meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Pernambuco integra-se à programação da 15ª Semana Nacional de Museus

    | Cultura
    Museu de PE

    Cinco equipamentos culturais da Secult-PE/Fundarpe estarão integrados ao evento, que acontece em todo território nacional entre os dias 15 e 21 de maio

    Em celebração ao Dia Internacional de Museus, 18 de maio, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realiza a 15ª Semana Nacional de Museus. O evento, que acontecerá entre os dias 15 e 21 de maio, irá mobilizar as unidades museais de todo Brasil a desenvolver uma programação especial em torno do tema “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”.

    Em Pernambuco, estão no circuito da 15ª Semana Nacional de Museus alguns dos principais equipamentos do Governo do Estado, gerenciados pela Secult-PE e Fundarpe: o Museu de Arte Sacra de Pernambuco (Maspe), o Museu do Barro de Caruaru (Mubac), o Museu Regional de Olinda (Mureo), o Museu do Estado de Pernambuco (Mepe) e a Estação Central Capiba/Museu do Trem.

    “Neste ano, o evento nos traz a oportunidade de repensarmos a função social dos museus a partir das suas ações, divulgação e da relação com o público. Temos que pensar os museus para além dos acervos, dando conta de um conjunto de informações, produção de conhecimentos e saberes, fundamentais para a salvaguarda e preservação”, destaca a presidente da Fundarpe, Márcia Souto.

    Veja a programação completa dos museus pernambucanos:

    MEPE
    Os visitantes poderão conferir a exposição permanente "O Casarão e a Cidade, usos de costumes", que retrata a história do Palacete do Filho do Barão de Beberibe e os costumes da sociedade pernambucana no século 19.

    Além disso, está em cartaz no equipamento cultural a mostra "355 Anos do Tratado de Paz de Haia", que faz um recorte no acervo do período holandês e conta, através de uma linha do tempo, a temporada que os holandeses passaram em Pernambuco e o tratado feito com Portugal, após a expulsão deles do Brasil.

    De 16 a 19/5, das 10h às 11h30 e das 14h às 15h30, haverá também uma Oficina de Arte sobre as exposições do MEPE para estudantes e visitantes relacionada com o acervo do MEPE e o tema da 15ª Semana dos Museus, "Museus e história controversas, dizer o indizível em museus".

    MUSEU DO TREM
    A Estação Central Capiba (Museu do Trem) está na rota da 15ª Semana Nacional de Museus, com a exposição permanente "Exposição Chegada e Partida - A Memória do Trem em Pernambuco", que reconstrói parte da memória ferroviária de Pernambuco, perpassando pelas inovações tecnológicas e o imaginário em sua relação com o cotidiano das cidades.

    Museu do TRem

    MASPE

    No Maspe, em Olinda, o público poderá conferir a "Coleção de Arte Sacra e Arte Popular Religiosa", composta por obras do século 17 ao 20, que narram a tradicional e peculiar fé presente na nossa cultura.

    Os educadores do equipamento cultural também comandarão, entre os dias 16 e 19/5, a ação educativa “40 anos de Museu: 480 anos de História”. A iniciativa terá como enfoque a trajetória histórica do Maspe ao longo dos seus 40 anos de existência, seguida de atividade dinâmica com bate papo e exibição de um material elaborado pela equipe educativa.

    Na quinta-feira (18), haverá duas atividades voltadas ao público infantil: das 14h às 16h, a oficina "Imaginativo, Colaborativo, ou o quê? ", comandada pelos artistas plásticos Emerson Pontes e Marcelo Figueiredo, que mostrará o acervo da instituição, a partir de um olhar investigativo, e buscará resolver graficamente ‘o que o olho de cada um vê’; e às 10h, contação de histórias, com as facilitadoras Ignês Araújo, Fátima Pinheiro Carminha Moraes.

    Museu de ARte Sacra

    MUREO
    No Mureo, localizado também em Olinda, os visitantes poderão conferir o todo o acervo do equipamento cultural, que compreende grande valor histórico para a vida social, religiosa e política da cidade, propiciando ao observador uma visão da casa pernambucana de séculos passados, por meio do mobiliário, prataria, louças, pinturas e demais peças.

    MUBAC
    Em Caruaru, o Museu do Barro participa da ação com as exposições da Sala Mestre Vitalino, com obras do importante artista do Alto do Moura, o Mestre Vitalino e família; da Sala Ceramistas do Alto do Moura, focada nos artistas do local, referendado como grande escola do barro; da Sala Abelardo Rodrigues, aborda os polos cerâmicos de Pernambuco, incluindo os Patrimônios Vivos do Estado.

    O público poderá visitar ainda a mostra "A Religiosidade em Barro – Novenas". A exposição, além de mostrar todos os ritos e devoção dessa tradição, revela, através do acervo do Grupo Flor do Barro, todo o movimento que essa festividade envolve, principalmente ao redor da igreja, que costuma promover uma verdadeira confraternização entre os moradores e devotos.

    Museu do Barro

    Semana Nacional de Museus
    A ação, que acontece anualmente, é resultado de uma parceria do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)/ Ministério da Cultura (MinC) com os museus e demais instituições culturais. Nessa edição da Semana Nacional de Museus, mais de mil espaços museológicos de todo o país oferecem ao público cerca de três mil atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas e exibição de filmes. Para mais informações, acesse: www.guiadaprogramacao.museus.gov.br.

    ENDEREÇOS

    MEPE
    Endereço: Av. Rui Barbosa, 960, Graças, Recife – PE
    Telefone: (81) 3184.3170 | 3184.3178
    E-mail: museu.mepe@gmail.com

    MASPE
    Endereço: Rua Bispo Coutinho, 726, Alto da Sé – Olinda-PE
    Telefone: 3184.3154 | 3184.3155
    E-mail: maspe@fundarpe.pe.gov.br

    MUBAC
    Endereço: Praça Cel. José de Vasconcelos, 100, Centro – Caruaru – PE
    Telefone: (81) 3727. 7839
    E-mail: museudobarro@fundarpe.pe.gov.br

    MUREO
    Endereço: Rua do Amparo, 128, Amparo, Olinda – PE
    Telefone: (81) 3184.3159
    E-mail: museuregionaldeolinda@gmail.com

    MUSEU DO TREM
    Endereço: Rua Floriano Peixoto s/n, São José – Recife
    Telefone: (81) 3184.3197
    E-mail: educativomt@gmail.com

    Assuntos: cultura, secult-pe, fundarpe, Dia Interancional de Museus, ibram,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara destaca importância do Parque Nacional dos Guararapes para a história de Pernambuco e do Brasil

    | Cultura
    Jaboatão

    Governador participou, nesta segunda-feira (15.05), do lançamento do Projeto de Revitalização do equipamento, localizado no município de Jaboatão dos Guararapes
     
    O governador Paulo Câmara prestigiou, nesta segunda-feira (15.05), ao lado dos ministros da Cultura e da Defesa, Roberto Freire e Raul Jungmann, respectivamente, o lançamento do Projeto de Revitalização do Parque Nacional dos Guararapes, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR). Além da recuperação e requalificação do Parque - Patrimônio Histórico Nacional -, o projeto, preparado por meio da Lei Rouanet, receberá, inicialmente, um investimento de R$ 5 milhões para a construção de um novo memorial. O objetivo é preservar a memória do equipamento e homenagear a participação de brasileiros na Batalha dos Guararapes, ocorrida em 1648.
     
    “Precisamos dar a devida importância à memória do Parque Nacional dos Guararapes, símbolo de Pernambuco e patrimônio de todos os pernambucanos, nordestinos e brasileiros. E a melhoria do equipamento precisa ter do poder público o alicerce necessário”, avaliou Paulo Câmara. Para o gestor estadual, a iniciativa vai dar condições de avançar na preservação do equipamento. “A medida de hoje coloca um olhar no futuro, dando condições para que o Parque, onde pernambucanos lutaram por liberdade e justiça, possa ser olhado por gerações e gerações à frente”, destacou.
     
    O ministro Raul Jungmann detalhou que o memorial a ser construído será um local para reunir informações e objetos museológicos como livros, equipamentos e fardas. “É preciso que tenhamos um espaço onde crianças, jovens e quem vier de fora de Pernambuco possam conhecer o que foi a Batalha dos Guararapes e a afirmação da nossa identidade. Ao lado disso, queremos revitalizar o Parque, que tem um conteúdo ambiental”, detalhou, complementando que foi criado um comitê para debater as necessidades e implementar os objetivos do Projeto.
     
    Para o ministro da Cultura, Roberto Freire, a revitalização do equipamento é uma prioridade para o Governo Federal. “A parceria entre os ministérios da Cultura e da Defesa, do Governo de Pernambuco e da Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes é muito importante, pois é preciso preservar a história de um lugar reconhecido como patrimônio brasileiro”, afirmou.

    HISTÓRICO – A Batalha dos Guararapes ocorreu no século XVII, nos anos de 1648 e 1649, e consistiu em dois confrontos entre holandeses e brasileiros/portugueses no Morro dos Guararapes, localizado no município de Jaboatão dos Guararapes. A batalha decretou o fim da ocupação holandesa no território pernambucano, sendo considerada o maior conflito político-militar na época do Brasil Colônia. Alguns historiadores defendem que foi justamente com a Batalha dos Guararapes que o Exército Brasileiro se apresentou pela primeira vez à nação.

    Fotos: Wagner Ramos/SEI
    Cidades: Jaboatão dos Guararapes
    Assuntos: secult, paulo camara, governo de pernambuco, parque nacional dos guararapes, revitalização, roberto freire, raul jungmann, batalha dos guararapes,
    Compartilhe: Link para o post:
  • No aniversário de Jaboatão dos Guararapes, Paulo Câmara autoriza investimento de R$ 85 milhões em saneamento

    | Saúde, Cultura, Trânsito

    Jaboatão

    Governador esteve presente em cerimônia de corte do bolo da cidade, que completa 424 anos nesta quinta-feira (04.05)

    JABOATÃO DOS GUARARAPES - Reforçando o compromisso do Governo do Estado com a busca de melhorias na qualidade de vida da população jaboatanense, o governador Paulo Câmara lançou importantes ações, nesta quinta-feira (04.05), em evento realizado no Centro Cultural Miguel Arraes de Alencar. Foram assinadas as ordens de serviço para o início das obras da primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da cidade e da obra de recuperação do trecho da PE-007, conhecido como Curva do Caranguejo. No dia em que Jaboatão completa 424 anos, o Governo do Estado assinou, também, o termo de cessão do Centro Cultural Miguel Arraes de Alencar para o município.

    Com o valor estimado em R$ 85 milhões, a primeira etapa do SES beneficiará cerca de 55 mil pessoas dos bairros de Piedade, Candeias e Barra de Jangada. O sistema será composto por 61 quilômetros de complexo de coleta de esgoto, cinco estações elevatórias, uma torre de carga e uma estação de tratamento de esgoto. O chefe do Executivo estadual, Paulo Câmara, ratificou a importância da obra para a cidade, salientando que intervenções do tipo são fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população.

    "Quero dizer, como governador, que eu estou aqui para fazer as parcerias. Estou aqui para dizer que vamos estar juntos nessa luta, nessa caminhada, na busca incansável de proporcionar ao povo condições de vida cada vez melhores. Trazemos aqui hoje algumas notícias importantes, como o início do saneamento que vai chegar para toda a cidade. Saneamento é, nada mais e nada menos, que saúde pública e prevenção, que ajuda as pessoas a não ficarem doentes. Com certeza é uma obra que vai fazer história aqui em Jaboatão e mudar toda a cara do município em relação ao esgotamento sanitário", afirmou.

    Com a entrega da obra, serão recuperados cerca de três quilômetros de rede coletora já existentes e desativadas duas pequenas unidades de tratamento, que atendem a conjuntos habitacionais, que passarão a estar definitivamente integrados ao sistema de saneamento global da Compesa.

    CENTRO CULTURAL MIGUEL ARRAES -  O governador Paulo Câmara assinou, também, o termo de cessão do terreno onde se encontra o Centro Cultural Miguel Arraes. O prazo de vigência é de 20 anos. Com projeto iniciado ainda na gestão de Eduardo Campos, o equipamento público é uma forma de homenagem à memória do ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes. No local, um espaço foi reservado para uma exposição permanente de parte do acervo do político. O local também contará com atividades esportivas e culturais.

    CURVA DO CARANGUEJO - Outro importante passo dado no evento foi a assinatura da ordem de serviço para o início das obras da recuperação do talude na Curva do Caranguejo, trecho da PE-007 conhecido pela grande quantidade de acidentes com vítimas fatais. Com investimento de R$ 975 mil reais, um muro de arrimo será construído na rodovia para evitar que outros acidentes ocorram no local.

    Estiveram presentes no evento o prefeito da cidade de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, e a primeira dama, Leonor; o deputado estadual André Ferreira; os secretários estaduais Iran Costa, Milton Coelho, Nilton Mota, Felipe Carreras e Evaldo Costa; o chefe de gabinete do governador, João Campos; o presidente da Compesa, Roberto Tavares; o presidente da Ceasa, Gustavo Melo; o diretor-presidente do DER, Carlos Estima. Além deles, Pedro e Lula Arraes, representando a família do ex-governador de Pernambuco e outras autoridades eleitorais de Jaboatão dos Guararapes.


    Fotos: Roberto Pereira/SEI

    Assuntos: paulo camara, governo de pernambuco, jaboatão dos guararapes, 424 anos,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara: "São 50 anos da Paixão de Cristo encantando Pernambuco e todo o Brasil"

    | Cultura

    Nova Jerusalém

    Na comemoração do cinquentenário do espetáculo de Nova Jerusalém, o governador destacou que, a cada ano, a apresentação se torna mais atrativa

    BREJO DA MADRE DE DEUS - Realizada desde 1968, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém comemora, este ano, 50 anos com o espetáculo realizado no maior teatro ao ar livre. O governador Paulo Câmara, acompanhado da primeira-dama Ana Luiza e da filha Helena,  assistiu à pré-estreia da apresentação, nesta sexta-feira (07.04), no município do Agreste Setentrional. Em homenagem ao cinquentenário, foram inaugurados um monumento alusivo à data e duas estátuas homenageando Plínio e Diva Pacheco, criadores do espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém.

    "É um espetáculo ao mesmo tempo cultural e de fé, que nos lembra a necessidade de amar ao próximo e de fazer o bem. É um marco para o Estado e nós, pernambucanos, temos que ter orgulho", frisou o governador Paulo Câmara. O chefe do Executivo estadual destacou também o alcance da Paixão de Cristo. "São 50 anos que o espetáculo vem encantando Pernambuco e todo o Brasil. A cada ano, a apresentação é mais bonita, mais inovadora e mais atrativa. Estão de parabéns todos os que fazem a Paixão de Cristo", completou.

    O ministro da Cultura, Roberto Freire, afirmou que, como pernambucano, estar presente no espetáculo da Paixão de Cristo é motivo de orgulho. "Sinto emoção e orgulho ao participar de um evento como esse. O Ministério da Cultura não poderia estar ausente sabendo da dimensão do espetáculo. É uma grande encenação cultural no maior teatro ao ar livre", destacou.

    Para o presidente da Sociedade Teatral de Fazenda Nova, Robinson Pacheco, Plínio e Diva Pacheco deixaram aos pernambucanos um grande legado ao longo desses 50 anos. "É um patrimônio material e imaterial de Pernambuco. O espetáculo, a cada temporada, nos encanta e nos enche de coragem para realizá-lo todo ano", afirmou. "Nestes 50 anos, queremos, acima de tudo, agradecer a todos e dizer que a força desse trabalho em equipe é devido ao amor à arte", frisou Pacheco.

    Nova Jerusalém2

    Durante a solenidade, o governador Paulo Câmara foi homenageado, sendo agraciado com a medalha comemorativa e trofeu alusivo ao Cinquentenário da Paixão de Cristo. Também receberam a comenda o ministro Roberto Freire; o ministro do Turismo, Marx Beltrão (representado pelo deputado federal Kaio Maniçoba); o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa (representado pelo deputado estadual Diogo Morais); o ministro das Cidades, Bruno Araújo; os secretários da Casa Civil, Antonio Figueira, e de Turismo, Felipe Carreras; o presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Adailton Feitosa; o prefeito de Brejo da Madre de Deus, Hilário Paulo; o diretor da Rede Globo Nordeste, Yuri Leite; o artista plástico e autor dos monumentos, Jota Cacheado; os deputados federais Tadeu Alencar e Kaio Maniçoba; os deputados estaduais Laura Gomes e Diogo Morais; o secretário de Saúde de Brejo da Madre de Deus, Edson Souza; o presidente da Compesa, Roberto Tavares; o bispo da Diocese de Caruaru, Dom Bernardini; e o radialista Tarcisio Bocão.
     
    Fotos: Aluiso Moreira/SEI

    --
    Assuntos: paulo camara, governo de pernambuco, paixão de cristo, roberto freire,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Conservatório Pernambucano de Música realiza concerto em homenagem ao Bicentenário da Revolução de 1817

    | Cultura

     

    Em evento gratuito, realizado nesta quinta-feira (30.03), no Teatro de Santa Isabel, serão apresentados repertórios de música francesa e pernambucana 

    Em homenagem ao Bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, o Conservatório Pernambucano de Música (CPM), em parceria com o Consulado Geral da França no Recife, realizará uma noite marcada pelos ideais franceses de “igualdade, fraternidade e liberdade” que inspiraram os pernambucanos no sonho de independência de 1817. O concerto, que acontece nesta quinta-feira (30.03), às 20h, no Teatro de Santa Isabel, trará um repertório de música vocal francesa e pernambucana.

    O evento terá a participação do Coro de Câmara do Conservatório Pernambucano de Música e da Orquestra de Câmara de Pernambuco sob a regência do maestro José Renato Accioly. Os músicos apresentarão o resultado de uma capacitação com cantores líricos do Recife, fruto de uma cooperação entre o CPM e o Governo francês, sob orientação do professor de canto Jasmin Martorell.

    No repertório, extratos de duas famosas óperas francesas - Carmem e Os Contos d’Hoffmann -, além da Grande Missa Nordestina, composta pelo compositor caruaruense Clóvis Pereira, que, na ocasião, será homenageado pelos seus 85 anos. A entrada no evento é gratuita, porém o público terá que retirar o ingresso uma hora antes do evento, na bilheteria do Teatro, localizado na Praça da República, s/n, no bairro de Santo Antônio.


    --
    Assuntos: cpm, revolução pernambucana de 1817, consulado geral da frança em recife,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo do Estado lança Edital Nacional do FIG 2017

    | Cultura

     

     FIG

    Artistas e grupos culturais de todo o país poderão participar do próximo Festival de Inverno de Garanhuns. Após convocar exclusivamente atrações nordestinas no ano passado, o Governo de Pernambuco, por meio da Secult-PE e da Fundarpe, lança o Edital Nacional do FIG 2017.

    "É hora de retomarmos o intercâmbio com as diversas expressões formadoras da cultura brasileira, um marco histórico do festival", comenta o Secretário Estadual de Cultura, Marcelino Granja.

    Consolidado no calendário cultural pernambucano, o FIG 2017 acontecerá em julho, com atividades de fruição e formação em todas as linguagens artísticas e áreas culturais. Shows, cortejos, performances, intervenções, recitais, vivências criativas, espetáculos, desfiles, exposições, mostras, ações de gastronomia e patrimônio cultural, entre outras atividades podem ser sugeridas.

    Para Márcia Souto, presidente da Fundarpe, "o festival é uma grande oportunidade de celebrarmos a riqueza cultural do povo brasileiro e promovermos ainda nossos grupos populares e artistas iniciantes". Além de garantir os recursos necessários para a realização de mais um grande festival, o Governo do Estado aposta nesta edição na parceria com empresas e outras instituições privadas, por meio da captação de recursos via Lei Rouanet. A Prefeitura de Garanhuns também é parceira do evento.

    Os interessados em enviar propostas de programação devem acessar o edital e os formulários específicos AQUI. O período de inscrições presenciais ou por Correios é de 29 de março a 17 de abril.

    Todas as notícias oficiais sobre o festival serão primeiramente veiculadas em www.cultura.pe.gov.br/fig2017

    Assuntos: governo de pernambuco, cultura, festival de inverno de garanhuns, secult-pe, Fundarpe, FIG 2017, Marcelino Granja,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Recife sedia o Mundial Escolar de Tênis 2017

    | Esportes, Cultura

    Tennis

    Pela primeira vez nas Américas, competição reúne as promessas do tênis mundial entre os dias 13 e 19 de março

    Os melhores tenistas escolares do mundo chegam ao Recife para participar World Schools Championship Tennis 2017, o Mundial Escolar de Tênis, que chega a sua 9ª edição. Pela primeira vez uma capital da América vai sediar a competição, que começou ontem (13) e se estende até o domingo (19). No certame, realizado pela International School Sport Federation - ISF em parceria com a Confederação Brasileira de Desporto Escolar - CBDE (em conjunto com a Federação do Desporto Escolar de Pernambuco - FEDEPE) e a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, serão cerca de 300 participantes de 13 diferentes países concorrendo nas categorias masculino e feminino.

    O evento também contará com o apoio global de Kinder + Sport, projeto desenvolvido pelo Grupo Ferrero e presente hoje em 25 países que tem como compromisso contribuir com a integração das crianças no esporte. A parceria entre Kinder + Sport e a ISF ocorre pelo fato de ambas contarem com os mesmos objetivos e valores conscientes de que o desporto e o movimento são absolutamente necessários para a educação das crianças.

    Todos os jogos começam na segunda-feira (13), dia também da cerimônia oficial de abertura, e vão ser sediados em 14 quadras, sendo 8 destas no Squash Tênis Center, em Boa Viagem, e mais 6 quadras no Recife Tênis Clube, no Ipsep, todas de saibro. Durante cinco dias disputarão mais de 50 partidas pelo título mundial. Entre eles o atual campeão masculino, a Inglaterra, seguidos de China Taipei e Turquia. Pelo feminino, o vice-campeão Turquia e o terceiro lugar, Alemanha, já estão confirmados e tidos como os possíveis finalistas.

    “Estamos muito felizes em realizar esse torneio internacional com caráter pioneiro aqui na Capital. O Mundial Escolar é um evento grandioso e os organizadores ficaram bastante satisfeitos com nossa infraestrutura, que já recebe importantes competições do calendário nacional. Tenho certeza que teremos ótimos confrontos em solo pernambucano”, ressaltou o secretário Felipe Carreras.

    O Brasil, que tem nomes fortes no tênis mundial como Gustavo Kuerten e Fernando Meligeni, no tênis escolar ainda busca seu espaço tendo como melhor ranking o 14º lugar no último mundial, em 2015, no Catar. Para este ano, participam da competição as delegações da Itália, Inglaterra, Bélgica DG, Bélgica FL, Alemanha, China, Taipei, Nova Zelândia, França, Turquia, Escócia, Chile, além do Brasil, que será representado por uma instituição de ensino pernambucana, o Colégio Santa Maria. Todos os atletas têm entre 14 e 18 anos e vão concorrer na disputa por equipes, sendo 12 no masculino e 11 no feminino. A primeira fase do campeonato é disputada em sistema de grupos e os dois melhores de cada chave se classificam para a fase de mata a mata. As finais do campeonato acontecem no domingo (19).

    Um ponto interessante da programação é o dia reservado para as apresentações culturais dos países participantes. Na quinta-feira (16), todas as delegações participantes do Mundial se unem para apresentar um pouco de suas respectivas culturas na chamada Feira das Nações.  Além disso, está programado o Dia Cultural, com um passeio turístico das delegações pelo Recife Antigo. É o momento de intercâmbio e troca de experiências entre os atletas e técnicos, um dos principais objetivos do International School Sport Federation (ISF).

    SOBRE A CBDE

    Fundada na virada do milênio, no ano 2000, a CBDE – Confederação Brasileira do Desporto Escolar nasceu do desejo de profissionais ligados a Educação Física e ao Desporto de qualificar, incentivar e, acima de tudo, difundir a prática do desporto escolar em todos os níveis, inclusive o desporto escolar praticado por portadores de deficiências.

    SOBRE A ISF

    Por volta de 1960, competições escolares internacionais começavam a ter um grande crescimento. Além de encontros ocasionais e casuais entre duas ou mais escolas, torneios estavam começando a ser organizadas regularmente em diferentes modalidades: handebol em 1963, voleibol em 1969, futebol em 1970 e, em 1971 o basquete também passa a ser disputado anualmente.

    Após longos debates o projeto foi aprovado. No entanto, vislumbrando o futuro do desporto escolar, a Federação não se limitou somente aos países europeus e hoje contempla 85 países.

    SOBRE KINDER + SPORT

    O programa Kinder + Sport tem como objetivo promover a prática desportiva entre as crianças e os jovens como parte de um processo educativo que se complementa com hábitos de alimentação saudável e equilibrada. Kinder + Sport: Joy of moving é o grande projeto de apoio de KINDER aos esportes que expressam valores de formação e educação, como voleibol, atletismo, ginástica e natação, todos com possibilidade de atuação no âmbito escolar.

     

    Mais informações para a imprensa

    CBDE

    Alexandra Alves – alexandra@esporteescolar.org.br – (11) 973255487

    Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco

    Terni Castro – terni.castro@esportes.pe.gov.br – (81) 995081414

    Kinder + Sport (Ketchum)

    Nathalya Calil – nathalya.calil@ketchum.com.br – 5090-8900 ramal: 8803
    Adriana Sandoval – adriana.sandoval@ketchum.com.br – 5090-8900 ramal: 6488
    Mayara Salgueiro – mayara.salgueiro@ketchum.com.br – 5090-8900 ramal: 8844

    Assuntos: torneio de tenis, world schools championship tennis 2017, cbde, fedepe, seturel-pe, felipe carreras,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governador prestigia exposição em homenagem à Revolução Pernambucana

    | Cultura
    Revolução 1817

    Intitulada “1817 – Revolução Republicana”, a mostra teve início neste domingo, no Museu do Recife, e integra o calendário comemorativo do Bicentenário
     
    Em mais um ato comemorativo ao Bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, o governador Paulo Câmara participou, neste domingo (12.03), da abertura da exposição “1817 – Revolução Republicana”, no Museu da Cidade do Recife/Forte das Cinco Pontas. O evento contou com lançamentos de livros e apresentação de música composta especialmente para a ocasião. Acompanhado do prefeito em exercício, Luciano Siqueira, o chefe do Executivo estadual foi presenteado com os exemplares lançados e destacou a importância de iniciativas como essa na propagação dos valores e legados conquistados há mais de 200 anos.
     
    “É com muita alegria que estamos aqui, hoje, para dar início a uma exposição tão bem produzida e importante. O passado precisa ser colocado à disposição de todos os pernambucanos. É com esse exemplo e com todos os ideais libertários e democráticos deixados que a gente vai avançar e melhorar o presente, mas, acima de tudo, trabalhar por um futuro mais igual e justo para todos nós pernambucanos, para todos os brasileiros”, destacou o governador.
     
    Paulo falou ainda sobre a importância de se reforçar esse assunto nas instituições de ensino do Estado. “Nós vamos, ao longo deste ano, falar muito sobre tudo isso. Levar esse assunto às escolas, trazer os nossos estudantes aqui, para visitar essa bonita exposição e para que eles tenham acesso a todo esse material. A nova geração precisa conhecer e levar para o futuro a importância dessa luta que nos deixou valores e legados tão nobres”, disse.
     
    Dividida em cinco eixos, a exposição apresenta, através de textos, imagens, vídeos, desenhos, documentos e objetos históricos os fatos ocorridos e os principais personagens que lutaram para defender os valores fundamentais da liberdade e da justiça social durante o período da Revolução. Fruto de uma parceria entre o museu e o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco (IAHGP) a mostra é gratuita e ficará em cartaz por um período de um ano. Após a inauguração, as visitações vão seguir o horário de funcionamento do museu, de terça a domingo, das 9h às 17h.
     
    “Nesse instante em que nós celebramos de maneira elevada a Revolução de 1817, com essa exposição, nós estamos homenageando o nosso povo e estamos, ao mesmo tempo, nos deixando envolver pelo espírito dessa luta. Tudo isso para que nós possamos aprender com as lições do passado e iluminar na nossa mente os desafios atuais para a construção de um futuro democrático, soberano e justo para o nosso País”, ressaltou o prefeito do Recife em exercício, Luciano Siqueira.
     
    LANÇAMENTOS – Dois livros foram lançados durante a solenidade de abertura, foram eles: o ABCdário da Revolução Republicana de 1817 e a reedição da História da Revolução de Pernambuco em 1817, escrito no século 19 por Francisco Muniz Tavares, que fez parte da ação e que chegou a ser preso no Forte das Cinco Pontas.
     
    Organizado por Betânia Correa de Araújo, em parceria com a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), o ABCdário conta a história da revolução através de quase 70 verbetes. Já a reedição, publicada pela Cepe, é feita a partir da segunda edição, publicada em 1969, e que serviu também de guia para a mostra. 
     
    Além disso, foi apresentada uma composição de autoria do músico e professor Múcio Calou, criada especialmente para o evento. A suíte possui oito partes e foi executada por um quarteto com flauta, violoncelo, violão e contrabaixo.
     
    Diretora do Museu e organizadora do ABCdário, Betânia Correa de Araújo afirmou sua satisfação em poder fazer parte desse momento que ela avaliou como “honroso” para a casa. “É missão desse lugar contar e educar sobre a história da revolução, justamente por ter sido abrigo de cerca de 150 homens que lutavam pela liberdade do nosso povo, das nossas terras. Por isso, é um compromisso e uma responsabilidade grande para este local, que é Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1938. E é uma alegria poder abrigar essa iniciativa”. 

    Fotos: Aluisio Moreira/SEI
     
     

    --

    Assuntos: paulo camara, revolução pernambucana, forte cinco pontas, o ABCdário da Revolução Republicana de 1817, História da Revolução de Pernambuco em 1817, cepe, Betânia Correa de Araújo
    Compartilhe: Link para o post:
  • Carnaval injeta mais R$ 1.2 bilhão na economia de Pernambuco

    | Turismo, Cultura


    Pesquisa realizada pela Empetur demonstra saldo positivo para o sucesso do Carnaval pernambucano 

     

    O Carnaval de Pernambuco promoveu um incremento de R$ 1.238 bilhões na economia do Estado, em 2017. O valor é 2,7% superior em relação ao ano passado. O fluxo de visitantes, que engloba o número de turistas e excursionistas (visitantes que não pernoitam nem residem no entorno do local visitado), sofreu uma pequena queda de 1,1%, passando de 1.6 milhão para 1.582 milhão de visitantes. Os dados fazem parte da pesquisa realizada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), entre os dias 25 de fevereiro a 05 de março. 

    A pesquisa revela ainda o perfil do turista nacional. Os estados do Nordeste corresponderam a aproximadamente 40% dos turistas recebidos por Pernambuco, principalmente o Ceará (8,57%) e a Bahia (8,04%). Individualmente, São Paulo continua sendo o principal emissor de visitantes nacionais (27%), seguido do Rio de Janeiro (10,7%) e Distrito Federal (4,18%). Entre os estrangeiros, o destaque ficou para Argentina (40,3%), Uruguai (10,4%), Alemanha (5,97%) e França (5,9%).  A ocupação hoteleira em Pernambuco ficou em torno de 94%, um acréscimo de 2,49% em relação a 2016, quando o índice marcou 91,6%. Se levarmos em consideração apenas o Recife, a ocupação ficou em 97%, cerca de 1% a mais do que em 2016. Na RMR, os hotéis tiveram 96% dos seus quartos ocupados, 3,82% superior ao último Carnaval. 

    O gasto médio individual diário foi de R$ 177,50, tendo como permanência média em Pernambuco de 8,5 dias. "Esses números ratificam que o Carnaval, mais do que uma festa, é um grande negócio que gera emprego e renda para os pernambucanos. Muita gente conseguiu iniciar o processo de recuperação econômica diante de uma época tão sensível na economia brasileira. Também tiveram aqueles que conseguiram uma renda extra. Isso é muito importante, pois dezenas de setores foram impactados antes, durante e depois dos dias de Momo", comemora o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras. 

    Em 2017, durante o período pré-carnaval até a quarta-feira de cinzas, o Aeroporto Internacional do Recife teve uma movimentação de 181,194 mil pessoas, um crescimento de 2% em ralação ao mesmo período do ano anterior. Os principais aeroportos emissores foram Guarulhos (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro) e Aeroporto de Salvador (Bahia). 

    O Carnaval de Pernambuco foi aprovado por 95,2% dos entrevistados, que avaliaram os eventos, os equipamentos, os serviços e a infraestrutura turística. Prova disso é que 98,6% deles afirmaram que recomendariam o Carnaval para outras pessoas.  

    A metodologia utilizada na pesquisa realizada pela Empetur é aprovada pela Organização Mundial do Turismo (OMT) e leva em consideração os dados coletados em diversas sondagens para projetar números globais.

    FOTO: Hesíodo Góes

     

    Assuntos: empetur, turismo-pe, carnaval,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo destaca “bravos guerreiros” de Pernambuco em sessão solene em homenagem à Revolução de 1817

    | Administração, Cultura
    Brasília

    Governador fala da coragem cívica dos revolucionários pernambucanos para fazer o Brasil independente de Portugal


    BRASÍLIA – A Câmara dos Deputados realizou na manhã desta terça-feira (07/03) Sessão Solene em homenagem ao Bicentenário da Revolução de 1817. O governador Paulo Câmara e o vice-governador Raul Henry representaram o Governo de Pernambuco na cerimônia, realizada por iniciativa do deputado federal Tadeu Alencar. Paulo foi um dos que discursaram na sessão solene. “Apesar dos enforcamentos, dos fuzilamentos, dos esquartejamentos, das devassas, dos degredos, e das prisões, não morreu o compromisso dos pernambucanos com a liberdade e a República. Não por acaso, são denominados de ‘bravos guerreiros’ no hino estadual”, afirmou o governador pernambucano.

    Paulo observou que, ao realizar a Sessão Solene, a Câmara dos Deputados dá importante contribuição para que seja mitigada uma dívida histórica com os pernambucanos. “Considerada pelo historiador Manuel de Oliveira Lima ‘a única revolução no Brasil digna deste nome’, a Revolução Republicana de 1817, que irrompeu em Pernambuco na tarde de 6 de março, há 200 anos, nunca recebeu, da historiografia oficial, o destaque que ainda lhe é devido”, ressaltou.

    Para o governador de Pernambuco, passados dois séculos,  vários legados perduram de 1817. “O mais importante deles custou a ser reconhecido. Trata-se de constatação de que a luta pela República, há dois séculos, foi uma das sementes do movimento que resultou no Sete de Setembro, apenas cinco anos depois. Receber do Brasil tal consideração, ainda que tardia, muito nos honra. E, como dito no início, esta Sessão Solene é uma importante contribuição para que os comprovados fatos históricos sejam chancelados como tal”, avaliou o governador Paulo Câmara.

    Íntegra do Discurso do Governador Paulo Câmara

    “Ao realizar esta Sessão Solene, a Câmara dos Deputados dá importante contribuição para que seja mitigada uma dívida histórica com os pernambucanos.

    Considerada pelo historiador Manuel de Oliveira Lima “a única revolução no Brasil digna deste nome”, a Revolução Republicana de 1817, que irrompeu em Pernambuco na tarde de 6 de março, há 200 anos, nunca recebeu, da historiografia oficial, o destaque que ainda lhe é devido.

    Portanto, agradeço ao deputado Tadeu Alencar, da bancada de Pernambuco do Partido Socialista Brasileiro, autor da proposição, e aos parlamentares que deram apoio à iniciativa com seus votos. Aqui expresso o reconhecimento dos pernambucanos a esta Casa, representação democrática de todos os brasileiros.

    São muitas as razões para se comemorar e se reavivar na memória este Bicentenário. A Revolução de 1817 foi a primeira a pegar em armas pela instauração de uma República no Brasil; a primeira a eleger um governo que passou a administrar sob um ordenamento pré-constitucional; a primeira a libertar escravos e a adotar medidas a favor dos mais pobres. Nomeou embaixador para os Estados Unidos; organizou exército e, em pouco tempo, recebeu a adesão das províncias da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

    Pernambuco nunca lutou para se separar do Brasil, como propagou a narrativa oficial por décadas. Mas sim para separar o Brasil de Portugal, apartar a colônia do colonizador. Um colonizador cuja Corte, instalado no Rio de Janeiro, cada vez mais taxava de impostos os pernambucanos, e os reprimia, enquanto o quadro econômico e social se agravava, com a queda das exportações do açúcar.

    Pouco mais de dois meses durou a Revolução Republicana de 1817. Teve como líderes comerciantes, profissionais liberais, padres e maçons, inspirados pelos princípios humanistas da Revolução Francesa de 1789. Nas suas fileiras lutaram brancos, negros, índios e mestiços.

    A reação do colonizador foi implacável. Cerca de 1.600 revolucionários foram mortos – dezenas enforcados no centro do Recife – e feridos cerca de 800 degredados. A devassa que se seguiu alcançou outros milhares. O colonizador ainda decepou parte do território de Pernambuco, ao Sul. Até então, nunca houvera repressão tão extensa e profunda.
     
    No entanto, apesar dos enforcamentos, dos fuzilamentos, dos esquartejamentos das devassas, dos degredos, e das prisões não morreu o compromisso dos pernambucanos com a liberdade e a República. Não por acaso, são denominados de “bravos guerreiros” no hino estadual.

    Compromisso que pouco tempo depois, em 1824, foi reavivado na Confederação do Equador, novo movimento libertário, unindo as províncias nordestinas. Compromisso de luta contra o arbítrio – que levou o Governador Miguel Arraes a não renunciar ao cargo, mesmo sabendo que seria preso pela ditadura. Compromisso com a democracia, que fez desabar sobre Pernambuco disseminada e dura repressão, após abril de 1964.

    Passados dois séculos, que legados perduram de 1817? O mais importante deles custou a ser reconhecido. Trata-se de constatação de que a luta pela República, há dois séculos, foi uma das sementes do movimento que resultou no Sete de Setembro, apenas cinco anos depois.

    Receber do Brasil tal consideração, ainda que tardia, muito nos honra. E, como dito no início, esta Sessão Solene é uma importante contribuição para que os comprovados fatos históricos sejam chancelados como tal.

    Igualmente importante é constatar que a Revolução não dividiu os brasileiros. Ao contrário, buscou a unidade de todos contra o adversário comum – o colonizador. Não segregou classe social, raça ou credo, num esforço de integração nunca antes visto no Brasil. Um exemplo a ser seguido, no momento em que o País, atravessado por uma crise sem precedentes, mais precisa do consenso de suas lideranças e da solidez de suas instituições, para voltar a se desenvolver.

    Pernambuco – com seu anticolonialismo, seu autonomismo, seu irredentismo – não quer ser tratado com privilégios. Mas sabe da sua importância secular para a formação da consciência da Nação brasileira. E tem absoluta convicção do papel da Revolução Republicana de 1817 nesta construção, erguida por gerações e gerações.

    É por isso que estamos reunidos aqui: para relembrar, para reaprender e para avançar, rumo ao que de melhor nos reserva o futuro, norteados pela coragem dos que, no passado, forjaram a base do que hoje somos.
    Muito obrigado.”


    Fotos: Humberto Pradera/Divulgação
    Assuntos: Paulo Camara, governo de pernambuco, brasília, bicentenário da revolução de 1817,
    Compartilhe: Link para o post: