meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Sefaz-PE lança novo sistema para solicitação de ressarcimento do ICMS

    | Economia

     Pedido de ressarcimento será feito através da internet

    A partir de 1° de setembro a Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) estará disponibilizando um novo sistema para o contribuinte solicitar o pedido de ressarcimento do ICMS. A solicitação será feita eletronicamente através do sistema denominado Gestão de Ressarcimento (GRS), por meio de certificado digital. Essa nova funcionalidade estará disponível no site da Sefaz-PE (www.sefaz.pe.gov.br), no campo “ARE Virtual”.

    Com a nova prática, o contribuinte deverá fazer a solicitação sem precisar do processo físico, sem direcionar-se até uma das Agências da Receita Estadual. A Sefaz-PE terá um maior controle na entrada dos pedidos de ressarcimento, onde os pedidos com valores significativos poderão passar pelo monitoramento dos gerentes de segmento a fim de verificar o processo para sua homologação. As mudanças não se aplicam aos pedidos de ressarcimento formalizados até 31 de agosto.

    Assuntos: sefaz, icms, gestao de ressarcimento
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara anuncia instalação de empresa têxtil no Estado, com investimento de R$ 100 milhões

    | Economia

    textil

    Fábrica da Nova Tecelagem e Fiação será implantada no Agreste, com expectativa de gerar mais de 500 empregos

    O governador Paulo Câmara assinou, nesta sexta-feira (02.08), no Palácio do Campo das Princesas, um protocolo de intenções com a empresa cearense Nova Tecelagem e Fiação, do Grupo Santana Textiles, um dos maiores do País no ramo, que instalará uma fábrica na cidade de Bezerros, no Agreste do Estado. As obras serão iniciadas ainda em dezembro deste ano, com um aporte de recursos da ordem de R$ 100 milhões, e a expectativa de geração de 545 novos postos de trabalho diretos.

    O governador destacou a importância da chegada do empreendimento dentro de uma série de investimentos já realizados apenas nestes primeiros meses do segundo mandato, visando ao desenvolvimento de Pernambuco. “Vai reforçar toda a cadeia do polo produtivo de confecção. É a ampliação de uma vocação que Pernambuco tem nessa área, e a nossa forma de fazer gestão, de atrair investimentos, é muito franca e transparente, e isso tem sido importante. Mesmo em um momento de crise, Pernambuco continua a atrair empresas. Já são 60 este ano e esperamos continuar a fazer muito mais para ajudar o Brasil a sair desse momento tão difícil”, afirmou Paulo Câmara.

    O Governo de Pernambuco concederá incentivo fiscal à Nova Tecelagem e Fiação, com crédito presumido equivalente a 90% do ICMS líquido a recolher nos próximos 12 anos. Além disso, a empresa estará autorizada, apenas durante o período de seis meses, a terceirizar os seus serviços fora dos limites de Pernambuco.

    “Estamos muito felizes com a atração de mais esse empreendimento para Pernambuco, consolidando o adensamento da nossa cadeia têxtil, do nosso polo de confecções do Agreste, uma importante cadeia produtiva do Estado. Estabelecemos um cronograma e, dentro de um ano, temos a expectativa de que já tenha produção. A empresa até anunciou a possibilidade de antecipar", disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach. Segundo ele, o compromisso é de que, dentro de 12 meses, comece a produção, gerando empregos.

    "Temos uma produção de mais de R$ 5 bilhões de faturamento em toda a região, cerca de 250 mil empregos e mais de 40 municípios. Essa é uma oportunidade de emprego e renda para aquela região. O adensamento da cadeia, com a atração de indústrias como essa, faz com que o polo se consolide ainda mais. É assim que temos trabalhado”, acrescentou Schwambach. Até o final de 2021, a produção mensal da fábrica será de 1.200.000 metros de tecido Denim e 700.000 kg de fios. Esses itens são aplicados na produção de malharia (cotton, meia malha, pique, ribana, meias, moletons, entre outros) e tecelagem (artigos para cama, mesa e banho).

    Participaram ainda da solenidade desta sexta-feira os secretários Décio Padilha (Fazenda); Fernandha Batista (Infraestrutura e Recursos Hídricos); o deputado estadual Waldemar Borges; Breno Borba, prefeito de Bezerros; Severino Otávio (Branquinho), presidente da Arpe; Roberto Abreu, diretor-presidente da AD Diper; Djalma Paes, presidente da CPRH; Valdemar Loureiro, presidente da Nova Tecelagem e Fiação e Raimundo Delfino, procurador da Nova Tecelagem e Fiação.

    Foto: Hélia Scheppa/SEI

    Assuntos: paulo camara, governo de pernambuco, economia, textil
    Compartilhe: Link para o post:
  • Aché Laboratórios Farmacêuticos e Governo de Pernambuco realizam encontro com fornecedores de embalagens em Suape

    | Economia

     suape

    Primeira etapa da fábrica instalada no Complexo de Suape será inaugurada em outubro

    Com o início das atividades da primeira etapa da fábrica do Aché Laboratórios Farmacêuticos previsto para outubro, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizou um encontro com indústrias de embalagens plásticas instaladas em Pernambuco e representantes do grupo Aché, nesta terça-feira (30). A reunião ocorreu no Complexo Industrial Portuário de Suape e teve o objetivo de apresentar possíveis fornecedores de produtos e serviços à nova fábrica e à central de distribuição da planta, contando com participação de 12 empresas dos setores de embalagens plásticas, papelão e material gráfico.O próximo Match Day acontecerá em 7 de agosto, em São Paulo. O encontro será direcionado para aproveitar a atual cadeia produtiva do Aché fora do estado e atraí-las para Pernambuco.

    O Match Day, como batizado o evento, é destinado a criar um ambiente de oportunidade de negócios, proporcionando um fortalecimento da cadeia produtiva de um empreendimento específico com fornecedores locais. Na reunião desta terça-feira, o Aché divulgou suas necessidades básicas de fornecimento de matéria-prima e suporte operacional às atividades. Outros encontros serão realizados com fornecedores de indústrias em implantação, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, via Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), que também apoiou a rodada de hoje, a fim de fomentar as cadeias produtivas do Estado. Até o mês de maio, o Governo de Pernambuco realizou a atração de 58 novas empresas de diferentes áreas de atuação, totalizando aportes previstos de R$ 12,5 bilhões.

    "A implantação de uma indústria do porte do Aché faz com que empresas de Pernambuco tenham a oportunidade de encarar novos desafios e se atualizar em termos de tecnologia, atendendo aos requisitos e padrões exigidos pelo grupo. É uma chance para todos os envolvidos melhorarem seus processos internos e crescerem ainda mais", observou Paulo Coimbra, presidente em exercício do Complexo Industrial Portuário de Suape. O presidente da AD Diper, Roberto Abreu, complementou: "O Aché apresentou detalhadamente o volume de produtos que serão produzidos e os insumos necessários para atender a sua cadeia de produção. Agora esses fornecedores precisam se preparar para atender a demanda".

    “Essa é uma excelente oportunidade para o Aché estreitar relacionamento e trocar experiências com fornecedores atuantes em segmentos relevantes para a indústria. Além disso, o evento nos possibilita conhecer mais profundamente o trabalho desempenhado por cada um deles”, comentou, Marcio Freitas, diretor Industrial do Aché. Durante o encontro, ele também destacou os motivos que levaram a empresa a investir no Estado, além dos requisitos de a fábrica estar próxima ao Centro da capital, do aeroporto e dentro do Porto de Suape. “O profissionalismo do Governo de Pernambuco fez toda a diferença para trazer o Aché. E ficamos surpresos com a qualificação da mão-de-obra que encontramos”.

    INVESTIMENTOS - O Aché é um dos maiores investimentos privados anunciado nos últimos anos no Brasil. O grupo está aplicando R$ 660 milhões na construção da fábrica de medicamentos e do centro de distribuição, gerando 500 empregos diretos e 2,5 mil indiretos. A partir de outubro, quando começam as atividades em Suape, a planta entra na fase de testes com a produção do primeiro lote de embalagens de comprimidos e cápsulas. Os insumos serão trazidos em granel de Guarulhos (SP), por meio de caminhões, para o complexo fabril de Pernambuco, onde serão embalados e distribuídos para as regiões Norte e Nordeste. O grupo utiliza, desde o segundo trimestre desse ano, o Porto de Suape como porta de entrada dos equipamentos destinados à fábrica.

    A segunda etapa do projeto, que contempla a fabricação de medicamentos, está prevista para ser iniciada em 2021. Nessa fase, o Porto também passará a exportar os produtos produzidos na unidade. Quando estiver em pleno funcionamento, a fábrica terá capacidade para produzir 435 milhões de unidades de fármacos por ano.

    EMPREGOS - Atualmente, cerca de 565 pessoas trabalham na construção da nova planta, sendo 74% desses colaboradores da região de Cabo de Santo Agostinho e os demais 26% de outros municípios de Pernambuco. Desde o início do ano, foram abertas 80 vagas para diversas funções como operadores de produção, técnicos de produção, engenheiros, eletricistas, farmacêuticos, inspetores de controle de qualidade e gerente de qualidade. Os interessadospodem cadastrar seu currículo no link https://site.vagas.com.br/ache.

    MATCH DAY –Em maio, o Governo de Pernambuco realizou dois eventos do tipo. O primeiro encontro, batizado de Match Day FCA, aconteceu em São Paulo, em parceria com a Fiat Chrysler Automobiles, que mantém em Goiana, na Região Metropolitana do Recife, o polo automotivo Jeep. Prestigiaram o evento mais de 90 representantes do mercado automotivo, entre CEOs, diretores e gerentes de 43 empresas do setor. Já em solo Pernambuco, aconteceu no Porto Digital o primeiro Match Day Suape com 23 startups. No encontro, foram apresentadas soluções tecnológicas para vários desafios enfrentados pelas empresas do Complexo.

    FORÇA NO MERCADO – O Aché Laboratórios Farmacêuticos é uma empresa 100% brasileira, com 52 anos de atuação no mercado. Conta com três complexos industriais: em Guarulhos (SP), São Paulo (SP) e Londrina (PR), além de participação na Melcon do Brasil e na Bionovis, joint-venture brasileira dedicada à pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biotecnológicos. A empresa emprega mais de 4.700 colaboradores e possui uma das maiores forças de geração de demanda e de vendas do setor farmacêutico no Brasil. Possui um portfólio com 358 marcas em 871 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), além de atuar nos segmentos de dermocosméticos, nutracêuticos, probióticos e biológicos.

    Cidades: Ipojuca
    Assuntos: governo de pernambuco, suape, fabrica do ache, match day
    Compartilhe: Link para o post:
  • Investimentos voltam a crescer no 106º Condic

    | Economia

    condic

    Os projetos industriais atraíram R$ 135,6 milhões e vão gerar 617 novos postos de trabalho. Os números foram bem superiores em relação aos da última reunião realizada em maio 

    O Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) reuniu-se oficialmente pela segunda vez este ano para analisar projetos de concessão de incentivos fiscais de empreendimentos interessados em se implantar ou ampliar suas atividades em Pernambuco. A 106ª reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (29/07) no auditório Aymar Soriano, na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). Ainda haverá mais duas reuniões neste ano, sendo uma em outubro e a outra em dezembro.

    No encontro, foram aprovados 20 projetos, sendo 14 de indústrias (06 no interior), 03 de importadoras e 03 de centrais de distribuição. O Governo do Estado conseguiu atrair investimentos em indústrias na ordem de R$ 135,6 milhões, sendo R$ 56,9 milhões destinados à Região Metropolitana do Recife e R$ 78,7 milhões para o interior. Esse montante projeta a geração de 617 postos de trabalho, dos quais 132 estarão sediados no interior do Estado e 485 na RMR.

    Os números foram bem superiores aos da última reunião, realizada em maio deste ano, quando foram aprovados investimentos industriais de R$ 15,8 milhões e anunciados 269 postos de trabalho.

    Ao todo, 14 municípios foram contemplados, sendo 07 na RMR e 07 no interior. São eles: Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Itapissuma, Moreno, São Lourenço da Mata, Belo Jardim, Escada, Garanhuns, Iati, Salgueiro, Pedra e Serra Talhada. Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, 06 foram contempladas: RMR, Mata Sul, Agreste Central, Agreste Meridional, Sertão Central e Sertão do Pajeú.

    O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, reforça que a retomada dos investimentos reflete o aquecimento do PIB pernambucano: no primeiro trimestre, o setor industrial apresentou expansão de 3,5% ante o mesmo período do ano passado, sobretudo por conta da indústria de transformação (+5,8%), conforme a Agência Condepe/Fidem divulgou no início deste mês.

    “Os dois maiores projetos, no que se refere ao valor do investimento e à empregabilidade, são uma cooperativa de beneficiamento de arroz do Sul do país e uma indústria de processamento de farinha de trigo do Centro-Oeste. O interesse pelo mercado nordestino, tendo Pernambuco como distribuidor logístico estratégico, mostra que a indústria de alimentos voltou a apostar no consumo da região como indutora do crescimento dos seus negócios”, destaca o secretário.

    Já o presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, afirma: “O sucesso desta reunião é produto de uma gestão pública profissional e voltada para criar um ambiente de negócios estável e seguro, e revela a força da economia de Pernambuco. Outro destaque foi o fato de atrairmos duas centrais de distribuição de indústrias de grande porte. São elas: a CM Hospitalar, em Jaboatão dos Guararapes; e a Intelbrás, no Cabo de Santo Agostinho”.

    O maior investimento anunciado na reunião de hoje é a da Cooperativa Central Brasileira de Arroz, a BrazilRice, cuja matriz fica em Santa Catarina e reúne a experiência de cinco organizações de beneficiamento do grão (Cooperja, Coopersulca, Copagro, Cravil e Cooperjuriti). Formalizada em 2012, as sócias estão no mercado há cerca de meio século. Por ano, a empresa beneficia cerca de 360 mil toneladas de arroz – o que a consolida como a terceira maior do país.

    Com relação à geração de empregos, o destaque do 106º encontro do Condic é a Indústria de Alimentos JMG, de Goiás, que inicialmente atenderá Pernambuco e outros quatro estados nordestinos: Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. A empresa, que nasce como Moinhos Goiás Nordeste, comercializará farinhas de trigo domésticas, industrial, panificação, massas secas longas, curtas, farelo e mistura para bolo.  A perspectiva é a de abrir 201 vagas de trabalho.

    Assuntos: sdec, addiper, condic
    Compartilhe: Link para o post:
  • Presidente do Porto de Suape participa de programa de inovação governamental nos Estados Unidos

    | Economia

     suape

    Questões como transparência, inclusão digital e responsabilidade social estão na pauta dos encontros

    O presidente do Porto de Suape, Leonardo Cerquinho, é um dos sete brasileiros selecionados pelo Departamento do Estado Americano para participar da próxima edição do International Visitor LeadershipProgram (IVLP), que acontece nos Estados Unidos entre os dias 20 de julho e 10 de agosto. O grupo terá encontros nos estados de Washington, Illinois, Michigan e Flórida, onde serão discutidas várias pautas como transparência, inclusão digital, responsabilidade social e Parceria Público-Privada, tendo como tema central a Inovação Governamental. O IVLP é financiado pelo governo dos EUA e administrado pela World Learning, sem que haja qualquer custo para os Estados participantes.

    O tema base do IVLP tem sido um dos enfoques da gestão de Cerquinho, que criou o Departamento de Inovação para buscar soluções criativas para o Porto de Suape. Um primeiro Match Day já foi realizado pelo departamento entre 23 startups pernambucanas e cinco indústrias locais e promete render bons frutos, enquanto uma nova rodadaé preparada.

    O gestor também já anunciou a adesão dos relatórios de sustentabilidade do Porto de Suape ao Global ReportingInitiative (GRI), padrão de referência internacional, que permite mensurar a questão de sustentabilidade nas ações econômicas, ambientais e sociais, dando mais transparência e credibilidade às informações, que podem ser acessadas por qualquer pessoa e comparadas aos dados de outras empresas.

    Outra ação inovadora em andamento é a implantação da plataforma Target, um sistema de gestão de projetos que potencializa a atuação dos gestores permitindo o controle das ações em tempo real, de forma rápida, com encaminhamentos automáticos das decisões e podendo ser acessado em computadores, tablets e celulares em lugares com internet.

    Durante o período de viagem de Cerquinho, quem assume interinamente a presidência de Suape é o diretor de gestão portuária, Paulo Coimbra.

    Assuntos: suape, ivlp. inovacao governamental
    Compartilhe: Link para o post:
  • Ipem-PE orienta indústrias de panificação

    | Economia
     
    Representantes do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) participaram, na última quarta-feira (10), de uma palestra  sobre as ações do órgão nas panificadoras.  O evento, realizado pela Associação dos Industriais de Panificação de Pernambuco, em conjunto com o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Pernambuco, reuniu profissionais do setor com objetivo de orientar e tirar dúvidas sobre às normas vigentes em relação aos produtos comercializados por padarias.
     
    “Nosso objetivo maior é proteger o consumidor, que é sempre o lado mais fraco nas relações de consumo. Portanto, estamos realizando uma série de ações orientativas em parceria com as instituições representativas do setor de panificação para minimizar os erros por conta de desconhecimento da legislação, assim todos saem ganhando”, comenta o presidente do Ipem-PE, Adriano Martins.
    Assuntos: ipem, palestra, panificacao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Ipem e Procon do Cabo autuam postos de combustíveis

    | Economia

     ipem

    O Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem-PE) realizou, nesta segunda-feira (01.07), uma fiscalização conjunta com o Procon do Cabo de Santo Agostinho em Postos de Combustíveis do município.

    Durante a ação, dois postos de gasolina e 30 bicos de bombas passaram por vistorias, 7  bicos foram reprovados e os dois postos foram autuados. Os técnicos do instituto também verificaram duas bombas de Gás Veicular Natural, as duas foram aprovadas.

    “O objetivo da blitz do é prevenir e identificar posssíveis fraudes em bombas de combustíveis a fim de proteger o consumidor pernambucano. O Ipem continuará com as fiscalizações e o consumidor que perceber alguma irregularidade pode entrar em contato com a nossa ouvidoria pelo 0800 081 1526, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h”, afirma Adriano Martins, Presidente do Ipem-PE.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: ipem, fiscalizacao, postos de combustiveis
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara recepciona empresa aérea de cargas que aporta em Pernambuco

    | Economia

    Com a chegada da Connect Cargo, o Estado se torna base do primeiro hub aéreo de cargas com voos internacionais no Nordeste

    Transporte de cargas direto entre o Recife e diversos continentes. Essa é conexão prometida pela Connect Cargo, empresa de transporte aéreo de carga que começou a operar em Pernambuco nesta quinta-feira (27.06), recepcionada pelo governador Paulo Câmara no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre. A marca representa a primeira empresa aérea 100% cargueira estabelecida fora do eixo Rio-São Paulo. O Estado foi escolhido como sede das operações pela sua vocação para a logística e o transporte. O chefe do Executivo Estadual falou da satisfação com que celebra a chegada do grupo.

    “É uma empresa renomada, com 12 anos de experiência nos Estados Unidos, que faz uma base importante aqui em Pernambuco. Vai ser um grande operador logístico para as empresas que atuam no Estado, mas também irá contribuir com o ir e vir de cargas de mercadorias de todo o Brasil, inclusive tendo interface com o exterior, ou seja, com os Estados Unidos e países asiáticos”, disse Paulo Câmara, acrescentando que a chegada de mais essa empresa se soma ao esforço para industrializar o Estado e promover a melhoria efetiva dos serviços, visando a superar a crise por meio de parcerias que gerem emprego e renda.

    Recife conta com o principal terminal aeroportuário das regiões Norte e Nordeste, e foi escolhido como sede da gestão dos aeroportos nordestinos arrematados pela espanhola Aena. Com a decisão de colocar a base da Connect Cargo na capital pernambucana, o Aeroporto Internacional dos Guararapes amplia ainda mais seu protagonismo na geração de negócios. A expectativa é que, até 2020, sejam gerados pela empresa 240 empregos diretos, além de diversos postos indiretos.

    Segundo Paulo Câmara, a relação de confiança entre o Governo do Estado e os empresários também foi determinante para a realização do feito. “Temos sempre o olhar da infraestrutura que é oferecida para se trabalhar aqui, a qualificação profissional, a questão fiscal e a boa relação entre o Governo e o setor privado, pois tudo que é devidamente pactuado é feito, como as políticas que possam atrair e avançar no desenvolvimento”, comentou o governador. Segundo o secretário Bruno Schwambach, que também esteve presente à solenidade, após negociação de dois anos o esforço desse investimento será relevante para o Estado.

    “A partir daqui, do nosso Estado, a empresa pretende crescer, com o desafio de melhorar a nossa questão logística, que é uma vocação de Pernambuco, com a sua posição geográfica muito favorável na região Norte e Nordeste como um todo. E, no Nordeste, nós estamos falando de 56 milhões de pessoas, 28% da população brasileira, mas que só tem 14% do PIB. Isso permite que alguns empreendedores, como é o caso da Connect, tenham a oportunidade de desenvolver, a partir de Pernambuco, novos investimentos. Isso demonstra o potencial que Pernambuco tem”, explicou Schwambach.

    O CEO da Connect, Rodrigo Pacheco, agradeceu o apoio do governador Paulo Câmara e da equipe do Governo, e explicou como vai funcionar a estrutura da empresa no Estado. “Foi uma decisão estratégica. Estudamos muito os outros Estados e, com o apoio que a gente teve por parte do Governo de Pernambuco, tomamos a decisão de nos estabelecer aqui. É uma matriz 100% pernambucana, com capital 100% nacional. A empresa começa a operação com dois aviões e o terceiro chegará até o final do ano. Toda a base e o centro de manutenção dos aviões será aqui no Estado”, comentou Pacheco.

    O dirigente da empresa detalhou os planos futuros e parcerias que serão desenvolvidas aqui. "A Connect Cargo, neste momento, já gera mais de 80 empregos diretos. No segundo momento, quando tivermos o nosso Centro de Manutenção de Aeronaves aqui no Estado de Pernambuco, pois temos um convênio com a Universidade Federal de Pernambuco, pretendemos gerar no mínimo 40 empregos para engenharia. A ideia é fazer o primeiro Centro de Manutenção de Aeronaves fora do eixo Rio-São Paulo", finalizou.

    Participaram do evento os secretários Rodrigo Novaes (Turismo e Lazer), Gilberto Freyre Neto (Cultura) e Antônio Carlos Figueira (Assessoria Especial). O coronel Vareda representou o ministro da Secretaria do Governo Bolsonaro. Além deles, participaram o deputado estadual Diogo Moraes; o reitor da Universidade de Pernambuco, Pedro Falcão; a superintendente do Aeroporto Internacional do Recife, Elenilda Cunha; e o diretor de marketing da Embratur, Oswaldo Matos.

    Fotos: Heudes Regis/SEI

    Assuntos: sei, paulo camara, sdec, cargas
    Compartilhe: Link para o post:
  • Complexo de Suape vai adotar padrão de relatório internacional de sustentabilidade

    | Economia

     suape

    Metodologias da Global Reporting Initiative (GRI) são adotadas por cerca de dois terços das 250 maiores empresas do ranking da Fortune 500

    Transparência nos moldes internacionais. Essa é aposta do Complexo Industrial Portuário de Suape para os próximos relatórios de sustentabilidade anuais a serem publicados pela empresa, que passará a adotar os padrões da Global Reporting Initiative (GRI) nesses documentos, nos quais apresenta suas ações econômicas, sociais e ambientais. O anúncio foi feito pelo presidente de Suape, Leonardo Cerquinho, nesta quarta-feira (26), durante a Sustainability Week 2019 IDB Invest ¬- Semana de Sustentabilidade do Banco Interamericano de Desenvolvimento, que acontece na Cidade do Panamá até a próxima sexta-feira (28).
     
    A GRI é uma organização internacional independente, fundada em 1997, pioneira na criação de diretrizes que conferissem aos relatórios de sustentabilidade a mesma credibilidade, comparabilidade e verificabilidade dos relatórios econômico-financeiros. Atualmente, os padrões GRI são adotadas por cerca de dois terços das 250 maiores empresas do ranking da Fortune 500, com o objetivo de medir o seu desempenho nas dimensões econômica, social e ambiental. 
     
    “Consideramos a adoção dessa ferramenta de transparência um marco na gestão do Complexo de Suape”, afirma Cerquinho. O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos Cavalcanti, que também participa do evento, complementa: “ Teremos um relatório mais abrangente, seguindo critérios globais, com ações e compromissos de sustentabilidade em todos os processos e projetos da empresa, que poderão ser consultados por qualquer pessoa interessada”.
     
    Suape já publicou dois relatórios de sustentabilidade (2017 e 2018), atendendo à Lei 13.303/2016 (Lei das Estatais), que estabeleceu a elaboração e divulgação do relatório integrado ou de sustentabilidade por parte das sociedades de economia mista, empresas públicas e suas subsidiárias. A versão 2019/2020 será no modelo GRI, incorporando a metodologia de referência internacional, de forma a tornar ainda mais transparente não só a geração de valor de práticas e ações corporativas, mas também as questões onde há possibilidade de evolução. 
     
    Utilizando os mesmos indicadores de outros portos de classe mundial, Suape poderá comparar a eficiência de suas ações com empresas brasileiras e estrangeiras, bem como investidores, colaboradores, fornecedores, agentes reguladores, governo, sociedade e todas as partes interessadas nos dados terão à sua disposição uma importante ferramenta de avaliação integrada.
     
    Sustainability Week 2019 IDB Invest
     
    Até a próxima sexta-feira (28), a Cidade do Panamá sedia a Sustainability Week 2019 IDB Invest (Semana de Sustentabilidade do Banco Interamericano de Desenvolvimento), fórum que reúne os principais líderes em sustentabilidade ambiental e social e governança na América Latina e no Caribe.
    Assuntos: suape, sustentabilidade
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara visita instalações da Masterboi e destaca importância do empreendedorismo para o Estado

    | Economia

    Governador foi recebido pela presidência da empresa, que gera 1,3 mil postos de trabalho em Pernambuco

    Dando continuidade à série de visitas realizadas às fábricas do Estado, o governador Paulo Câmara foi recebido, na manhã desta quarta-feira (19.06), pelo presidente da pernambucana Masterboi, Nelson Bezerra, nas instalações da empresa, no Recife. Acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, o governador destacou a importância do reconhecimento aos empreendedores de Pernambuco.

    “A Masterboi tem crescido a cada ano e hoje é referência no País em qualidade, no processamento de carne, na venda e no corte. Ficamos satisfeitos em ter uma empresa que emprega tantos pernambucanos e que, ao mesmo tempo, tem um planejamento para o futuro, que é o que falta no Brasil”, avaliou o governador.

    Segundo dados internos, a Masterboi emprega cerca de 1,3 mil trabalhadores e está há mais de 20 anos no mercado. Hoje, foi apresentado um planejamento para as próximas décadas, o que, de acordo com Paulo Câmara, é fundamental para o desenvolvimento da economia de Pernambuco. A empresa deu o “start” nas suas operações ainda como açougue, no Mercado Público de Afogados.

    De acordo com o presidente da empresa, Nelson Bezerra, mesmo com toda a dificuldade encontrada no cenário nacional, a Masterboi aprendeu a se superar, e já aposta em planos futuros. “Compramos agora a antiga indústria da São Mateus, que era uma empresa de embutidos pernambucana. Estamos nos organizando ainda para, no final de 2020, estar funcionando, mas vai continuar com a mesma marca e com o mesmo produto. Temos também um projeto de fazer um frigorífico aqui em Pernambuco. Recebemos a visita do governador já para ir alinhando os detalhes”, contou o empresário.

    A Masterboi conta com unidades nos estados de Pernambuco, Paraíba, Pará e Tocantins, com um Centro de Processamento e Distribuição no Recife, um centro de distribuição em João Pessoa, quatro lojas Atacarejo (Recife e João Pessoa) e dois Frigoríficos Industriais (Nova Olinda e São Geraldo do Araguaia).

    Assuntos: sei, paulo camara, sdec, empreendedorismo
    Compartilhe: Link para o post: