câmara, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Os moradores chegaram a alimentar a ave. A Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Jaboatão prontificou-se a realizar o resgate, mas a equipe da Trilogiabio cumpriu a tarefa. 

    Assuntos: semas, cprh, cetas tangara, acolhimento, caruaru
    Compartilhe: Link para o post:
  • Oficinas ampliadas vão debater implantação de Corredor Ecológico na APA Aldeia-Beberibe

    | Meio Ambiente

    apa

    Com a participação de moradores, órgãos públicos e entidades representativas, as cinco oficinas serão realizadas na próxima semana, de segunda (7) à sexta (11).

    O processo de discussão para implantação do primeiro corredor ecológico de Pernambuco, na região da Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe, terá  uma importante etapa na próxima semana,  com a realização de cinco oficinas ampliadas. Elas serão realizadas da segunda (7) à sexta-feira (11), das 8h às 16h, envolvendo representantes de associações, comunidade acadêmica, órgãos públicos, produtores e proprietários rurais, agentes ambientais e o Conselho Gestor da APA, entre outros. A primeira será no auditório da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).  A divisão das oficinas (veja cronograma abaixo) foi feita por grupos focais e não será necessária inscrição prévia para participação e os interessados podem comparecer a quantas desejarem.

    Os corredores ecológicos são áreas que unem os fragmentos florestais ou unidades de conservação separados por interferências humanas, a exemplo de estradas e atividades agrícolas. São criados a partir de estudos sobre deslocamento de espécies e as localizações populacionais e visam, sobretudo, minimizar os impactos ambientais das atividades humanas, promovendo a ligação entre diferentes áreas, de forma a garantir o aumento da cobertura vegetal, a dispersão de sementes e o deslocamento de animais. A regulamentação é feita a partir do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) e do Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC).

    O projeto do Governo de Pernambuco para a implantação do Corredor Ecológico da APA Aldeia-Beberibe está sendo desenvolvido pela NBL Engenharia Ambiental, vencedora de processo licitatório do Programa de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco (PSHPE). Nas oficinas, ao longo da próxima semana, serão discutidos os planos de ação propostos para a implantação. A recomendação de criação de uma Zona de Corredor Ecológico na APA Aldeia-Beberibe foi feita a partir do levantamento de dados da vegetação, de uso e ocupação do solo e de dados socioeconômicos da região.

    Com uma área de mais de 31 mil hectares, abrangendo parte dos municípios de Recife, Paulista, Abreu e Lima, Camaragibe, Paudalho, São Lourenço da Mata, Igarassu e Araçoiaba, a APA Aldeia-Beberibe é uma UC de uso sustentável, tendo importante papel para preservação da Mata Atlântica no Estado.

    CRONOGRAMA DAS OFICINAS 

    Segunda (7/5) – Local:  Auditório da Semas  (Av. Rosa e Silva, 1339) - 8h às 16h – Grupos: CPRH, Semas, APAC , órgãos do Governo do Estado, de prefeituras, CEGRA/PE, Consema, Comitê de Bacias, Compesa

    Terça (8/5) – Local: Auditório da Pró-Reitoria de Extensão PRAE da UFRPE - 8h às 16h – Grupos: Comunidade Acadêmica, turma de formação dos Agentes Populares em Educação Ambiental (Cepan)   

    Quarta (9/5)  – Local: Centro de Artes de Igarassu (Rua São Sebastião, 1149, Centro, Igarassu – 8h às 16h – Grupos: Assentamentos, produtores e proprietários rurais

    Quinta (10/5)  – Local: Auditório do Sindaçúcar (Rua Cais da Alfândega, 130, Bairro do Recife) – 8h às 16h – Grupos: Usinas, Sindaçúcar Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool), Associação dos Fornecedores de Cana, Fiepe, Transpetro

    Sexta (11/5)  – Local: Pousada Aldeia dos Camarás (Rua Alcides Maia, 301, Aldeia dos Camarás, Camaragibe) – 8h30 às 16h – Grupos: Conselho Gestor da APA, Fórum Socioambiental, Associação de Condomínios de Aldeia                

    Assuntos: sprh, corredor ecologico, semas, protecao ambiental, seuc, oficinas
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape lança concurso “O nascer das águas” para alunos de escolas municipais

    | Meio Ambiente, Suape

    O meio ambiente pelo olhar das crianças. Alunos do ensino fundamental I e II, estudantes das escolas municipais do território estratégico de Suape, localizadas em Moreno, Jaboatão dos Guararapes, Ribeirão, Escada, Sirinhaém, Rio Formoso, Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho terão a oportunidade de participar do primeiro concurso “O nascer das águas”. A iniciativa está sendo coordenada pelo Complexo Industrial Portuário de Suape, por meio da Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, em parceria com as secretarias municipais de educação das oito cidades.

    As inscrições já começaram e seguem até 11/05, diretamente na recepção da Secretaria Municipal de Educação do respectivo município, entre às 7h30 e 13h30. O resultado para as escolas será divulgado em 28/05. A solenidade de premiação ocorrerá em 4/06, na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, no auditório do Centro Administrativo de Suape.

    “Mais de um bilhão de pessoas no mundo não têm acesso à água potável e 2 bilhões de pessoas vivem sem saneamento básico, segundo informações da OMS (Organização Mundial da Saúde). À princípio, os números são impactantes e merecem uma reflexão sobre como estamos nos relacionamos com os recursos hídricos e como entendemos e compreendemos este bem tão precioso chamado água. Pensando em ampliar o conhecimento e a discussão sobre esse tema, elaboramos o primeiro concurso ambiental de Suape visando envolver os oito municípios pertencentes ao território estratégico, como forma de trazê-los para interagir com o Complexo de Suape”, explica Michelle Souza, diretora de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape.

    As escolas participantes serão selecionadas por meio das secretarias municipais de educação e, cada escola, fará sua seleção interna, por meio de uma comissão avaliadora formada por representantes ambientais de destaque na cidade e um representante de Suape.  O concurso será dividido em duas categorias: produção de imagens (colagem, cartaz, desenho e foto) e produção literária (poema, frases e cordel). Cada escola deverá inscrever um participante por categoria. Serão premiados o 1º, 2º e 3º lugar do Ensino Fundamental I e II de cada município, totalizando 48 alunos consagrados.

    Os detalhes do concurso foram repassados aos secretários de educação de cada município participante, em reunião ocorrida no mês passado. A Coordenadoria de Educação Ambiental e Responsabilidade Socioambiental de Suape apresentou o projeto, oficialmente, para os representantes. Durante o encontro, foram definidos o regulamento do concurso, as comissões julgadoras, a premiação e a logística da ação. No dia 23/04, foi iniciada a divulgação entre as escolas municipais.

    Assuntos: sdec, suape, concurso, semas, educacao ambiental
    Compartilhe: Link para o post: