meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Jogue Limpo com Noronha convoca população para coleta seletiva eficiente

    | Meio Ambiente

    Tamar

    A programação com dias e bairros específicos para a coleta reciclável, não reciclável, orgânicos de volumosos e poda foi apresentada a empresários, formadores de opinião e atores de órgãos ambientais.

    Transformar o planeta em um lugar mais limpo e sustentável é um desafio global que requer a educação e atuação de cada ser humano para que isso, de fato, seja concretizado. E quando se trata em desenvolver ações sustentáveis em um habitat de convívio intenso com a natureza, como Fernando de Noronha, esse desafio torna-se mais do que uma incumbência individual, e sim uma demonstração de amor à vida. Esta missão foi dada aos moradores da ilha através do programa Jogue Limpo com Noronha, que a Administração da ilha lançou com o propósito de atender as Políticas Nacionais e Estaduais de Resíduos Sólidos e as diretrizes do Termo de Compromisso Ambiental (TCA), do Ministério Público de Pernambuco.

    Por meio da coordenação de Meio Ambiente, estão sendo desenvolvidas ações para deixar o arquipélago mais sustentável e assim melhorar o serviço de limpeza e coleta da ilha. O diálogo com empresários, formadores de opinião e atores de órgãos ambientais está sendo o primeiro passo para que a implantação do novo calendário de coleta seletiva seja realizada com sucesso. Numa parceria com a Gestão de Limpeza Urbana e Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos (UTRS/USINA), o novo calendário entrará em vigor no dia 5 de junho e com novas regras.

    Ângela Tribuzi, superintendente de Turismo, Esporte e Lazer do arquipélago, destaca que está é uma ação que vai beneficiar toda a população. "É essencial que o esforço e comprometimento seja abraçado por todos para o cumprimento do novo calendário, que inclui a separação eficiente, o armazenamento adequado dos resíduos, além do uso e zelo dos ecopontos de descarte de óleo vegetal já disponibilizados na ilha".

    A programação com dias e bairros específicos para a coleta reciclável, não reciclável, orgânicos de volumosos e poda foram apresentadas a empresários, formadores de opinião e atores de órgãos ambientais em reuniões realizadas no último dia 18, no Centro de Geração e Renda, no auditório do Tamar. Na ocasião, os participantes elogiaram a iniciativa e destacaram o desafio de conduzir as informações como multiplicadores ambientais. "É uma medida excelente porque já tivemos muitos problemas com relação ao lixo e com esse esforço espero que o povo seja educado e enxerguem os benefícios para o bem comum", disse o gerente da Pousada Alquimista, Cláudio Cervantes.

    Já a empresária Cila Correia, da Pousada Santuário, ressaltou: "estou muito feliz com a implantação desse sistema embora tenho clareza de que trata-se de um processo lento para que haja êxito, uma vez que não é um habito cultural. Mas esta é sim uma vontade real da comunidade noronhense e tenho esperança de que a maioria vai agir para que isso aconteça".

    Outra ação do programa, que acontecerá ao longo do ano, é a instalação de mais ecopontos para resíduos especiais, a exemplo de medicamentos, pilhas e baterias e lâmpadas, que não podem ser descartados no lixo comum pois são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.


    Cidades: Fernando de Noronha
    Assuntos: noronha, reciclagem, coleta seletiva,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Plantas medicinais dão vida à Horta Fitoterápica

    | Educação, Meio Ambiente

     horta

    Plantações complementam merenda e abastecem a farmácia da Escola Técnica Estadual Francisco Jonas Feitosa Costa. Projeto existe desde 2016


    O pátio da Escola Técnica Estadual Francisco Jonas Feitosa Costa, em Arcoverde, foi o local escolhido pelo professor de Biologia, Lourival Pereira da Silva, para instalar a horta fitoterápica da instituição. O projeto, que surgiu no ano passado, visa, além de complementar a merenda da escola, manter ativa uma farmácia fitoterápica a fim de auxiliar os estudantes que se queixam de dores de cabeça e náuseas, por exemplo. “É comum sermos procurados com esses sintomas, mas como não podemos fornecer medicamentos, tivemos a ideia de criar esta hora de plantas medicinais”, ressalta Lúvia Bezerra, gestora da ETE.

    Nos seis canteiros do espaço, que mede 7,00m x 7,00m, o professor e os estudantes monitores já plantaram mudas de arruda, babosa, hortelã e capim santo. “Além dessas, temos também algumas mudas de coentro plantadas. Apesar de não se enquadrar na categoria fitoterápica, o coentro é bastante utilizado pelas merendeiras, que utilizam a erva aromática para temperar os alimentos dos estudantes”, diz Lourival.

    Além de garantir o bem estar e incrementar a alimentação dos estudantes, o trabalho realizado na horta proporciona a ampliação do gosto pela natureza e um maior relacionamento dos meninos com as plantas fitoterápicas. “Toda a escola se envolve no projeto, mas tenho um grupo de cinco estudantes monitores que me auxiliam, semanalmente, na manutenção da horta. A irrigação, por exemplo, é feita através de um projeto desenvolvido pelos estudantes que reaproveita a água descartada do bebedouro e direciona para os canteiros”, conta o professor. 

    Horta 1

    Cidades: Arcoverde
    Assuntos: educação, escola tecnica estadual francisco jonas feitosa costa, arcoverde horta fitoterapica
    Compartilhe: Link para o post:
  • Água Preta terá área com limitações de uso para a conservação dos guaribas

    | Meio Ambiente

     MAcaco

    A proteção aos últimos exemplares dos macacos guaribas-de-mão-ruivas (Alouatta belzebul) que ocorrem nos remanescentes de Mata Atlântica do município de Água Preta, Zona da Mata Sul de Pernambuco, ganhou um importante reforço com assinatura do Decreto nº 44.444 pelo Governador Paulo Câmara. O documento estabelece limitações administrativas provisórias para proteger a área de ocorrência dos animais. Publicado hoje (17/05), no Diário Oficial, é parte do esforço da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, e do grupo de trabalho (GT) Guariba formado por membros do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema/PE), responsável pela elaboração e aprovação, na 88ª reunião ordinária do Conselho, realizada em abril, do plano de ação emergencial para a proteção da espécie.

    Para planejar e reforçar as ações de fiscalização e de monitoramento da área estabelecida pelo decreto, onde vivem cerca de 14 exemplares da espécie Alouatta, o   secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade Sérgio Xavier e o secretário-executivo da pasta, Carlos Cavalcanti se reuniram ontem (16/05), na sede da Semas,  com o atual comandante da Companhia de Policia de Meio Ambiente (Cipoma), Wolney Pereira, para traçar ações específicas de monitoramento.

    De acordo com Sérgio Xavier, da Semas, “a proteção da área de ocorrência prevista na Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação  da Natureza – SNUC é de fundamental   importância até que a Semas e a CPRH, com o apoio da academia, realizem os levantamentos técnicos e científicos sobre o primata e o seu habitat, que fundamentem a criação de uma unidade de conservação”, defendeu o secretário.

    Sérgio Xavier

    Plano de Ação Emergencial - O documento contendo metas e ações voltadas para a fiscalização, combate ao desmatamento e à caça, além de atividades de educação ambiental, restauração florestal e pesquisas científicas, foi elaborado pelo GT Guariba, criado em novembro de 2016 pela Resolução nº 05/2016 do Consema/PE. O objetivo é proteger os últimos indivíduos de guaribas identificados pela pesquisadora Julianne Moura, na dissertação de mestrado realizada em 2015 no remanescente florestal do Engenho Sacramento, com orientação de Bruna Bezerra, da UFPE e co-orientação de Maria Adélia Oliveira, da Universidade Federal Rural de Pernambuco. A área recebe constante pressão por conta da expansão da agricultura (cana-de-açúcar e policultura), além de registro de caça e de frequentes queimadas. 

    A grave ameaça que vem sofrendo a espécie Aloutta belzebul, considerada vulnerável à extinção pela Lista Nacional da Fauna Ameaçada do Ministério do Meio Ambiente (Portaria nº 444/2014), justifica as ações desenvolvidas em Pernambuco. Para coordenadora do GT do Consema, Alessandra Sá, “o grupo realiza reuniões de monitoramento e ações de educação ambiental e capacitação com os atores locais, sendo a mais recente delas a de manejo do fogo para combate aos incêndios, realizada em abril para 15 assentamentos rurais de Água Preta, com o apoio do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Ibama /PE e da prefeitura municipal”, ressaltou.

     

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Noronha recebe a nova expedição da Família Schurmann

    | Meio Ambiente, Turismo


    Fernando de Noronha vai receber nesta sexta-feira, 12, a visita da expedição da Família Schurmann, que está navegando pelo litoral nordestino dentro do projeto Conexão, com tripulantes famosos que estão tendo noções de sustentabilidade e propagando as ideias nas redes sociais. expedição fica em Noronha até o dia 17, quarta-feira, onde vai ter uma vasta programação especialcom recepção feita pelo administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes, além de visita aos principais atrativos da ilha, mergulhos, trilhas, palestras no TAMAR e passeio no Museu do Tubarão.

    Depois de 30 anos de expedições no mar, sessenta países visitados e três voltas ao mundo, a nova aventura foi batizada de Conexão Schurmann. Teve início no dia 3 de maio em Maragogi, no estado de Alagoas, passou por Recife e vai ser encerrada no arquipélago pernambucano.

    Para esta missão foram convidados as atrizes Paloma Bernardi, Carol Oliveira, Rhaissa Batista e a blogueira Fernanda Cortez; Flávio Samelo editor de fotografia e Gianluca Perino, sócio-fundador do Café de La Musique. Eles estão a bordo do moderno veleiro Kat, acompanhados pelos anfitriões Vilfredo, Heloíse, David, Wihelm e Emmanuel Schurmann.

    A ideia é que os tripulantes vivam a experiência do desapego, de forma sustentável, já que no veleiro tudo é restrito, desde o banho até o consumo de energia. Dessa forma eles vão entender melhor sobre a questão da sustentabilidade no planeta, propagando para outras pessoas noções de consumo com o objetivo de preservar o meio ambiente. Depois do término da expedição uma websérie será produzida pelo cineasta David Schurmann, que também faz parte da tripulação desta nova aventura

    Assuntos: fernando de noronha, familia schurmann, luiz eduardo antunes, Conexão Schurmann
    Compartilhe: Link para o post:
  • Uma data para lembrar a importância do bioma Caatinga

    | Meio Ambiente

     Bioma

    Instituído em 2003, em homenagem ao pernambucano João de Vasconcelos Sobrinho, engenheiro agrônomo e ecólogo falecido em 1989, o Dia Nacional da Caatinga (28/4) é também um momento de reflexão e debates voltados para a conservação do bioma. Um evento realizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama/PE), em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade e o Comitê da Reserva da Biosfera  da Caatinga, aconteceu ontem, quando foram abordadas as ações de conservação e de apoio ao desenvolvimento sustentável no estado.

    Pernambuco desenvolve o Plano de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Caatinga, que prevê ações voltadas para a criação de unidades de conservação, elaboração de mapa de vocações e potencialidades, além do incentivo à economia verde. Para o secretrário-executivo da Semas, Carlos Cavalcanti, “entre 2011 e 2016 saltamos de zero para 126 mil hectares em unidades de conservação de proteção integral no bioma. Precisamos agora fortalecer  a gestão, incorporando  uma visão integrada, com a participação de diversos atores locais”, ressaltou o representante da Secretaria.

    De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a Caatinga ocupa 11% do território nacional e abriga uma população de 27 milhões de pessoas. Está presente nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Sergipe e Minas Gerais.

    Apesar da vegetação espinhosa e retorcida, a região “detém uma importante biodiversidade, com registro de 178 espécies de mamíferos, 591 de aves, 177 de répteis, 79 espécies de anfíbios, 241 de peixes e 221 de abelhas”, segundo o MMA.

    As espécies vegetais identificadas no herbário Dárdano de Andrade Lima, do Instituto Agronômico de Pernambuco (Ipa), também confirmam a importância da região: 65% do total de espécies catalogadas, cerca de 58 mil são da Caatinga, com destaque para  as mais representativas, entre elas o umbuzeiro, catingueira, xiquexique, coroa-de-frade, angico e jurema. O Instituto abriga também no seu acervo uma importante coleção: São 12 mil plantas do bioma colecionadas entre 1950 e 1980 pelo agrônomo Dárdano de Andrade Lima, que faleceu em 1980.

    A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade adota desde 2011 como estratégia de conservação do bioma, a criação de novas unidades de conservação, especialmente nas categorias de proteção integral, onde só é permitido o uso indireto dos recursos naturais e são adotadas apenas atividades voltadas para a pesquisa científica e o turismo ecológico. 

    O Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga de Pernambuco foi representado no evento por Marcelo Teixeira, coordenador estadual do Comitê. Ele destaca as ações desenvolvidas pela instituição em defesa do bioma: “O Comitê tem o importante papel de adensar esforços de várias instituições na direção da preservação do rico bioma que é a Caatinga, entre eles o fomento à criação de Unidades de Conservação; o apoio às comemorações do Dia Nacional da Caatinga desde 2005; o projeto de valorização da Caatinga realizado em 17 municípios do Pajeú; discussão sobre a reformulação do ICMS socioambiental do Estado de Pernambuco; além da promoção de palestras sobre boas práticas e lições aprendidas na Caatinga, com valorização dos saberes do povo catingueiro e da sua rica cultura”, reforçou o  coordenador.

    Foto: Osvaldo Santos

    Assuntos: semas, dia nacional da caatinga, ibama-pe, Plano de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Caatinga,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Agricultura familiar do Agreste Setentrional fortalecida

    | Meio Ambiente, Agricultura

    Santa Cruz

    Foram investidos R$ 10 milhões para melhorias no setor da região, com implantação de sistema de abastecimento de água e entrega de títulos de posse de terra

    SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE - O incentivo à agricultura familiar é prioridade do Governo de Pernambuco. Para fortalecer o setor, o governador Paulo Câmara anunciou diversas ações para o Agreste Setentrional, neste sábado (08.04), durante o encerramento da segunda rodada do Pernambuco em Ação. Ao todo, cerca de sete mil pessoas serão beneficiadas com o investimento de R$ 8,5 milhões em obras para minimizar os efeitos da estiagem na região e na distribuição de alimentos e leite.

    'Sabemos que a questão da água vem fazendo a população sofrer. Mas vamos priorizar para que esse recurso tenha presença nos municípios e daremos continuidade às obras que possam melhorar a vida das pessoas, pois não tem nada mais fundamental do que água", destacou Paulo Câmara. O governador também frisou a importância do fortalecimento da agricultura familiar por meio dos títulos de posse. "Os registros de posse da terra são a garantia de que os trabalhadores rurais conseguirão crédito no banco e que poderão passar as terras para a família", completou.

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), Nilton Mota, frisou que, mesmo em um momento de crise econômica, as ações do Governo do Estado continuam sendo realizadas. "Hoje, entregamos um conjunto de grandes ações que vão melhorar a vida da população do Agreste Setentrional. A nossa pasta vive um momento de restrição financeira, mas, com as parcerias com o Governo Federal e com os municípios, estamos superando esse momento desafiador", avaliou.

    Para melhorar a qualidade de vida e da produção dos agricultores, o governador Paulo Câmara entregou registros de imóveis rurais a 17 famílias da Associação dos Agricultores da Unidade Produtiva Ana Tejo, de Taquaritinga do Norte. O investimento, de R$ 1,5 milhão, foi realizado por meio do Programa Nacional de Crédito Fundiário, com recursos do Governo Federal.

    José Rômulo do Nascimento, 24 anos, é presidente da instituição e foi um dos beneficiados com a ação. Para ele, que cria gados e galinhas em um terreno alugado, receber o título foi uma grande conquista. "Fiquei muito feliz. Vai melhorar a minha vida, pois o lugar onde eu crio meus animais é alugado e, agora, vou ter onde criar meus bichos sem incomodar ninguém. Foi uma sensação de vitória", comemorou. As 17 famílias vivem numa área de 200 mil hectares.

    Leite - Para o Programa Leite de Todos, o Governo de Pernambuco investirá R$ 3.371.472,15. A ação distribuirá 1.715.500 litros de leite, beneficiando 4.700 famílias. Já por meio do PAA Alimento, o governador Paulo Câmara autorizou a distribuição de 700 quilos de alimentos, beneficiando 539 agricultores familiares, que, ao todo, vão fornecer alimentos para 17 mil pessoas. O investimento foi de R$ 2.136.117,00.

    SSAA - Com a assinatura da ordem de serviço para a implantação do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água no Sítio Chatinha de Baixo, em Casinhas, e no Sítio Lagoa Funda, em João Alfredo, serão beneficiadas 179 famílias, aproximadamente 895 pessoas, residentes nas duas comunidades. O investimento é de R$ 724 mil. Também foi assinada ordem de serviço para a perfuração de 70 poços contemplando todos os municípios do Agreste Meridional. Na ação foram investidos R$ 1 milhão, melhorando a vida de 1.700 famílias.

    Posse - Por meio das ações de reordenamento agrário, também foram entregues 97 títulos de concessão de direito real de uso da terra aos agricultores familiares de dois assentamentos estaduais do município de Casinhas. A ação vai assegurar juridicamente às famílias acesso às políticas públicas de desenvolvimento rural, para produção e melhoria da qualidade de vida. Ao todo serão beneficiados moradores dos Assentamentos Umari de Casinhas e Antônio Eleutério.

    MEIO AMBIENTE - Ainda durante o evento, foi entregue o documento consolidado do Plano Urbano Ambiental (PUA) de Toritama, concluído em 2016, que contempla o tratamento efetivo dos efluentes de Toritama. O PUA recebeu um investimento de R$ 1,4 milhões e integra o Projeto de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco (PSHPE), cujo objetivo principal é ampliar o acesso à água de qualidade e ao saneamento básico de forma sustentável.

     

    Fotos: Aluisio Moreira/SEI

    Assuntos: pe em ação, agreste meridional, agricultura familiar, paulo camara, Nilton Mota, sara, governo de pernambuco, abastecimento dagua, título de posse de terra, Programa Leite de Todos, PAA Alimento
    Compartilhe: Link para o post:
  • Fernando de Noronha terá separação de resíduos sólidos

    | Meio Ambiente

    Coleta seletiva


    Iniciativa aprovada pela Fundação Banco do Brasil visa desenvolvimento sustentável da ilha

    O projeto da Administração de Fernando de Noronha na área de Meio Ambiente denominado “Jogue Limpo com Noronha – Coleta Seletiva e Compostagem” foi aprovado pela Fundação Banco do Brasil. A iniciativa tem como objetivo estimular a separação e destinação dos resíduos sólidos pela população para um local ambientalmente adequado, além de estabelecer o desenvolvimento sustentável do arquipélago.

    O projeto teve o valor aprovado em R$ 247 mil, recurso que ainda será repassado pela instituição, para a instalação de pontos de entrega voluntária (PEVs) para papel, plástico, vidro, metal e óleo de cozinha, além da distribuição de kits de compostagem para os restaurantes e pousadas.

    Também será distribuído material educativo para a população sobre a importância da coleta seletiva e destinação dos resíduos sólidos de forma adequada. O “Jogue Limpo com Noronha” contempla três etapas distintas que consistem em sensibilização dos moradores e empresários, oficinas de compostagem e na última etapa, a construção de Pontos de Entrega Voluntárias (PEVs), onde a população vai poder separar o lixo de forma seletiva para descartar de forma ambientalmente correta.

    Atualmente, a ilha possui uma população aproximada de 4.500 habitantes, gerando uma alta demanda de resíduos por dia. A coleta seletiva na fonte, que será implementada no primeiro semestre, acontecerá em dias alternados para resíduos recicláveis e não recicláveis. Essas ações de educação ambiental são essenciais para adequação e otimização do serviço de limpeza urbana e do manejo de resíduos sólidos, para transformação da Ilha em um ambiente mais sustentável, de acordo com a política ambiental do governo de Pernambuco, como afirma o administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes. “Foi muito importante o projeto ter sido aprovado ainda mais agora, que estamos realizando ações relevantes para conservação do meio ambiente”, comemora o gestor.

    Cidades: Fernando de Noronha
    Assuntos: fernando de noronha, coleta seletiva, meio ambiente, fundação banco do brasil, jogue limpo com noronha,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara anunciou R$ 2,8 milhões em obras de infraestrutura hídrica e agricultura familiar no Sertão do Pajeú

    | Economia, Meio Ambiente, Agricultura, Administração

    Governador anuncia R$ 2,8 milhões em obras no Sertão do Pajeú

    AFOGADOS DA INGAZEIRA – Serão cinco Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (SSAA) inaugurados e a liberação de mais uma Ordem de Serviço, todos na região do Sertão do Pajeú. Os investimentos são da ordem de R$ 2,8 milhões e foram anunciados durante o primeiro encontro do Pernambuco em Ação, realizado nesta quinta-feira (23.03), em Afogados da Ingazeira, que tem o objetivo de dialogar com a população a fim de repactuar as metas das macrorregiões. As obras de infraestrutura hídrica trarão geração de renda e o fortalecimento da agricultura familiar.

    Para o secretário de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), Nilton Mota, estar no Pajeú para realizar anúncios e inaugurações é motivo de alegria. O gestor da pasta destacou, ainda que as inaugurações dos sistemas de abastecimento de água são muito importantes, disponibilizam água na porta da casa dos agricultores. "Em um momento por que passamos por seis anos de estiagem, essa ação faz diferença na vida da população que mora na Zona Rural", concluiu.

    Entre os SSAA inaugurados está o da comunidade de Umbuzeiro Leitão, em Afogados da Ingazeira, que beneficiou 24 famílias que dependiam de açudes, barragens e caminhão-pipa; e a Barragem de Acumulação de Água do Sítio Esperança, em São José do Egito, proporcionando às 40 famílias atendidas a ampliação da renda familiar. Em Itapetim, foram inaugurados o SSAA Sítio Mãe d’Água, Sítio Santo Antonio de Lima e o Sítio Ambó, beneficiando, ao todo, 357 famílias do município. O chefe do Executivo estadual autorizou, ainda, a Ordem de Serviço para a implantação do SSAA Sítio Goiabeira e Canta Galo, em Itapetim. O investimento de R$ 575.457,12 vai atender aproximadamente 70 famílias.

    PPAs - Na ocasião, Paulo Câmara assinou ainda a autorização do início de distribuição de leite e alimentos por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA Alimentos) e do Programa Leite de Todos (PAA Leite). Os programas geram renda para os produtores de alimentos e leite de base familiar. Para o PAA Alimentos, serão investidos R$ 1.680.000,00 para a aquisição de 672 mil quilos de alimentos, beneficiando 16.800 moradores do Pajeú. Já o PAA Leite recebeu um investimento R$ 5.834.926,5 para a distribuição de 2.222.850 litros de leite ao longo de 2017, melhorando a vida de 6.175 famílias.

    Ambos os programas atenderão os municípios de Afogados da Ingazeira, Calumbi, Carnaíba, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira, Triunfo e Tuparetama. Além desses, o PAA Leite também contemplará as cidades de Brejinho, Flores, Santa Cruz da Baixa Verde e Serra Talhada.

    Sementes - Ainda no âmbito da agricultura familiar, o chefe do Executivo estadual deu início à execução do Programa de Distribuição de Sementes, com a entrega de 128 mil quilos de sementes de milho para os municípios de Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Flores, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, São José do Egito, Santa Terezinha, Solidão, Tabira e Tuparetama. O Programa recebeu um investimento de R$ 416 mil e beneficiará 12.800 agricultores familiares.

    ADAGRO –  Também foram entregues certificados de estabelecimento registrado na Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) para o Entreposto de Pescados de Afogados da Ingazeira da Cooperativa para o Desenvolvimento da Apicultura do Nordeste (COODAPIS) e o certificado de regulamentação do Entreposto de Laticínio do município de Itapetim.

    No total, 150 agricultores do  município de Carnaíba receberam certificados de conclusão  e a outros 150 da cidade de Triunfo certificados pela participação no Projeto Implantação de Módulos de Manejo Sustentável de Agrobiodiversidade para o Combate à Desertificação no Semiárido Pernambucano. O projeto faz parte do Programa Caatinga Sustentável, uma parceria entre o Governo Federal, por meio do Fundo Nacional de Mudanças Climáticas (FNMC), e o Governo de Pernambuco.

    Estiveram presentes secretários de Estado; os deputados estaduais Isaltino Nascimento (líder do Governo), Rogério Leão, Waldemar Borges, Laura Gomes, Lucas Ramos, Ricardo Costa, Diogo Moraes e Rodrigo Novaes; e os deputados federais Kaio Maniçoba, João Fernando Coutinho, Fernando Monteiro e Gonzaga Patriota.

    Foto: Aluísio Moreira/SEI

    Cidades: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Calumbi, Carnaíba, Flores, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, Serra Talhada, Solidão, São José do Egito, Tabira, Triunfo, Tuparetama
    Assuntos: Paulo Câmara, Pernambuco em Ação, Governo de Pernambuco, Infraestrutura Hídrica, Agricultura Familiar, Adagro, Sara
    Compartilhe: Link para o post:
  • No Dia Mundial da Água, Arena de Pernambuco é referência em termos de sustentabilidade

    | Meio Ambiente

    ARena de PE

    A preocupação com os recursos hídricos é uma das marcas registradas da Arena de Pernambuco. O empreendimento conta com sistemas modernos de aproveitamento de água da chuva, reaproveitamento de água da drenagem do gramado e reuso de esgoto tratado. Em uma data tão importante quanto o Dia Mundial da Água, a Arena de Pernambuco ratifica uma preocupação constante com este fator.

    Objetivando sempre o uso consciente da água, a Arena de Pernambuco possui uma estrutura eficiente para que o máximo possível deste bem seja reaproveitado. A água da chuva é coletada por calhas localizadas na cobertura e fechamento lateral da Arena, sendo utilizada nos banheiros e na irrigação do gramado.

    Após seu uso na irrigação do gramado, a água segue sendo reutilizada. A mesma passa por tratamento, que consiste em peneiramento e filtração para remoção dos sólidos em suspensão. Após isso, a água está apta novamente para nova irrigação no gramado, em um processo que se denomina “ciclo fechado”. Então determinada quantidade de água coletada da chuva é utilizada várias vezes, acarretando assim em economia e uso consciente deste bem tão importante.

    Já o reuso do esgoto gerado pelos vestiários é encaminhado para uma Estação de Tratamento de Efluentes, onde passa por um tratamento biológico e cloração no final, sendo também reutilizado posteriormente no gramado e nos mictórios e bacias sanitárias dos banheiros. Essas ações chegam a consumir aproximadamente 600m³ de água, gerando uma economia de até 70% no uso de água potável.

    "O uso consciente de água é um dos pontos fundamentais que fizeram a Arena de Pernambuco obter o selo LEED, emitido pelo Green Building Council, às construções e empreendimentos sustentáveis", explica o Secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras”. Este é o selo de maior reconhecimento internacional em termos de certificação ambiental e atesta que as obras executadas e a operação da Arena de Pernambuco foram e são realizadas em alinhamento com os princípios do desenvolvimento sustentável.

    Assuntos: arena de pernambuco, dia mundial da água, sustentabilidade,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape oferece 120 vagas para cursos gratuitos de educação ambiental

    | Educação, Meio Ambiente

     Suape

    O Projeto de Pedagogia Ambiental de Suape abriu inscrições para cursos gratuitos nesta sexta-feira (17). Ao todo, estão sendo oferecidas 120 vagas, com turmas de 30 alunos, nas seguintes capacitações: Curso Livre de Educação Ambiental; Curso de Pedagogia Ambiental; Curso de Gestão de Resíduos Sólidos - A experiência de Suape; e o Curso Nascentes - Educação ambiental para conservação dos nascer das águas. As inscrições duram até o preenchimento de todas as vagas e as aulas começam no dia 22 de março. Podem se inscrever participantes com mais de 16 anos e com formação mínima a partir do Ensino Médio.

    As inscrições podem ser feitas diretamente no site do Complexo Portuário de Suape (MailScanner warning: numerical links are often malicious: http://10.10.10.50/pea/view/index.php). Alguns dos cursos ofertados serão realizados com base nas ações realizadas pela Empresa Suape na região. Algumas delas, inclusive, ajudaram a elevar a colocação de Suape para o 4º lugar nacional no Índice de Desenvolvimento Ambiental – IDA, regulado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). 

    Os cursos fazem parte do Projeto Pedagogia Ambiental, implantado na empresa desde 2010, promovido pela Coordenadoria de Educação Ambiental e Responsabilidade Socioambiental do Complexo de Suape. Cada aluno receberá um certificado de 40 horas, além de material didático, camisa do Projeto, alimentação (almoço e lanche) e transporte com saída do centro do Cabo de Santo Agostinho e do centro de Ipojuca.

    As aulas das novas turmas começam no fim de março de 2017. As aulas teóricas serão ministradas no Centro de Treinamento do Completo Industrial Portuário de Suape e as aulas práticas na Zona de Preservação Ecológica de Suape (ZPEc), uma vez que dos 13,5 mil hectares do Complexo Industrial Portuário, 59% são dedicados à área de preservação.

    “O Complexo de Suape vem disseminando o conhecimento em educação ambiental e incentivando as pessoas a desenvolverem práticas sustentáveis, seja nas comunidades, nas escolas ou empresas. Acreditamos que com seriedade e compromisso é possível promover um modelo de crescimento econômico que colabore com a melhoria de vida da população”, pontuou o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, Jorge Araújo. 

    Desde 2010, o Projeto de Pedagogia Ambiental de Suape já capacitou mais 3,3 mil pessoas nos cursos e oficinas de educação ambiental. O projeto foi vencedor das edições 2012, 2013 e 2014 do Prêmio Top Socioambiental, realizado pela ADVB-PE, na categoria Meio Ambiente. Em 2015, recebeu o Prêmio Super Top Socioambiental da mesma instituição. No cenário nacional, a Empresa Suape foi contemplada com o Prêmio Benchmarking Brasil, nas edições 2014 e 2015, pelo Instituto Mais. Suape foi o primeiro porto no País a conquistar essa certificação, concedida por especialistas de vários países.

    Serviço:

    PROGRAMA DE PEDAGOGIA AMBIENTAL DE SUAPE
    Data: Aulas a partir do dia 22/03/2017
    Horário: 7h30 às 16h30
    Local: Cetreino – Centro de Treinamento do Complexo de Suape – Rodovia PE-60, km10, Engenho Massangana (ao lado do Centro Administrativo de Suape)
    Vagas: 30 vagas (cada curso)

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: Projeto de Pedagogia Ambiental de Suape, sdec, educação, sustentabilidade, Projeto Pedagogia Ambiental,
    Compartilhe: Link para o post: