meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Bom de escola, bom de bola e contra o crack

    | Social, Juventude, Esportes, Cultura, Direitos Humanos, Infância

    A Ilha de Deus, conhecida um dia por Ilha sem Deus, será cenário do documentário Bom de escola, bom de bola e contra o crack, do cineasta Edy Rocha.

    As gravações já começaram. Na véspera da sexta-feira 13, a Ilha recebeu a presença da secretária dos Esportes, Ana Cavalcanti, que, além de gravar sonora para o documentário sobre o projeto Esporte pela Vida realizado pela Secretaria com os meninos carentes do lugar, ainda confirmou o apoio do Governo do Estado ao projeto que deu nome ao documentário.

    O Bom de escola, bom de bola e contra o crack irá contemplar 250 crianças e adolescentes que vivem em situação de risco. O objetivo é oferecer atividades esportivas, culturais e de lazer para a comunidade a fim de afastar a juventude das drogas e de outros males provocados pelo ócio e pela falta de perspectiva de uma vida melhor.

    Leia mais aqui

     

    Assuntos: esportes, documentario, ilha de deus, Ana Cavalcanti, bola
    Compartilhe: Link para o post:
  • Semana Santa com Atenção Redobrada

    | Social, Juventude, Infância

    Quem for aproveitar o fim de semana prolongado em Fazenda Nova e Gravatá terá uma lição de cidadania. A Secretaria da Criança e da Juventude (SCJ) promove, nesta Semana Santa, mais uma ação contra a exploração de crianças e adolescentes. De amanhã (05) até domingo (08), técnicos da SCJ e das prefeituras de Gravatá e Brejo da Madre de Deus estarão nas ruas para mais um “Atenção Redobrada”.

    Os profissionais orientarão a população a combater o trabalho infantil, a venda de bebidas alcoólicas aos menores de 18 anos e demais violações dos direitos da criança e do adolescente. Ambulantes, turistas e toda a comunidade serão sensibilizados, através da distribuição de materiais educativos, que estarão no comércio local, bares, rede hoteleira. Serão disponibilizados camisas, leques, adesivos, panfletos e cartazes.

    Leia a matéria na íntegra

    Cidades: Brejo da Madre de Deus, Gravatá
    Assuntos: cidadania, scj, juventude, criança, prefeitura, semana, santa, campanha, violencia, exploração, sexual, crime
    Compartilhe: Link para o post:
  • SES realiza seminário sobre Vigilância de Violências e Acidentes

    | Social, Saúde, Juventude, Segurança, Infância

    ses 3Para fortalecer a notificação dos casos de violência e acidentes em Pernambuco, a secretaria estadual de Saúde (SES) está realizando nesta terça e quarta-feira (20 e 21/03), no Hotel Orange, em Itamaracá, Seminário sobre o processo de estruturação da Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA) e a implantação da Ficha de Notificação e Investigação de Violência Doméstica, Sexual e/ou outras Violências no sistema Sinan Net.

    A capacitação é voltada para técnicos das secretarias municipais de saúde e das Gerências Regionais de Saúde (Geres), além de representantes das áreas estratégicas do nível central da SES, como Saúde da Criança e do Adolescente, Saúde da Mulher, Saúde da Pessoa com Deficiência, Saúde do Homem e do Idoso, Saúde do Trabalhador, Saúde Bucal, Saúde Mental, Saúde da População Negra, Atenção Primária e do Programa Estadual de Humanização.

    ses 4“O objetivo deste encontro é fortalecer e consolidar o processo de estruturação da Vigilância de Violências e Acidentes no Estado, ampliando a cobertura da notificação dos acidentes e promovendo a discussão sobre a violência como problema de saúde pública”, salientou a Diretoria geral de Promoção, Monitoramento e Avaliação da Situação de Saúde da SES, Luciana Caroline.

    Cidades: Itamaracá
    Assuntos: ses, seminario, vigilancia, violencia, acidentes, pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Pernambuco participa de Curso de Primeira Infância nos EUA

    | Social, Infância

    secjuventA secretária da Criança e da Juventude, Raquel Lyra, e a primeira dama Renata Campos, coordenadora do Programa Mãe Coruja, participam de 11 a 16 de março, nos Estados Unidos, do Programa de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância (DPI). A primeira etapa da formação acontece na Universidade de Harvard, Cambridge, Massachusetts. Raquel, que já é a Presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Juventude, apresentará ao final do curso suas propostas para a Infância.

    O DPI pretende engajar políticos e gestores públicos em um diálogo em termos da ciência do desenvolvimento da Primeira Infância e como as lideranças públicas podem aplicar a ciência para minimizar alguns dos maiores problemas sociais brasileiros. Ao final do curso cada um dos participantes apresentará uma proposta de projeto de base científica para fortalecer as políticas ou programas de Primeira infância em sua região ou área de atuação.

    A última etapa da capacitação acontece em junho, durante um workshop de dois dias na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Esses dois módulos consistem de palestras, discussões de casos, reuniões de equipe, além de várias oportunidades para conversas informais entre professores e alunos.

    "A participação de gestores que atuam na área da Primeira Infância nessa formação, demonstra a preocupação do governo do Estado em fortalecer políticas públicas para os pequenos pernambucanos", disse Raquel.

    Assuntos: pernambuco, curso, eua, raquel, lyra, renata, campos, mãe, coruja, primeira, dama, secretaria, juventude, infancia
    Compartilhe: Link para o post:
  • Mãe Coruja será modelo para o Primeira Infância

    | Social, Saúde, Infância

    zO ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Moreira Franco, assegurou que o programa estadual de enfrentamento à mortalidade materno-infantil Mãe Coruja será adotado como modelo na formatação do programa federal Primeira Infância. O projeto, que ainda está sendo elaborado, dará assistência à bebês recém-nascidos e a crianças de até três anos.

    Na noite de ontem, Moreira Franco reuniu-se com o governador Eduardo Campos na Secretaria de Planejamento e Gestão para conhecer o Mãe Coruja mais a fundo. O ministro disse que a equipe responsável pela formatação do Primeira Infância virá a Pernambuco para entender como o programa começou e aprender seus sistemas de controle e de avaliação da qualidade.

    O objetivo é alcançar no âmbito federal os mesmo resultados obtidos em Pernambuco. “Nós temos que percorrer o mesmo caminho daqui, ter um protocolo, ter uma única porta de entrada para que a mãe possa ter o auxilio de pessoas especializadas no cuidado que terá com o seu filho”, explicou Moreira Franco.

    Ainda na reunião, o ministro conheceu o modelo de gestão adotado pelo Estado para monitoramento e alcance das metas. Na ocasião, Eduardo apresentou o balanço das ações nas áreas de educação, saúde e segurança. Moreira Franco avaliou o modelo como “moderno” e “atual”.

    “O modelo incorpora todos os avanços do conhecimento, da tecnologia à processos de execução e decisão. O povo de Pernambuco está tendo a oportunidade de receber o resultado de uma ação de governo extremamente compromissada com a melhoria da qualidade de vida e da diminuição das desigualdades”, elogiou Moreira Franco.

    Eduardo agradeceu a visita do ministro e disse que o encontro aproxima cada vez mais os governos estadual e federal. “O que nos interessa mais e mais é firmar as parcerias com o governo federal e melhorar a gestão de todos os programas prioritários. Nós estamos cuidando desse modelo desde o início da gestão para que ele seja aperfeiçoado e fique para o aparelho de estado em Pernambuco”, explicou Eduardo.

    O ministro permanece no Recife nesta quinta-feira (01/03) para conhecer os projetos do Porto Digital. Já o governador dá continuidade ao ciclo de monitoramento com a equipe de secretariado e às 15h anuncia o piso salarial dos professores.

    s

    Cidades: Recife
    Assuntos: ministro, sae, moreira franco, mae, mae coruja, primeira infancia, infancia, bebes, criancas, eduardo campos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Estado quer otimizar adoção legal

    | Social, Saúde, Juventude, Administração, Direitos Humanos, Infância

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES) participa, na manhã desta terça-feira, da solenidade de assinatura do termo de cooperação entre diversos órgãos do Estado, objetivando prevenir o aborto, o infanticídio e a adoção ilegal de crianças. Intitulada Programa Acolher, a iniciativa foca sua atuação em gestantes em situação de vulnerabilidade que manifestem interesse em entregar seu filho à adoção. O trabalho intersetorial, encabeçado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), busca estratégias sociais para evitar o abandono ou agilizar os trâmites legais para a adoção. A cerimônica será realizada no Centro Integrado da Criança e Juventude, e contará com a presença da secretária-executiva de Atenção à Saúde da SES, Tereza Campos.

    “Esse trabalho de acolhimento deve começar na maternidade, para que a mãe informe que quer entregar seu bebê à adoção. Assim, podemos tomar uma série de atitudes para notificar o caso e legalizar a adoção. O trabalho com assistentes sociais e outros órgãos do judiciário também são benéficos para que as mães desistam dessa ideia e até possam ser inclusas em programas sociais e de geração de renda”, afirma a gestora de Saúde da Criança e do Adolescente da SES, Alessandra Fam.

    Entre os objetivos do Programa, haverá o aperfeiçoamento de metodologias de trabalho, no âmbito do Judiciário, voltadas para o atendimento a mães que desejem entregar seu filho para adoção; fortalecimento das articulações entre o Judiciário e a Rede de Proteção do Estado, visando o estabelecimento de ações interligadas de prevenção ao abandono e adoção ilegal de crianças.

    As ações do Programa Acolher serão apoiadas pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria da Mulher, Secretaria da Criança e Juventude, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco, Ministério Público do Estado de Pernambuco, Defensoria Pública do Estado de Pernambuco, Associação dos Conselheiros Tutelares do Estado de Pernambuco e Metropolitana.

    Assuntos: ses, adoção, programa, pernambuco, governo, maternidade
    Compartilhe: Link para o post:
  • Adotada há 40 anos, ex-assistida conhece trabalho da SCJ

    | Social, Direitos Humanos, Infância

    familiaOito semanas de vida. Foi com essa idade, que hoje aos 41 anos a ex-assistida da extinta Casa de Carolina, Suely Davis Purcell, foi adotada. Na última semana, Lily, como é chamada pela família, voltou pela primeira vez ao Recife depois da adoção. Ela veio acompanhada pelos seus pais adotivos, marido e filhos para conhecer a Casa da Madalena, onde trabalha a coordenadora Beth Queiroz, que na época era responsável pelo antigo abrigo.

    Hoje, Lily mora em Indianápolis, nos Estados Unidos, com seu marido e os três filhos de 11, 13 e 14 anos. Muito emocionada durante a visita, ela revelou que sua vinda à cidade é uma espécie de volta ao passado. “Não tinha ideia como era a Casa. É um lugar com uma boa estrutura. Vejo que as pessoas que trabalham aqui são como uma família e têm um grande coração. Fico muito emocionada ao ver essas crianças e saber que já passei por isso”, falou.

    Lily foi adotada pelo casal norte-americano Harlan e Jean Davis que na época trabalhavam no Recife e moravam no bairro de Boa Viagem. Ele era vice-cônsul do Consulado dos Estados Unidos e ela ensinava na Escola Americana do Recife. Segundo Harlan, por trabalhar viajando muito pelo país e pela America Latina, ficava comovido com a pobreza que via. Por isso, resolveu adotar um bebê “como forma de ajudar uma criança a ter um futuro melhor”.

    O casal também revelou que Lily é um exemplo de esforço e dedicação. “Temos muito orgulho dela. É uma filha exemplar. Estudou em uma universidade onde tirava as maiores notas e foi laureada. Hoje em dia, trabalha no Banco América, um dos maiores dos Estados Unidos”, disse o casal, bastante orgulhoso da filha. Os pais de Lily também elogiaram o tratamento dado pelos funcionários da Casa da Madalena aos recém-nascidos e crianças. “Gostamos de ver a dedicação de todos aqui em prol desses meninos. Espero que essas crianças tenham a mesma oportunidade da nossa filha”, completaram.

    A coordenadora da Casa da Madalena, Beth Queiroz, explicou que é comum as pessoas voltarem para conhecer suas origens. “Já vi muitas gente dizer por aí que os adotados não querem nem saber de onde saíram. Mas pelo ao contrário. Muitos voltam. Esse tipo de visita é bastante positiva, pois serve de exemplo para as crianças que se encontram aqui”, disse.

    A Casa da Madalena funciona há seis anos e abriga atualmente 26 crianças. Pernambuco possui cerca de 230 acolhidos nas oito Casas de Acolhimento, que são mantidas pela Secretaria da Criança e da Juventude.

    Cidades: Recife
    Assuntos: Adoção, Social, Secretaria da Criança e da Juventude, Casa Da Madalena
    Compartilhe: Link para o post: