meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Cepe lança no FIG livros vencedores do prêmio nacional de literatura

    | Cultura
    Livros do FIG
    Criado em 2015 pelo Governo do Estado e a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), dentro das comemorações dos 100 anos da Imprensa Oficial de Pernambuco, o Prêmio Cepe Nacional de Literatura lança às 18 desta sexta-feira (28.07), no Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), os livros vencedores de sua segunda edição.

    Na categoria Poesia, o primeiro lugar foi Arquiteturas de vento frio, do pernambucano de Vitória de Santo Antão Walther Moreira Santos; no Romance, Outro lugar, do paulista Luís Sérgio Krausz; no Conto, Dancing jeans – Baixo Augusta e outros contos, de Mílton Morales Filho, também natural de São Paulo; no Infantojuvenil, Os filhos do deserto combatem na solidão, do gaúcho Lourenço Cazarré.

    O concurso destina aos vencedores um total de R$ 80 mil, sendo R$ 20 mil para os primeiros lugares de cada uma das quatro categorias. A premiação inclui também a publicação dos livros pela Cepe Editora. A segunda edição do concurso registrou 711 inscrições, incluindo 10 brasileiros residentes em Portugal, Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos, Japão e Uruguai.

    O julgamento foi realizado em duas etapas, com uma comissão de pré-seleção e outra de premiação, ambas formadas por pessoas de renome na área de Literatura. A primeira foi composta pelo professor de Letras da UFPE, Ricardo Postal; o escritor, professor e tradutor Wellington de Melo; o escritor, poeta, contista e tradutor Everardo Norões; e o jornalista e escritor Homero Fonseca. A segunda foi formada pela escritora Carola Saavedra, a jornalista e escritora Márcia Denser e o escritor Antônio Carlos Viana
    Cidades: Garanhuns
    Assuntos: fig, cepe, premio cepe nacional de literatura
    Compartilhe: Link para o post:
  • É dada a largada para mais um CineCreed

    | Cultura
    Já estão abertas, e seguem até o dia 22 de outubro, as inscrições para filmes curtas-metragens para integrar as mostras Competitiva Brasil, Competitiva Nordeste e Competitiva Pernambuco, do IX CineCreed, que este ano homenageia a Universidade Católica de Pernambuco, um dos primeiros parceiros do evento, que traz a marca da ressocialização pela arte, desde sua criação. O festival de cinema realizado dentro dos muros de um presídio, o que antes parecia apenas um sonho de seus poucos organizadores, vem ganhando fôlego a cada ano e se consolida não apenas por essa sua característica pioneira, mas pela própria qualidade de suas produções.
     
    Apenas curtas-metragens concluídos a partir do ano de 2015, com duração máxima de 20 minutos (incluindo os créditos) e sem participação no processo seletivo das edições anteriores do CineCreed, poderão ser inscritos. A curadoria e seleção dos filmes para as mostras competitivas do festival serão feitas pelo professor e crítico de cinema Alexandre Figueirôa.
     
    As mostras competitivas acontecerão nos dias 24 a 26 de novembro e serão realizadas ao ar livre, na área prisional do Centro de Reeducação da Polícia Militar de Pernambuco (CREED), localizado no bairro de Caetés II, no município de Abreu Lima, na Região Metropolitana do Recife.
     

    Histórico - O CineCreed é um festival com características bem próprias. Ele busca a ressocialação dos homens presos na unidade através da cultura. Os exibidores são cineastas profissionais que levam seu trabalho para uma comissão julgadora formada também por profissionais. Aos detentos, fica o prazer de apreciar os filmes ao lado de familiares e membros da comunidade que vive no entorno do  prédio e que comparecem em peso ao evento, seja para acompanhar os filmes ou para fazer negócio em uma feirinha de lanches que é montada no local. São três dias totalmente diferentes para quem vive nas celas e também para os visitantes.   

    Cidades: Abreu e Lima
    Assuntos: cinecreed, festival de cinema
    Compartilhe: Link para o post:
  • Adolescentes da Funase participam de oficina de Hip-Hop realizada dentro da programação do FIG

    | Juventude, Cultura

    fig

    Pelo sétimo ano seguido, adolescentes da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) participarão de oficina oferecida dentro do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Desta vez, os beneficiados serão os socioeducandos da Casa de Semiliberdade (Casem) Garanhuns. Durante toda a próxima semana, de 24 a 28 de julho, cerca de 15 socioeducandos terão contato com o universo Hip-Hop na formação de Dança de Rua e Rima, realizada dentro da unidade. Após os cinco dias de aula, o palco do Parque Euclides Dourado receberá o evento de culminância das oficinas oferecidas no festival, onde os adolescentes farão uma apresentação de abertura da Batalha de Hip-Hop, mostrando a toda a comunidade o trabalho desenvolvido durante as aulas. A atividade é oferecida pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e pela Gerência de Projetos Especiais da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult), por meio de uma parceira com a Funase.

    A oficina será conduzida pelos educadores Levi Costa e Claudio Ferreira e levará aos adolescentes os movimentos básicos da Dança de Rua e a musicalidade dos seus ritmos no que se refere ao Funky Soul, Funky,  Groovy e Break. Segundo o educador Levi Costa, conhecido como Chitos, Pernambuco é uma das cidades onde o Hip-Hop é mais efervescente. “Incluímos características do coco, do cavalo marinho, da capoeira e do frevo na prática das aulas, porque a Dança de Rua tem tudo a ver com esses movimentos, que também são de resistência”, destacou.

    Dinâmicas de grupo, exibição de filmes, rodas de diálogo e debates também serão desenvolvidas dentro da oficina. Entre os temas levantados estão: a história do Hip-Hop no mundo e no Brasil, abordando a Dança de R​ua, MC, Graffiti, DJ e o 5° elemento; e a história da Dança de Rua, das origens nos Estados Unidos e sua constituição nas regiões brasileiras e em Pernambuco. “Nessa oficina trabalhamos também o conhecimento, estimulamos os adolescentes a lerem e escreverem, buscando assim uma melhoria de vida. Nos debates defendemos também a resistência negra e suas lutas. A Dança de Rua muda a vida e a cabeça deles, temos que mostrar uma força, um caminho e uma forma para isso acontecer”, destacou.

    Para a vice-presidente da Fundarpe, Antonieta Trindade, o Hip-Hop é uma expressão da cultura de rua, muito identificada com as comunidades afro-americanas e latinas em subúrbios e periferias das grandes cidades. “Quando você agrupa dança, música, literatura e artes plásticas numa mesma expressão artística, automaticamente você consegue fazer com que uma comunidade inteira possa refletir sobre a sua própria condição social. É a própria poética urbana. O rap, o grafite e o break vêm daí”​, enfatizou Antonieta Trindade​.

    A coordenadora geral da Casem, Luciana Virgínia, comemora mais um ano dessa parceria, que faz com que os adolescentes se sintam mais valorizados, mais integrados, em um momento em que a cidade está em efervescência. “Essa é uma oportunidade de inclusão dada aos nossos adolescentes. É uma forma de eles se sentirem presentes e vivenciando o FIG. E a cada ano percebemos ainda mais a sensibilidade da Fundarpe e do Governo do Estado em fazer com que a Funase participe do evento. Eles têm um olhar diferenciado, um olhar que precisamos ter”, frisou.

    Fora a oficina oferecida aos adolescentes da Funase, diversas outras opções de formação cultural estão disponíveis aos moradores e turistas dentro das atividades do FIG. São cursos de cinema de animação, de fotojornalismo nas mídias livres, confecção de bonecos de madeira, de teatro, música e dança, por exemplo.​
    Cidades: Garanhuns
    Assuntos: funase, casem, garanhuns, fig, hip hop, fundarpe
    Compartilhe: Link para o post:
  • Alunos da Rede Estadual de Ensino cria aplicativo gratuito para a Fenearte 2017

    | Economia, Emprego, Cultura
    FEnearte Aplicativo

    Governador Paulo Câmara e a primeira-dama Ana Luiza foram apresentados, nesta terça-feira, à ferramenta que vai disponibilizar informações como a programação completa da 18ª edição da feira

     
    O governador Paulo Câmara e a primeira dama Ana Luiza Câmara receberam, nesta terça-feira (27.06), no Palácio do Campo das Princesas, um grupo de estudantes que vem se notabilizando na Rede Estadual de Ensino pelo desenvolvimento de ferramentas virtuais. Na ocasião, eles apresentaram a última criação da equipe: o aplicativo Fenearte 2017. A plataforma foi elaborada para facilitar a circulação de visitantes e feirantes da 18ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato, que acontece entre os dias 6 e 16 de julho, disponibilizando, entre outras informações, a programação completa do evento, os locais exatos dos estandes dos expositores, além das peças disponíveis e o preço.
     
    "Agora, quem visitar a Fenearte vai ter a possibilidade de encontrar tudo com muito mais facilidade. É muito bom, como governador do nosso Estado, ver surgir experiências como essas, que nos mostram que Pernambuco está no caminho certo ao não medir esforços no momento de investir em Educação. Esses meninos que mostram que as oportunidades são portas para a construção de um futuro melhor para o nosso povo", ressaltou Paulo Câmara.

    O aplicativo, que será disponibilizado para download de forma gratuita na a partir de amanhã (29), é fruto da dedicação diária, ao longo de um mês, de cinco alunos do 3º ano do Ensino Médio do curso de Manutenção e Suporte em Informática da Escola Técnica Estadual (ETE) Maria José Vasconcelos, localizada no município de Bezerros, Agreste de Pernambuco. São eles: Gilberto Mateus (17), José Inácio Neto (20), Júlio César (17), Samuel Oliveira (17) e José Andreson (17). Os estudantes estiveram sob supervisão do coordenador do curso, Paulo Henrique Ramos.
     
    “Temos orgulho dos nossos alunos e da educação que Pernambuco conquistou quando vemos que os estudantes abraçaram esse projeto, permitindo que eles sonhem com algo ainda maior. Um trabalho como esse agrega ainda mais valor à Fenearte”, avaliou Ana Luiza. “A alegria é ainda maior quando sabemos que o Governo de Pernambuco permitiu, de alguma forma, que isso acontecesse”, complementou.
     
    Fenearte aplicativo
     
    Didático, o aplicativo disponibiliza nove seções: Fenearte, Alameda dos Mestres, Espaço Interferência, Expositores, Programação, Salões e Galeria, Serviços, Como Chegar e Fale Conosco. Por meio desses links, é possível saber, por exemplo, sobre a história da Fenearte, quem é o responsável pelo evento ou o período em que ocorrerá a feira. O visitante também tem dispnível o nome dos artesãos que estarão expondo na feira e um pouco do trabalho deles. 
     
    Integrante do grupo de criação do Fenearte 2017, Gilberto Mateus contou que, além das nove aulas diárias – que acontecem das 7h às 17h -, ele e os outros quatro estudantes continuavam na ETE até as 19h para desenvolver o aplicativo. “Esse interesse partiu da gente. Dava mais vontade de ir para a escola e de estudar mais com esse projeto”, afirmou Gilberto, acrescentando que, a partir do interesse do grupo, outros alunos acabaram se contagiando e se interessando pela área de tecnologia.
     
    Ele revelou que não imaginava ter uma oportunidade de desenvolver aplicativos em uma escola pública. “Esse curso foi muito importante porque abriu a minha visão para essa área da informática. A educação pública transformou a minha vida”, afirmou o aluno. “Foi uma experiência muito boa e é uma oportunidade que vai acrescentar muito na minha vida profissional”, acrescentou Gilberto, que vai fazer vestibular para Análise de Desenvolvimento de Sistemas.
     
    O coordenador Paulo Henrique Ramos contou que os alunos se sentiram desafiados e abraçaram a causa sem medo. “Desde que entraram em contato conosco para desenvolvermos o aplicativo, os meninos se dispuseram a ficar duas horas a mais após as aulas para produzir. Algumas semanas, eles acabaram trabalhando em sábados, domingos e feriados”, pontuou, complementando que as duas horas extras contarão como horas de estágio para os estudantes. “Foi uma experiência incrível. E, além da disposição do grupo, é importante ressaltar o suporte que a ETE nos ofereceu. Eles fizeram o que estava ao alcance deles para que a gente pudesse realizar esse projeto”, considerou Ramos.
     
    APPs – O Fenearte 2017 não é o primeiro aplicativo desenvolvido por esse mesmo grupo de cinco alunos. Os estudantes também já desenvolveram o Táxi Izi, que funciona como uma alternativa de mobilidade, mostrando a disponibilidade dos mototáxis da cidade de Bezerros, que podem ser solicitados. Em 2015, cerca de seis alunos dos 1º e 2º anos do curso de Manutenção e Suporte em Informática da ETE de Bezerros, sob orientação do professor Luís Alexandre, criaram o FIG 2015 Oficial - App para informar o público sobre o Festival de Inverno de Garanhuns.
     
    FENEARTE 2017 – A 18ª edição da maior feira de artesanato da América Latina será realizada entre os dia 6 e 16 de julho, no pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, Região Metropolitana do Recife. Com 11 dias de programação, o evento reúne o que há de melhor em termos de cultura, artesanato, turismo e geração de renda.

    Fotos: Aluisio Moreira/SEI

    --
    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • FÉRIAS NO ESPAÇO CIÊNCIA

    | Educação, Juventude, Meio Ambiente, Cultura, Infância
    Espaço Ciencia

    Vinte oficinas, com diversão e ciência, fazem a alegria da meninada no mês de julho
     
    O Espaço Ciência inicia na próxima segunda, 3 de julho, sua programação especial de férias. Será um mês de muita diversão e aprendizagem, em vinte diferentes opções de oficinas, além das centenas de experimentos, exposições, passeio de barco, trilhas e Planetário.

    O Espaço Ciência é um Museu Interativo vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. Fica no Parque Memorial Arcoverde, Complexo de Salgadinho, Olinda. A entrada é gratuita e o local funciona de 8h às 12h e das 13h às 17 h de segunda à sexta e de 13h30 às 17h nos fins de semana. Para grupos de mais de dez pessoas, as visitas devem ser agendadas pelo telefone (81) 3241.3226.
     
    OFICINAS – São vinte diferentes opções de oficinas, distribuídas durante as quatro semanas de julho. Os visitantes poderão, por exemplo, extrair o DNA de frutos usando reagentes químicos. Ou brincar de construir flores artesanais com garrafa pet para simular o processo de polinização. Dá até para pescar um peixe de verdade, observar sua morfologia e depois soltá-lo novamente em seu habitat.
     
    Conceitos físicos viram diversão em experimentos interativos com fogo ou em uma brincadeira de teste de força. Há, também, opções de gincanas e jogos, como a Gincana da Ciência e o jogo do Desequilíbrio Ambiental, com dinâmicas interativas que revelam a cadeia alimentar.
     
    A matemática fica bem divertida em jogos como Resta Um, Torre de Hanói, Monte o cubo e outros. Ou na atividade de criar sólidos geométricos com bolhas de sabão. Outra dica é brincar de fazer sons com diferentes materiais recicláveis. Ou ouvir histórias sobre personagens das matas e dos mangues.
     
    Há, ainda, oficinas que fizeram sucesso nas férias de janeiro e voltam a acontecer agora em julho. É o caso da Construção de Pipas; Geleca Científica; Origami;  Show da Química; Horta Vertical e Construindo seu Robô.

    Espaço Ciência

    ATRAÇÕES PERMANENTES – Além das oficinas especiais para o mês de férias, os visitantes têm à sua disposição centenas de experimentos interativos espalhados pela Trilha das Descobertas e Trilha Ecológica, além de passeio de barco pelo manguezal, Planetário e quatro exposições: De Olho na Luz, (R)Evolução dos Bichos, História Química da Humanidade e Nanotecnologia.
     
    Para participar das atividades, não é necessária inscrição. Basta procurar a recepção do Museu e pegar uma ficha referente à oficina da qual deseje participar. Mais informações e agendamentos pelo telefone: 3241.3226.
     
     
    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo e Ana Luiza recebem filhos de Eudócio, grande homenageado da 18ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte)

    | Cultura
    Fenearte


    O governador Paulo Câmara e a primeira-dama Ana Luiza Câmara se reuniram, nesta quarta-feira (21.06), no Palácio do Campo das Princesas, com os filhos do mestre Manuel Eudócio. O artista - falecido em 2016 - é o grande homenageado da 18ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte). Ademilson Rodrigues, Ariberto, Maria Elizabete, Elisoneide, Marco e Luiz Carlos presentearam o governador e a primeira-dama com uma obra criada por seu pai e destacaram que a arte de Eudócio dialoga com a proposta da maior feira de artesanato da América Latina, que, este ano, será realizada entre os dias 6 e 16 de julho.

    Fotos: Aluísio Moreira/SEI
    Assuntos: paulo camara, ana luisa, fenearte, eudocio, homenageado 18º fenearte
    Compartilhe: Link para o post:
  • Polos juninos incrementam a economia local e atraem turistas para Pernambuco

    | Economia, Cultura


    Caruaru, Gravatá, Petrolina, Limoeiro, Arcoverde e Bezerros são os municípios mais procurados nesse período

    Já conhecido como tradicional polo dos festejos populares do Brasil, Pernambuco espera receber milhares de visitantes que vão aproveitar as festas juninas. A expectativa é as festividades de São João injete, aproximadamente, R$ 260 milhões na economia de Pernambuco. A previsão é fruto de pesquisa realizada pela Empetur, que aponta um crescimento de 0,85% em relação à receita acumulada em 2016. Cidades com tradição nos festejos juninos, no interior, são responsáveis por grande parte da receita do Estado.

    Uma campanha foi lançada sob o tema “Pernambuco é todo São João”. O jingle cultural com autêntico forró já está nas rádios das principais cidades do Nordeste e as TVs foram invadidas com images que mostram a tradicional festa junina com quadrilha, forró, trio pé de serra, fogueiras, fogos e comidas típicas que darão o tom da festa desse ano.

    A Empetur ainda instalou Centros de Atendimento ao Turista (CATs) temporários nos principais pontos de fluxo turístico. Os CATs móveis funcionarão entre os dias 22 a 26 de junho e contam com atendentes especializados, trilíngues (português, inglês e espanhol) e disponibilizando todos os materiais produzidos pela Empetur. O CAT Caruaru ficará localizado no Polo Cultural e terá como parceira a Prefeitura do município. Já o município de Arcoverde contará com o CAT móvel (ônibus), na Praça da Bandeira, principal polo de animação junina, que funcionará também das 16h às 22h. 

    OCUPAÇÃO HOTELEIRA - A expectativa de ocupação hoteleira durante o São João nos polos juninos é de 94,62%, considerando Caruaru, Gravatá, Petrolina, Arcoverde e Bezerros. “Pernambuco tem trabalhado de forma intensa na divulgação do seu calendário festivo nos mercados emissores e em novos mercados, e também fechado parcerias com empresas do setor turístico. Todo esse trabalho admite estimar um crescimento nos números do São João em relação ao último ano”, diz o secretário de Turismo de Pernambuco, Felipe Carreras.

    AEROPORTO - No Aeroporto Internacional do Recife, o número da movimentação de passageiros, segundo a Infraero, é de cerca de 100 mil turistas, entre embarque e desembarque. Lá está sendo esperado um incremento de 8% no desembarque comparado ao mesmo período do ano anterior. As cidades que mais vão emitir visitantes para o Recife são: São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília.

    TIP – Já no Terminal Rodoviário Prefeito Antônio Farias, a previsão é que, durante os dias de 22 a 26 de junho, ocorra a chegada de aproximadamente 32.500 passageiros, o que significa um aumento de fluxo de até 40% se comparado ao movimento normal, a previsão é a de que sejam oferecidas uma média de 135 viagens extras. No Estado de Pernambuco, os destinos mais procurados são os municípios que se consolidaram como rotas tradicionais, como Gravatá, Caruaru, Arcoverde e Petrolina. Para as viagens interestaduais, os principais destinos são João Pessoa, Campina Grande Natal, Fortaleza, Maceió e Aracajú.

    Nessas datas, para atender a demanda do período de festejos juninos, o TIP irá funcionar com operação especial. Só para Caruaru estão previstas cerca de 30 viagens por dia, e a operadora responsável pela linha (Caruaruense) está preparada para oferecer a inclusão de horários suplementares com saídas a cada 15 minutos (no dia 23) ou 30 minutos (no dia 24), caso haja demanda. A previsão é de que 5.000 passageiros escolham brincar o São João no município. Outras linhas oferecidas pela empresa Progresso e que passam em Caruaru também ganharão reforço, com um aumento de 50% da frota ligando as localidades de Maceió x Caruaru e Campina Grande x Caruaru. Os veículos partem de meia em meia hora.

     

    -- 

     

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Domingo na Arena junino contará com quadrilha, trio pé de serra e touro mecânico

    | Cultura

     Arena de PE

    O São João do Domingo na Arena chega, no próximo dia 25, para quem gosta de arrasta-pé, forró e muita alegria, em atrações diversas e gratuitas para o público pernambucano! Das 09h às 17h, os participantes poderão conferir trio pé de serra, quadrilha junina, show de zumba e muito mais.

    Quem abre a festa, ainda pela manhã, é a Quadrilha Junina Zabumba. Fundada em Camaragibe, no ano 2000, a Zabumba se apresentará gratuitamente, trazendo o melhor de nossa cultura popular, em uma das mais interessantes representações do São João.

    A atração seguinte é o trio pé de serra do músico Alex Myller, que esteve presente no Domingo na Arena Arraial, que assume o pavilhão do evento para colocar todos os presentes para arrastarem o pé e curtirem a música junina.

    Encerrando as atrações do pavilhão, o show de zumba de Edmilson Leandro, sucesso garantido na Arena, que promete não deixar ninguém parado com a formação de uma democrática quadrilha. A apresentação tem previsão de inicia às 15h30 e vai até às 17h, sendo responsável pelo grande encerramento do Domingo na Arena Junino.

    A criançada também terá vez: haverá contação de histórias, polo infantil com diversos brinquedos e brincadeiras inspiradas no São João, além de touro mecânico e barraca de fogos de artifício. O Domingo na Arena contará ainda com pista de patinação indoor, feirinha de artesanato, polo gastronômico, massagem e o tour pela Arena, que custa R$2 por pessoa.

    PROGRAMAÇÃO – DOMINGO NA ARENA JUNINO – 25/06/17 – DAS 9h ÀS 17h

    - 10h30 - 11h30: Quadrilha Junina Zabumba
    - 13h30 – 15h30: Trio Pé de Serra com Alex Myller
    - 15h30 – 17h: Zumba Junina

     

    Cidades: São Lourenço da Mata
    Assuntos: Arena de Pernambuco, quadrilha, são joão,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Exposição ARIANO no ARQUIVO PÚBLICO

    | Cultura

    Arquivo Público

    A exposição fica aberta ao público até o dia 29 de junho, de segunda a sexta, das 08 às 18 horas, no Arquivo Público de Pernambuco, na rua do Imperador, 371. Entrada Gratuita.

    Mais de 160 pessoas já visitaram, somente nos três primeiros dias, a exposição em homenagem aos 90 anos de nascimento de Ariano Suassuna, no Arquivo Público de Pernambuco. A abertura, que aconteceu esta semana, contou com a presença da família do mestre e a participação de membros da Associação Cultural Pedra do Reino, de São José do Belmonte. Os convidados foram recebidos por bacamarteiros e por 12 cavaleiros da Pedra do Reino, com direito a paramentos completos e corredor de lanças cruzadas.  

    Também houve o lançamento do livro “O Reino Encantado”, uma reedição do romance escrito em 1878 pelo cearense Tristão de Alencar Araripe Júnior e organizado pela especialista e pesquisadora Débora Cavalcantes de Moura, servidora do Arquivo Público Estadual de Pernambuco. A reedição histórica da obra - primeiro romance a trazer para o interior da literatura brasileira a história da Pedra do Reino - faz parte de projeto apoiado pelo Governo do Estado através do Funcultura.  

    Antes deste importante trabalho de reedição, só havia dois exemplares da obra: um deles na Universidade Católica de Washington e outro na Biblioteca José Mindlin, na Universidade de São Paulo.

    Arquivo publico

    A exposição conta com diversos documentos relativos à vida do escritor Ariano Suassuna, falecido em 2014 e que faria aniversário em 16 de junho. São exibidos documentos interessantes como sua ficha de matrícula no Ginásio Pernambuco e outras preciosidades históricas, como fotos e documentos relacionados à Revolução de 1930. Estão expostos também os jornais pernambucanos que publicaram matéria sobre a Cavalgada à Pedra do Reino, guardados na Hemeroteca do Arquivo Público, bem como os paramentos utilizados pelos cavaleiros na cavalgada, incluindo as roupas dos reis e das rainhas. 

    A exposição fica aberta ao público, de segunda a sexta, das 07 às 17 horas, até o dia 29 de junho, no Arquivo Público de Pernambuco, rua do Imperador, 371. Entrada gratuita


    Cidades: Recife
    Assuntos: Arquivo público, exposição ariano suassuna, Associação Cultural Pedra do Reino, livro “O Reino Encantado”
    Compartilhe: Link para o post:
  • Case Vitória de Santo Antão homenageia Ariano Suassuna com inauguração de biblioteca

    | Cultura, Direitos Humanos
     
    Case Vitória
     
    Instalada na Escola Amélia Coelho, anexo à unidade, a biblioteca abriga obras nacionais e regionais, bem como obras de literatura infanto-juvenil internacional

    Próximo à comemoração dos 90 anos do nascimento de Ariano Suassuna, o Centro de Atendimento Socieducativo (Case) Vitória de Santo Antão inaugura sua biblioteca que leva o nome do escritor paraibano, escolhido pelos próprios socioeducandos. Instalada na Escola Amélia Coelho, anexo à unidade, a biblioteca abriga obras nacionais e regionais, - com uma parte reservada para autores vitorienses - bem como obras de literatura infanto-juvenil internacional. No espaço, além de empréstimos de livros, diversas atividades serão realizadas, entre elas: círculos de leitura, contação de histórias e oficinas de origamis.
     

    Para o coordenador técnico da unidade, Valdir Peixoto, a inauguração desse espaço é a concretização de um sonho antigo, fruto de muito empenho e dedicação por parte de todos os envolvidos, inclusive contando com a participação ativa dos próprios socioeducandos. “Através desse espaço, será possível a ampliação de acesso à cultura, bem como o contato com um aspecto importantíssimo de nossa sociedade, que é a leitura, impulsionadora de grandes processos de mudança”, enfatizou.

    O nome dado à biblioteca foi escolhido pelos próprios alunos e a conquista é comemorada também pela coordenadora da escola, Zoraide Pereira de Deus e Melo. “De agora em diante eles são os donos da biblioteca, que foi construída por eles. O espaço está pronto para fazê-los viajar e acreditar nos sonhos. É um ganho para que eles possam ver o mundo diferente, porque a leitura transforma. Vamos colher os frutos desse ganho”, destacou. O espaço está de portas abertas para receber doações de livros, para enriquecer ainda mais o seu acervo.

    Na solenidade de inauguração do espaço estiveram presentes os socioeducandos, as coordenações e equipes da unidade, além da coordenação e professores da Escola Amélia Coelho. Também participaram desse momento representantes das assessorias da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), representantes da Gerência Regional de Educação (GRE) Mata Centro e da Secretaria de Educação do Estado, assim como o coordenador de juventude da Secretaria de Defesa Social Criança e Juventude (SDSCJ), Rhayann Vasconcelos.​

     
     
     
    Cidades: Vitória de Santo Antão
    Assuntos: sdscj, case, centro de atendimento socioeducativo de vitoria de santo antão, escola amélia coelho, vitoria de santo antão, funase, gre
    Compartilhe: Link para o post: