meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Paulo Câmara homenageia o escritor pernambucano Raimundo Carrero com a Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes

    | Cultura
    A condecoração será entregue, nesta quarta-feira, no dia em que o escritor completa 70 anos de carreira

    No dia em que completa 70 anos de idade, o escritor pernambucano Raimundo Carrero receberá, das mãos do governador Paulo Câmara, nesta quarta-feira (20.12), a Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes, grau Comendador. A honraria representa a mais alta comenda concedida pelo Estado a pessoas físicas ou jurídicas, brasileiras ou estrangeiras, que se destacaram por méritos excepcionais ou pelos relevantes serviços prestados a Pernambuco e foi instituída pelo Decreto nº 4.891, de 20 de janeiro de 1978.

    Raimundo Carrero de Barros Filho nasceu em Salgueiro, município do Sertão de Pernambuco (localizado a 513 km do Recife), no dia 20 de dezembro de 1947. Começou a escrever utilizando papéis da loja do pai. Sua primeira novela, Grande Mundo em 4 paredes, foi escrita entre 1968 e 1969 e, segundo ele, era “obra de menino”. Seu primeiro livro, A história de Bernarda Soledade: a tigre do Sertão, publicado em 1975, foi escrito quando tinha 28 anos de idade e reeditado pela editora recifense Bagaço, em 2007.

    Considerado um dos maiores escritores de Pernambuco, conhecido nacional e internacionalmente, Raimundo Carrero é detentor de diversos prêmios literários: Revelação do Ano, Prêmio Oswald de Andrade, no Rio Grande do Sul, com Viagem no ventre da baleia; Prêmio José Condé, concedido pelo Governo de Pernambuco, pelo livro Sombra severa; Prêmio Lucilo Varejão, da Prefeitura do Recife, com O senhor dos sonhos; Melhor Romancista do Ano, da Associção Paulista de Críticos de Arte (1995) e Prêmio Machado de Assis (melhor romance), da Biblioteca Nacional, ambos pelo livro Somos pedras que se consomem (1995); e o  Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, São Paulo, com As sombrias ruínas da alma  (2000).

    O escritor, que trabalhou com Ariano Suassuna, é membro da Academia Pernambucana de Letras, ocupando a Cadeira número 3, e da Academia de Artes e Letras de Pernambuco, com a Cadeira número 6.

    MEDALHA – A Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes é constituída de cinco graus (Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro) em dois quadros (Efetivos e Especiais), sendo o primeiro classificado por duas categorias: Ordinária e Suplementar. A honraria remete a um importante episódio da história: a insurreição dos habitantes de Pernambuco contra o domínio holandês. Foram duas batalhas travadas, em 1648 e 1649, que colocaram em campos opostos holandeses e as forças luso-brasileiras no Monte dos Guararapes (Jaboatão dos Guararapes). A Batalha dos Guararapes é considerada pelos historiadores como sendo o marco da construção da identidade brasileira porque uniu, contra o holandês invasor, negros, índios e brancos.
    Cidades: Recife
    Assuntos: sei, paulo camara, governo de pernambuco, homenagem, raimundo carrero, medalha de ordem
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secult-PE/Fundarpe anunciam programação do Ciclo Natalino da Casa da Cultura

    | Cultura
     ciclo natalino
     
    As apresentações, que são gratuitas, começam nesta terça-feira (19) e seguem até o dia 22 de dezembro.

    Palco dos ciclos festivos de Pernambuco, a Casa da Cultura dá início, hoje terça-feira (19), às festividades natalinas. A ação, promovida anualmente pela Secult-PE/Fundarpe, contará com apresentações gratuitas de 14 pastoris, cavalos marinhos, bois, cirandas e reisados de várias regiões do Estado, que vão animar o espaço cultural até o dia 22 de dezembro, a partir das 11h.

    Para a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, a “programação da Casa da Cultura mantém viva as tradições desse período em nosso Estado e celebra a diversidade de nossa gente, as cores e a alegria do ciclo natalino, que é riquíssimo em Pernambuco”.

    Já o gerente de Equipamentos Culturais da Fundarpe, André Brasileiro, destaca que as “atrações e os horários das apresentações foram pensados para interagir com as pessoas que visitam o espaço todos os dias para conhecer e adquirir os artesanatos pernambucanos, e também para atrair mais visitantes à Casa da Cultura e impulsionar a comercialização dos produtos dos mais de cem artesãos pernambucanos que ocupam atualmente o local”.

    Ciclo Natalino da Casa da Cultura
    De 19 a 22 de dezembro
    (Rua do Cais da Detenção, S/N – Santo Antônio, Recife – PE)
     Acesso gratuito 

    19/12 – Terça-feira
    10h – Gillka Brechó
    11h – Serenata Natalina de Olinda
    14h – Pastorial Giselly Andrade
    15h – Espetáculo “Uma Noite de Natal”
    16h – Pastoril Esperança

    20/12 – Quarta-feira
    11h – Papai Noel de Gylka Brechó
    14h – Ciranda Dengosa
    15h – Pastoril Nossa Senhora do Rosário
    16h – Reisado Imperial

    21/12 – Quinta-feira
    10h – Gylka Brechó
    11h – Serenata Natalina de Olinda
    14h – Cavalo Marinho Estrela Brilhante
    15h – Cavalo Marinho de Ouro de Condado
    16h – Mestra Ana Lúcia

    22/12 – Sexta-feira
    11h – Gylka Brechó
    14h – Cavalo Marinho Boi Matuto
    15h – Cavalo Marinho Mestre Zé de Bibi
    16h – Boi D’Loucos

    Cidades: Recife
    Assuntos: secult, fundarpe, casa da cultura, ciclo natalino
    Compartilhe: Link para o post:
  • Unidades da Funase recebem o projeto “Outras Palavras”, que contará com a presença do músico Cannibal e da autora e poetisa Cida Pedrosa

    | Cultura, Direitos Humanos
    Programação contará ainda com a presença do autor pernambucano Mário Filipe Cavalcanti e do grupo de hip hop Aliados CP. Iniciativa reúne diversas ações que integram cultura, educação e cidadania e é promovida em parceria com a Secult-PE e Fundarpe.

     

    Na próxima segunda (18) e terça-feira (19), os Centros de Atendimento Socioeducativo (Cases) Jaboatão dos Guararapes e Santa Luzia, recebem o Projeto “Outras Palavras”, do Governo de Pernambuco, que é realizado pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), e chega à Funase por meio de articulações do Eixo Profissionalização da instituição. A ação levará aos socioeducandos e socioeducandas diversas ações que integram cultura, educação e cidadania.

    A primeira unidade a receber o projeto será o Case Santa Luzia. Na programação haverá a exibição do filme “A hora da saída”, realizado por alunos da Escola Estadual Santa Paula Frassinete (Recife), resultante das oficinas promovidas pelo projeto Cine Cabeça, em parceria com a Secretaria de Educação, para as escolas públicas do Estado de Pernambuco. A autora e poetisa Cida Pedrosa irá conversar com as socioeducandas e o dia terá ainda a participação especial do grupo de hip hop Aliados CP.

    No Case Jaboatão dos Guararapes, além da exibição de um curta-metragem, a tarde da terça-feira (19) contará ainda com a participação especial do músico Cannibal, integrante da Banda Devotos. O autor pernambucano Mário Filipe Cavalcanti, premiado no 3º Prêmio Pernambuco de Literatura, conversará com os socioeducandos.

    Cidades: Recife
    Assuntos: secult, funase, fundarpe, projeto outras palavras
    Compartilhe: Link para o post:
  • TV Golfinho será reinaugurada em Fernando de Noronha

    | Cultura

    tv golfinho  

    Sede foi totalmente reformada e deve entrar em operação em breve, com telejornal diário

    Nesta quinta-feira (7), às 17h30, será reinaugurada em Fernando de Noronha a sede da TV Golfinho, após a reforma total que durou três meses. A partir da gestão do Governador Paulo Câmara, a administração distrital, sensível à importância da transparência e da prestação de serviços para a comunidade, investiu na reestruturação do prédio do Sistema Golfinho de Comunicação e alinhavou parcerias importantes com as TVs Cultura, Nova e instituições de ensino superior para reativar a única emissora pública de Fernando de Noronha.

    A TV Golfinho, junto com a TV Pernambuco são geradoras pertencentes ao Governo do Estado e o retorno já estava previsto desde que administração atual assumiu a gestão da ilha.“Para nós é de extrema importância a volta da TV Golfinho. Por isso nos empenhamos desde o início da gestão reestruturando todo o prédio sede, fazendo parcerias e capacitando os profissionais para entregar uma TV de alto nível para a população noronhense, que ansiava por esse retorno”, comenta Luís Eduardo Antunes, Administrador Geral do arquipélago.

    Para o diretor de Rede da TV Cultura, Fábio Borba, a reativação da TV Golfinho é uma conquista do noronhense. "Junto à TV Cultura e à TV Nova de Recife, a TV Golfinho colocará no ar um dos melhores conteúdos televisivos do país através de uma programação educativa e cultural tão necessária para a formação do nosso povo. Esse projeto é de integração nacional, pois a ilha e o Brasil serão retratadas na tela da TV Golfinho. Em meio a tanta beleza natural, o noronhense também contemplará as belezas e a cultura do nosso país e do mundo", disse o executivo da TV Cultura.

    A TV Golfinho faz parte da vida dos ilhéus há 35 anos, porém, há mais de quatro anos estava fora sem sinal local, sem exibir as reportagens diárias produzidas pela Superintendência de Comunicação do arquipélago. De acordo com a superintendente de Comunicação do Distrito de Fernando de Noronha, Carolina Fleischman, a reestruturação do prédio é mais um passo importante para o retorno definitivo da TV Golfinho aos lares de Fernando de Noronha. “Em breve voltaremos com a programação local e com o retorno do Jornal da Ilha. Teremos uma grade de programação privilegiando temas como educação, cultura, esporte, cidadania e sustentabilidade”.

    A Superintendência de Comunicação de Fernando de Noronha retomou também a direção da Rádio FM Noronha, antes afiliada a uma emissora privada, que resumia a programação local a apenas uma hora e meia no horário da tarde. Com a iniciativa, a grade local foi restabelecida e ampliada com comunicadores locais e com maior espaço para o jornalismo, por meio de uma parceria com a Rádio da Secretaria de Imprensa de Pernambuco – Rádio SEI. A administração Distrital também tem como meta para médio prazo fazer a sua migração para o sinal digital, por meio de projeto da TV Pernambuco.

    História

    Fundada em 1982 pela TV Nacional, o Governo Militar da Aeronáutica cumprindo a proposta de ligar Fernando de Noronha ao mundo, fez tentativas em 1980 e 1982 de instalar uma estação receptora, mas o sinal era ruim. Somente em 1985, foi possível via satélite retransmitir a Rede Globo em circuito interno com o nome de TV Golfinho. Com a reanexação da ilha ao Governo de Pernambuco, passou a exibir a programação da TV Pernambuco e durante anos exibiu o Jornal da Ilha, programa jornalístico que mostrava o cotidiano insular para turistas e moradores.


    Cidades: Fernando de Noronha
    Assuntos: sei, secult, paulo camara, fernando de noronha, radio sei
    Compartilhe: Link para o post:
  • ​​​Curta-metragem produzido por adolescentes, dentro do Projeto Cartas ao Mundão, será exibido no 19º FestCine

    | Cultura, Direitos Humanos

    festcine  

    Produção foi selecionada entre os 172 trabalhos inscritos e vai mostrar ao público do Cinema São Luiz um pouco da cultura e dos gostos dos socioeducandos.

    Socioeducandos se preparam para viver um momento único. Nesta sexta-feira (08), juntamente com toda a plateia do Cinema São Luiz, eles vão assistir à exibição do curta-metragem por eles produzido, durante o projeto Cartas ao Mundão, realizado em seis unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). “De: Case Pacas Para: Meninas de Santa Luzia” será exibido dentro da Mostra Competitiva de Formação do 19º Festival de Curtas de Pernambuco (FestCine), após ter sido selecionado entre as 172 produções inscritas, e concorre ao prêmio de R$ 2 mil.

    Durante sete meses, o Cartas ao Mundão levou oficinas de filme-carta e sessões cineclubistas a 60 jovens e adolescentes, propondo uma vivência prática com cinema, através de exercícios, reflexões e debates que aproximassem os participantes de uma produção colaborativa. A ação culminou com uma mostra coletiva realizada também no Cinema São Luiz, que reuniu todos os filmes-carta e exercícios produzidos pelos estudantes nas oficinas, dentre eles, o que foi selecionado para o 19º FestCine.

    O adolescente R.L.X.S, de 16, é um dos co-produtores do curta-metragem que representa o Centro de Atendimento Socoieducativo (Case) Vitória de Santo Antão. Ele também participou da mostra coletiva realizada no fim do Cartas ao Mundão. “Aquela foi a primeira vez que pisei em um cinema. Foi muito bom ver todos assistindo ao nosso filme e aplaudindo. A gente mostrou que todos nós, mesmo tendo cometido erros, conseguimos voar. Esse momento trouxe mais esperanças para o meu coração e a consciência de que, para ser alguém na vida, basta ter fé e seguir”, desabafou.

    Para o coordenador geral do Cartas ao Mundão, Caio Sales, estar mais uma vez no Cinema São Luiz, para apresentar parte desse trabalho, será histórico e a participação dos adolescentes irá oportunizar o diálogo com outras produções que trazem outras experiências de mundo. “Esse filme escancara o grande êxito do projeto e dos meninos. É um filme muito carismático, onde eles expõem seus gostos e sua cultura. Também é um filme-carta de amor. Nele se vê toda a criatividade dos alunos, com todas as cenas articuladas e pensadas por eles, além de parte da trilha que é autoral, composta por uma rima feita por um dos adolescentes”, destacou.

    Na experiência vivenciada pelo Cartas ao Mundão em 2014, o curta-metragem produzido pelas adolescentes do Case Santa Luzia foi exibido na Mostra de Cinema de Direitos Humanos do Hemisfério Sul, no Festival de Cinema de Ouro Preto e no Festival de Curtas de Pernambuco, onde ganhou um prêmio especial do júri.

    “A Funase se sente agradecida aos idealizadores do Cartas ao Mundão, pois eles oportunizaram aos adolescentes, uma vivência cultural rica, única, possibilitando um protagonismo nas suas histórias de vida, produzindo algo novo, que nunca imaginaram ser capazes de fazer. Este trabalho mostra o quanto a cultura transcende uma realidade dura e pode ser um instrumento de mudança de vida para estes jovens”, destacou a Diretora-Presidente da Funase, Nadja Alencar.

    Uma nova edição do projeto Cartas ao Mundão está programada para começar no início do próximo ano. O projeto Cartas ao Mundão conta com o apoio da Funase e são realizadas pela Zentrum Produções, em parceria com o Inventar com a Diferença: Cinema, Educação e Direitos Humanos e Gerência Geral de Políticas Educacionais de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania, da Secretaria de Educação de Pernambuco e da Federação Pernambucana de Cineclubes (Fepec). Já o FestCine, é realizado pelo Governo do Estado (Secult e Fundarpe), em parceria com a Prefeitura do Recife e segue até o domingo (09). Toda a programação do Festival é gratuita.​

    Cidades: Recife
    Assuntos: sjdh, funase, curta metragem, festcine
    Compartilhe: Link para o post:
  • Cepe comemora 50 anos de sua fundação

    | Cultura

    Entre as homenagens já recebidas pela empresa figuram sessão solene na Alepe, que também entregou à Editora a Medalha Leão do Norte

    Os 50 anos da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) estão sendo comemorados em grande estilo. Nesta quinta-feira (30.11), a editora foi homenageada com uma sessão solene na Assembleia Legislativa de Pernambuco. A autora da proposta foi a deputada estadual Simone Santana. Na quarta-feira, atendendo a requerimento da deputada Laura Gomes, a Alepe entregou à Cepe a Medalha Leão do Norte – a mais importante comenda da instituição – na categoria Mérito Cultural.

    Criada em 1º de dezembro de 1967 pelo governador Nilo Coelho, a Cepe foi concebida com o objetivo de resgatar, divulgar e preservar os valores culturais e históricos do Estado e, ao mesmo tempo, exercer importante papel no processo evolutivo das artes gráficas no Nordeste.

    Ainda em 1968, com apenas um ano de inaugurada, a Cepe conseguiu realizar uma proeza ainda maior: tornou-se destaque nacional, por ser a primeira empresa no Brasil a imprimir o Diário Oficial no sistema offset. Em 1998, a empresa voltou a chamar a atenção com mais uma iniciativa inédita na história da Imprensa Oficial do país: a publicação do Diário Oficial na internet.

    Paralelamente a esses pioneirismos, a empresa, sempre preocupada em incorporar novas tecnologias às suas estruturas operacionais, foi gradativamente transformando a qualidade gráfica e editorial em duas de suas principais marcas. Em razão disso, tem conquistado reconhecimento além das fronteiras do estado. Demonstração disso são a conquista de importantes prêmios nacionais, como o primeiro lugar do Prêmio da Biblioteca Nacional, em 2011, e o terceiro lugar no Prêmio Jabuti, na categoria Gastronomia.

    A Cepe também, há vários anos, organiza prêmios com o objetivo de estimular a produção literária local e nacional. Atualmente, existem dois: O Prêmio Cepe Nacional de Literatura (que tem recebido inscrições de escritores residentes em vários países) e o Prêmio Pernambuco de Literatura (este em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado e a Fundarpe).

    Para facilitar o acesso da população ao livro – a própria Cepe tem lançado cerca de 60 títulos anualmente – e incentivar o debate literário, a empresa, em parceria com a Associação do Nordeste de Distribuidoras e Editoras de Livros (Andelivros), criou dois eventos: a Feira Nordestina do Livro (Fenelivro) e a Feira Nacional do Livro do Agreste (Fenagreste).

    Atualmente, a Cepe é responsável pela digitalização, gestão e guarda dos documentos administrativos de todas as secretarias e órgãos do Governo do Estado. Lei nesse sentido foi assinada pelo governador Paulo Câmara em 2015.

    Cidades: Recife
    Assuntos: ccivil, cepe, 50 anos, aniversario, governo de pernambuco, paulo camara, alepe
    Compartilhe: Link para o post:
  • Seminário discute reconhecimento das mulheres na cultura pernambucana

    | Cultura

    genero

    3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural prossegue até quarta-feira (29), das 8h às 17h, no Centro Cultural dos Correios

    Pensar as teorias de gênero nas universidades e levar essa discussão para os espaços públicos e de poder. Essa é uma das iniciativas fortalecidas com o 3º Seminário Gênero & Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio, que iniciou nesta terça-feira (28) e vai até amanhã (29) no Centro Cultural dos Correios.

    A professora do Departamento de Pós-Graduação e Antropologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ana Cláudia, revela a importância de existir espaços reflexivos para o protagonismo feminino nas questões que envolvem a cultura, espaço no qual as mulheres ainda são invisibilizadas. A representante do Passo do Frevo, Wanessa Marinho comunga com a professora revelando que esse encontro é fundamental para a construção de políticas públicas que ajudem a diminuir as diferenças.

    A representante da Fundarpe, Márcia Chamixaes, fala da importância de se valorizar a mulher dentro dos espaços culturais. Uma das formas de se fazer isso é o reconhecimento através do aumento dos registros de mulheres como patrimônio vivo. “Essa é uma lacuna que precisa ser preenchida e, para isso, precisamos ter um olhar diferenciado para o recorte feminino”, acrescenta. “A partir desse seminário, sugiro que cada uma de nós pense na consolidação de um documento que formalize o reconhecimento às mulheres como patrimônio cultural”, conclui.

    Fortalecer a importância do papel da mulher na perpetuação do patrimônio artístico e cultural. Para a representante  Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Renata Borba, é através da união de forças entre setor público e sociedade civil que se consegue executar políticas voltadas para as mulheres.

    A secretária executiva, da SecMulher-PE, Dóris Cavalcanti, informa que esse trabalho no protagonismo da mulher nos espaços de educação e cultura vem sendo realizado pela secretaria desde 2007 com a criação do Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero, implantação do Curso de Especialização em Gênero e Políticas Públicas e a criação dos Núcleos de Estudos de Gênero nas escolas de ensino médio, técnico subsequente, graduação e pós-graduação. “Para a SecMulher é fundamental discutir o papel das mulheres e o seu protagonismo nas questões de gênero. Esse ano tivemos o reconhecimento do Governador Paulo Câmara a  Maria dos Prazeres, como patrimônio vivo de Pernambuco e, em 2016, Mocinha de Passira que também recebeu o título”, conclui.

    0 3º Seminário Gênero & Patrimônio Cultural prossegue até quarta-feira (29) e conta com a participação de produtoras culturais, membros de grupos e organizações culturais, gestores de políticas públicas para mulheres e de políticas culturais, professoras/es, pesquisadoras/es, estudantes, brincantes, representantes de movimentos sociais e público em geral.

    A ação é articulada pela Secretaria da Mulher de Pernambuco, Secretaria de Cultura de Pernambuco, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/PE) e do Programa de Pós Graduação em Antropologia (PPGA/UFPE), em parceria com o Paço do Frevo e Centro Cultural dos Correios.

    Serviço:

    3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio.
    Dias: 28, das 14h às 17h, e dia 29 de novembro, das 8h às 17h.
    Local: Auditório do Centro Cultural do Correios - Av. Marquês de Olinda, 262 - Recife, PE
    Informações: (81) 3183-2961 (Wedja Martins/Elaine Dias).

    Cidades: Recife
    Assuntos: secmulher, ufpe, fundarpe, secult, iphan, direitos culturais
    Compartilhe: Link para o post:
  • 3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural acontece na tarde desta terça-feira (28)

    | Cultura


    genero

    Evento prossegue até quarta-feira (29), das 8h às 17h, no Centro Cultural dos Correios

    Na tarde dessa terça-feira (28), as 14h, acontece no Centro Cultural dos Correios, o 3º Seminário Gênero & Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio. O seminário, que prossegue na quarta-feira (29), das 8h às 17h, vai abordar os direitos culturais e as políticas de patrimônio voltadas para as manifestações artísticas do Frevo, Capoeira e do Caboclinho. As pessoas que participarem do evento vão ter a oportunidade de realizar um minicurso com o tema: “A Política de Patrimônio Imaterial e as Questões de Gênero”.

    A gerente de Formação em Gênero da Secretaria da Mulher do Governo de Pernambuco, Juliane Souza, informa que a iniciativa objetiva fomentar a reflexão de gênero no campo da cultura, reconhecendo a importância da participação das mulheres na preservação do Patrimônio Cultural.

    Entre os participantes do seminário estão produtoras culturais, membros de grupos e organizações culturais, gestores de políticas públicas para mulheres e de políticas culturais, professoras/es, pesquisadoras/es, estudantes, brincantes, representantes de movimentos sociais e público em geral.

    A conferência de abertura terá a mediação da pesquisadora de Patrimônio e Cultura Popular, Maria Alice Amorim, e contará com as palestrantes Aleckssandra Ana dos Santos Sá, do Quilombo Indígena Tiririca dos Crioulos, Cláudia Feierabend Baeta Leal, da Coordenação Geral de Pesquisa e Documentação do Iphan e Lia Zanotta Machado, presidenta da Associação Brasileira de Antropologia.

    A iniciativa é realizada pela Secretaria da Mulher de Pernambuco, Secretaria de Cultura de Pernambuco, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/PE) e do Programa de Pós Graduação em Antropologia (PPGA/UFPE), em parceria com o Paço do Frevo e Centro Cultural dos Correios.

    Serviço:

    3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio.
    Dias: 28, das 14h às 17h, e dia 29 de novembro, das 8h às 17h.
    Local: Auditório do Centro Cultural do Correios - Av. Marquês de Olinda, 262 - Recife, PE
    Informações: (81) 3183-2961 (Wedja Martins/Elaine Dias).

    Cidades: Recife
    Assuntos: secmulher, fundarpe, iphan-pe, ppga, ufpe, 3º seminario genero & patrimonio cultural, participação das mulheres nas politicas de patrimonio
    Compartilhe: Link para o post:
  • Dia Mundial do Rio foi comemorado com evento de conscientização ambiental

    | Turismo, Cultura

    dia do rio  

    A ação é fruto de parceria da Secretaria de Turismo de Pernambuco, da Prefeitura do Recife, do Catamaran Tours e do Centro Escola Mangue e foi realizada por 35 crianças da comunidade de Brasília Teimosa

    A cidade do Recife é conhecida mundialmente por suas pontes, mangues e rios que são seus principais cartões postais. Pensando na preservação do meio ambiente que abriga a capital pernambucana, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco - por meio da Empetur - promoveu mais uma edição do projeto Horizonte Cultural, em celebração ao Dia Mundial do Rio. Esta edição contou com a parceria do Centro Escola Mangue, da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife e do Catamaran Tours. A ação aconteceu nesta sexta-feira (24), no Catamaran Tours, no bairro de São José.

    A ação foi realizada durante num cortejo pelas águas do Rio Capibaribe, com um plantio de mil mudas de mangue vermelho, preto e branco, nas margens do bairro do Cabanga. O percurso foi realizado em um barco disponibilizado pelo Catamaran Tours com apresentação do Maracatu Nação Estrela do Mar, além de alunos-atletas de Remo, todos participantes do projeto Remangue (Centro Escola Mangue), da comunidade de Brasília Teimosa. Ainda houve a participação de monitores bilíngues da Prefeitura do Recife que informaram aos participantes sobre a necessidade da preservação do Rio - principal fonte de renda de muitas famílias e abrigo de diversas espécies de animais.

    “Esta edição do projeto Horizonte Cultural não poderia ter um tema mais adequado que o da celebração do Dia Mundial do Rio. As águas do Capibaribe e do Beberibe moldaram a região que serviu de berçário para o Recife e nossa cultura brotou do mangue em abundância. Promover a conscientização da preservação deste meio ambiente é um dever de todos e o setor do Turismo é diretamente afetado por ele”, comenta o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras.

    CENTRO ESCOLA MANGUE - O Centro Escola Mangue é uma associação civil, sem fins lucrativos, fundada em 2003. E tem como objetivo desenvolver uma Escola Ambiental que tenha a cultura como eixo pedagógico e que valorize o saber ancestral das comunidades, conectado-o aos saberes acadêmicos, na perspectiva da promoção da sustentabilidade do meio ambiente. As ações são voltadas para crianças; adolescentes; jovens; mulheres, pescadores; marisqueiras, estudantes e professores em geral. Entre as atividades estão: Pesquisas e diagnósticos dos mangues; Educação ambiental e cultural; Moda mangue; Produção e plantio de mudas; Cinemangue; minicursos e oficinas; ações de dança e música, além de Ecoturismo de base comunitária.

    CATAMARAN TOURS - Pioneira no segmento de passeios náuticos em Pernambuco, é uma empresa que se destaca no cenário turístico local por todos os avanços conquistados durante os seus anos de atuação, 20 deles em pleno coração da capital pernambucana. Foi a empresa, comandada pela família Britto, que tornou a navegação turística pelos rios que cortam o centro do Recife em um dos programas mais procurados por locais e turistas, provando, a exemplo de outras cidades brasileiras e estrangeiras, que é possível reinventar a relação entre população e os afluxos de águas. A empresa começou suas atividades com apenas um tipo de tour e atualmente conta com sete passeios fixos na programação, com horários de embarque variados. Cinco deles mantidos no Recife (Catamaran Assombrado, Ilha De Deus, Piratas do Capibaribe, Recife e seus Bairros e Recife e suas Pontes) e dois nas praias de Carneiros e Suape, duas das mais deslumbrantes praias pernambucanas. A sede da empresa conta Restaurante Catamaran com iguarias pernambucanas e cardápio assinado pelo chef Tallys Bastos, abriga ainda conta com diversos espaços internos e externos para a realização de eventos de negócios, festivos e culturais, com vista privilegiada.

    Cidades: Recife
    Assuntos: seturel, dia mundial do rio, governo de pernambuco, escola mangue
    Compartilhe: Link para o post:
  • PE-089 recebe melhorias para XX Festa da Banana, em São Vicente Férrer

    | Transporte, Cultura

    pe089 

    A rodovia é o principal acesso viário à sede do município do Agreste Setentrional, que recebe grandes atrações musicais neste final de semana durante os festejos do tradicional evento que ocorre todos os anos, no mês de novembro, atraindo milhares de turistas de várias regiões de Pernambuco e de outros estados.

    A PE-089, que liga o Agreste Setentrional à Mata Norte, é mais uma importante via que está sendo contemplada com ações de conservação, no trecho entre o distrito de Siriji e São Vicente Férrer, com 10 quilômetros de extensão. Equipes contratadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Transportes, estão finalizando a operação tapa-buracos na manhã deste sábado (25), a última etapa dos trabalhos.  A iniciativa está beneficiando diretamente uma população com mais de 17 mil habitantes desse município.

    Foram concluídos os serviços de roço, capinação, limpeza e pintura dos dispositivos de drenagem e remendos profundos nos pontos críticos da via. As ações manterão toda extensão da rodovia em boas condições de trafegabilidade, reforçando a segurança dos motoristas e usuários com mais conforto, proporcionando melhoria na mobilidade das pessoas e facilidade no escoamento da produção da banana, principal cultivo daquela região.

    “Garantir o direito de ir e vir das pessoas com melhores condições de mobilidade nas rodovias pernambucanas, através das ações de conservação rotineira, é um compromisso permanente do Governo do Estado, que vem sendo realizado com muito trabalho e esforço pela nossa Secretaria”, enfatizou o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, que participará dos festejos da tradicional Festa da Banana, que tem em sua programação concursos envolvendo a fruta. 

    A PE-089 é uma rodovia que encurta distâncias para quem se desloca da Mata Norte e do Agreste Setentrional para outras localidades de Pernambuco e dos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte. A via tem uma importância fundamental para o desenvolvimento daquelas regiões, onde estão concentrados grandes produtores de banana e de cana de açúcar e de importantes polos comerciais, contribuindo também para o intercâmbio social, econômico e cultural dos municípios pernambucanos locais.

    Cidades: São Vicente Férrer
    Assuntos: setra, der, XX festa da banana, agreste setentrional, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post: