meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • II Encontro Itinerante de Assessoria Técnica do SUAS 2018

    | Direitos Humanos

    Palmares será o primeiro município a receber a equipe técnica estadual

    O Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), e sua Executiva de Assistência Social (SEASS), em parceria com o Centro de Desenvolvimento e Cidadania (CDC) realizarão o segundo ano dos encontros itinerantes de Assessoria Técnica do Sistema Único da Assistência Social (SUAS). Palmares, na Zona da Mata Sul do Estado, será o primeiro município a receber a ação, que acontece nos dias 29 e 30 de janeiro no município.

    Os encontros têm como intuito aproximar as equipes técnicas estaduais dos gestores municipais, para levar um leque de serviços com informações e discutir a política, desafios e temas de interesse da Assistência Social nos municípios. De acordo com a secretária executiva de Assistência Social, Socorro Araújo, os momentos são importantes também para o acompanhamento das cidades a partir das suas demandas. "Quando a gente circula pelos municípios entende as necessidades deles e o nosso principal objetivo é contribuir para o fortalecimento da política pública de assistência social. Esse ano vamos trabalhar em torno de três temáticas centrais: a gestão do Suas, a importância do registro e da gestão da informação e as metodologias de trabalho com as famílias que utilizam o sistema", pontua Socorro.

    Em evento de lançamento oficial dos Encontros Itinerantes, que aconteceu nesta quarta-feira (24) no auditório da vice-governadoria, a iniciativa reafirmou ainda o compromisso e a responsabilidade do Governo de Pernambuco, em prestar apoio técnico e formação continuada aos gestores e trabalhadores do Suas nos municípios, fortalecendo a garantia dos direitos socioassistenciais, através da oferta qualificada dos serviços, programas, projetos e benefícios aos usuários da Assistência Social no Estado. "O Suas é uma conquista da sociedade brasileira. Temos o compromisso em recuperar a frequência, cadência na liberação e pactuação do cofinanciamento, entendendo que esse é um papel como Estado, além de estabelecer estratégias de melhorias com os conselhos para fortalecer as atividades. Vamos aproximar a gestão estadual dos municípios para que tenhamos de fato uma visão sistêmica", destaca o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Cloves Benevides.

    No lançamento, estiveram presentes os representantes do INSS, Nathalia Teixeira; do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), Robélia do Nascimento; do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Marco Aurélio Farias; do Centro de Desenvolvimento e Cidadania (CDC), Ana Nery; e do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Cogemas), Penélope Andrade.

    Para a diretora de programas Debora Pinheiro, ligada a Secretaria de Assistência Social de Itamaracá, os encontros são uma oportunidade de troca de experiência para enfrentar os desafios do trabalho. "Nessas ocasiões podemos de fato interagir com outros gestores e saber de que forma eles solucionaram problemas que também enfrentamos em nossas rotinas de trabalho. O Encontro permite nos dar um norte para podermos trabalhar com mais eficiência com os usuários e suas famílias", disse Debora, que trabalha a mais de 13 anos como assistente social.

    Programação - Este ano serão realizados sete encontros regionais, em cidades polos, facilitando o acesso e participação do maior número de profissionais, de todo o Estado. Eles serão realizados nos municípios de Carpina (Zona da Mata Norte, dias 01 e 02 de fevereiro), Recife (Região Metropolitana, dias 01 e 02 de março), Garanhuns (Agreste Meridional, dias 08 e 09 de março), Caruaru (Agreste Central, dias 13 e 14 de março), Salgueiro (Sertão Central, dias 19 e 20 de março) e Afogados da Ingazeira (Sertão do Pajeú, dias 21e 22 de março). O encontro estadual, culminância da série de eventos, está programado para o dia 11 de abril, no Recife.

    Durante os encontros serão abordados em palestras, com debate e atendimento individualizado, diversos temas pertinentes à Política de Assistência Social como: Gestão do SUAS, Indicadores Sociais, Gestão Financeira e Orçamentária, Relação entre o SUAS e o Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional, e Metodologias do Trabalho Social com Famílias, entre outros.

    Em outro momento, o grupo será dividido por quatro grupos de trabalho, com os seguintes temas: benefícios do SUAS; Gestão Administrativa, Financeira e Orçamentária no SUAS; atuação do SUAS no enfrentamento à violência doméstica e violação de direitos e Prontuário SUAS e Registro Mensal de Atendimento (RMA).

    Inscrição - Serão disponibilizadas 120 vagas (quatro por município), sendo preferencialmente o Secretário(a) de Assistência Social, um representante do setor da Proteção Social Básica, um representante do setor da Proteção Especial (Média/Alta Complexidade) e um representante do Fundo Municipal de Assistência Social. Na ocasião do evento, será disponibilizada alimentação (lanche e almoço) para todos os participantes, e a hospedagem apenas para os participantes de municípios localizados a mais de 40 km de distância da cidade polo.

    As inscrições são gratuitas e já estão abertas até o próximo dia 22/01/2017, por meio do preenchimento da ficha de inscrição online no Sistema de Informação e Gestão da Assistência Social de Pernambuco (SIGAS/PE), que pode ser acessado por meio do link: www.sigas.pe.gov.br/RespostaUsuario/ii-encontro-de-assessoria-tcnica-itinerante-do-suas--regio-da-mata-sul--polo-palmares

    Cidades: Palmares
    Assuntos: sdscj, seass, cdc, suas, governo de pernambuco, encontro itinerante
    Compartilhe: Link para o post:
  • Sensibilização, oficinas e discussões marcam Semana da Visibilidade Trans em Pernambuco

    | Direitos Humanos

    lgbt

    Na luta contra o preconceito e do avanço no reconhecimento de travestis, transexuais e transgêneros, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), prepararam atividades com sensibilização, oficinas e discussões acerca do tema de identidade de gênero dentro das unidades prisionais do estado. A iniciativa é alusiva ao Dia de Visibilidade Trans, comemorado na próxima segunda-feira (29). As ações aconteceram na Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), em Itamaracá, e no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), no Complexo do Curado, nesta terça (23) e quarta-feira (24), respectivamente.

    “No país onde mais se mata travesti e transexuais, nos deparamos com diversos casos de transfobia nas ruas e nas redes sociais. Por isso, esse é compromisso de visualizar a população LGBT em diversos espaços da sociedade, empoderando e conscientizando essa população dos seus direitos independente da sua realidade”, ressalta Marcone Costa, Coordenador da Coordenadoria Estadual LGBT.

    No intuito de fomentar a política de igualdade de gênero, a atividade nas unidades prisionais também ofereceu informações, prestou esclarecimentos e proporcionou um dia de beleza com maquiagem, corte de cabelo e design de sobrancelhas para as reeducandas participantes. A realização é da Coordenadoria Estadual de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) e conta com a parceria do Centro Estadual de Combate à Homofobia (CECH), órgãos ligados à SJDH.

    “É uma ação muito bem-vinda que deve se repetir nesta unidade prisional. Sempre percebi que esse é um público que merece uma atenção especial diante da vulnerabilidade e do preconceito que enfrentam lá fora e aqui dentro por parte dos detentos”, aponta o Gerente da Penitenciária, Carlos Cordeiro.

    A reeducanda Flor de Açucena, 28, falou da importância de participar da atividade. “Esse evento é inovador aqui na penitenciária, porque resgata nossa cidadania e traz de volta a dignidade que o cárcere faz a gente esquecer que tem”, contou a detenta que cumpre pena na PAISJ .

    Dia da Visibilidade Trans - A data, 29/01, foi escolhida porque em 29 de janeiro de 2004, pela primeira vez na história do Brasil, travestis e transexuais estiveram no Congresso Nacional para que falassem aos parlamentares brasileiros sobre a realidade dessa população que até o então só era vista como prostituição e pessoas anormais.

    Outras ações – A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) também apoia a Articulação e Movimento para Travestis e Transexuais de Pernambuco (Amotrans-PE) nas ações que irão percorrer, a partir do próximo dia 28/01, a Região Metropolitana do Recife (RMR) e o interior de estado com uma programação que visa a promoção da garantia de direitos de travestis e transexuais com debates, espetáculos e oficinas.

    Confira a programação completa:

    Cidades: Itamaracá , Recife
    Assuntos: sjdh, governo de pernambuco, dia da visibilidade trans, lgbt
    Compartilhe: Link para o post:
  • Seres realiza transferências de presos para desafogar unidades do Interior

    | Direitos Humanos

    A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio da Executiva de Ressocialização (Seres), está realizando, até o final de janeiro, transferências de presos entre unidades prisionais do Interior do Estado com o intuito de desafogá-las e fortalecer a segurança dos profissionais e da população carcerária.

    Ao todo, 200 detentos serão transferidos para a Penitenciária de Tacaimbó (PTAC). Os primeiros 94 foram encaminhados nesta semana, oriundos das unidades prisionais de Pesqueira (Presídio Desembargador Augusto Duque) e Santa Cruz do Capibaribe (Presídio de Santa Cruz do Capibaribe). A PTAC foi inaugurada em abril de 2016 com capacidade para 676 vagas e abrigava atualmente uma média de 200 reeducandos passando para 400 após as transferências.

    O translado está sendo realizado pela Superintendência de Segurança Penitenciária (SSPEN/Seres), com o apoio da Gerência de Operações e Segurança (GOS/Seres) e da Polícia Militar. A seleção dos detentos para a transferência é baseada, principalmente, no andamento dos processos, ou seja, é necessário que todos já tenham sido julgados. 

    Cidades: Pesqueira, Santa Cruz do Capibaribe, Tacaimbó
    Assuntos: sjdh, seres, ptac, pmpe
    Compartilhe: Link para o post:
  • Procon-PE multa 11 escolas por descumprir lista de material escolar

    | Direitos Humanos

    Instituições de ensino pediram itens que foram proibidos pelo órgão de defesa do consumidor

    O Procon-PE vem recebendo inúmeras denúncias de pais e responsáveis de que diversas escolas estariam descumprindo a Nota Técnica elaborada pelo órgão do Governo de Pernambuco, onde há a lista do que pode e não pode ser pedido no material escolar. Mais de 50 escolas foram fiscalizadas e 11 autuadas por descumprimento. A multa vai de acordo com o porte da instituição de ensino e pode variar entre R$ 1.050 e R$ 7.6 milhões.

    Nesta segunda-feira (22/01), representantes da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), Procon/PE e o Sindicato de Instituições de Ensino de Pernambuco (Sinepe), se reuniram para reforçar o cronograma de continuidade das fiscalizações, visto que a Nota Técnica já foi divulgada anteriormente.

    Entre as proibições está a cobrança da resma de papel. Estudos técnicos mostram que esse material deve estar contemplado no custo da prestação do serviço educacional. A Nota também informa que a entrega do material escolar pode acontecer de forma fracionada, de acordo com a utilização em sala de aula, e não somente de uma única vez, no início do ano letivo.

    A Nota Técnica foi publicada no site do Procon: www.procon.pe.gov.br e também pode ser solicitada pelo e-mail: imprensaproconpe@gmail.com

    Segue a lista das escolas multadas:

    • Instituto Educacional Thailany – Nova Descoberta - Recife
    • Escola Futuro Cidadão- UR5 – Ibura - Recife
    • Instituto Evangélico Renascer – Brejo de Beberibe
    • Colégio e Curso Desafio – Iputinga – Recife
    • Escola Sabor da Infância – Nova Descoberta
    • Centro Educacional Nova Dimensão – Paudalho
    • Instituto Educacional Crescer – Mustardinha
    • Instituto Educacional Nossa Senhora do Carmo – Jardim São Paulo
    • Escola Interagir – Várzea
    • Escola Essência do Saber – Moreno
    • Educandário Nossa Senhora da Conceição – Vila Tamandaré
    Cidades: Moreno, Paudalho, Recife
    Assuntos: governo de pernambuco, sjdh, procon, sinepe, material escolar
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretaria de Justiça promove diálogo contra a intolerância religiosa

    | Direitos Humanos

    Diversidade e respeito são os temas centrais do evento que vai contar com a presença de religiosos budistas, cristãos, espíritas, anglicanos e de matriz africana 

    Em tempos de intolerância religiosa e violência, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), realiza na tarde desta quarta-feira (24), um evento alusivo ao Dia Mundial da Religião e Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado neste domingo (21). A ação acontece a partir das 14h, em frente à sede da SJDH e vai contar com representantes de diversas religiões. Aberta ao público, a iniciativa tem por objetivo principal o esclarecimento da sociedade a respeito das crenças, visando, através do esclarecimento, diminuir os atos de intolerância religiosa.

    Diversidade e respeito são os temas centrais do evento que vai contar com a presença de religiosos budistas, cristãos, espíritas, anglicanos e de matriz africana. O diálogo entre as religiões se dará através de reflexões acerca das crenças e de números musicais. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, estará presente na cerimônia.

    “As pessoas precisam respeitar as outras, independentemente das crenças. É preciso pensar e promover ações sobre a temática” ressalta o secretário-executivo de Segmentos Sociais, Sérgio Moura.

    ATUAÇÃO - A Coordenadoria de Igualdade Racial, ligada à Secretaria Executiva de Segmentos Sociais (Seses), recebe denúncias de casos de intolerância religiosa sofridas no estado. Para denunciar, basta acionar o disque 100 ou a ouvidoria da secretaria através do número 81 3182-7607.

    Serviço: Dialogando contra a Intolerância Religiosa
    Quando: Quarta 24/01 – às 14h
    Onde: Secretaria de Justiça e Direitos Humanos - Praça do Arsenal da Marinha, S/N – Bairro do Recife.
    Entrada franca

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, governo de pernambuco, intolerancia religiosa, seses
    Compartilhe: Link para o post:
  • Colônia do Recife lembra Janeiro Branco com evento para detentas

    | Saúde, Direitos Humanos

    colonia

    Para sensibilizar as reeducandas e esclarecer dúvidas sobre a campanha Janeiro Branco – dedicada à conscientização e prevenção em Saúde Mental -  a Colônia Penal Feminina do Recife (CPFR), no Engenho do Meio, promove, nesta quarta (24/01), na quadra da unidade, das 13h30 às 15h, o evento intitulado “Quem Cuida da Mente, Cuida da Vida”.

    Na ocasião, profissionais do setor Psicossocial da Colônia ministrarão palestras sobre o tema e, em seguida, 13 pessoas privadas de liberdade farão apresentações musicais e teatrais. A ação é destinada a todas as mulheres recolhidas na unidade. 

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, seres, colonia penal feminina do recife, janeiro branco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Patronato Penitenciário promove cursos de gesseiro, pedreiro e eletricista para reeducandos no Recife, em Olinda e Abreu e Lima

    | Direitos Humanos

    curso gesseiro

    Mais de 100 reeducandos do regime aberto e livramento condicional aproveitam a oportunidade para se qualificar.

    O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e Patronato Penitenciário, em parceria a Associação Brasileira de Desenvolvimento Econômico e Social (ABDESM) e emendas parlamentares, promove durante todo este mês de janeiro até 1º de fevereiro, cursos de gesseiro, pedreiro geral e eletricista geral para reeducandos do regime aberto e livramento condicional com interesse em se qualificar.  

    Um grupo de 106 pessoas participam das aulas nas cidades do Recife, Olinda e Abreu e Lima. Cada curso tem 84 horas/ aula. O objetivo é preparar esses reeducandos para o retorno ao mercado de trabalho e com isso diminuir a reincidência criminal.

    No Recife, as aulas são ministradas no Patronato Penitenciário e no Centro Social Bidu Krause; em Olinda, na Cooperativa das Lavadeiras, nos Bultrins; e em Abreu e Lima na Agência de Desenvolvimento da Prefeitura do município.  Pela manhã as aulas são de 08h às 14h, e à tarde, das 14h às 20h. Os interessados podem se inscrever na sede do Patronato Penitenciário, localizada na Rua Floriano Peixoto, 141, no bairro de São José.

    Eliabe de Oliveira está no seu segundo curso. Anteriormente fez o de mecânica de moto. “É uma oportunidade muito boa. Nessas capacitações aprendemos coisas novas, que podem nos levar para caminhos diferentes dos que nos trouxeram até aqui”, explica.   

    Segundo o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis, "os cursos de gesseiro, pedreiro geral e eletricista geral vão proporcionar aos reeducandos um meio de subsistência contribuindo assim para  diminuir a reincidência criminal".

    Cidades: Abreu e Lima, Olinda, Recife
    Assuntos: sjdh, abdesm, quaificaçao, reeducandos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Grande Recife pede mais respeito às religiões com ação em Xambá

    | Transporte, Direitos Humanos

    A atividade reuniu representantes de diversos segmentos religiosos

    O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa (21 de novembro) foi lembrado pelo Grande Recife Consórcio de Transportes com uma ação no Terminal Integrado Xambá. A atividade reuniu representantes de diversos segmentos religiosos que, juntos, pediram mais respeito às diferentes crenças, sobretudo, nos espaços públicos. A iniciativa partiu de uma solicitação da própria comunidade que tem sido vítima de preconceito no terminal e nos ônibus.

    Um arrastão cultural chamou a atenção de todos para o TI Xambá onde as crianças das orquestras da Igreja Batista dos Bultrins e Tambores de Xambá tocaram músicas clássicas e africanas. Entre uma música e outra, membros das igrejas católica, evangélica e anglicana, além de praticantes do candomblé, umbanda, doutrina espírita, entre outras vertentes religiosas, saudavam os usuários do terminal com mensagens de amor e paz.

    “Desde o Concílio Vaticano II, na década de 1960, a igreja católica orienta para a abertura do diálogo com as diferentes religiões, de respeitarmos o direito à liberdade religiosa”, comentou o Frei Tito Figueirôa, representante do Catolicismo, na abertura da atividade. “É preciso mudar as cabeças para chegar aos corações”, disse ele sobre a necessidade de mudança no comportamento das pessoas.

    Segundo Guitinho de Xambá, morador do bairro e um dos articuladores da atividade, tudo aconteceu por uma inquietação da comunidade que muitas vezes é vítima de preconceito dentro do Terminal. “O TI é um equipamento por onde passam pessoas de diversas religiões e elas não podem ser ofendidas. Por isso, procuramos o Grande Recife e abrimos este diálogo com o poder público. Envolver as crianças através do lúdico e do litúrgico traz a visão de um mundo melhor”, argumentou sobre a participação do público.

    O pastor Saulo Guimarães, diretor da EREM Padre Francisco Carneiro que fica na área, lembrou um trecho da carta de Paulo aos Coríntios: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. Isso quer dizer que, de nada adianta termos todo um farto conhecimento teológico se não temos amor pelo nosso próximo”, completou.

    Com base no Art. 208, do Código Penal, o gerente de Relacionamento do Consórcio, Marcus Petrônio Iglesias, destacou que fiscais, motoristas e cobradores têm sido orientados a encaminhar para a delegacia casos de intolerância religiosa. “Vamos seguir o mesmo protocolo utilizado, por exemplo, para quando uma mulher é importunada nos ônibus. A viagem é suspensa, as portas do coletivo são fechadas e o motorista deve procurar a delegacia mais próxima”, explicou.

    Para encerrar a atividade, um exemplar de paineira africana foi plantada dentro do Terminal Integrado Xambá e cada um dos religiosos presentes teve a oportunidade de aguar a árvore deixando boas energias e preces.

    Cidades: Olinda
    Assuntos: secid, grande recife, sistema sei, ti xamba, combate a intolerancia religiosa
    Compartilhe: Link para o post:
  • Voo de parapente ajuda cadeirantes a superar limites

    | Direitos Humanos

     voo cadeirantes

    A ação foi promovida por um grupo de pilotos na praia do Sol, na Paraíba

    Se para você parece improvável que pessoas com deficiência física possam voar, para um grupo de pilotos de paraglider a resposta é oposta. Uma equipe de mais 10 pessoas, entre apoio técnico, instrutores e pilotos, tornou realidade à prática do voo de parapente para mais de 50 cadeirantes, esse mês, na praia do Sol, litoral da Paraíba. A ação, intitulada de “Eu não posso andar, mas posso voar”, foi coordenada pelo publicitário e piloto Claudio Cardoso, mais conhecido como Cloud, que mostrou que o céu é o limite para quem tem força de vontade.

    O projeto, que existe há três anos, surgiu do desejo de Cloud em oferecer experiências diferentes à pessoas com deficiência e as que não têm condições financeiras. Para ele, os voos são como uma forma de superação e de afirmação de autonomia. “É algo incrível, pois quando estamos lá em cima não somos cadeirantes ou andantes. Somos voantes, somos pássaros”, pontua. “Quando você começa a fazer um voo duplo, a tua emoção vai ao dobro, porque você sente a própria emoção de voar e a do outro. Quando eu voei com um cadeirante, isso foi além, pois começa a passar pela sua cabeça a superação que existe naquela pessoa”, completa o piloto que tem 18 anos de experiência com voos.

    Para facilitar o transporte, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Superintendência de Apoio à Pessoa com Deficiência (SEAD), disponibilizou a van do programa PE Conduz para buscar alguns cadeirantes em casa e levá-los até o ponto de encontro de onde partiram dois micro-ônibus adaptados, que foram disponibilizados pela Secretaria Estadual de Educação (SEE) por meio de uma parceria entre o órgão e a SDSJ. Ao todo, foram levados até a praia 25 cadeirantes em cada dia.

    “O PE Conduz é um programa que busca as pessoas de cadeiras de rodas em suas residências para tratamentos de saúde e aos fins de semana as vans são usadas para proporcionar dias de lazer. Ele é muito importante pois oferece condição às pessoas com deficiência e isso tem mudado de forma significativa a vida delas”, afirma o superintendente da Sead, Edimilson SIlva.

    Para o secretário da SDSCJ, Cloves Benevides, o evento quebra paradigmas em torno das pessoa com deficiência. Nenhuma limitação física é maior que a força de vontade e a capacidade das pessoas de sonharem, de voarem alto, seja para desconstruir os estigmas e garantir cidadania, seja para acessar o mercado de trabalho e campos produtivos e assim por diante”, ressalta Cloves.

    Uma van adaptada foi até Casa Amarela, na Zona Leste do Recife, endereço da casa do paratleta Emídio Fernandes, um dos nomes que participou da ação.  Aos 55 anos de idade e convivendo com a deficiência desde a infância, ele conta que nunca se limitou a nada, mas que a ideia de voar era algo que acreditava ser impossível. “Sempre gostei de esportes radicais, então não iria perder essa oportunidade de voar. Faço atletismo, natação, corrida de bicicleta, sou jogador de vôlei, faço tudo. Dê uma chance, que eu aproveito”, afirma. “O defeito da sociedade é achar que nós não temos capacidade. Qualquer esporte eu posso praticar, basta apenas ser adaptado. Tive paralisia infantil aos 10 meses e sempre fui assim. Aqui não tem ninguém incapaz, mas apenas com limitações e que a gente vai ultrapassando dia após dia”, completa.

    A segunda parada da equipe do PE Conduz foi na Iputinga, bairro onde mora Walmir Barbosa. Com o sonho de ser piloto de caça da Força Aérea, ele aceitou o convite de participar da ação como uma realização do desejo de voar, algo que desde criança almejava. “Quando criança sonhava em voar para ir à caça dos extraterrestres, mas nunca imaginei que poderia fazer algo assim. Quando soube da ação, de início, fiquei um pouco receoso por conta da minha deficiência que é mais complexa. Sou tetraplégico e a expectativa maior é em saber como esse voo vai acontecer”, pontua.

    PE CONDUZ - O programa PE Conduz é um serviço gratuito do Governo do Estado que atua no Grande Recife, nos polos do Agreste Central, nas Zonas da Mata Norte e Sul e no Sertão do São Francisco, atendendo pessoas com deficiência em vans adaptadas. Nos fins de semana são promovidas rotas de lazer com os usuários. Em 2017, 45 vans percorreram os 18 municípios pernambucanos levando uma média de 600 usuários por mês.

    Assuntos: sdscj, governo de pernambuco, cadeirantes, inclusao, programa pe conduz
    Compartilhe: Link para o post:
  • Música inspira detentos a trilhar um novo caminho no Complexo do Curado

    | Direitos Humanos

    No Presídio Juiz Antonio Luiz Lins de Barros (Pjallb), no Complexo do Curado, a música é uma das aliadas no processo de recuperação dos detentos. Para isso, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), montou na unidade prisional um estúdio de música, onde 63 reeducandos aprendem a tocar instrumentos musicais.

    Em um ambiente exclusivo para as aulas de música, os detentos contam com instrumentos como bateria, violão, contrabaixo, teclado e microfones. Para motivar o engajamento dos participantes, a direção do presídio permite que dois reeducandos ministrem as aulas que ocorrem durante os turnos da manhã e tarde, de segunda a sexta-feira. O envolvimento no grupo é voluntário, mas para ser inserido no projeto o apenado deve ter bom comportamento, seguindo as regras da unidade prisional.

    O reeducando Gilberto Guaraná, 37, dá aulas de violão aos colegas e não esconde a paixão que tem pela música. “A música é uma arte que liberta a alma e faz com que a gente se ressocialize, enxergue o mundo de uma forma diferente” conta o reeducando.

    Em parceria com Gilberto, o detento Solon Henrique, 42, conta que o estúdio é seu lugar preferido no presídio. “É um lugar que a gente fala de cultura e que nos faz interagir de forma pacífica, falando a linguagem da música, ocupando a mente, abrindo os horizontes e nos dando perspectivas de vida”, frisa o músico que cumpre pena no Pjallb há nove anos.

    Para o supervisor de Laborterapia e Apoio Pedagógico, Euclides Ferreira, que monitora as aulas e ensaios musicais “o projeto vai além dos muros do presídio porque oferece novas perspectivas de vida aos reeducandos” destaca. “Vemos futuro nos detentos, um acréscimo cultural, espiritual e profissional”, finaliza Ferreira que também é agente penitenciário.

    Cidades: Recife
    Assuntos: seres, governo de pernambuco, pjallb, complexo do curado, reeducandos, musica
    Compartilhe: Link para o post: