meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Paulo Câmara: “O Mãe Coruja reafirma o nosso compromisso com o futuro das crianças”

    | Infância
     Mae Coruja
     
    Governador lançou, nesta terça-feira, a sistematização do programa que completa 10 anos de atendimento no Estado e assinou decreto regulamentando o Marco Legal da Primeira Infância em Pernambuco
     
    No ano em que completa uma década de atividades, o Programa Mãe Coruja Pernambucana é homenageado com a sistematização da atuação, em quatro volumes, que abordam os desafios e a trajetória da iniciativa. O lançamento dos exemplares foi realizado nesta terça-feira (13.06), em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, comandada pelo governador Paulo Câmara e pela primeira-dama Ana Luiza Câmara. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual assinou o decreto que regulamenta o Marco Legal da Primeira Infância no Estado e apresentou, ainda, o Selo 10 anos do projeto.
     
    “O Mãe Coruja vem salvando vidas e mudando a perspectiva de milhares de famílias em Pernambuco. E essa prática reafirma o nosso compromisso com o futuro das crianças. As conquistas foram tão significativas que conduziram o programa a um reconhecimento internacional pela ONU, em 2014, e pela OEA, em 2015”, destacou o governador. Paulo ressaltou também a importância da iniciativa para o futuro das gerações. “Assegurar as condições para um desenvolvimento integral das crianças pernambucanas é a nossa prioridade absoluta, é o nosso dever. E isso transcende o conceito democrático de alternância dos governos. Os governantes eleitos passam. O Mãe Coruja continua”, cravou.  
     
    Os quatro volumes da sistematização do Mãe Coruja foram feitos em parceria com instituições voltadas à primeira infância, a exemplo da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e a Fundação Alice Figueira de Apoio ao Imip. Ao todo, 170 mil mulheres e 130 mil crianças já foram atendidas nos 105 municípios pernambucanos contemplados pelo programa.
     
    Coordenado pelo secretário executivo de Comunicação Governamental, Evaldo Costa, o primeiro volume, intitulado “Um olhar histórico e afetivo”, tem como objetivo compartilhar a concepção, os desafios, a trajetória e a experiência do Mãe Coruja desde o seu início, em outubro de 2007, além de histórias de mulheres e crianças que tiveram suas vidas mudadas pelo programa. “A partir de hoje, com essa obra em quatro volumes, em qualquer lugar, qualquer pessoa vai poder conhecer e estudar o projeto, tomar conhecimento de seus resultados e até desenvolver outras iniciativas idênticas ou semelhantes de sucesso”, salientou. 

    Já o segundo livro, “Um olhar qualitativo”, traz uma avaliação feita a partir da experiência dos atores envolvidos diretamente ou indiretamente com a atuação do Mãe Coruja. A pesquisa foi realizada pela Ceplan Multiconsultoria em Desenvolvimento Socioeconômico, Urbano e Ambiental e Gestão Empresarial, com coordenação da professora e economista Tânia Bacelar. “Não é comum esse tipo de abordagem em Políticas Públicas. Então, foi para nós uma grande satisfação poder usar o instrumental da análise qualitativa nesse projeto grandioso”, confessou a economista.
     
    Na terceira publicação, “Um olhar sobre os números”, foi feita uma avaliação quantitativa do impacto do Programa Mãe Coruja Pernambucana em uma série de indicadores de saúde, tanto das gestantes quanto dos fetos, assim como no primeiro ano de vida da criança. O trabalho foi coordenado pelo professor e economista Ricardo Paes de Barros, autoridade mundial em questões relacionadas à educação, pobreza, desigualdade e mercado de trabalho e política social. “Essa ideia de fazer boas Políticas Públicas com base em evidências e documentar todo o processo para que todos possam copiar, eu acho que é o grande exemplo que Pernambuco está dando hoje”, disse Ricardo Paes.  
     
    O quarto e último volume, “Um olhar metodológico”, registra e sistematiza o funcionamento do Mãe Coruja, suas estruturas de governança e mobilização de capacidade técnica, articulação intersetorial e interfederativa, o monitoramento das ações e resultados, sua organização pela efetividade do cuidado, entre outros elementos. “Nosso objetivo foi interpretar tudo o que já foi realizado da forma mais simples possível, e fazer que esse conjunto motivasse as pessoas que têm problemas grandes e querem soluções fáceis ou simples, a ler e achar que vale a pena fazer”, explicou o professor titular do departamento de Prática da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Oswaldo Tanaka, coordenador deste último volume. O estudo servirá de inspiração para gestores municipais, estudais e demais formuladores de políticas públicas.
     
    Uma década após a sua implantação, o Mãe Coruja inaugura uma nova fase, na qual se reafirma o compromisso do Governo de Pernambuco com o futuro dos pernambucanos e a definição da primeira infância como um dos eixos condutores das Políticas Públicas do Estado. “Na nova fase do programa, três grande desafios se apresentam, que são: a inclusão das crianças com deficiência e transtornos, o foco no desenvolvimento infantil e a universalização do acesso ao Mãe Coruja Pernambucana. Para enfrentá-los, novas estratégias foram desenhadas de forma a complementar as ações em andamento”, explicou Paulo Câmara.
     
    PRIMEIRA INFÂNCIA – O governador aproveitou a oportunidade para assinar o decreto que regulamenta, no âmbito estadual, o Marco Legal da Primeira Infância. A Lei Federal nº 13.257 estabelece os princípios e as diretrizes das diversas políticas públicas voltadas para os primeiros anos de vida, contemplando crianças de 0 a 6 anos. O decreto visa estruturar e unificar ações desenvolvidas no Estado para o setor, bem como instituir um Comitê Intersetorial de Políticas Públicas para a Primeira Infância, compactuando ações entre as secretarias e segmentos da sociedade.
     
    SELO - O Selo 10 Anos, lançado no evento de hoje, será entregue às empresas e instituições que contribuíram direta ou indiretamente para funcionamento e sucesso do Programa durante comemoração dos 10 anos, programada para Outubro deste ano.
     
    HOSPITAL DE CAMPANHA - Na ocasião, Paulo lembrou ainda do nascimento da menina Maria Clara, na última quinta-feira (08.06), no Hospital de Campanha, instalado para atender as vítimas das enchentes no município de Rio Formoso, na Mata Sul. “O nascimento de uma criança é sempre, acima de tudo, um motivo de alegria e de fé na vida. Por outro lado, o nascimento de uma criança no Hospital de Campanha, embora bem estruturado, com plenas condições de realizar o procedimento, não é o mais adequado. Preocupado com isso, o Governo de Pernambuco, mesmo em tempo de crise, vem fazendo todos os esforços para investir em segmentos considerados essenciais para a Primeira Infância, tais como saúde, educação e assistência social”, garantiu. 


    Fotos: Aluisio Moreira/SEI
    Assuntos: paulo camara, governo de pernambuco, mae coruja, ana luiza, sistematização do programa mae coruja, marco legal da primeira infancia de pernambuco,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Oficina debate proteção às crianças nos eventos juninos

    | Juventude, Direitos Humanos, Infância

    Municípios do Agreste pernambucano receberam uma oficina sobre ações de proteção e prevenção às crianças nos grandes eventos juninos. A atividade, realizada nesta sexta-feira (09/06)
    em Bezerros, foi promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), sob a gestão do secretário Roberto Franca.

    O Programa Atenção Redobrada​, da SDSCJ, apresentou o plano de estratégias e ações de prevenção em três eixos principais: o enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes; enfrentamento ao trabalho infantil; e enfrentamento à venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. A ação visa incentivar os municípios a instalarem serviços de proteção nos eventos.

    A coordenação é da Secretaria Executiva de Políticas para a Criança e Juventude, dirigida por João Suassuna, por meio da Gerência de Políticas para a Criança, comandada por Macdouglas de Oliveira, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.
     
    Participaram integrantes de Bezerros, Gravatá, Sairé e São Joaquim.
    Assuntos: sdscj, secretaria executiva de políticas publicas, agreste, ações e proteção e prevenção às crianças nos grande eventos juninos,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Projeções Populacionais por sexo e idade para os municípios pernambucanos é tema de estudo da Agência Condepe/Fidem

    | Saúde, Infância

     

    Relatório da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco - Condepe/Fidem mostra que as taxas de fecundidade decaíram em Pernambuco no período de 2000 a 2015. O levantamento computou dados da pesquisa de Registro Civil, feita pelo Instituto Nacional de Geografia e Estatística - IBGE junto aos cartórios e, ainda, do Sistema Nacional de Informações sobre Nascidos Vivos - Sinasc. 

    Na pesquisa observa-se que a Taxa de Fecundidade Total no Estado passou de 2,34 para 1,69 filhos tidos nascidos vivos por mulher no período de 2000 a 2015, se analisados as informações de Registro Civil; já utilizando-se os dados do Sinasc tem-se que o decréscimo foi de 2,22 para 1,81 filhos por mulher no mesmo período. 

    Estes dados estatísticos foram apresentados pela entidade na 1ª reunião de trabalho deste ano do Sistema Nacional de Projeções e Estimativas Populacionais - Sispep, realizada (dias 24 e 25 de abril) no Rio de Janeiro. 

    O evento reuniu representantes de 21 entidades de pesquisas dos diversos Estados brasileiros, integrantes do sistema, que, na ocasião, apresentaram cada um os resultados locais.  As mudanças nos padrões e níveis de fecundidade no período 2000 a 2015 nas diversas Unidades Federativas – UF’s foram o alvo das discussões no encontro.

    Durante os debates constatou-se que os padrões de fecundidade do Brasil e das UFs estão se modificando passando de “Jovem” para “Tardio” ou “Dilatado” em várias UF’s, o que significa que a concentração máxima da fecundidade está passando do grupo de mulheres de 20 a 24 anos de idade para o grupo de 25 a 29 anos de idade ou as concentrações nos grupos de 20 a 24 anos e 25 a 29 anos de idade são próximos e bem mais altas que os adjacentes.

    A taxa média geométrica de crescimento anual do Brasil vem decrescendo no período 1991/2010, quando passou de 1,64%, entre 1991 e 2000, para 1,17%, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, refletindo a continuidade do processo de declínio da fecundidade no País. O estudo da evolução da fecundidade no período de 2000 a 2015 utilizando-se de fontes de dados do Registro Civil e do Sinasc e os resultados dos Censos Demográficos, servirão de base para a formulação de hipóteses futuras para a fecundidade. Essas hipóteses irão subsidiar a revisão nas projeções populacionais por sexo e idade para todas as UF’s, com divulgação prevista para 2018. 

    A reunião foi coordenada pela Gerência de Estudos e Análises da Dinâmica Demográfica - Geadd da Diretoria de Pesquisas (DPE) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. O objetivo foi de assegurar o nivelamento do conhecimento demográfico dos participantes. Outro encontro dentro desta temática está previsto para ocorrer no segundo semestre do ano. As técnicas Laudecina Alves Pereira, Maria Luiza Ferreira dos Santos e Virgínia Lúcia Cavalcanti Walmsley representaram a Agência Condepe/Fidem.  

    No encerramento do encontro, a representante do IBGE, Leila Ervatti, reafirmou a importância em continuar trabalhando em conjunto com os institutos de planejamento estaduais, buscando integrar instituições com interesses comuns, promover o conhecimento e, dessa forma, legitimar as projeções de população.

    Pernambuco - A gerente de pesquisas da Condepe/Fidem, Maria Luiza Ferreira dos Santos, apresentou as taxas de fecundidade total, taxas específicas de fecundidade, padrões de fecundidade e parturições médias de Pernambuco calculadas para os anos de 2000 e 2010 utilizando informações dos censos demográficos, como também a parir de fontes de dados do Registro Civil e do Sinasc para o período de 2000 a 2015. Entre as informações apresentadas tem-se que as mulheres de 45 a 49 anos no ano de 2000 tinham em média 4,03 filhos e em 2010 a média de filhos por mulher neste grupo de idade passou para 2,75, o que nos revela uma queda no nível de fecundidade das mulheres pernambucanas.

    Outros indicadores demográficos - Esperança de Vida ao Nascer, Taxa de Fecundidade Total, Taxa de Envelhecimento e Taxa Geométrica Média  Anual de Crescimento Populacional - calculados para as Regiões de Desenvolvimento de Pernambuco para os anos de 1991, 2000 e 2010 também foram utilizados com vista à formulação de hipóteses futuras sobre a fecundidade. O que se observa é um ganho na esperança de vida ao nascer que reflete a queda na mortalidade, em 1991 o pernambucano tinha ao nascer a esperança de viver em média 62,0 anos e em 2010 a esperança de vida passou para 72,3 anos. Outro dado importante é o envelhecimento da população que reflete a queda da fecundidade e da mortalidade, em 1991 a população pernambucana de 65 anos ou mais representava 5,4% do total populacional e em 2010 este percentual passou para 7,4%.

    Segundo Luiza Ferreira, “as Secretarias de Estado de Pernambuco trabalham com projeções de população na construção de indicadores para formulação, monitoramento e avaliação dos programas e políticas públicas, e existe um esforço por parte da Agência Condepe/Fidem em utilizar as mesmas estimativas nos diversos sistemas de monitoramento e avaliação do Estado, contudo, a institucionalização de estimativas populacionais com método de cálculo unificado nacionalmente através do Sispep é de fundamental importância para garantir a sua utilização e possibilitar a comparabilidade entre indicadores. 

    Já o presidente da Agência Condepe/Fidem, Maurílio Lima lembra que ao estimar o número médio de filhos que uma mulher tem ao longo da vida, a Parturição Média por grupo de idade da mulher é um dado que indica também as perspectivas para o futuro populacional. "Este estudo é muito importante para a compreensão das dinâmicas populacionais e para a formulação das políticas públicas", registra o gestor.

     
    Assuntos: condepe/fidem, taxa de fecundidade, maurílio lima
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara: "Priorizar a Primeira Infância é fundamental para um futuro melhor"

    | Infância
    Primeira Infancia

    O governador Paulo Câmara e a primeira-dama Ana Luiza participaram, nesta quarta-feira, de palestra proferida pela professora e neurocientista Anna Lúcia Campos, que abordou o tema “Podem as experiências modificar o cérebro de nossas crianças?”

     
    A importância dos cuidados e da qualidade das experiências na Primeira Infância. Esse foi o tema da conferência que o governador Paulo Câmara e primeira-dama Ana Luiza Câmara acompanharam, nesta quarta-feira (15.03), no Palácio do Campo das Princesas. A palestra foi proferida pela professora e neurocientista Anna Lúcia Campos – diretora do Centro Ibero Americano de Neurociência, Educação e Desenvolvimento Humano (CEREBRUM). Com o mote “Podem as experiências modificar o cérebro de nossas crianças?”, o encontro abordou assuntos como a individualidade, a potencialidade e os neuromitos dos primeiros anos de vida. Para o chefe do Executivo estadual, a palestra foi uma oportunidade de destacar a importância da priorização do tema.
     
    "Os estudos mostram que cuidar da Primeira Infância faz uma diferença enorme no futuro das novas gerações. Cuidar da criança é essencial, então tenho certeza de que priorizar esse tema é fundamental para um futuro melhor", avaliou. Paulo Câmara também ressaltou o papel que os gestores governamentais têm na busca de evidenciar o assunto. "Muitas vezes, os gestores se atêm a pautas presentes e emergenciais, mas é fundamental planejar o futuro a partir da valorização da Primeira Infância", afirmou. Câmara ressaltou, ainda, que a palestra vai além de uma troca de experiências. "A conferência nos possibilita identificar de que forma podemos avançar no tema", considerou.
     
    Palestrante, Anna Lúcia Campos afirmou que o estudo da Primeira Infância tem trazido resultados positivos. “Temos sentido, nos últimos anos, que a dedicação à ciência do desenvolvimento infantil vem dando luzes significativas para os diferentes campos de ação. Agora, nós falamos do desenvolvimento das crianças podendo escanear o cérebro e saber o que está sendo ativado nos primeiros anos de vida de uma criança”, afirmou. Anna destacou o esforço da administração estadual em investir no tema em Pernambuco. “O governador Paulo Câmara consegue reunir todas as secretarias a favor da Primeira Infância e isso é algo difícil de ver”, frisou.
     
    Na ocasião, o chefe do Executivo estadual também destacou a inauguração do curso de Especialização em Neuroeducação e Primeira Infância, na modalidade à distância. Promovido pela Universidade de Pernambuco (UPE) em parceria com o CEREBRUM, o curso será iniciado no próximo dia 19 de março. "O início dessa especialização na UPE é uma semente que estamos plantando na busca de que a política da Primeira Infância se expanda com mais rapidez. Para que os conceitos cheguem mais rapidamente e as ações possam sair do papel de maneira efetiva", concluiu.
     
    Compuseram a mesa o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchôa; o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo; Renato Thiebaut, à frente do Gabinete de Assuntos Estratégicos; a vice-primeira-dama, Luiza Nogueira; e a coordenadora do Programa Mãe Coruja, Elizabeth Andrade Lima. Também estiveram presentes os secretários Nilton Mota (Agricultura); Bruno Lisboa (Habitação); Roberto Franca (Desenvolvimento Social, Criança e Juventude); Sílvia Cordeiro (Mulher); o secretário interino de Educação, João Charamba; e o chefe da Casa Militar, Coronel Eduardo Pereira.
     
    BIOGRAFIA – Assessora e consultora internacional com mais de dezoito anos ministrando conferências em diferentes países, Anna Lúcia Campos é educadora com Mestrado em Neurociências, Psicobiologia e Neurociência Cognitiva. Especialista em Desenvolvimento Cerebral Infantil, líder da Science of Early Child Development na América Latina (Ciência do Desenvolvimento da Primeira Infância). Atualmente, também exerce a direção no Centro para o Desenvolvimento Infantil LEARN & PLAY, em Lima, Peru, e nos projetos Child Development Lab, também em Lima, e Neuroeducação Latino América.

    Fotos: Aluísio Moreira/SEI
    Assuntos: paulo camara, ana luiza camara, primeira infancia, anna lucia campos, cerebrum, Especialização em Neuroeducação e Primeira Infância, UPE,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Última semana de férias com o astral lá em cima

    | Cultura, Infância


    Área externa da Biblioteca Pública ficou repleta de crianças. Muita pipoca e brincadeiras, nem parece final de férias

    As crianças que estão frequentando a Biblioteca Pública de Pernambuco (BPE), e participando da colônia de férias, parecem não se importar muito com o final do período. O mês de janeiro foi bastante movimentado e trouxe uma programação intensa de atividades para os visitantes do setor infantil do espaço. Mas, esta última semana está sendo ainda mais especial, pois os organizadores resolveram resgatar brincadeiras clássicas da infância, como bolinha de gude, corrida de saco, batatinha frita e cabra-cega. As brincadeiras contaram com o apoio da Brinkant Atividades Recreativas.

    “Sabemos que a tecnologia vem ganhando cada vez mais adeptos dos celulares e computadores. E isso tem chamado a atenção das crianças, que vivem com os equipamentos jogando games ou navegando nas redes sociais. Então, a proposta deste resgate surgiu com o objetivo de proporcionar a essas crianças de conhecerem essas brincadeiras antigas, presentes na infância dos pais delas. Além do lúdico, sabemos que essas brincadeiras trabalham muito as habilidades corporais e motoras delas, e queremos trabalhar isso também”, diz o coordenador do setor infantil da BPE, Hélio Monteiro.

    Levando o filho pela primeira vez, Paula Gomes, mãe do pequeno Ticva Gomes (04), diz que a proposta da Biblioteca é muito legal, pois ela está vendo o filho se divertir com outras crianças e vivenciando brincadeiras que não são tão fortes hoje em dia. “Eu estou adorando essas brincadeiras, meu filho está se divertindo muito. Lá na rua que moramos ele também brinca na rua, mas não é sempre, pois os amiguinhos preferem mais jogar vídeo game”, diz. Ticva, aliás, foi um dos que conseguiram – com os olhos vendados – andar em direção ao burro desenhado na parede e colar o rabo no animal.

    Também pela primeira vez na Biblioteca, Richard Carneiro (3) logo se enturmou e brincou de todas as atividades animadas pelos monitores. O pequeno estava sendo filmado o tempo todo pela mãe, Ana de Santana. “Essas brincadeiras são um resgate a verdadeira infância, não vemos muito isso hoje em dia. Aqui, além dessas brincadeiras, a gente ainda economiza, pois todas as atividades são gratuitas. Estou gostando muito e pretendo trazê-lo no último dia”, conta Ana. Inclusive, o último dia é hoje, sexta-feira. Durante todo o dia haverá brincadeiras e contação de histórias. 

     
    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Manhã de férias no quartel do Corpo de Bombeiros

    | Comunicação, Infância

    Bombeiros

    Dezenas de crianças viveram uma experiência diferente nessas férias divertindo-se bastante no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE). Elas tiveram a oportunidade de observarem o dia-a-dia dos "Soldados do Fogo" e receberam orientações importantes sobre diversos assuntos de forma lúdica e interessante.

    O coronel Manoel Cunha, comandante geral do CBMPE, explicou que essas visitas fazem parte do programa de integração da corporação com os diversos setores da sociedade. “Damos ênfase ao trabalho com as crianças porque entendemos que é muito importante conscientizá-las da necessidade da prevenção em diversas situações e elas são grande difusoras dos conceitos com os pais, familiares e amigos”.

    O encontro foi decorrente de uma ação conjunta do Centro de Educação Física e Desporto (CEFD) e do Centro de Comunicação Social (CCS), chefiados, respectivamente, pelos Majores Eduardo Rodrigues e Aldo Silva, e procurou diversificar a programação para deixar todos satisfeitos, pois as crianças são exigentes e é necessário elaborar atividades interessantes para que atraiam a atenção e o interesse delas, disse o Maj Eduardo. Já o Maj Aldo lembrou que "é de suma importância manter essa aproximação e interação com a sociedade, através do público infantil, de modo a mostrar o mundo dos bombeiros sob outra perspectiva, inclusive como possibilidade de despertar um futuro profissional."

    Participaram também, e de forma imprescindível apoiando tal atividade, outros setores da corporação como o Centro de Assistência Social (CAS) com a contratação de mágico e fornecimento de guloseimas como algodão doce, picolé e pipoca; a Ajudância Geral (AjG) distribuindo um lanche por demais diversificado e reforçado para que a criançada repusesse todas as calorias consumidas; e ainda o Grupamento de Bombeiros de Incêndio (GBI) com viaturas e alguns bombeiros para a realização do passeio com a guarnição e do tradicional 'banho de neblina', cuja a meninada ama e é um dos momentos mais curtido por eles.

     A programação começou com atividades lúdicas de acordo com a faixa etária, na quadra e no tatame, passando orientações também sobre o trabalho das guarnições no combate a incêndios, resgate de vítimas de acidentes, deslizamentos de barreiras e desmoronamento de residências, além de salvamento de banhistas em iminência de afogamentos.

    Um dos pontos mais agradáveis para a meninada foi a apresentação do mágico Rodrigo Lima, que manteve a atenção de todos, inclusive interagindo com os meninos que se interessavam em participar das “mágicas”. “É muito gratificante participar desse tipo de evento, porque as crianças são um público diferenciado e exigem muita precisão em nosso trabalho pois têm a percepção muito ativa”, ressaltou.

    Mabele, de 5 anos, estava entusiasmada com  apresentação do mágico e também com tudo que viu durante a visita. Ainda molhada, após o banho de neblina, que concluiu a visita, ela dizia que queria voltar para o quartel onde a mãe, a soldado Mabel, trabalha.

    Além do 'banho de neblina', as crianças tiveram oportunidade de dar um passeio em uma viatura de combate a incêndio, inclusive com as sirenes ligadas. Os pais e responsáveis que acompanharam a meninada elogiaram a iniciativa do comando do CBMPE e foram unânimes em reconhecer que será um dia inesquecível para todos.

    Créditos:
    Texto: Centro de Comunicação Social do CBMPE
    Fotos: Cb BM Camilla Medeiros
    Assuntos: férias, corpo de bombeiros, cbmpe, manoel cunha, eduardo rodrigues, aldo silva, cas, ajg, gbi,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretário Nilton Mota e prefeito de Água Preta assinam Termo de Adesão ao Programa Leite de Todos

    | Saúde, Agricultura, Infância

    Água Preta

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, e o prefeito de Água Preta, Eduardo Coutinho, assinaram nesta segunda-feira (16) o Termo de Adesão ao Programa Leite de Todos para o ano de 2017. O objetivo é descentralizar o processo de gerenciamento do cadastro de beneficiários e distribuição do produto ao município, localizado na Mata Sul.

    Diariamente, serão distribuídos 200 litros de leite para famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional, inclusive para gestantes e crianças com microcefalia. “É uma determinação do governador Paulo Câmara a execução de programas que beneficiem sobretudo a população que mais precisa”, disse o secretário Nilton Mota.

    O Programa Leite de Todos é uma parceria do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e o Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), cujo objetivo é atender às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional e promover a inclusão social no campo por meio do fortalecimento da Agricultura Familiar.

    Na atual gestão, foram investidos um total R$ 45 milhões no programa. Atualmente, são distribuídos 55 mil litros de leite por dia por 501 entidades cadastradas. Nos últimos dois anos, foram mais de 23 milhões de litros de leite distribuídos.

    Cidades: Água Preta
    Assuntos: nilton mota, eduardo coutinho, programa leite de todos, paulo camara, sara,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Programa Mãe Coruja recebe prêmio em defesa dos direitos da criança

    | Juventude, Direitos Humanos, Infância

    Premio

    Com a intenção de homenagear pessoas físicas e jurídicas que realizam ações em prol dos direitos das crianças e adolescentes no Estado de Pernambuco, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA/PE), realizou na última terça-feira (13), solenidade de entrega do 8º prêmio Márcia Dangremon, no auditório do Banco Central, localizado na Rua da Aurora, em Santo Amaro.

    Indicado para premiação na categoria Pessoa Jurídica de Direito Público, o Programa Mãe Coruja foi homenageado. O programa estadual, presente em 105 municípios de Pernambuco, tem como foco combater a mortalidade materna e infantil, atuando nos eixos de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e Assistência. "Mãe Coruja nasceu de um desejo de trabalhar com uma sociedade que caminhasse para diminuir a desigualdade, que olhasse para o estado de Pernambuco e desse a mesma chance de sobrevivência para a criança nascida no Recife, na Zona da Mata, no Agreste e no Sertão. A gente precisava de um Programa que desse conta de resgatar os vínculos afetivos entre mãe e filho, colocando afeto nas políticas públicas, pois atrás dos números, tem pessoas"explicou a coordenadora do Conselho Consultivo do Programa Mãe Coruja Pernambucana, Ana Elizabeth de Andrade Lima.

    O prêmio homenageia a socióloga Márcia Hooper da Silva Dangremon, que ficou conhecida no Estado de Pernambuco por atuar em defesa das mulheres, crianças e adolescentes, contra a exploração sexual e a violência doméstica. Dangremon foi uma das idealizadoras da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e uma das fundadoras do Coletivo Mulher Vida.

    O prêmio é um reconhecimento público do CEDCA/PE dado a pessoas, físicas e jurídicas, que se destacaram na promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes no Estado de Pernambuco e está dividido em seis categorias: pessoa física, pessoa jurídica de direito privado, jovem oriundo de programas sociais ou que passou por medidas protetivas ou socioeducativas, profissional de comunicação, pessoa jurídica de direito público e pessoa físicain memoriam. A solenidade integra as comemorações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado em 10 de dezembro.

    Cidades: Recife
    Assuntos: cedca-pe, programa mãe coruja, premio marcia dangremon, direitos das crianças e adolescentes
    Compartilhe: Link para o post:
  • Semana da Juventude se encerra com recital

    | Juventude, Infância

    Juventude


    Jovens do Recife e do Sertão se apresentaram no Forte das Cinco Pontas

    Com uma programação de cultura e lazer para mais de 900 jovens, a Semana da Juventude foi encerrada com o Recital da Juventude. As apresentações de artes plásticas, música e poesia foram feitas por jovens de diversos municípios regiões de Pernambuco numa tarde agradável, no jardim do Forte das Cinco Pontas. 

    Na abertura do recital, João Suassuna, secretário executivo de Políticas para Criança e Juventude, disse que a festa só se realizou graças à vocação dos jovens artistas. “O recital é feito por talentosos jovens pernambucanos e encerra nossa Semana da Juventude. Como tivemos a parceria com secretarias estaduais e municipais, adequamos o calendário e ampliamos a programação para quinze dias, contemplando todas as regiões do Estado”, disse João. 

    Jovens das escolas públicas e em situação de vulnerabilidade participaram de palestras e passeios culturais durante a Semana da Juventude, que ocorreu entre os dias 16 e 29 de novembro, nos municípios do Recife, Olinda, Paulista, Carpina, São Lourenço da Mata, Jaboatão dos Guararapes, Surubim, Caruaru, Arcoverde, Sertânia e Palmares. O evento foi uma realização da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Executiva de Políticas para Criança e Juventude (SEPCJ). Algumas ações do interior foram realizadas com ongs, coletivos juvenis, integrantes do Conselho Estadual de Políticas para Juventude (CEPPJ). 
     
    Dentre as atividades destaca-se o passeio pelo rio Capibaribe com a participação no Barco Escola de 90 jovens em situação de vulnerabilidade de Recife e Caruaru,  dos programas da SDSCJ: Atitude - Atenção Integral ao Usuário de Drogas e Governo Presente de Ações Integradas para Cidadania. 
     
    Recital – Mais de 100 jovens, da Escola Estadual Heróis da Restauração, vieram do bairro de Areias para assistir ao Recital da Juventude no Forte, que teve show de duas participantes do The Voice Kids, Bela Maria e Ally Victory, e do quarteto de sanfonas do Conservatório de Pernambuco, com músicos das cidades de Sertânia-PE e Umbuzeiro-PB. Nas picapes o som ficou por conta de DJ Teco.  O público pode conferir ainda a apresentação de hip hop do grupo WSC, de Alto Santa Teresinha, e as obras do artista plástico Guilherme Moraes, expostas no jardim externo do Forte.
     
    Nos intervalos dos shows, aconteceu um sarau de poesia com Netinho Batista, que recitou obras de Chico Pedrosa, e a jovem Bruna Lima, integrante do Conselho Estadual de Políticas para Juventude (CEPPJ). Bruna veio de Jataúba, do Sertão do Pajeú, especialmente para o recital. 
    Cidades: Recife
    Assuntos: semana da juventude, pernambuco, joão suassuna, sdscj, sepcj, ceppj, programa atitude,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Prêmio Márcia Dangremon destaca personalidades e empresas engajadas em de crianças e adolescentes

    | Educação, Juventude, Infância


    Promovido pelo Governo de Pernambuco, o evento acontece, no dia 13 de dezembro, no auditório do Banco Central, no Recife

    No dia 13 de dezembro, a sociedade pernambucana tomará conhecimento das personalidades destacadas pelo 8o Prêmio Márcia Dangremon. Realizada pelo Governo de Pernambuco, a cada dois anos, a iniciativa reconhece pessoas, empresas ou instituições públicas comprometidas com a defesa dos direitos da criança e do adolescente. O evento, que consiste na entrega de diplomas aos agraciados, acontecerá no auditório do Banco Central, no Recife, às 9h.

    Instituído desde 1999, o prêmio já agraciou 92 pessoas físicas e jurídicas. As indicações dos reconhecidos foram realizadas por órgãos governamentais e entidades não governamentais que compõem o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco (CEDCA - PE). "Esse prêmio tem por objetivo prestigiar pessoas ou entidades engajadas com a temática da criança e do adolescente", destacou a presidente do Cedca, Lourdes do Viana.

    A premiação está dividida em seis categorias. Para essa 8a edição serão homenageados: Josenildo André Barbosa, na categoria personalidade; Ronan Drummond Afonso Ribeiro, na categoria profissional de comunicação; Jonas do Nascimento Tavares, na categoria adolescente oriundo de programas sociais, que passou por medidas protetivas; Jaciara Santos Arruda, na categoria personalidade In Memoriam; Julietto Comércio Ltda, na categoria empresa; Programa Mãe Coruja, na categoria órgão governamental.

    ENGAJAMENTO SOCIAL - O prêmio é uma homenagem à socióloga Márcia Hooper da Silva Dangremon, nascia em 1940, na cidade de Vitória, no Espírito Santo. Márcia ficou conhecida em Pernambuco por ser detentora de uma personalidade vibrante e apaixonada pela luta em defesa das mulheres, crianças e adolescentes, contra a exploração sexual e a violência doméstica. Falecida em 1999, ela foi uma das idealizadoras da Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e uma das fundadoras do Coletivo Mulher Vida.

    Conheça o perfil dos homenageados

    Josenildo André Barbosa: 43 anos, formado em Serviço Social, se destaca por ser militante das causas sociais, desde 1999, principalmente no que diz respeito à criança e ao adolescente. Foi conselheiro do CEDCA/PE durante quatro mandatos, chegando a ocupar a 2ª vice-presidência. Além disso, foi dirigente do COEGEMAS durante dois mandatos.

    Ronan Drummond Afonso Ribeiro: jornalista, casado, pai de dois filhos. Aos 15 anos passou a colaborar com o semanário Correio de Araxá, onde chegou a ter uma coluna voltada para temas sociais. Foi correspondente do jornal Estado de Minas, dos Diários Associados. Atualmente responde pelo setor de Comunicação da Rede Globo Nordeste. Na área social, voltado para criança e adolescente, tem em seu currículo Natal Solidário, Criança Esperança de Jaboatão e apoios institucionais.

    Jonas do Nascimento Tavares: 18 anos, é de Recife. No ano de 2014, foi aprovado no Programa Ganhe o Mundo, projeto de intercâmbio em escolas públicas do estado, custeado pelo Governo de Pernambuco. A partir da sua trajetória de progressos, conquistou uma bolsa de estudo na Shanghai Gezhi Schience School, em Shangai, na China, para concluir o ensino médio.

    Jaciara Santos Arruda (in memorian): casada, psicóloga, faleceu aos 52 anos em dezembro de 2015. Sempre teve o papel de retirar das ruas e avenidas da cidade do Recife-PE, meninos e meninas em situação de risco e vulnerabilidade, no que tange a violência e a criminalidade, bem como àqueles em conflito com a lei, prestando-lhes assistência jurídica.

    Julietto Comércio Ltda: tem 15 anos de atuação em Pernambuco, hoje com 09 lojas em Recife e 01 em Jaboatão dos Guararapes. Absorve a mão-de-obra de jovens que chegaram através da Liberdade Assistida, sem escolaridade nenhuma, com grande dificuldade de aceitarem regras ou padrões, até mesmo o uso de calças compridas e sapatos, foram crescendo e hoje servem de exemplo para outros jovens.

    Programa Mãe Coruja: foi criado em 2017 com o objetivo de articular ações estratégicas de ação integral às gestantes e seus filhos durante a Primeira Infância, incentivando o fortalecimento dos vínculos afetivos; criando uma rede solidária para redução da mortalidade materna e infantil.

    Serviço:

    8º Prêmio Márcia Dangremon
    Data: 13/12/2016 - 9h
    Local: Auditório do Banco Central - Rua da Aurora, 1259 – Santo Amaro – Recife/PE
    Contato da assessoria: Jacqueline Bezerra - (81) 3184.7003 - (81) 9.9282.2343


    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post: