meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Seres inaugura Oficina de Costura na Colônia de Abreu e Lima

    | Direitos Humanos

    costura

    Foi com muita expectativa e vontade de aprender que 20 reeducandas da Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através da Executiva de Ressocialização (Seres), receberam, na manhã desta quinta-feira (10/05), o espaço onde aprenderão a costurar tecidos e, talvez, recosturar suas vidas através da Oficina de Costura. A ação é resultado de um convênio entre a instituição suíça Advent-Stiftung, a Seres e o Patronato Penitenciário.

    O presidente da Advent-Stiftung, Giuseppe Carbone, doou as máquinas, algumas reformadas, e falou para as mulheres reforçando sobre o que podem representar para elas. “Essa organização (Advent-Stiftung) a cada ano dá a possibilidade de organizar projetos sociais. Eu não estou feliz por vocês estarem aqui dentro, mas por estarem utilizando o tempo com algo que poderá ajudá-las no mundo lá fora”, afirmou. O curso será ministrado pelos instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/Paulista) por um período de 22 dias com aulas de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h.

    A reeducanda Tâmila Lopes da Silva, 34 anos, há três na CPFAL, já está no 7º curso, conta feita com dificuldades por achar que o número de capacitações realizadas na unidade é ainda maior. “Eu quero me aprofundar cada vez mais e mudar de vida e esses cursos são para isso, quero sair daqui sabendo com o que vou trabalhar”, conta. Entre os cursos realizados por Tâmila estão design de sobrancelhas segurança e agente de saúde. Andreza Francisca Souza de Lima, 27, mãe de dois filhos, tem um só desejo: “trabalhar lá fora e mudar de vida”. As participantes receberão os certificados e a remição de pena na proporção de um dia a menos, a cada 12 horas trabalhadas, durante três dias.

    O secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues, foi representado por Murilo Campos (gerente Administrativo e Financeiro). Estiveram presentes também a superintendente de Capacitação e Ressocialização/Seres, Valéria Fernandes, a gerente de Educação e Qualificação Profissionalizante (GEQP/Seres), Edvany Oliveira, a gerente da CPFAL, Elisângela Santana, além dos representantes do Senai, a coordenadora Clézia Amorim, e o professor, Almir Barboza.

    VIÉS DA RESSOCIALIZAÇÃO – As máquinas de costura que servirão às detentas da CPFAL tiveram que passar por manutenção. Esse trabalho foi realizado por outros reeducandos já capacitados da Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS), em Caruaru. Os 20 equipamentos passaram pelas mãos de detentos certificados no Curso de Manutenção de Máquinas de Costura, realizado anteriormente também pelo Senai. Para a gerente Valéria Fernandes, é muito bom acompanhar esse resultado das ações de capacitação. “Agradecemos por vocês valorizarem o que oferecemos. Assim é fácil sensibilizarmos os parceiros dos investimentos no sistema prisional", conclui.  

    Assuntos: sjdh, seres, sjdh, patronato penitenciario, curso de costura, abreu e lima
    Compartilhe: Link para o post:
  • Seres homenageia mães presas e suas famílias

    | Direitos Humanos

    mãe

    O Dia das Mães será comemorado no próximo domingo (13 de maio) e a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) prepara homenagens às mães que cumprem pena no Sistema Penitenciário e às mulheres que têm a função de visitantes. Em algumas unidades prisionais, inclusive, nas do interior do estado, a programação já está ocorrendo para a população carcerária.

    A Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL) realizará, no domingo (13), um café da manhã para as visitantes, mas esta semana está repleta de atrações para as detentas como o dia da beleza, peça teatral, bingo, brincadeiras, sorteio de presentes e celebração de missa. Na Colônia Penal Feminina de Buíque (CPFB), as reeducandas terão acesso, nesta sexta (11/05), à exibição de filme e sorteio de brindes. Já no domingo as mães das reeducandas serão agraciadas com um café da manhã e brindes.  

    A Colônia Penal Feminina do Recife (CPFR), no Engenho do Meio, reserva para mães, crianças e reeducandas, no domingo (13), a partir das 9h, café da manhã, cama elástica, brincadeiras e muita música e dança. As demais unidades prisionais e cadeias públicas farão a distribuição de brindes e oferecerão café da manhã às homenageadas. As três unidades femininas (CPFR, CPFAL e CPFB) acolhem aproximadamente 1.360 reeducandas.

    Assuntos: sjdh, seres, homenagens as maes, cpfal, atividades
    Compartilhe: Link para o post:
  • Segmentos Sociais realiza evento em alusão ao 13 de Maio – Não é Dia de Negro

    | Direitos Humanos

    xamba

    Mobilização reúne público no Terreiro de Xambá, nesta sexta-feira (12).

    Como forma de resistência e enfrentamento ao racismo, a Coordenadoria de Igualdade Racial – da Executiva de Segmentos Sociais (SESES) – que integra a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, realiza uma grande mobilização da População Negra, integrantes de Comunidades Tradicionais, Povos de Terreiros e defensores dos direitos do segmento, em alusão ao dia 13 de Maio – Não é Dia de Negro. O evento acontece nesta sexta-feira (12), às 16h, no Terreiro de Xambá.

    De acordo com integrantes dos movimentos sociais da igualdade racial, o dia 13 de maio (considerado oficialmente o Dia da Abolição da Escravatura) não representa um ganho de direitos aos negros e negras do Brasil. “No entendimento da população negra, não há como comemorar uma data que foi instituída oficialmente, mas não trouxe dignidade nem inserção social. Negros e negras libertos, não contavam mais com o apoio de nenhum setor da sociedade para garantia dos direitos humanos”, explica o secretário Executivo de Segmentos Sociais, Sérgio Moura.

    Ainda de acordo com o segmento, desde os anos 80 que a data representa um dia nacional de luta contra o racismo. Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a reflexão a respeito da Abolição da Escravatura, que manteve o negro em situação de exclusão social e pobreza. De acordo com o movimento, é necessária que seja elaborada uma nova leitura a respeito do calendário que oficializa a data, ao tempo em que acompanha as mudanças que estão acontecendo no cenário social do País.

    IGUALDADE RACIAL – A Secretaria Executiva de Segmentos Sociais (SESES) conta com a atuação da Coordenadoria de Igualdade Racial – que trabalha na promoção de políticas afirmativas relacionadas à população negra do estado de Pernambuco. O trabalho da Coordenadoria foi referendado pelo Governo de Pernambuco e contou com apoio direito da gestão Paulo Câmara, na assinatura do decreto que instituiu o Plano de Igualdade Racial, no ano de 2016.

    Serviço:
    Terreiro de Xambá – Rua Severina Paraíso da Silva, nº65 – Portão de Gelo, São Benedito / Olinda-PE

    Assuntos: sjdh, seses, igualdade, igualdade racial, politica afirmativa
    Compartilhe: Link para o post:
  • Jovens do Case Petrolina participam de palestra sobre violência doméstica

    | Direitos Humanos

    Objetivo do encontro, que fez parte das atividades em alusão ao Dia das Mães, foi desconstruir o machismo e conscientizar os socioeducandos.

    Como parte das atividades realizadas na semana que antecede o Dia das Mães, socioeducandos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Petrolina, no Sertão de Pernambuco, participaram de uma palestra sobre a violência contra a mulher. O momento foi articulado pela equipe pedagógica da unidade juntamente com a Secretaria da Mulher do município.

    O encontro, que durou uma hora, trouxe uma reflexão sobre o machismo e suas consequências. “Eles questionaram muito durante toda a palestra, mas é importante para que a desconstrução aconteça e a reflexão fique. Foi uma experiência ótima”, relatou a advogada integrante da Comissão da Mulher da OAB Petrolina e palestrante no evento, Ariana Carvalho.

    O Case Petrolina vem realizando oficinas todas as tardes juntamente com a equipe de professores da unidade. Durante este mês, as atividades têm a temática das mães. A palestra fez parte da abertura do projeto “Violência Doméstica e Familiar” para este semestre.

    De acordo com a coordenadora geral do Case, Nídia Alencar, a conscientização sobre esses casos faz a diferença na formação dos jovens. “É importante tentar resgatá-los de uma realidade de violência doméstica muito forte e recorrente. Tratar desses assuntos aqui dentro do Case só pode trazer coisas positivas”, refletiu.

    No mesmo sentido, a assessora jurídica do Centro de Atendimento à Mulher (Ceam), Talita Andrade, defendeu a importância de informar esse público. “Os jovens precisam muito de um momento como esse. Agora é trabalhar para desconstruir ideias machistas”, afirmou.

    Assuntos: sdscj, funase, case, petrolina, palestra, violencia domestica,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Rede de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes promove dia multicultural

    | Direitos Humanos
    sdscj

    Evento reuniu jovens em oficinas e ações de preparação para a Caminhada Pelo Fim da Violência Sexual.

    A escola Estadual Sizenando Silveira, em Santo Amaro, foi palco de oficinas culturais e ações de sensibilização sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Com atividades durante toda esta quinta-feira (10), o evento faz parte da programação de conscientização do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

    No pátio da escola, psicólogos, pedagogos e assistentes sociais do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Olinda fizeram orientações sobre a importância da denúncia e distribuíram materiais de divulgação sobre os tipos de encaminhamentos e atendimentos às vítimas. Já na quadra da escola, crianças e adolescentes participaram de grupos de capoeira, percussão e flash mob, além de um cine debate promovido pelo Canal Futura e a confecção de cartazes de alerta. “Todo material produzido nas oficinas serão usados na Caminhada Pelo Fim da Violência Sexual, que acontece no dia 18 de maio”, pontua a coordenadora da Rede de Enfrentamento, Hyldiane Lima. O ato está marcado para começar a partir das 14h, no Parque 13 de Maio.

    De acordo com o assistente de gestão da escola Sizenando Silveira, Enilton Dias, a instituição promove, durante todo o ano letivo, diversas atividades que apostam em temáticas sociais como forma de prevenção e orientação. “Constantemente, fazemos ações pedagógicas com temáticas sociais e trazemos atividades educativas na programação de conteúdos das disciplinas, como a de Direitos Humanos e Projeto de Vida, para que os jovens construam consciência social e política, além de entendimento do que são esses casos para que consigam identificar e se proteger”, destacou.

    Para a estudante Letícia Gomes, 18 anos, as atividades são necessárias para mostrar que todos têm o papel de proteger crianças e adolescentes destes crimes. “A discussão é necessária para nos alertar sobre os casos e a forma como acontecem, além de mostrar que existem formas de proteção que podem ir além do centro da família. A escola e nós, alunos, também temos a função de proteger e de ser apoio às vítimas”, pontuou. Para o estudante Hiamanzak Costa, 17 anos, o momento também encoraja àqueles que não conseguem denunciar. “Muita gente tem medo de contar que sofre ou sofreu com isso. Através dessas atividades, encorajamos as pessoas a denunciar e tentar ajudar a acabar com os casos”, afirmou.

    Como parte da Rede de Enfrentamento, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) promove ações e programas voltados para a prevenção e garantia de direitos da criança e do adolescente. Para o secretário Cloves Benevides, a violência sexual é uma temática de extrema relevância, que necessita de atenção e políticas públicas que atuem no combate e prevenção. “Infelizmente, Pernambuco e o Brasil ainda sofrem com altos índices de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Para o combate, o Governo tem trabalhando na informação junto aos pais, responsáveis e população em geral por meio de campanhas e oficinas, além de fortalecer a rede de proteção para promover o acompanhamento adequado à vítima”, afirmou Benevides.

     Outras ações

    Na última terça-feira (08), o município de Chã Grande recebeu o seminário de formação em alusão ao Dia 18 de maio. Participaram do evento profissionais da assistência social, educação, saúde, Ministério Público, Polícia Militar e Conselho Tutelar. Outras ações estão marcadas para acontecer na próxima semana. Dia 15, a Universidade Federal de Pernambuco recebe uma rodada de diálogos sobre a temática, às 14h. No dia 18, em São Caetano, será realizada uma palestra sobre violência sexual infantil, às 9h. No dia 23, a Faculdade Integrada de Pernambuco (Facipe), no Recife, e no dia 29, o Centro de Educação Popular Comunidade Viva, em Caruaru, vão promover seminários sobre o tema.


     
    Assuntos: sdscj, dia multicultural, atividade cultural, assistencia social,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Gerência de Penas Alternativas realiza encontro com entidades que recebem cumpridores em Caruaru

    | Direitos Humanos

    As entidades são, na sua maioria, escolas municipal e estadual, hospitais, ONG´s, entre outras voltadas para o serviço público.

    Representantes da rede de instituições parceiras da Gerência de Penas Alternativas do estado (Gepais), em Caruaru, se reúnem, nesta sexta-feira, 11, a partir das 09:00, na Associação de Ensino Superior e Técnico (Asces) no município.

    O Encontro de Integração vai contar com a participação de entidades como, escolas municipal e estadual, hospitais e ONG´s que recebem  cumpridores de penas alternativas da região.

    A iniciativa é do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, e Gerência de Penas Alternativas (Gepais), com o objetivo de integrar as instituições, em Caruaru são 58, destacando a importância do atendimento aos cumpridores na prevenção à violência.   

    Durante o encontro será realizada palestra sobre “A violência e a reconstrução de si”, ministrada pelo juiz Marupiraja Ramos, do Juizado Criminal do município. Este ano, o encontro já foi realizado nos municípios de: Garanhuns, Sertânia, Goiana, Recife e Santa Cruz do Capibaribe. 

    Serviço: Encontro Rede Parceira da Gerência de Penas Alternativas
    Data: 11 de maio
    Local:  Av. Portugal, 584. Bairro Universitário. Caruaru. Campus Universitário Dr. Tabosa de almeida.
    Horário: 09 às 11:30 
    Assuntos: sjdh, gepais, governo de pernambuco, asces, caruaru,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Seres realiza Oficina de Costura para reeducandas da Colônia de Abreu e Lima

    | Direitos Humanos

    oficina

    Nesta quinta-feira (10 de maio), às 11h, haverá a aula inaugural da primeira turma  da Oficina de Costura da Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, através da Executiva de Ressocialização (Seres). Na oportunidade, será inaugurado o espaço de costura reservado para o treinamento.  

    O projeto é resultado de um convênio entre a instituição suíça Advent-Stiftung, a Seres - através da superintendência de Capacitação e Ressocialização (SCR) - e o Patronato Penitenciário. Estarão presentes o presidente da Advent-Stiftung, Giuseppe Carbone, a superintendente da SCR/Seres, Valéria Fernandes, a gerente de Educação e Qualificação Profissionalizante (GEQP/Seres), Edvany Oliveira. O Senai será representado pela coordenadora, Clézia Amorim, e o professor, Almir Barboza. “É com qualificação, estudo e trabalho que conseguimos oferecer a essas mulheres dignidade para reconstruírem suas vidas fora das prisões, a Secretaria está aberta a parcerias”, destaca o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.   

    O curso será ministrado pelos instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/Paulista) para 20 detentas da CPFAL. Por um período de 22 dias, as mulheres, presas sob o regime fechado, terão aulas de segunda a sexta, das 13h às 17h. A parceria foi realizada com o Senai/Caruaru.
    Foto: Divulgação/Seres

    Assuntos: sjdh, seres, scr, oficina de costura, abreu e lima
    Compartilhe: Link para o post:
  • Gerência de Penas Alternativas realiza encontro com entidades que recebem cumpridores em Caruaru

    | Direitos Humanos

    As entidades são, na sua maioria, escolas municipal e estadual, hospitais, ONG´s, entre outras voltadas para o serviço público.

    Representantes da rede de instituições parceiras da Gerência de Penas Alternativas do estado (Gepais), em Caruaru, se reúnem, nesta quinta-feira, 11, a partir das 09:00, na Associação de Ensino Superior e Técnico (Asces) no município. O Encontro de Integração vai contar com a participação de entidades como, escolas municipal e estadual, hospitais e ONG´s que recebem  cumpridores de penas alternativas da região.

    A iniciativa é do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, e Gerência de Penas Alternativas (Gepais), com o objetivo de integrar as instituições, em Caruaru são 58, destacando a importância do atendimento aos cumpridores na prevenção à violência.   

    Durante o encontro será realizada palestra sobre “A violência e a reconstrução de si”, ministrada pelo juiz Marupiraja Ramos, do Juizado Criminal do município. Este ano, o encontro já foi realizado nos municípios de: Garanhuns, Sertânia, Goiana, Recife e Santa Cruz do Capibaribe. 

    Serviço: Encontro Rede Parceira da Gerência de Penas Alternativas
    Data: 11 de maio
    Local:  Av. Portugal, 584. Bairro Universitário. Caruaru. Campus Universitário Dr. Tabosa de almeida.
    Horário: 09 às 11:30 

    Assuntos: sjdh, gepais, governo de pernambuco, caruaru, asces, encontro
    Compartilhe: Link para o post:
  • De olho no Dia das Mães, adolescente ministra oficina de corte de cabelo na Casem Areias

    | Direitos Humanos

    Além de aprenderem ofício, socioeducandos ficaram com o visual que desejam para homenagear as mães em festividade.

    No clima de preparação para o Dia das Mães, adolescentes da Casa de Semiliberdade (Casem) Areias, na Zona Oeste do Recife, realizaram uma atividade que aliou aprendizado e senso de coletividade. Um socioeducando de 15 anos ministrou, voluntariamente, uma oficina de corte de cabelo aos outros colegas da unidade. O objetivo foi deixar os participantes com o visual que eles desejavam para receberem suas mães na festividade em homenagem a elas, programada para a manhã desta quinta-feira (10), dentro da Casem. Nesse primeiro momento, oito jovens foram beneficiados. O acompanhamento das atividades ocorre sob a direção da coordenadora geral da unidade, Maura Oliveira.

    A oficina, que ocorreu em um espaço de convivência, não estava prevista no planejamento de ações da casa. Surgiu de maneira espontânea. “Partiu do adolescente a ideia de fazer esse trabalho com os outros socioeducandos. Ele cortava o cabelo de um e ensinava aos outros como se fazia. Vamos ficar de olho em cursos profissionalizantes dessa natureza, porque, assim, vamos conseguir certificar os jovens e até mesmo ele, que sabe esse ofício, mas ainda não tem nenhum certificado”, explicou a coordenadora técnica da Casem Areias, Martha Urquisa.

    Ainda de acordo com a coordenadora, a semana que antecede o Dia das Mães tem sido propícia para o desenvolvimento de atividades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) com os jovens. “A oficina de corte de cabelo, por exemplo, foi ao encontro do anseio dos meninos, que estavam muito ansiosos para dar o seu melhor na homenagem às mães. Além disso, eles estão fazendo cartões e preparando presentes para elas. É dentro desse clima, com o envolvimento dos adolescentes e dos profissionais, que as ações estão sendo pensadas”, completou Martha.

    Assuntos: sdscj, funase, casem, oficina, atendimento socioeducativo,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Penitenciária de Caruaru promove ação de saúde e jurídica para idosos

    | Direitos Humanos

    idosos

    A Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS), em Caruaru, ligada à Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), promove, nesta quinta (10/05), a partir das 9h,  uma ação preventiva e de promoção à saúde do idoso. O objetivo é oferecer à população carcerária atendimento multiprofissional em saúde e assistência na área jurídica. Os atendimentos ocorrerão no auditório e na sala de atendimento jurídico.  

    A ação englobará as áreas de Enfermagem, Serviço Social, Psicologia e Medicina que atenderão 35 idosos na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças como hipertensão, diabetes, câncer de próstata e arboviroses. Entre os atendimentos serão oferecidos aferição de pressão arterial, teste de glicose, além de solicitação de exames. Para avaliar o andamento dos processos dos detentos, estarão na unidade quatro advogados, sendo um da Defensoria Pública, dois voluntários e um profissional  da PJPS. O setor social fará a distribuição de kits de higiene e roupas para os idosos. 
    Assuntos: seres, pjps, servico social, prevencao, caruaru,
    Compartilhe: Link para o post: