meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Adolescentes da Funase discutem empoderamento feminino e vivenciam a cultura

    | Juventude, Cultura, Direitos Humanos

    Encontros foram promovidos pelo projeto “Outras Palavras”. Estiveram presentes o músico Cannibal, a autora Cida Pedrosa, 
    o autor Mário Filipe Cavalcanti e o grupo Aliados CP.

    Visando estreitar o contato com a educação através das artes, o projeto “Outras Palavras”, do Governo de Pernambuco, foi realizado pela primeira vez em unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). No último dia 18, as socioeducandas do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia receberam a autora e poetisa pernambucana Cida Pedrosa e o grupo de hip hop Aliados CP. Já no dia 19, os socioeducandos do Case Jaboatão dos Guararapes passaram à tarde com o músico Canibal, integrante da Banda Devotos, e com o autor pernambucano Mário Filipe Cavalcanti, premiado no 3º Prêmio Pernambuco de Literatura.

    Para as adolescentes do Case Santa Luzia o “Outras Palavras” levou cultura através da escrita, por meio da autora e poetisa Cida Pedrosa. O momento foi repleto de empoderamento feminino, com discussões sobre a violência contra a mulher a declamações de poemas de sua autoria. “Eu adorei participar desse momento, por já ter advogado em casos de menores, e vemos o quanto elas são sedentas e precisam de arte e cultura. Proporcionar isso é transformador”, contou Pedrosa.

    O grupo Aliados CP, que há mais de dez anos divulga a cultura hip-hop através das rimas e canções, mesclando com as expressões culturais pernambucanas, levou música à unidade. O momento também foi de bate-papo. “Buscamos sempre levar auto-estima, mostrar um novo caminho, e a cultura é o instrumento perfeito”, destacou ManoGão, integrante do grupo. A socioeducanda L.S., de 19 anos, foi uma das participantes da tarde cultural. “Foi muito legal, a melhor tarde de todas. Adorei o poema e as danças”, disse.

    Já no Case Jaboatão dos Guararapes o debate sobre literatura contou com a presença do autor pernambucano Mário Filipe Cavalcanti. Ele tirou a curiosidade de muitos dos adolescentes de como se escreve um livro, além de incentivar a leitura constante. “A gente percebe como eles precisam de leitura, apesar de ver que eles têm bastante contato com a arte através da música. Vejo que foi uma experiência diferente, que despertou a minha humanidade interior”, contou Cavalcanti.

    O incentivo aos socioeducandos para seguirem seus sonhos e encontrarem outro caminho foi levado por Cannibal, vocalista e baixista da banda de punk rock Devotos. Ele compartilhou um pouco de sua história por meio de vídeos e da música. “A música que eu faço é justamente para este público, que não tem muito acesso e tem outra mentalidade”, destacou.

    Um dos adolescentes mais participativos, o jovem W.V., de 15 anos, recebeu um livro do escritor, além de uma camisa do projeto “Outras Palavras” e um CD da Banda Devotos. “Aprendi que para ser alguma coisa na vida, tem que querer”, disse. Encerrando as visitas nas unidades da Funase, a Vice-presidente da Fundarpe e gestora do projeto, Antonieta Trindade, viu como muito positiva essa experiência. “Foi algo novo, tanto para nós quanto para os socioeducandos. Só de ajudá-los a pensar fora da caixa e sonhar com o mundo diferente lá fora, já vale a pena”, compartilhou.

    O “Outras Palavras” foi levado às unidades da Funase por meio de uma parceria com a Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e a Fundação de Patrimônio Histórico de Pernambuco (Fundarpe), realizadoras do projeto. A pretensão é dar continuidade a momentos como esse no ano que vem. “Nós do Eixo profissionalização também nos preocupamos em facilitar o acesso à cultura, esporte e lazer, e cremos que com isso podemos proporcionar outras liberdades, liberdade enquanto eu me candidato a um lugar no futuro”, destacou o responsável do Eixo Profissionalização da Funase, Normando Albuquerque.

    Cidades: Jaboatão dos Guararapes , Recife
    Assuntos: secult, fundarpe, sdscj, governo de pernambuco, projeto outras palavras, funase, case
    Compartilhe: Link para o post:
  • Últimos dias de inscrição para curso EAD em Direitos Humanos

    | Direitos Humanos

    Com mais de mil pessoas inscritas prazo encerra na sexta (29/12)

    A Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH) recebeu até o momento 1.191 inscrições para o curso gratuito na modalidade de Educação a Distância (EAD) com a temática “Direitos Humanos e Promoção dos Direitos nos Municípios do Estado de Pernambuco”. Nesta primeira etapa de inscrições, que segue até sexta (29/12) no site www.sjdh.pe.gov.br, serão selecionados 350 candidatos. As demais vagas serão preenchidas em outras duas etapas de inscrição. De 01 a 10/02/2018 serão selecionados mais 350 inscritos, e de 01 a 09/03/2018 outros 300 candidatos, totalizando a oferta de 1 (uma) mil vagas para o curso.

    Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, explica o objetivo do Governo de Pernambuco com a realização do curso. “Ampliamos a disseminação dos conteúdos da garantia de promoção de direitos voltados para a pessoa idosa, população LGBT, cultura de paz e proteção de pessoas ameaçadas de morte. O momento é oportuno no sentido de preparar as equipes técnicas municipais para uma atuação integrada e intersetorial. A participação da sociedade civil fortalece o diálogo com os conselhos locais no aprimoramento das políticas públicas através do controle social”.

    A ação faz parte das comemorações pelo Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebrando mundialmente em 10 de dezembro. O curso é uma realização da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através da Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH).

    Os critérios de seleção, que constam no edital, serão aplicados de acordo com o preenchimento do formulário, compreende a categoria do candidato – se servidor público ou sociedade civil; o cargo que ocupa, o grau de escolaridade, a experiência com direitos humanos e município onde reside (cada grupo de municípios dispõe de uma quantidade de vagas).

    Podem inscrever-se e concorrer às vagas gestores públicos municipais; técnicos das gestões municipais; servidores públicos municipais e estaduais; participantes de movimentos sociais e organizações da sociedade civil com atuação em Pernambuco. Será reservado o percentual de 5% (cinco por cento) para preenchimento por pessoas com deficiência, observando-se a habilitação técnica e outros critérios previstos neste edital. A seleção dos aprovados levará em consideração a avaliação curricular.

    Cada curso terá carga horária total de 200h/aula, divididas em cinco módulos, e duração de quatro meses. Os temas abordados serão: Introdução e Conhecimentos Gerais de Direitos Humanos Garantia de Direitos Humanos com ênfase para a população idosa, Garantia de Direitos Humanos com ênfase para a população LGBTI, Garantia de Direitos Humanos com ênfase para a população vítima de violência, Fundamentos da mediação comunitária de conflitos. Com a conclusão e aprovação o aluno receberá certificado emitido pela Universidade de Pernambuco (UPE). 

    O resultado final do Processo Seletivo, após todos os recursos interpostos, será homologado e publicado no Diário Oficial do Estado em duas listagens por ordem alfabética, contendo nome do candidato, pontuação final e ordem de classificação, sendo uma com todos os candidatos classificados no número de vagas oferecidas e outra com os candidatos declarados pessoas com deficiência, não se admitindo recurso desse resultado final.

     SERVIÇO – Curso EAD

    Edital e inscrições: www.sjdh.pe.gov.br
    Informações: ead.sedh@sjdh.pe.gov.br
    Data 1ª inscrição: 12 a 29/12/2017
    Data 2ª inscrição: 01 a 10/02/2018
    Data 3ª inscrição: 01 a 09/03/2018

    Assuntos: sjdh, sedh, governo de pernambuco, ead, curso, inscriçao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Emoção marca Missa de Natal no Presídio de Igarassu

    | Direitos Humanos

    Missa de natal  

    Os detentos do Presídio de Igarassu (PIG), ligado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, receberam, na última terça (26/12), a visita do arcebispo de Recife e Olinda, Dom Fernando Saburido, para celebrar a missa natalina. O clima do encontro, que reuniu, cerca de 150 reeducandos, foi de emoção, saudades e muita oração.

    O secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues, gestor da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) - órgão de administração penitenciária do estado - considera os eventos religiosos importantes, não só no Natal, mas em qualquer momento. “Considero a atuação dos segmentos religiosos uma forte ferramenta a ser utilizada para a ressocialização. É através deles que se alcança o resgate familiar e daí o processo de reinserção do preso à sociedade se torna mais fácil”, opina Rodrigues.    

    O detento Linick Alberes, há 9 meses, no PIG, acha importante o evento religioso “principalmente neste momento difícil de final de ano em que todos se abraçam com Deus e se amparam em Deus”. Com relação à sua passagem pelo Sistema Penitenciário ele é enfático: “Na verdade, lá fora é que eu estava preso e aqui eu encontrei a liberdade e a paz porque só agora eu consigo dar valor ao que eu não dava como a família e aos princípios morais que foram quebrados pela minha pessoa”.

    A ação da Pastoral Carcerária ocorre anualmente e se estende a outras unidades prisionais com missas celebradas por diversos religiosos. Durante a cerimônia houve depoimentos de três reeducandos sobre as experiências e aprendizados dentro do sistema penitenciário. “Esse é um momento muito significativo porque de fato é o espírito do Natal ao encontro dos excluídos. Eles são frutos de uma desigualdade social que leva a essa situação”, afirmou Dom Fernando. Além do PIG, a Pastoral Carcerária celebrou missa de Natal em mais cinco unidades da RMR e interior do estado.

    CPFR- A Colônia Penal Feminina do Recife recebeu a visita do Papai Noel no dia 20 de dezembro. A iniciativa da gerente da unidade, Laila Carneiro, teve o intuito de levar às detentas, que têm filhos de até seis meses, um momento de interação também com os demais filhos que moram com familiares. Na ocasião, houve distribuição de presentes.  

    Cidades: Igarassu
    Assuntos: sjdh, pig, seres, missa de natal
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretário Cloves Benevides se reúne com gestores da Funase

    | Juventude, Direitos Humanos, Infância

    Gestores Funase  

    Momento foi de conhecimento mútuo, onde os presentes compartilharam os avanços do ano, assim como as dificuldades e os desejos para 2018.

    Na última quinta-feira (21), o secretário de Desenvolvimento Social Criança e Juventude, Cloves Benevides, se reuniu com gestores das unidades de atendimento socioeducativo da Região Metropolitana do Recife e também do Interior do Estado, além da Diretora-Presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), Nadja Alencar, seus diretores, assessores e funcionários da instituição.

    A reunião aconteceu no auditório da sede Funase e foi um momento de conhecimento mútuo, onde os presentes compartilharam os avanços deste ano, assim como as dificuldades e os desejos para o próximo, com a apresentação do Plano de Ação Prioritário, que prevê melhorias infra-estruturais além de melhorias nas condições de trabalho.

    Para o secretário, o grande desafio é estruturar o sistema e destaca a organização com um dos valores da Funase. "Do ponto de vista de saber onde ir, não há dúvida: esse sistema tem convicção do caminho que quer percorrer. Pernambuco marca posição de que o ambiente da medida é um ambiente que deve refletir as condutas e o preparar para a convivência sócio-familiar", completou.

    Comandando a SDSCJ desde o início deste mês, Clovis Benevides já visitou grande parte das 23 unidades distribuídas por todo o Estado. "Do ponto de vista pedagógico e educacional, do trato com os adolescentes, é surpreendente perceber a organização do sistema, a qualidade das práticas, das equipes e de tudo que aqui é desenvolvido. Seja no Grupo de Orientação a Drogadição, seja nas salas de Robótica, seja na organização das escolas, que são de fato um ambiente de educação, com aulas regulares e as atividades culturais", pontuou o secretário

    Nos próximos dias 27 e 28, o secretário juntamente com Nadja Alencar, segue para Petrolina, onde vai conhecer de perto o trabalho desenvolvido na Casa de Semiliberdade (Casem), no Centro de Internação Provisória (Cenip) e no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) lá instalados.

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdscj, funase, socioeducandos, encontro gestores
    Compartilhe: Link para o post:
  • Projeto de extensão leva educação em saúde bucal a socioeducandos do Cenip Recife

    | Direitos Humanos

    Projeto facipe  

    Atividade é desenvolvida por professores e alunos do curso de Odontologia da Facipe, que já se planejam para 2018.

    Desde novembro, jovens e adolescentes que se encontram no Centro de Internação Provisória (Cenip) Recife participam do projeto de extensão do curso de Odontologia da Faculdade Integrada de Pernambuco (Facipe). Intitulado “Educação em saúde bucal com adolescentes institucionalizados: desafios para uma prática inovadora”, a atividade consiste em instruí-los em higiene e prevenções de doenças bucais.

    O projeto acontece em forma de palestras, realizadas todas as sextas-feiras, que visam prevenir os jovens de doenças bucais, como cárie e placa dentária, além de alertar para os danos que o uso de drogas pode trazer para a cavidade bucal. Também há conscientização para a higienização da boca e preocupação em desmitificar o medo que muitos têm de se consultar com um dentista.

    Orientadora do projeto de extensão, a professora Kátia Botelho avalia positivamente a experiência. “É muito gratificante exercer a cidadania desta maneira, adentrando na realidade da sociedade que nós não tínhamos acesso. É uma experiência enriquecedora”. A atividade conta com a orientação da professora Renata Soares, e com mais seis estudantes do curso de odontologia.

    A pretensão do grupo é a de manter o projeto para o próximo ano, tendo em vista a bagagem positiva já adquirida neste tempo de atividade. “Além de ser de importante para os socioeducandos, essa atividade também contribui para a quebra de preconceitos que muitas vezes a sociedade cria em relação aos jovens da Funase”, destaca a coordenadora técnica do Cenip Recife, Cristiane Galindo.

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, cenip, facipe, educaçao bucal
    Compartilhe: Link para o post:
  • Idosas recebem doação de aparelhos auditivos

    | Direitos Humanos

    A proposta da campanha “Qual é o seu som favorito?” é que essas idosas possam ouvir novamente seu som preferido 

    Nesta quarta-feira (27), uma parceria entre o Governo de Pernambuco e a Audivida Aparelhos Auditivos vai mudar a vida de três idosos residentes no Abrigo Santo Antônio, em Olinda.  A iniciativa intitulada “Qual é o seu som favorito?” vai doar quatro aparelhos auditivos para idosos com perda auditiva. A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), através do projeto HumanIdade, vai acompanhar a ação  que está em seu segundo ano e conta ainda com a participação do arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido.

    A proposta da campanha é que essas idosas possam ouvir novamente seu som preferido (música do seu ídolo, som das ondas do mar, barulho de chuva caindo, etc). A instituição de longa permanência para idosos abriga atualmente 27 pessoas idosas e é acompanhada pelo HumanIdade desde 2014, onde são realizadas visitas para acompanhamento jurídico, orientações às pessoas idosas, além da sensibilização dos profissionais, familiares e da comunidade. “É uma parceria que muda a vida das idosas, não tem nada mais importante do que possibilitar ao outro ouvir seu som favorito, de conseguir interagir com outras idosas. Estamos também com esse ato tirando as idosas do isolamento social”  frisa a Coordenadora do projeto HumaIdade, Renata Guedes.

    Tocado pela Secretaria Executiva de Segmentos Sociais (Seses), o HumanIdade teve seu início em 2015, sendo lançado oficialmente, pelo Governador Paulo Câmara, em agosto de 2016. Trata-se de um projeto pioneiro no Brasil, que desenvolve ações como sensibilizações e capacitações técnicas para cuidadores, capacitação e orientações às instituições, articuladas com as políticas de promoção e defesa dos direitos das pessoas idosas residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos– ILPI’s. 

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, governo de pernambuco, paulo camara, campanha, projeto humanidade
    Compartilhe: Link para o post:
  • Prorrogadas as inscrições para 1º Prêmio Literário da Mulher Idosa Anita Paes Barreto

    | Direitos Humanos

    premio mulher idosa

    Mulheres, a partir de 60 anos, têm até 30 de janeiro para inscreverem seus trabalho.

    Para estimular a produção literária entre as mulheres idosas, a Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE) e representantes de órgãos e instituições parceiras prorrogaram para o dia 30 de janeiro de 2018 as inscrições para a 1ª Edição do Prêmio Literário da Mulher Idosa Anita Paes Barreto.
     
    A premiação literária faz parte das ações comemorativas dos 10 anos da SecMulher-PE e presta uma homenagem a educadora, psicóloga e pioneira na área de Educação de Crianças Especiais em Pernambuco, Anita Paes Barreto. Presa como subversiva em 1964, durante o golpe militar, a educadora integrou o Conselho Estadual de Educação no final dos anos 80 e início dos 90 e recebeu uma comenda do Conselho Federal de Psicologia por sua contribuição ao desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão.
    Podem concorrer ao prêmio, mulheres a partir dos 60 anos de idade, residentes em Pernambuco e que estejam interessadas em escrever, contos e poemas sobre a temática de gênero, compartilhar suas memórias, histórias e experiências de vida.
     
    As duas primeiras colocadas nas categorias conto e poesia receberão R$ 2 mil reais. A publicação do resultado das vencedoras e a solenidade de entrega da premiação está prevista para março de 2018.
     
    Para se inscrever, as candidatas devem preencher uma ficha anexa, com a produção literária e os dados dos documentos de identidade, CPF, comprovante de residência e enviar para o e-mail: premiodamulheridosa@gmail.com.
     
    • Mais Informações: https://goo.gl/3taUJN
    • Edital de Inscrição: https://goo.gl/dcVGER
    • Ficha de inscrição: https://goo.gl/YrQnYJ
    Cidades: Recife
    Assuntos: secmulher, premio literario da mulher idosa, inscriçoes
    Compartilhe: Link para o post:
  • SDSCJ contrata mediadores de conflitos

    | Direitos Humanos

    posse de mediadores  

    Técnicos, com experiência, foram escolhidos através de seleção pública simplificada.

    Pernambuco iniciará o ano de 2018 com 26 novos auxiliares, assistentes e mediadores de conflitos. Eles irão atuar nos Núcleos de Mediação Institucional de Conflitos, no âmbito do Programa Governo Presente de Ações Integradas para Cidadania, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ).

    Na manhã desta terça-feira (26) eles foram recebidos no auditório da SDSCJ, pelo secretário Cloves Benevides e pela secretária executiva de Articulação Social (Seart), Anelena Almeida. Assinaram os contratos e conheceram um pouco sobre a atuação da Secretaria e do trabalho de mediação de conflitos.

    O mediador é um promotor da cidadania. Ele vai a campo escutar as demandas da população e vincular à possibilidade de solução. Ele representa o Estado lá na ponta, promovendo, permanentemente, ações de prevenção”, afirmou o secretário Cloves Benevides, durante a saudação de boas vindas aos novos servidores.

    De acordo com a secretária Anelena Almeida, a mediação de conflitos é o instrumento utilizado pelo Programa Governo Presente para a redução da violência e a difusão da cultura de paz. “A SDSCJ/Seart busca, com a mediação, solucionar conflitos a partir do diálogo; auxiliar no reatamento de relações que por algum motivo foram abaladas entre vizinhos, familiares e colegas, e prevenir a violência”.

    Seleção – Os auxiliares, assistentes e mediadores de conflitos foram selecionados, para contratação temporária (24 meses, prorrogáveis por igual período, até o máximo de seis anos), a partir de uma seleção pública simplificada promovida em setembro deste ano pela Seart/Programa Governo Presente. Os critérios para a escolha foram a experiência profissional e prova de títulos.

    Entre os selecionados estão pessoas com larga experiência, a exemplo de Alcino Alves, desde 2011 coordenador do Núcleo de Mediação de Conflitos de Nova Descoberta, que atua na Associação de Moradores do Alto Antônio Félix (antigo Alto do Cruzeiro); e Regina Messias, que desenvolve atividades no Núcleo de Mediação Comunitária de Conflitos do Ibura, também desde 2011. Ambos participaram de capacitações e oficinas de reciclagem promovidas pelo Governo do Estado.

    Juntamente com os demais, eles irão atuar nas sete Estações do Programa Governo Presente: quatro no Recife (Santo Amaro/Coque, Afogados, Cajueiro e Ibura/Jordão), Jaboatão dos Guararapes, Caruaru e Petrolina. As atividades estão voltadas, prioritariamente, para as populações de baixa renda; para as situações de conflitos familiar e de vizinhança, e as relações de consumo.

    Formação - Na próxima semana, de 02 a 05 de janeiro de 2018, os mediadores de conflitos participarão de uma capacitação no auditório do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe), no bairro da Boa Vista (Recife).

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdscj, novos mediadores, posse, seart, programa governo presente, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de Pernambuco empossa novos membros do Conselho Estadual de Direitos Humanos

    | Direitos Humanos

    O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, dá posse, nesta quarta-feira (27/12), aos membros eleitos para o biênio 2017/2019 do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDH). A solenidade acontece às 10h, no auditório da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), localizada na Praça Arsenal da Marina, s/nº, Bairro do Recife. Na ocasião também serão lançados e entregues os Relatórios Anual e Temático do Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate a Tortura (MEPCT/PE).

    Criado em 2001, pela Lei 12.160 com o objetivo de articular, fiscalizar e ampliar as políticas públicas voltadas para a preservação dos Direitos Humanos em Pernambuco, o CEDH é composto por 20 membros (entre titulares e suplentes), sendo 10 (dez) representantes da Sociedade Civil e 10 (dez) representantes do Governo.

    Já o relatório do MEPCT traz o relato das visitas de monitoramento nas unidades femininas e ao pavilhão LGBT do Presídio de Igarassu (PIG) realizadas pelo órgão aos espaços de privação e restrição de liberdade. Com o tema “Um olhar sobre o encarceramento feminino” o documento aborda as questões de gênero que permeiam a privação de liberdade de mulheres sob a ótica da prevenção à tortura e outros tratamentos ou penas. 

    SERVIÇO
    Pauta: Posse dos membros do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos e Lançamento de Relatórios do MEPCT/PE.
    Data: Quarta-feira (27/12)
    Horário: 10h
    Local: Praça Arsenal da Marina, s/nº, Bairro do Recife 

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, cedh, mepct/pe, solenidade
    Compartilhe: Link para o post:
  • SecMulher-PE lança cartilha sobre crime cibernético

    | Direitos Humanos

    Crime cibernético, pornografia de vingança e como tratar esses crimes. Descubra as respostas na Cartilha sobre Crime Cibernético, lançada pela Secretaria da Mulher do Governo de Pernambuco, nesta sexta-feira (21). Nas páginas ilustradas com leveza e objetividade, os leitores e leitoras também terão informações sobre um crime que se torna, a cada dia, mais comum e muito discutido entre as pessoas que utilizam a internet. Trata-se da violação do perfil em uma rede social com a finalidade de obter, adulterar ou destruir informações ou dados pessoais, sem a autorização ou permissão.

    Outra prática criminosa também muito usada é a instalação de softwares maliciosos que criam vulnerabilidades de acesso a informações pessoais não autorizadas.

    A Ouvidora da SecMuher-PE, Sileide Oliveira, explica que a cartilha está inserida no plano educacional de formação continuada em gênero e políticas públicas para as mulheres, parte da necessidade de alertar e orientar a população quanto a gravidade desse crime, exacerbado pelo avanço das tecnologias informacionais e de comunicação.

    Ela acrescenta que a cartilha aborda a Pornografia de Vingança, como resultado especialmente dos modos como a sociedade julga e reprime a sexualidade da mulher. Sem julgamento moral e conivência não existiria Pornografia de Vingança. A Cartilha dá ênfase à Pornografia de Vingança sob a ótica da Lei Maria da Penha, nas situações em que a mulher se torna vítima de uma ofensa ou exposição vexatória promovida por um companheiro, ex-companheiro ou familiar.

    A Cartilha foi construída pela Secretaria da Mulher  de Pernambuco, em parceria com o Centro Especializado de Atendimento à Mulher Clarice Lispector, a Central de Teleatendimento Cidadã Pernambucana e a Ouvidoria da Mulher de Ipojuca.

    Baixe a cartilha gratuitamente no site da secmulher.pe.gov.br ou acesse o link: https://goo.gl/KqC9Kc

    Assuntos: sec mulher, cartilha, crime cibernetico, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post: