meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Indústria de Pernambuco amplia vagas de empregos e aumenta salários

    | Emprego

    A oferta de empregos na indústria pernambucana teve um crescimento de 4,6% em 2011, segundo Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O resultado obtido pelo Estado foi o segundo melhor do País, ficando atrás apenas do desempenho da indústria do Paraná, que registrou crescimento de 5,4%. Em relação à folha de pagamentos, a remuneração paga aos trabalhadores pernambucanos cresceu 12%, o maior resultado do País – quase três vezes a média nacional, de 4,2%.
     
    Na comparação com os demais estados da Região Nordeste, Pernambuco liderou a geração de empregos industriais, enquanto no Ceará houve uma queda de 1,8% e a Bahia registrou um crescimento de 1,7%. A média da região foi de um incremento de 1,3%. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio, o resultado revela o quanto o contexto econômico de Pernambuco é diferenciado em relação aos outros estados da região.
     
    “O crescimento do valor da folha de pagamentos mostra que além de gerar mais oportunidades, os empregos criados são de melhor qualidade, remunerando melhor, o que é bom para os trabalhadores pernambucanos”, destaca Geraldo Júlio. De acordo com o secretário, a tendência é que o desempenho mantenha a trajetória de crescimento nos próximos anos, com a entrada em operação das unidades industriais atualmente em construção no Estado.

    Assuntos: empregos, taxa, ibge, crescimeto, salarios, industria
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governador visita RioMar e destaca geração de empregos

    | Social, Emprego

    aUm ano e quatro meses após participar da solenidade que marcou o início das obras, o governador Eduardo Campos voltou ao Shopping RioMar nesta terça-feira (07/02) para conferir o ritmo da construção. Convidado e recebido no local pelo empresário João Carlos Paes Mendonça, presidente do grupo JCPM e responsável pelo empreendimento, Eduardo percorreu vários espaços do futuro centro de compras, que terá 476 lojas.

    O grupo JCPM está investindo R$ 600 milhões na construção do prédio de quatro pavimentos e 300 mil m2 de área construída. De acordo com os administradores do shopping, outros R$ 150 milhões serão destinados anualmente ao pagamento de impostos federais, estaduais e municipais. Com uma proposta arquitetônica moderna, o RioMar pretende se diferenciar dos demais shoppings pela capacidade do estacionamento – são 6.200 vagas – e também pela grande oferta de entretenimento. O mall será o único do estado a abrigar um teatro.

    Durante a visita, Eduardo destacou a importância do empreendimento para o desenvolvimento econômico e social do estado. “Ele já responde pelo emprego direto de quase 2.500 pessoas e depois de pronto, o RioMar vai gerar oportunidade de trabalho para quase oito mil pernambucanos”.

    Com toda a estrutura física concluída, o prédio agora recebe o acabamento e as instalações elétrica e hidráulica. O RioMar será inaugurado no dia 29 de outubro com coquetel para convidados e no dia 30 abrirá as portas para a população. Antes mesmo da inauguração, o centro de compras já está com 85% das lojas comercializadas. A expectativa é começar a operar com 95% do mall ocupado.

    Cidades: Recife
    Assuntos: rio mar, shopping, eduardo campos, obras, jcpm
    Compartilhe: Link para o post:
  • RMR tem a menor taxa de desemprego desde 1997

    | Emprego

    A taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife é a menor desde 1997, segundo dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), divulgada hoje (31/01) pela Agência Condepe/Fidem em parceria com o Dieese. Segundo o levantamento, o Grande Recife apresentou um índice de 12,2% em dezembro de 2011, o menor resultado para toda a série histórica, iniciada em novembro de 1997.

    “A pesquisa reflete o quadro econômico do Estado, fruto de um crescimento superior à média nacional. O crescimento na geração de empregos em Pernambuco também foi apontado pelos levantamentos feitos pelo Ministério do Trabalho e pelo IBGE. Nesses cinco anos do Governo Eduardo Campos, estamos chegando a 500 mil novas vagas com carteira assinada criadas no Estado”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Júlio.

    Segundo a pesquisa, a RMR apresentou um crescimento de 6% no nível de ocupação, a maior do País, enquanto a média nacional ficou em 2,1%. Em seguida vêm Porto Alegre (3,0%), Fortaleza (2,4%), São Paulo (1,9%), Distrito Federal (1,7%), Salvador (0,9%) e Belo Horizonte (0,3%).

    O destaque na geração de empregos foi a criação de vagas com carteira assinada no setor privado, que apresentou um aumento de 10,3%, o maior crescimento entre as ocupações. A ampliação da oferta de postos de trabalho veio acompanhada também pela alta do rendimento real dos ocupados (12,7%) e dos assalariados (15,3%), o que mostra um incremento no poder de compra da população.

    Entre os setores econômicos, o maior crescimento na quantidade de pessoas ocupadas foi registrado na Construção Civil (21,6%), seguido por Comércio (7,4%), Serviços (5,7%) e Indústria de Transformação (1,4%). As atividades de serviços, comércio e construção civil da RMR apresentaram os maiores crescimentos relativos entre as regiões pesquisadas.

    Assuntos: rmr, emprego, condepe, desemprego, dieese, taxa,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Recife tem a menor taxa de desemprego da história

    | Economia, Emprego

    A Região Metropolitana do Recife (RMR) fechou o ano de 2011 com a menor taxa de desemprego da história. Segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada hoje (26) pelo IBGE, a capital pernambucana apresentou uma taxa de desocupação de 4,7% no mês de dezembro, o menor índice desde que o levantamento começou a ser realizado, em 2002. O índice é 2,2 pontos percentuais abaixo do registrado em dezembro de 2010.

    O resultado do Grande Recife foi o terceiro menor entre as seis regiões metropolitanas pesquisadas, atrás apenas dos de Porto Alegre (3,1%) e Belo Horizonte (3,8%) e empatado com o de São Paulo (4,7%). Salvador (7,7%) e Rio de Janeiro (4,9%) registraram os maiores índices, segundo o IBGE.

    “Considerando o desempenho histórico e o tamanho das economias de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, vemos que Pernambuco está gerando proporcionalmente bem mais empregos que os grandes estados do Sudeste”, compara o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio.

    O secretário destaca ainda que os dados da pesquisa reforçam as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados esta semana, que apontam Pernambuco como o estado que mais criou oportunidades de emprego com carteira assinada no Nordeste e o Recife como a capital que apresentou o maior crescimento percentual do País na oferta de postos formais de trabalho (8,29%). “Os números refletem o bom momento vivido por Pernambuco e o esforço do Governo do Estado para que as oportunidades fiquem com os pernambucanos”, ressalta.

    O levantamento do IBGE constatou ainda o crescimento da renda média anual do trabalhador durante o ano de 2011, que ficou em R$ 1.141,07 na Região Metropolitana do Recife. O valor supera em 2,3% a média registrada em 2010 e é o maior desde o início da série histórica, iniciada em 2003, o que mostra que o crescimento econômico além de gerar mais emprego está melhorando a remuneração paga aos pernambucanos.

    Cidades: Recife
    Assuntos: rmr, desemprego, ibge, emprego, carteira assinada, oportunidade, desocupação
    Compartilhe: Link para o post:
  • De carona na Fiat, WHB chega a Glória do Goitá

    | Economia, Emprego

    dO anúncio oficial da chegada da WHB, nesta quinta-feira (11), à cidade de Glória do Goitá, representou uma nova perspectiva de futuro para a população do município da Mata Norte pernambucana e também das cidades vizinhas. A emoção foi tanta que o presidente da empresa, Teodoro Hubner Filho, sofreu um leve mal estar ao final da cerimônia, enquanto o governador Eduardo Campos ainda discursava. Ele foi socorrido e passa bem. A WHB é um importante player do segmento de autopeças brasileiro e deve gerar 1,8 mil postos de trabalho até 2018. O início da operação da fábrica acontece em julho próximo e a WHB será fornecedora da Fiat. Com sede em Curitiba, a empresa está investindo R$ 300 milhões na planta pernambucana, a segunda do grupo.
    Para qualificar a mão de obra local para as vagas ofertadas pela empresa, a WHB abriu uma escola profissionalizante. O curso tem duração de cinco meses com carga horária diária de oito horas. As aulas começam nesta segunda-feira e terão conteúdos de português e matemática, além dos específicos em mecânica.

    Sem trabalho fixo há cinco anos, Luciano Severino da Silva, 26, foi um dos selecionados para trabalhar na primeira fase do empreendimento, que deve empregar 250 pessoas nesta etapa. “Nunca tivemos uma oportunidade de receber uma indústria como essa. Vou me dedicar ao máximo”, disse o jovem.

    No próximo ano, a WHB dará início ao Programa de Formação de Menores Aprendizes, quando serão destinadas vagas para jovens a partir de 14 anos. Parentes dos funcionários da empresa serão o público-alvo, dando continuidade à inclusão dos pernambucanos nas oportunidades de trabalho. “Eles fazem um curso de mecânica e saem com a vaga garantida”, garantiu o presidente da companhia, Teodoro Hubner.

    A fábrica ocupará uma área total de 350 mil metros, dividida em três etapas. A primeira, com as obras civis iniciadas no final de novembro passado, terá 40 mil metros de área construída. O prazo para que a unidade fabril esteja operando com carga total é de até oito anos, quando atuará em quatro frentes de produção.

    A WHB começa a operar fabricando virabrequins – eixo de manivelas que compõe o motor. A capacidade inicial é de 2 mil peças por dia. Cabeçotes, bielas e bloco motor serão os outros produtos fabricados no estado. Além da Fiat, estão na cartela de clientes da empresa curitibana a Volkswagem e a GM Motors. Teodoro faz planos para a planta pernambucana. “Daqui a dois ou três anos vamos inverter a rota e exportar para as indústrias automotivas da China”, disse.

    Durante o discurso, Eduardo ressaltou a desconcentração da dprodução automotiva a partir de Pernambuco e o reflexo disso na economia. “Pernambuco mediu menos da metade do desemprego nos Estados Unidos, com 4,8% de taxa de desocupação entre os de menor escolaridade enquanto eles bateram a casa dos 10% no mesmo período”, revelou.

    MIOJO – O município de Glória do Goitá vai receber ainda este ano outra fábrica: a da Nissin, que entra em operação em outubro. Antes do início do evento da WHB, Eduardo visitou as obras da fabricante de macarrão instantâneo. Ele estima que com as duas indústrias operando “mais de 10% da população do município estará trabalhando no setor industrial”.

    Cidades: Glória de Goitá
    Assuntos: fiat, whb, gloria do goita, fabrica, mata norte, eduardo campos, autopecas, fiat
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretaria das Cidades contrata profissionais para reforçar sua equipe

    | Emprego, Administração

    A secretaria Estadual das Cidades seleciona nove profissionais (nível médio e superior) para atuar na execução de suas ações. A contratação é temporária, com validade de dois anos prorrogáveis por mais dois, para pessoas com formação superior em direito, administração, ciências contábeis e arquitetura, além de uma vaga para auxiliar administrativo. Para os cargos de advogados e administradores, a Secretaria está disponibilizando três vagas para cada função, sendo duas (uma em cada situação) para ser disputada por portadores de necessidades especiais.

    No caso do contador, do arquiteto e do auxiliar administrativo, será apenas uma vaga para cada função. Os salários variam de R$ 4.590,00 (arquiteto com especialização em paisagismo) até R$ 1.100,00 (auxiliar administrativo/nível médio), com carga horária de 40 horas semanais.

    As inscrições começam nesta sexta-feira (06) e seguem até o dia 18 de janeiro, das 9h às 13h pessoalmente, onde os candidatos devem preencher o formulário de inscrição disponível no site da Secretaria das Cidades e levá-lo pessoalmente à sede da Secretaria na Rua Gervásio Pires, n˚ 399, Boa Vista – Recife – PE – CEP: 50.050-070 – na Coordenadoria de Gestão de Pessoas, acompanhado de cópia da seguinte documentação: CPF; Comprovante de residência; documento de identidade com foto; comprovante de quitação eleitoral; quitação com o serviço militar (se do sexo masculino); comprovante de experiência profissional; da escolaridade exigida para a função/área que concorre; comprovante de inscrição no órgão de representação da categoria, quando for o caso. Para os portadores de necessidades especiais, é exigido também que no ato da inscrição seja declarada e especificada a natureza da deficiência.

    Para quem preferir enviar via SEDEX, a postagem da documentação deve ser feita até o dia 12 de janeiro, às 13h. O resultado preliminar está previsto para sair dia 24 de janeiro no site www.cidades.pe.gov.br e o resultado da avaliação curricular acontecerá no dia 30 de janeiro e as provas discursivas entre 1 e 3 de fevereiro. Em 14 de fevereiro, tanto o site da Secid como o Diário Oficial do Estado (DOE) publicarão o resultado final da seleção.

    A seleção: O processo seletivo será feito em duas etapas sucessivas: sendo a 1ª de avaliação curricular (de caráter eliminatório e classificatório) e a 2ª etapa de prova discursiva para os concorrentes de nível superior e objetiva/redação oficial para o cargo de nível médio, também de caráter eliminatório e classificatório. Só chegam a 2ª etapa os classificados na 1ª etapa em número correspondente a três vezes o total de vagas ofertadas no edital publicado no Diário oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (6), na portaria conjunta n˚01 /2012.  O conteúdo programático para cada cargo está disponível no edital e no site da Secid.

    Cidades: Recife
    Assuntos: Cidades, Obras, Contratação,
    Compartilhe: Link para o post: