meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • FUNASE dá início à elaboração de Programa de Formação Continuada

    | Educação, Juventude, Emprego, Direitos Humanos

    Iniciativa é voltada aos operadores do atendimento socioeducativo e conta com a parceria do Cedca, Gajop e da UFRPE


    Tendo como uma de suas prioridades a capacitação, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) deu início à elaboração de um programa de formação continuada para os operadores do atendimento socioeducativo, iniciativa que está dentro das metas do Plano de Ação de Curto Prazo, lançado pela instituição. A ação contará com a parceria de entidades que também atuam na questão da política voltada à infância e juventude, e que fazem parte também do sistema socioeducativo.

    Segundo a Diretora Geral de Gestão do Trabalho e Educação, Nadja Oliveira, isso demonstra a consciência dos parceiros de que o adolescente e a adolescente não são de responsabilidade apenas da Funase. “Entendemos ser de muita importância termos vários entes envolvidos, com diversos olhares, trazendo suas experiências. São pessoas comprometidas, com a competência técnica para isso, e com militância também nessa área”, destacou a diretora.

    O grupo de facilitadores da Funase, que trabalha com capacitações, também participará deste processo. “Vamos dialogar com os facilitadores para que possamos encontrar um ponto de intersecção do trabalho desenvolvido por eles com essa proposta maior de formação continuada”, explicou Nadja Oliveira. O objetivo é consolidar essa articulação e fazer com que ela seja uma ação efetiva, conjunta.

    A iniciativa teve seu primeiro momento em um encontro entre a Diretora-Presidente da instituição, Nadja Alencar, suas diretorias, representantes do Conselho da Criança e do Adolescente (Cedca), do Gabinete de Assessoria Jurídica às Organizações Populares (Gajop) e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).


    Assuntos: Funase, plano de ação de curto prazo, programa de formação continuada, capacitação, Nadja Oliveira,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Ação educativa na temática LGBT para operadores socioeducativos da Funase

    | Juventude, Direitos Humanos

     

    Diretorias, assessorias, supervisores e técnicos que trabalham com as dinâmicas das unidades de atendimento socioeducativo da Funase, participaram de uma ação educativa na sede da instituição, coordenada pelo Centro Estadual de Combate à Homofobia (CECH), programa da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), órgão vinculado a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH).

    O objetivo do encontro foi compartilhar informações sobre a população LGBT e os seus direitos, além de apresentar proposta para atuação nas unidades. Os gestores, as equipes técnicas, os agentes socioeducativos e todos os operadores do sistema socioeducativo em geral serão futuramente inclusos nesse processo de conscientização, que surge por meio de uma parceria firmada com o CECH.

    “Com essa parceria realizaremos um trabalho com foco na orientação sobre os direitos da população LGBT no combate à homofobia, respeitando as diferenças”, destaca a Diretora Geral da Política de Atendimento (DGPAT), Iris Borges. As ações terão início nas unidades da Região Metropolitana do Recife, estendendo-se às unidades do Interior do Estado, buscando garantir a melhoria no atendimento a população LGBT de internos e internas da Funase. 

    “Com esse trabalho conjunto de capacitação e sensibilização atuaremos no resgate da dignidade dos jovens e também esperamos que os atores envolvidos nesses processos formativos sejam sujeitos estratégicos no combate a LGBTfobia dentro das unidades”, explica a coordenadora do CECH, Suelen Rodrigues.

    O CECH, que atua na garantia dos direitos e do respeito à livre orientação afetivo/sexual e identidades de gênero em Pernambuco, está localizado na Rua Santo Elias, nº 535, Espinheiro – Recife. O Centro conta com equipe multidisciplinar formada por advogados, psicólogos, assistente social, assistentes administrativos e coordenação geral. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (81) 3182-7665 ou centrolgbtpe@gmail.com.

     

     
    Assuntos: funase, sdjhdscj, cech, direitos humanos, lgbt, direitos e deveres,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Encontro vai reunir empresas parceiras do Projeto Novas Oportunidades, que apóia jovens da Funase

    | Juventude, Emprego, Direitos Humanos

     

    A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), sob a gestão do secretário Roberto Franca, vai promover o Encontro de Empresas Parceiras do Sistema Socioeducativo. O evento será realizado amanhã (27), às 8h30, no Auditório Ribeira, no Centro de Convenções de Pernambuco.

    O foco do Encontro será o Projeto Novas Oportunidades - Atenção aos Egressos de Internação e Semiliberdade. O Projeto foi implantado em setembro de 2014, com o objetivo de articular e/ou oferecer um conjunto de ações/serviços aos adolescentes/jovens egressos de unidades de atendimento da FUNASE e suas famílias, possibilitando sua reinserção social, familiar e comunitária.

    O Novas Oportunidades, coordenado pela Secretaria Executiva do Sistema Socioeducativo e Fortalecimento dos Conselhos (SESSFC), sob o comando de Suelly Cisneiros, tem a finalidade de fortalecer a parceria com empresas públicas e privadas, bem como despertar novos parceiros para esta estratégia de responsabilidade social. O Projeto promove a inserção socioprodutiva de adolescentes/jovens que cumpriram ou estão em cumprimento de medida socioeducativa na Funase (Fundação de Atendimento Socioeducativo).

    O encontro terá apresentação de indicadores de resultados dos trabalhos desenvolvidos nessa área, incidindo na redução de adolescentes e jovens que deixaram de praticar atos infracionais no Estado. Promoverá também a sensibilização de impacto dos participantes para a inserção socioprodutiva dos jovens em questão.

     

    Assuntos: sdscj, roberto franca, encontro de empresas parceias do sistema socioeducativo,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de Pernambuco investe R$ 5,7 milhões na Rede Pública de Ensino do Sertão do Pajeú

    | Educação, Juventude

    Plenária em Afogados da Ingazeira (PE)

    Foram anunciadas cinco Ordens de Serviço para a construção e cobertura de seis escolas da Região durante o primeiro encontro do Pernambuco em Ação

    AFOGADOS DA INGAZEIRA - A educação do Sertão do Pajeú recebeu, nesta quinta-feira (23.03), um reforço de R$ 5,7 milhões do Governo do Estado. Durante a primeira rodada do Pernambuco em Ação, o governador Paulo Câmara assinou Ordem de Serviço para construção/cobertura de seis escolas da Região que beneficiará mais de 2,9 mil estudantes. Além disso, alunos do Programa Ganhe o Mundo (PGM) do Pajeú receberam certificados de participação, fechando mais um ciclo do principal programa educacional do Estado.

    "As quadras, além de ser um pleito antigo da Região, são um grande espaço de convivência e de atividades da escola. Nelas, é possível ter as práticas esportivas aliadas a práticas culturais e com a comunidade. Ou seja, é um espaço que permite integração social, uma vez que também é disponibilizado para a sociedade. Para os estudantes, é uma obra muito especial", afirmou o secretário de Educação, Fred Amâncio.

    Do montante, R$ 390 mil serão para a cobertura da quadra da Escola Método de Godoy Lima; R$ 549 mil para a construção da quadra da Escola Santa Terezinha; R$ 546 mil para construção da quadra da EREM Aristaque José de Veras; R$ 398 mil para a cobertura da quadra da EREM Edson Simões; R$ 3,5 milhões para reforma e ampliação da EREM Alfredo de Carvalho, além da construção de uma quadra; e R$ 359 mil para construção da coberta da quadra da EREM Teresa Torres, em Itapetim.

    CAPACITAÇÃO – Por meio da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação (Sempetq), o governador Paulo Câmara assinou um Termo de Cooperação Técnica para a capacitação e aperfeiçoamento de trabalhadores para o Polo Vidreiro do Sertão do Pajeú. O Governo do Estado iniciou, este ano, o desenvolvimento de projetos de formação profissional, por meio do Fortalece Talentos, em que são identificadas demandas por mão de obra de trabalhadores em determinados setores, para, depois, serem iniciadas as capacitações.

    Inicialmente, serão beneficiados os moradores dos municípios de Serra Talhada, Petrolina, Araripina e Afogados da Ingazeira, uma vez que foi identificada uma concentração de empresas específicas do setor vidreiro. Serão oferecidos os cursos “Boas Práticas de Corte e Lapidação de Vidros” e “Automação nas Técnicas com Vidro”, que devem ser iniciados entre abril e maio deste ano. Ao todo, serão investidos mais de R$ 62 mil para a capacitação.

    Estiveram presentes secretários de Estado; os deputados estaduais Isaltino Nascimento (líder do Governo), Rogério Leão, Waldemar Borges, Laura Gomes, Lucas Ramos, Ricardo Costa, Diogo Moraes e Rodrigo Novaes; e os deputados federais Kaio Maniçoba, João Fernando Coutinho, Fernando Monteiro e Gonzaga Patriota.

    Foto: Aluísio Moreira/SEI

    Cidades: Afogados da Ingazeira, Itapetim
    Assuntos: Paulo Câmara, Pernambuco em Ação, Governo de Pernambuco, Rede Pública
    Compartilhe: Link para o post:
  • Mais de 200 reeducandos participaram de palestras no Patronato Penitenciário em 2017

    | Juventude, Emprego, Direitos Humanos


    Nos dois primeiros meses do ano 255 reeducandos do regime aberto e livramento condicional participaram de palestras sobre qualificação profissional e 55 fizeram curso de vendas, com foco no mercado de trabalho 

    Muitos reeducandos que estão concluindo a pena e se encontram no regime aberto ou em livramento condicional sonham em voltar ao mercado de trabalho. Para tornar esse sonho realidade, o Patronato Penitenciário, órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), realiza semanalmente cursos e palestras com foco na empregabilidade.   

    Este ano, só nos dois primeiros meses, 255 reeducandos participaram de sete palestras sobre como se preparar para o mercado de trabalho. Entre os temas  estavam: Marketing Profissional, Comportamento e postura no mercado de trabalho e Como encarar uma entrevista profissional.

    Além das palestras, o Patronato também realizou curso de vendas, ministrado pela empresa Teleport, que contemplou 55 reeducandos. Iara Pradines, 56 anos, explica que é importante saber das novidades na área, após o tempo que passou fora do mercado. “Quero me atualizar e o Patronato é uma porta aberta para isso” disse.

    Para o mês de Março, já estão programadas palestras sobre: atendimento ao público; relacionamento interpessoal nas organizações; estimulando o espírito empreendedor; e desenvolvendo a expressão verbal.

    Em 2016, 1.465 reeducandos participaram de cursos e palestras promovidos pelo Patronato Penitenciário no Recife e em Caruaru. Os cursos foram nas áreas de pintura, construção civil, vendas, entre outros. Para absorver a mão-de-obra, o Patronato Penitenciário tem parceria com 26 empresas que atualmente emprega 968 reeducandos.

     
    Assuntos: sdscj, reeducandos, Patronato Penitenciário, sjdh,
    Compartilhe: Link para o post:
  • SDSCJ promove conscientização, cidadania e inclusão neste Carnaval

    | Juventude, Direitos Humanos
     

    Camarote Acessibilidade

    A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, sob a gestão do secretário Roberto Franca, levou conscientização e cidadania à população durante todos os dias do Carnaval 2017. Sob o lema "No Carnaval Da Inclusão Não Entra Preconceito", equipes da SDSCJ foram às ruas combater as violações de direitos fundamentais no que diz respeito aos seguintes temas: Igualdade Racial, LGBT, Pessoa com Deficiência, Pessoa Idosa, Drogas, Criança e Juventude. 

    O chefe de Gabinete da SDSCJ, Cláudio Carraly, fez uma avaliação positiva das ações: "Durante o Carnaval, estive na Casa Crer, em Olinda, onde nossos serviços estavam sendo oferecidos à população. Tudo correu muito bem, com muita organização. Fui, também, ao Camarote da Acessibilidade, no Galo da Madrugada. Um camarote animado e que contou com a participação da SDSCJ, através do PE Conduz, que funcionou plenamente. A satisfação era visível nos rosto dos foliões. Alguns, inclusive, relataram que só tinham aquela chance para brincar Carnaval."

    Destaque também para os Camarotes da Acessibilidade no Galo da Madrugada, Olinda, Bezerros e Vitória de Santo Antão. Coordenados pela SDSCJ, através da Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa Com Deficiência (SEAD), os Camarotes proporcionaram um Carnaval e alegria e conscientização. "Os Camarotes da Acessibilidade tiveram um desempenho excelente. As pessoas com deficiência puderam brincar com toda segurança", afirmou o superintendente da SEAD, Paulo Fernando da Silva. Ele ressaltou o sucesso da parceria entre o Governo do Estado e as prefeituras do Recife, Olinda, Bezerros e Vitória. 

    Paulo Fernando também destacou o trabalho do PEConduz: "Este ano, além de levar as pessoas com deficiência para os Camarotes, transportou os foliões da sede da PCR para o Recife Antigo". 
    Integrantes da SESES (Secretaria Executiva de Segmentos Sociais) atuaram em vários pontos, tais como o Polo da Diversidade (Pátio de São Pedro) e a Casa Crer (Olinda). No primeiro, a equipe SESES desenvolveu ações de conscientização para o público LGBT e a população em geral, além da distribuição de material gráfico. Na Casa Crer (Observatório Racial), um espaço destinado à defesa da Igualdade Racial, também foram desenvolvidas ações que levam conscientização sobre os direitos de todas as raças e em defesa da liberdade religiosa. A Coordenadoria de Igualdade Racial da SESES também atuou no Núcleo Afro, no Pátio do Terço, onde aconteceram festividades da cultura negra. 

    A Superintendência de Defesa e Promoção dos Direitos da Pessoa Idosa, vinculada à SESES, lançou a campanha  “DISCRIMINAR OU NEGLIGENCIAR A PESSOA IDOSA É CRIME”. Por sua vez, a Secretaria Executiva de Políticas Sobre Drogas (SEPOD) contou, em todos os dias de folia, com as equipes do Programa Atitude. Os técnicos atuaram no cuidado ao uso e abuso no consumo de crack e outras drogas. As ações foram desenvolvidas nos Centros de Acolhimento e Apoio e de Acolhimento Intensivo do Programa e são voltadas para a garantia dos direitos e proteção das
    pessoas em situação de risco pessoal e/ou social.

    Também esteve de plantão no Carnaval a Ouvidoria da SDSCJ, através dos telefones 0800.081.4421/ 98494-1298. Ou através do Whatsapp (exclusivamente destinado às pessoas surdas): 98494-1955. 

    Texto: Paulo Salgado
    Fotos: Divulgação SDSCJ
    Assuntos: sdscj, roberto franca, Igualdade Racial, LGBT, Pessoa com Deficiência, Pessoa Idosa, Drogas, Criança e Juventude, PE Conduz
    Compartilhe: Link para o post:
  • Espaço Ciência prorroga até o fim de março as inscrições para o Torneio Virtual de Ciências

    | Educação, Juventude

    Espaço Ciência

    Estão prorrogadas, até 31 de março, as inscrições para o 2º Torneio Virtual de Ciências. A ampliação do prazo foi solicitação de algumas escolas: “Alguns educadores argumentaram que, por estarem no início do calendário escolar e também por conta do recesso de carnaval, precisariam de um tempo maior para organização das turmas”, explica Douglas Velozo, coordenador de Física e Astronomia do Espaço Ciência.

    Com a prorrogação, o cronograma do Torneio sofrerá algumas alterações. Ao invés de oito desafios, como estava previsto, serão sete – a mesma quantidade do ano passado. “O primeiro desafio, que seria lançado em março, passa para abril e os demais continuam mensalmente, até outubro. As alterações serão inseridas no regulamento e disponibilizadas em breve”, explica Douglas.

    Cada escola pode inscrever até cinco equipes: uma em cada série – 8º e 9º anos do Fundamental e 1º a 3º anos do Ensino Médio. As inscrições devem ser feitas pelo site do Espaço Ciência, em formulário específico. Acesse: www.espacociencia.pe.gov.br/.

    O TORNEIO - O torneio é uma competição, realizada durante todo o ano, que é realizada por meio de desafios. Seu formato torna a ciência mais atrativa ao aproximá-la da prática e da experimentação. São vários desafios, de Física, Química, Biologia, Matemática, Robótica e Astronomia,  que provocam o aluno para que experimentem, criem, pensem – ampliando e contextualizando o conhecimento que recebem em sala de aula.

    No ano passado, por exemplo, primeira edição do evento, os participantes fizeram experimentos a partir de sucata eletrônica, construíram equipamentos robóticos para combater o desperdício de água; calcularam a probabilidade de um pão cair com a manteiga virada para baixo; entre outras atividades.

    Os desafios são registrados em vídeos pelos grupos e enviados para o Espaço Ciência, que os compartilha nas redes sociais.
    Para a pontuação, a avaliação da equipe técnica soma-se a critérios como número de curtidas e compartilhamentos no Facebook. Com isso, é possível atingir um número muito maior de pessoas, ampliando a visibilidade do Torneio e, principalmente, estimulando  o interesse pelo conhecimento científico.

    Em 2016, foram 7.052 alunos inscritos – 3.238 do Ensino Fundamental e 3.814 do Ensino Médio – de 17 municípios do estado. Foram 19% de inscritos do Sertão, 23% do Agreste e 13% da Zona da Mata. O sucesso da primeira edição foi tanto que a expectativa, para 2017, é atingir a meta de 500 escolas e 50 mil alunos.

    Assuntos: Espaço Ciência, Semptec, claudiane santos, 2º Torneio Virtual de Ciência,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Últimos dias para agendar o recadastramento do Vem Livre Acesso

    | Juventude, Mobilidade, Direitos Humanos


    Os beneficiários devem fazer o agendamento até o dia 6 de março pelo site ou telefone

    A próxima segunda-feira, dia 6 de março, marca o fim do prazo para os usuários do VEM Livre Acesso agendarem o seu recadastramento pelo site www.vemlivreacesso.com.br ou pelos telefones (81) 3125-7575 ou 0800.081.0158. No agendamento, o usuário pode escolher a data em que fará o seu recadastramento até o mês de abril. Atualmente, existem 89.624 usuários beneficiados, contudo apenas 30 mil fizeram o agendamento.

    O cartão Vem Livre Acesso garante o direito de pessoas com deficiência utilizarem o Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife gratuitamente. O benefício está previsto na Lei 14.916/2013 e os beneficiários devem ser recadastrados a cada dois anos.

    É importante lembrar que antes de fazer o agendamento, o beneficiário deve estar com toda a documentação atualizada original (cédula de identidade, inscrição do Cadastro de Pessoa Física [CPF], comprovante de residência), além de laudos, declarações e/ou exames anteriores que comprovem a deficiência. Os cartões que não forem recadastrados serão cancelados.

    O agendamento através do site está disponível 24h por dia, e por telefone, de segunda a sábado, no horário das 07h às 19h. O recadastramento acontece de segunda a sexta, das 7h às 17h, com horário marcado, presencialmente no endereço Av. Mascarenhas de Morais, n. 1999, Imbiribeira.

    DICAS IMPORTANTES – O beneficiário pode realizar três tentativas de agendamento. Nas duas primeiras, caso a pessoa não possa comparecer e desmarcando previamente no prazo de até cinco dias antes da data marcada, não haverá ônus para ele. Caso ele agende e não compareça, ultrapasse essas duas tentativas ou desmarque fora do prazo determinado, o beneficiário terá que pagar uma taxa no valor de 10 tarifas do Anel B, isso corresponde a dizer R$ 44,00.

    Não é necessária a impressão do protocolo de atendimento. Também não é necessário o cadastramento do acompanhante, visto que ele pode ser qualquer pessoa a conduzir o beneficiário.

     

    Assuntos: vem livre acesso, agendamento, Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife, gratuidade,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretário-executivo de Direitos Humanos é o novo presidente do Cedca/PE

    | Juventude, Direitos Humanos

     

    A meta da nova presidência do Cedca/PE é aumentar a captação de recursos para as políticas voltadas para criança e o adolescente

    Criado com a missão de formular a política de atendimento à criança e ao adolescente em Pernambuco, além de coordenar e fiscalizar sua execução, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca/PE) tem uma nova presidência. Foi eleito para o cargo de presidente, com 14 votos, o secretário-executivo de Direitos Humanos, Eduardo Figueiredo. A eleição aconteceu na tarde desta segunda-feira (13/02), durante a realização da 336ª Assembleia Ordinária.

    Para as vice-presidências foram eleitas Lourdes Viana, representando a sociedade civil pelo Centro Diocesano de Apoio ao Pequeno Produtor, do município de Pesqueira, e Patrícia Rosana Almeida Dantas de Arruda, representando o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). O Cedca/PE é composto por 14 membros efetivos, sendo sete representantes da sociedade civil, eleitos por organizações não-governamentais, e sete nomeados pelo Governo Estadual. 

    Entre as ações prioritárias da nova presidência, estão à efetivação do planejamento estratégico e o fortalecimento do Cedca através da ampliação da arrecadação de recursos, como explica o novo presidente Eduardo Figueiredo. “Nesse momento em que se inicia a arrecadação de recursos através da restituição do imposto de renda com a Campanha Leãozinho, uma ação exitosa iniciada na gestão passada, é importante darmos amplitude a essa captação. No ano passado, o Conselho arrecadou cerca de R$ 100 mil que serão destinados para projetos na área da criança e do adolescente. E hoje temos um potencial de captação de R$ 30 milhões” detalha.

    O presidente destaca ainda a importância da integração do poder público com a sociedade civil. “Paralelamente a captação de recursos, junto à sociedade civil, vamos ampliar a parceria com o Governo do Estado. Nosso desafio é reforçar os investimentos na execução das medidas socioeducativas em meio aberto, ampliando os projetos que garantam os direitos da criança e do adolescente”, explica Eduardo Figueiredo.

    HISTÓRIA - O Cedca/PE foi criado pela Lei Estadual nº. 10.486, em 17 de setembro de 1990. Desde a sua fundação, o órgão é vinculado ao Gabinete do Governador. É considerado o primeiro Conselho Estadual criado no país, tendo iniciado sua gestão em março de 1991. Sua criação foi amparada no art. 88, II da Lei Federal 8069/90, que seguindo a esteira de pensamento da Constituição Federal de 1988, introduziu no ordenamento jurídico a gestão pública das políticas em diversas áreas, através da participação de representantes da Sociedade Civil e do Poder Público.

    Assuntos: cedca-pe, direitos humanos, eduardo figueiredo, campanha leaozinho,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Diretora-presidente da FUNASE tomou posse nesta segunda-feira (13)

    | Juventude, Segurança, Direitos Humanos

     

    A nova Diretora-Presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), Nadja Alencar, tomou posse nesta segunda-feira (13). A solenidade aconteceu na sede da instituição, que fica nos Aflitos. 

    Na ocasião, Nadja Alencar destacou as prioridades da sua gestão, elencando as ações que serão desenvolvidas com foco nas práticas restaurativas que fomentem uma cultura de paz e dos Direitos Humanos na instituição.  

    Estiveram presentes o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), Roberto Franca, representantes do Poder Judiciário, das organizações ligadas à infância e juventude, além dos gestores e servidores da instituição.  

    Perfil - Nadja Maria Alencar Vidal Pires nasceu em 06 de novembro de 1959, no município de Tabira, Sertão do Estado. É formada em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE, 1982); pós-graduada em Psicologia Organizacional e do Trabalho pela Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire) e tem especialização em Serviço Social nas Organizações pela Universidade de Pernambuco (UPE,1994). Em 1991 foi presidente do Conselho Regional de Serviço Social (Cress-PE). Passou dois anos como diretora de comunicação do Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco (Sindserpe). Servidora da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) há 29 anos (1988), Nadja foi coordenadora técnica do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia, do Centro de Internação Provisória (Cenip) Recife e do Case Cabo de Santo Agostinho, neste último também foi diretora. Entre 2004 e 2008, foi diretora de Gestão de Pessoas do Hospital dos Servidores do Estado (HSE). Em 2011 assumiu a chefia da Diretoria de Atendimento Socioeducativo (Diase), que depois se transformou na atual Diretoria Geral da Política de Atendimento (DGGPAT). Nesse período, Nadja trabalhou ao lado de quatro presidentes: Alberto Vinicius Melo do Nascimento, Eutácio Borges da Silva Filho, Moacir Carneiro Leão Filho e Roberto Franca Filho. Foi convidada pelo atual secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Roberto Franca, para assumir a presidência da Funase. Nadja é casada com Henrique Serra Pinho e tem um casal de filhos.   

    Assuntos: funase, nova diretora, nadja alencar
    Compartilhe: Link para o post: