meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • SDSCJ e Funase participam da 10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife

    | Juventude, Direitos Humanos

    conferencia

    Evento está discutindo propostas para fortalecer políticas públicas, estratégias e ações de garantia de direitos

    A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco (SDSCJ) e a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) participaram, na manhã desta quinta-feira (18), da abertura da 10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife. O evento reuniu representantes de órgãos públicos e de entidades da sociedade civil com o objetivo de construir propostas para fortalecer políticas públicas, estratégias e ações de enfrentamento à violência e de garantia de direitos. Pela Funase, duas socioeducandas e um socioeducando marcaram presença como adolescentes observadores.

    A conferência, que está ocorrendo no Recife Praia Hotel, no bairro do Pina, na Zona Sul da Capital, contou com a palestra magna “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”, proferida por Leila Novaes, sanitarista da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Recife e professora assistente do curso de Medicina da Universidade Católica de Pernambuco. Ainda está prevista a realização de grupos de trabalho sobre cinco eixos orientadores. Após serem construídas coletivamente, as propostas serão levadas para a conferência estadual, que ocorrerá no próximo ano, e, em breve, também serão discutidas nacionalmente.

    O evento é promovido pelo Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). Participante da mesa de abertura, o secretário executivo de Políticas para a Criança e Juventude de Pernambuco, Bruno Medeiros, destacou a relevância de discutir temas voltados a esse público. “É muito importante que os grupos de trabalho estejam aqui fazendo uma reflexão sobre os direitos da criança e do adolescente”, afirmou Medeiros, que, na conferência, representou o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Cloves Benevides. “Torço para que esta conferência seja um momento de resistência em defesa da paz, da vida e do direito do povo brasileiro”, completou o prefeito do Recife em exercício, Luciano Siqueira.

    Já a Funase foi representada pela adolescente F.S., de 17 anos, do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia, por D.S., da mesma idade e atendida na Casa de Semiliberdade (Casem) Santa Luzia, e pelo socioeducando S.S., de 16 anos, da Casem Rosarinho. Eles foram acompanhados pela agente socioeducativa Vitória Silva, do Case Santa Luzia, por Fátima Moreira, da Assessoria Técnica de Unidades de Internação (Atin) da Funase, e por Elizabete Nunes, da Assessoria Técnica de Casas de Semiliberdade (ATCS). “Violência se combate com livros, com profissionalização, com trabalho e com humanização. A educação sempre atua como um divisor de águas para que a gente capacite e profissionalize esses meninos e meninas”, avaliou Elizabete.

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdscj, funase, conferencia
    Compartilhe: Link para o post:
  • Comunidades do Recife, Olinda e de Vicência recebem serviços gratuitos de documentação

    | Direitos Humanos

    Registros de Nascimento, Casamento e óbito serão disponibilizados pelo Balcão de Direitos

    Moradores dos bairros de Boa Viagem, de Joana Bezerra, no Coque; e da cidade de Vicência, na Mata Norte, serão contemplados, esta semana, com mutirão de documentação gratuita do Programa Balcão de Direitos.  O serviço é oferecido pelo governo de Pernambuco, através da Secretaria Executiva de Direitos Humanos, e vai disponibilizar para os moradores Registros de Nascimento, Casamento e Óbito.

    Nesta quinta-feira, 18, o atendimento vai ser na Igreja Batista do Distrito Sanitário VI, em Boa viagem, em parceria com o Governo Presente.  Sexta, 19, na Associação dos Moradores da Vila da Cohab de Peixinhos, em Olinda. As duas atividades acontecem das 8h às 17h.

    Os atendimentos do Balcão continuam neste sábado, 20, em dois locais: Joana Bezerra, no Coque, junto ao Governo Presente ; e  Vicência, na Mata Norte, na Escola de Referência Padre Guedes,  Centro do município, através do Programa “É meu Direito”.  No Coque, o horário é das 8h às 12h; e em Vicência, das 8h às 17h.    

    De acordo com informações do programa Balcão de Direitos, de janeiro a setembro deste ano, 2.357 documentos, entre Registros de Nascimento, Casamento, Óbito, e fotos para documentação  foram emitidos gratuitamente durante ações itinerantes.

    POSTO FIXO – O Balcão de Direitos, programa da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), executado através da Executiva de Direitos Humanos SEDH, também emite documentos gratuitamente no posto fixo, situado na Rua Djalma Farias, 250. Torreão. O horário de funcionamento é das 08h às 12h e das 14h às 17h. O agendamento do serviço e a obtenção de outras informações devem ser realizados através do telefone (81) 3132-9933.

    Serviço:

    Programa Balcão de Direitos disponibiliza Registros gratuitos

    Data: 18/10
    Local: Igreja Batista, no Distrito Sanitário VI - Av. Barão de Souza Leão, 1668 - Boa Viagem
    Horário: 8h às 17h
    Parceria com o Governo Presente 

    Data: 19/10
    Local: Associação dos Moradores das Vilas da COHAB de Peixinhos -  Av. Nacional, 326, Peixinhos – Olinda
    Horário: 8h às 17h  
    Parceria com a Secretaria de Assistência Social

    Data: 20/10
    Local: Escola Municipal Professor José Costa Porto - Rua Cabo Eutrópio s/n Joana Bezerra Coque Recife/PE
    Horário: 8h às 12h
    Parceria com o Governo Presente  

    Data: 20/10
    LocalEREM PAULO GUEDES - Rua Dr. Manoel Borba, 48 - Centro - Vicência – PE      
    Horário: 8h às 12h
    Parceria  Programa “É meu Direito    

    Cidades: Olinda, Recife, Vicência
    Assuntos: sjdh, balcao de direitos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Reeducandas de Buíque participam de curso profissionalizante

    | Direitos Humanos
    buique

    A Colônia Penal Feminina de Buíque (CPFB), vinculada à Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), oferece, neste mês de outubro, cursos profissionalizantes de conservas em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Ao todo, serão beneficiadas 12 reeducandas.  

    Na segunda-feira (22/10), terá início o curso de conservas de vegetais e hortaliças com aulas ministradas pela professora Miriam Severina Camelo. Entre as hortaliças e vegetais que serão utilizados estão: tomate, cebola, chuchu, alho e pimentão, ambos fornecidos pelo Senar. O curso contará com carga horária de 24 horas, com direito à certificação.  

    O curso de conservas de doces foi realizado entre os dias 15 e 17 deste mês, na unidade penal. Em 2018 o Senar realizou 13 cursos em parceria com a CPFB.
    Cidades: Buique
    Assuntos: sjdh, seres, colonia penal feminina, curso profissionalizante
    Compartilhe: Link para o post:
  • Socioeducandos da Casem Petrolina participam de oficina com materiais recicláveis

    | Juventude, Direitos Humanos

    petrolina

    Carrinhos foram produzidos com latas de leite em pó e significam um resgate de brincadeiras do passado

    Latas de leite em pó, garrafas PET, barbantes e cola quente. Esses são alguns materiais que cinco socioeducandos da Casa de Semiliberdade (Casem) Petrolina, uma das unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), utilizaram em uma oficina de produção de brinquedos. O objetivo da atividade foi fazer um resgate de brincadeiras do passado, com alusão ao Dia das Crianças, comemorado no último dia 12 de outubro.

    A oficina foi ministrada pela coordenadora técnica da unidade, Ana Valina. Os materiais utilizados no trabalho foram levados pelos funcionários da Casem. Foi com essas peças coletadas que os adolescentes produziram carrinhos de rolo e, ao mesmo tempo, colaboraram com a preservação do meio ambiente, aproveitando materiais que seriam descartados na natureza.

    “Muitas crianças e adolescentes estão perdendo as origens. As brincadeiras estão muito voltadas para o eletrônico. Grande parte dos jogos incentiva a violência e isso pode refletir no comportamento do adolescente. A oficina veio para mostrar que, com coisas simples, a criança e o adolescente podem se divertir”, afirmou a coordenadora geral da Casem Petrolina, Andréa Cavalcanti.

    Cidades: Petrolina
    Assuntos: sdscj, funase, casem
    Compartilhe: Link para o post:
  • Palestra dá dicas de convivência com pessoas com deficiência

    | Direitos Humanos

    sead

    Bate papo promovido pela Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead) destaca terminologias adequadas e expressões usuais de Libras

    Para promover a inclusão social e estimular boas práticas de relacionamento, a Superintendência de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead) reuniu cerca de 30 funcionários da empresa Plus Vita, do grupo Bimbo Brasil, em uma palestra sobre convivência com pessoas com deficiência no ambiente de trabalho. Denominada “Acessibilidade atitudinal: aprendendo e mudando conceitos”, o bate papo destaca informações sobre os tipos de deficiências, terminologias adequadas e inadequadas e formas de tratamento, além de ensinar expressões básicas da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

    O superintendente da Sead, Edimilson Silva, pontua que a palestra é estendida a todas as empresas que desejam conscientizar os funcionários sobre a temática. Para ele, momentos como este vêm para quebrar paradigmas e propiciar uma sociedade mais igualitária. “Para nós, essa sensibilização tem um valor muito grande, pois a Sead desenvolve um papel de incentivar a aproximação com as pessoas com deficiência, eliminando as barreiras que foram criadas, seja de comportamento ou de comunicação”, afirma.

    Este ano, a ação já sensibilizou empresas como a de transporte público Caxangá, que levou um grupo de 100 motoristas para a sede da Sead. Aos interessados, o órgão disponibiliza o contato (81) 3183-3214.  

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdscj, sead
    Compartilhe: Link para o post:
  • Socioeducandos participarão da 10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife

    | Juventude, Direitos Humanos

    Há duas selecionadas da Casem e do Case Santa Luzia e um adolescente da Casem Rosarinho

    Três socioeducandos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) vão participar como adolescentes observadores da 10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife. O evento ocorrerá nesta quinta (18) e sexta-feira (19), no Recife Praia Hotel, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife. O objetivo da conferência é mobilizar os participantes do sistema de garantia de direitos para a construção de propostas voltadas à afirmação do princípio da proteção integral desse público, fortalecendo políticas públicas, estratégias e ações de enfrentamento à violência, considerando as diversidades.

    Foram selecionadas uma socioeducanda da Casa de Semiliberdade (Casem) Santa Luzia, situada na Iputinga, na Zona Oeste da Capital, e outra do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia, no mesmo bairro. O terceiro adolescente será da Casem Rosarinho, na Zona Norte, voltada ao público masculino. Além dos socioeducandos, duas funcionárias da Funase participarão como delegadas no evento: Fátima Moreira, da Assessoria Técnica de Unidades de Internação (Atin) da Diretoria Geral da Política de Atendimento (DGPAT) da fundação, e Maria Elizabete Azevedo, da Assessoria Técnica de Casas de Semiliberdade (ATCS).

    O evento está sendo promovido pelo Conselho Municipal de Defesa e Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife (Comdica). Com o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”, a conferência deve reunir crianças e adolescentes, representantes de entidades da sociedade civil organizada e dos governos municipal e estadual. As propostas que forem elaboradas serão levadas para a conferência estadual, no próximo ano, e, futuramente, discutidas no âmbito nacional. Outras informações podem ser obtidas no site comdica.recife.pe.gov.br.

    SERVIÇO

    10ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente do Recife
    Data: 18 e 19 de outubro de 2018 (quinta e sexta)
    Horário: a partir das 8h
    Local: Recife Praia Hotel – Av. Boa Viagem, nº 9, Pina, Recife-PE

    Cidades: Recife
    Assuntos: sdscj, funase, conferencia municipal dos direitos da crianca e do adolescente
    Compartilhe: Link para o post:
  • Funase receberá mostra de curtas-metragens do CineCreed

    | Juventude, Direitos Humanos

    cinecreed

    Socioeducandos do Case Timbaúba poderão, pela primeira vez, escolher o melhor filme entre os que serão exibidos na unidade. Festival, de nível nacional, já tem mais de 200 produções inscritas

    A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) participará da 10ª edição do CineCreed, festival de mostras competitivas que reúne curtas-metragens de todo o Brasil e é voltado ao público privado de liberdade. Os filmes serão exibidos em 8 de novembro para adolescentes e jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, na Mata Norte de Pernambuco. A novidade, desta vez, é que os socioeducandos poderão escolher, em votação, qual o melhor curta exibido na unidade. Nos últimos três anos, a Funase havia recebido apenas mostras especiais, nas quais os internos tiveram acesso à sétima arte somente como espectadores.

    Os últimos detalhes da realização do festival na unidade foram acertados, nesta semana, entre a assessora técnica da Diretoria Geral da Política de Atendimento (DGPAT) da Funase, Nereida Pontes, a coordenadora geral do Case Timbaúba, Brenda Pitanga, e o idealizador do projeto e coordenador geral do Programa Exibição de Cinema Social (Preciso), Francisco Pires. Além da unidade da Funase, receberão mostras competitivas do CineCreed a Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL) e a Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), ambas administradas pela Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres).

    O festival já tem mais de 200 produções inscritas, provenientes de 19 estados. As três mostras competitivas serão intituladas Brasil, Nordeste e Pernambuco. Os curtas devem ter sido produzidos a partir de 2016, com duração máxima de 20 minutos. Os vencedores de cada mostra receberão o troféu Coronel Alcides Romão, além de um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 800. As inscrições seguem até sexta-feira (19), no site www.precisope.com. A curadoria está sendo feita pela 6ª turma do curso de Especialização em Estudos Cinematográficos da Universidade Católica de Pernambuco, sob a coordenação do professor Alexandre Figueirôa.

    Para a coordenadora geral do Case Timbaúba, Brenda Pitanga, a mostra competitiva que ocorrerá na unidade será mais uma chance de garantir o exercício de direitos pelos adolescentes e jovens atendidos no local. “Independentemente da situação deles, todos têm direito de ter acesso à cultura, e isso está sendo assegurado pela instituição, por meio dessa parceria”, destacou, acrescentando que os curtas terão a classificação indicativa para maiores de 16 anos, o que está de acordo com a faixa etária do público da unidade.

    No mesmo sentido, o idealizador do festival e coordenador geral do Preciso, Francisco Pires, ressaltou a disposição de realizar outros projetos junto aos socioeducandos da Funase. “Em 2019, nosso desejo é não o de fazer apenas uma mostra do CineCreed, mas o de realizar o Cine Funase, com filmes que tenham temas específicos para esses adolescentes”, afirmou.

    Cidades: Timbaúba
    Assuntos: sdscj, funase, cinecreed
    Compartilhe: Link para o post:
  • Novos agentes socioeducativos começam a trabalhar em unidades da Funase

    | Juventude, Direitos Humanos

    funase

    Cases Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho e Santa Luzia estão entre locais de atuação dos profissionais

    Sete unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) situadas na Região Metropolitana do Recife receberam, nesta terça-feira (16), o reforço de 124 novos agentes socioeducativos. Os profissionais, que se juntam às equipes que já estavam em atuação, começaram a trabalhar nos locais onde havia maior necessidade de pessoal. Esse é o primeiro grupo a assumir os cargos de um total de 496 agentes contratados na seleção simplificada realizada pela Funase entre julho e setembro deste ano.

    Receberam o reforço os Centros de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho e Abreu e Lima, os maiores administrados pela Funase e destinados ao público masculino. Também foi contemplado o Case Santa Luzia, voltado ao atendimento de socioeducandas. Novos agentes socioeducativos também começaram a trabalhar no Centro de Internação Provisória (Cenip) Recife, que atende adolescentes do sexo masculino, e no Cenip Santa Luzia, também na Capital, destinado ao público feminino. Outra unidade beneficiada foi a Casa de Semiliberdade (Casem) Rosarinho, situada na Zona Norte do Recife.

    Uma parte dos 124 novos agentes socioeducativos que assumiram seus cargos ficará lotada no novo Case Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, que será aberto nas próximas semanas. Nesta terça-feira, eles receberam instruções sobre como será o funcionamento da unidade e, nos próximos dias, farão uma visita ao futuro local de trabalho, que terá 72 vagas para socioeducandos.

    “Desejamos que vocês se identifiquem com o trabalho. É um momento de construção. A gente acredita que a socioeducação só é possível quando há a integração entre o trabalho dos agentes socioeducativos, da equipe técnica e da equipe de gestores. Trabalhamos com vidas. Temos muita responsabilidade com os adolescentes atendidos pela instituição”, declarou a diretora geral da Política de Atendimento da Funase, Íris Borges, em mensagem de boas-vindas proferida a parte dos novos agentes socioeducativos.

    FORMAÇÃO – Os agentes socioeducativos que começaram a trabalhar nesta terça-feira passaram por uma capacitação de 80 horas nas últimas duas semanas. As aulas ocorreram no Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe), no Recife. O grupo foi dividido em quatro turmas e concluiu o curso na última segunda-feira (15). Mais quatro turmas tiveram início nesta semana e estarão formadas nos próximos 15 dias. Para abranger os 496 novos agentes socioeducativos, serão compostas, ao todo, 17 turmas. A previsão é de que as últimas sejam concluídas em dezembro deste ano. 

    Cidades: Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Recife
    Assuntos: sdscj, funase, agentes socioeducativos, case
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretaria de Justiça interdita três financiadoras no Centro do Recife

    | Economia, Direitos Humanos

    procon

    Representantes da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e fiscais do Procon/PE (órgão vinculado à SJDH) interditaram, na manhã desta terça-feira (16), três financiadoras que ofereciam empréstimos e funcionavam de forma ilegal. Os estabelecimentos operavam no Edifício Antônio Barbosa, na Avenida Dantas Barreto, área central do Recife. As financiadoras ficarão fechadas até regularizarem a situação, responderão a um processo administrativo e ainda poderão ser multadas em valores que variam de R$ 1.050 a R$ 9,5 milhões.

    As empresas Lucred, Bevicred e VT Promotora já haviam sido fiscalizadas pelo Procon/PE e não apresentaram documentação que comprovasse a regulamentação com o Branco Central. Para funcionar, as lojas precisam ter autorização do Banco Central, os funcionários devem ser credenciados, treinados e estar devidamente identificados, além de disponibilizar aos consumidores todas as informações relativas aos empréstimos oferecidos e um contato telefônico para atendimento ao cliente. Os correspondentes bancários também devem apresentar um documento que comprove o convênio com o banco. Uma quarta empresa que funciona no mesmo prédio estava fechada e por isso não foi fiscalizada pelos agentes do Procon/PE.

    As financiadoras devem ficar interditadas e têm até dez dias para apresentar defesa. “A concessão exagerada de crédito, o superendividamento da população pernambucana e o alto número de reclamações têm nos estimulado a seguir com essas fiscalizações que estamos fazendo desde o mês de julho. Já foram mais de 60 instituições financeiras fiscalizadas e 11 interditadas”, informou a secretária-executiva de Justiça e Direitos do Consumidor, Mariana Pontual, que esteve presente no momento da interdição.

    Só este ano, o Procon/PE recebeu quase três mil manifestações de instituições financeiras. O consumidor que queira fazer denúncia pode procurar uma das unidades do Procon-PE ou ligar para o 0800.282.1512.

    Convocação – No último dia 9, representantes da SJDH e Procon/PE se reuniram com 11 bancos para cobrar mais controle sob seus correspondentes.  A fim de que os consumidores não sejam lesados, o Procon/PE alertou as instituições quanto à venda casada, portabilidade e a responsabilidade que os bancos têm na fiscalização de seus correspondentes bancários e na concessão de crédito.

    Ao final, os representantes das instituições assinaram um protocolo se comprometendo a enviarem ao Procon/PE em até cinco dias úteis a relação de todos os correspondentes autorizados, como expedirem recomendação dos credenciados sobre a importância do cumprimento da Resolução 3954 do Banco Central, que define as normas de atuação na concessão de crédito.

    DENÚNCIAS
    0800.282.1512 ou comparecer ao Procon, Rua Floriano Peixoto, 141, São José. 
     

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, procon, fiscalizacao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Funase inicia capacitação de mais 124 agentes socioeducativos

    | Juventude, Direitos Humanos

    funase

    Curso, que tem conteúdos sobre direitos humanos, segurança e fundamentos da socioeducação, é requisito para que profissionais atuem em unidades

    A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) inicia, nesta segunda-feira (15), mais quatro turmas da capacitação introdutória para os novos agentes socioeducativos da instituição. Ao todo, mais 124 profissionais participarão das aulas, que serão ministradas no Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos de Pernambuco (Cefospe), no Recife. A data também marca o término das quatro turmas anteriores de agentes, que poderão começar a trabalhar nas unidades da fundação no Grande Recife já nesta semana. Até dezembro, 17 turmas, com 30 alunos, cada, serão abertas para viabilizar a formação de 496 novos agentes socioeducativos.

    A capacitação está sendo ministrada por instrutores da Funase e de outras instituições, como Polícia Militar e Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura. Com 13 módulos, o curso aborda Desenvolvimento Comportamental, Fundamentos Legais da Socioeducação, Ética Profissional e Direitos Humanos, Procedimentos Operacionais, Inteligência, Gerenciamento de Crises, Primeiros Socorros, Procedimentos Correcionais, Defesa Pessoal e o Projeto Político-Pedagógico da Funase. As aulas ocorrem de segunda a sexta, das 8h30 às 17h. Passar pela capacitação é requisito para que os agentes possam começar a atuar nas unidades.

    Os profissionais foram aprovados na seleção simplificada realizada pela Funase entre julho e setembro deste ano. O certame ofertou 496 vagas para a Região Metropolitana do Recife. Do total de convocados, 434 não tiveram pendências cadastrais e puderam seguir para a etapa do curso. Já as vagas dos faltosos na fase de inscrições começaram a ser preenchidas na semana passada, após a convocação de mais 62 classificados na seleção simplificada, conforme publicação no Diário Oficial do Estado. Também foram chamados 22 candidatos participantes de uma seleção anterior, referente ao preenchimento de vagas no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Vitória de Santo Antão, na Mata Sul. Eles serão capacitados, também no Cefospe, até dezembro deste ano.

    REFORÇO – Dos 496 agentes socioeducativos selecionados para a Região Metropolitana, 252 devem ser distribuídos nas três novas unidades da Funase: os Cases Pirapama, Recife e Guararapes. Os demais agentes reforçarão os quadros funcionais em unidades já existentes, o que inclui quatro Cases – Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes e Santa Luzia –, quatro Casas de Semiliberdade (Casem) – Rosarinho, Casa Amarela, Areias e Santa Luzia –, dois Centros de Internação Provisória (Cenip) – Recife e Santa Luzia – e a Unidade de Atendimento Inicial (Uniai).

    Assuntos: sdscj, funase, capacitacao, agente socioeducativo
    Compartilhe: Link para o post: