meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Lançamento do livro A Casa da Vida

    | Cultura

    Livro A Casa da Vida, de Adriana Kortlandt, conta a incrível história da pernambucana Glorinha, que abriu as portas da própria casa para receber meninas e meninos abandonados

    O Governo do Estado lança na próxima segunda-feira (20), a partir das 19h, no Museu do Estado o livro A Casa da Vida (Tagore Editora, 326 páginas), terceiro livro de Adriana Kortlandt. A obra conta a incrível e tocante história de Maria da Glória Nascimento de Lima, a Glorinha, como é conhecida por todos.

    Segundo a autora, "É sem dúvida uma história de vitória de uma mulher, nordestina, iletrada e pobre que decide (com o auxílio de várias pessoas) lutar contra o destino que provavelmente teria se não tivesse tomado a decisão de mudar de vida, e diariamente. Ela enfrenta crises, esmorecendo e se levantando, diariamente. Como Glorinha nos conta no livro, a pobreza tem tentáculos inimagináveis e uma influência transgeracional no comportamento das pessoas. Quem convive, não só com a obra dela, mas com qualquer obra de assistência social, se depara diariamente com um caminhão de dificuldades. No caso de Glorinha, ainda sobra espaço para a alegria de viver. Ela tem um bom humor contagiante, e reclama pouco. Outro aspecto que a obra propõe-se a sensibilizar é para a preservação da memória de quem constrói dignidade e compaixão por tudo o que vive. Trabalhar para preservar nossa memória faz parte de um engajamento pessoal, há muitas pessoas vivendo e fazendo coisas notáveis, as vezes na porta de nossa casa, e não sabemos", pontua Kortlandt.

    Glorinha - Maria da Glória Nascimento de Lima nasceu em Buíque (PE) em 1945. Ela é uma pessoa que desafiou seu destino: o de uma mulher pobre, iletrada, retirante, abandonada e torturada na infância. Glorinha se auto define como um maçarico, uma pessoa que tem uma vontade inquebrantável de unir o que foi desunido, juntar famílias que não puderam se manter unidas, pelos motivos mais diversos. Ela representa o poder de luta e resiliência que um ser humano pode desenvolver, quando ele determina a si mesmo que não vai sucumbir às dificuldades, e sim vencê-las. Amorosa, abriu as portas da casa, da vida e do coração para que crianças e adolescentes que antes viviam nas ruas encontrassem um lar. Em 1984, fundou o Lar da Criança Padre Cícero, em Taguatinga (DF). Além do abrigo, o Lar da Criança Padre Cícero mantém as Creches Sonho de Criança, que atendem meninos e meninas de 6 meses de idade a 6 anos. As três creches atendem em torno de 600 crianças diariamente, além do abrigo, com capacidade para acolher até 20 bebês de 0 a 2 anos. A instituição homenageou o famoso padre que criou o pai adotivo dela, já que, assim como a maioria das crianças que acolhe, Glorinha foi abandonada pelos pais ainda pequena: seu pai a deixou na porta da Igreja do Padre Cícero, no Ceará, quando ela tinha 3 anos e 7 meses.

    A Casa da Vida - A psicóloga e escritora Adriana Kortlandt conta que A Casa da Vida começou a nascer, de certa forma, quando ela conheceu Glorinha. "Exatamente como está no segundo capítulo do livro - Antes da História. Uma grande amiga me pediu para fazer um atendimento na casa de uma mãe que havia perdido um filho, assassinado. Atendendo a seu pedido, fui. Esta mãe era Glorinha. A partir daí, conheci sua obra de acolhimento a crianças em situação de risco, e as duas me fascinaram, a obra e a fundadora. Passei a frequentar o Lar da Criança Padre Cícero, e comecei a me interessar pela trajetória de Glorinha. Um dia ela concordou em me contar a sua história. Foi então que demos início a essa jornada", conta Kortlandt. Ela revela ainda que a história de Glorinha inspira ao acolhimento, mesmo que ele não possa ser feito diretamente na própria casa de cada um. "Há várias formas de acolher, como a história de Glorinha e a do companheiro dela, Israel, nos mostra", diz a autora da obra.

    Adriana Kortlandt - Psicóloga clínica e escritora. Em 2009, publicou o primeiro livro de contos, “Almagesto” (finalista do International Latino Book Awards 2013 na categoria melhor livro de ficção em língua portuguesa).Também é coautora de “Fios da Memória”. Atualmente, mora na Alemanha.

     

    SERVIÇO: Lançamento do livro A Casa da Vida

     

    Quando: 20.11.17, segunda-feira

    Horário: 19h


    Onde: Museu do Estado de Pernambuco


    Endereço: Avenida Rui Barbosa, 960, Graças.


    Preço do livro: R$ 59,00

    Cidades: Recife
    Assuntos: ccivil, cepe, lançamento, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • SecMulher-PE abre inscrições para o 3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural

    | Cultura

    secmulherpe

    Evento acontece nos dias 28 e 29 no Centro Cultural dos Correios

    Estão abertas as inscrições para o 3º Seminário Gênero & Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio, que acontece nos próximos dias 28 e 29, no Centro Cultural dos Correios.

    O seminário vai abordar os direitos culturais e as políticas de patrimônio voltadas para as manifestações artísticas do Frevo, Capoeira e do Caboclinho. As pessoas que participarem do evento vão ter a oportunidade de realizar um minicurso com o tema: “A Política de Patrimônio Imaterial e as Questões de Gênero”. Serão oferecidas 30 vagas para o minicurso, com carga horária de 4h, respeitando a ordem de inscrição. As pessoas interessadas já podem realizar suas inscrições, gratuitamente, no link: https://goo.gl/g6Xdi6.

    A gerente de Formação em Gênero da Secretaria da Mulher do Governo de Pernambuco, Juliane Souza, informa que a iniciativa objetiva fomentar a reflexão de gênero no campo da cultura, reconhecendo a importância da participação das mulheres na preservação do Patrimônio Cultural.

    Entre o público alvo do seminário estão produtoras culturais, membros de grupos e organizações culturais, gestores de políticas públicas para mulheres e de políticas culturais, professoras/es, pesquisadoras/es, estudantes, brincantes, representantes de movimentos sociais e público em geral.

    A conferência de abertura terá a mediação da pesquisadora de Patrimônio e Cultura Popular, Maria Alice Amorim, e contará com as palestrantes Aleckssandra Ana dos Santos Sá, do Quilombo Indígena Tiririca dos Crioulos, Cláudia Feierabend Baeta Leal, da Coordenação Geral de Pesquisa e Documentação do Iphan e Lia Zanotta Machado, presidenta da Associação Brasileira de Antropologia.

    A iniciativa é realizada pela Secretaria da Mulher de Pernambuco, Secretaria de Cultura de Pernambuco, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/PE) e do Programa de Pós Graduação em Antropologia (PPGA/UFPE), em parceria com o Paço do Frevo e Centro Cultural dos Correios.

     Serviço:

    3º Seminário Gênero e Patrimônio Cultural - Direitos Culturais, Cidadania e Participação das Mulheres nas Políticas de Patrimônio.

    Dias: 28 e 29 de novembro de 2017
    Local: Auditório do Centro Cultural do Correios - Av. Marquês de Olinda, 262 - Recife, PE
    Informações: (81) 3183-2961 (Wedja Martins/Elaine Dias).

    Assuntos: secmulher-pe, 3 seminario genero e patrimonio cultural, iphanpe, ppga, ufpe,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretária de Turismo de Pernambuco lança o projeto Som Cidadão em Igarassu

    | Cultura

    O turismo pode ser utilizado como um forte instrumento de inclusão social, pois, além do desenvolvimento sustentável, agrega conceitos de coletividade, e valores culturais. Pensando nisso, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio de parceria entre a Empetur e a Orquestra Criança Cidadã, promove entre os meses de novembro e dezembro o projeto Som Cidadão. A primeira apresentação será nesta sexta-feira (10), às 16h, no Convento de Santo Antônio, no Sítio Histórico de Igarassu.

    O Som Cidadão tem por objetivo possibilitar que a população tenha a oportunidade de vivenciar a nossa cultura musical num formato menos popular, através de recitais itinerantes. A orquestra percorrerá nove municípios da Região Metropolitana e do Agreste e se encerra no Recife com uma cantata de Natal, no Cais do Sertão.

    “Nossa ideia com o Som Cidadão é valorizar a arte da música como agente transformador social, além de divulgar os municípios que receberão o projeto. Com isso, esperamos que mais turistas e pernambucanos conheçam as cidades contempladas com o projeto”, comenta o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras.

    A Orquestra Criança Cidadã é um projeto social brasileiro idealizado pelo juiz de Direito João Targino, em parceria com o maestro Cussy de Almeida, que vem mudando a vida de dezenas de crianças e adolescentes através do ensino da música desde o ano de 2006. Atualmente, a Orquestra Criança Cidadã atende a 330 beneficiários e conta com dois núcleos: na comunidade do Coque, no Recife, e no distrito de Camela, no município do Ipojuca, em Pernambuco. Para o Projeto Som Cidadão, o grupo disponibilizou 50 músicos, entre grupo de flautas, sopros, orquestra infantil, jovem e infanto-juvenil.

    Cidades: Igarassu
    Assuntos: seturel, projeto som cidadao, empetur, orquestra cidada
    Compartilhe: Link para o post:
  • Gastronomia será temática especial na comemoração da 50ª Edição do Domingo na Arena

    | Cultura

    Para comemorar o marco histórico de 50 edições do Domingo na Arena, foi preparada uma programação toda especial envolvendo o universo da Gastronomia: o Domingo na Arena Gastrô (12/11), das 9h às 17h, com acesso gratuito para a família pernambucana.

    O projeto foi criado com o objetivo de oferecer uma nova opção de lazer e entretenimento para as famílias pernambucanas, principalmente na zona oeste da região metropolitana. Nestas 50 edições do Domingo na Arena passaram mais de 350 mil pessoas, foram criados 15 temas diferentes, diversos artistas se apresentaram no palco, aconteceram duas edições do Som na Arena (concurso musical), e muita história para contar.

    Teremos a presença de 10 chefs de cozinha do nosso estado, capitaneados pelo renomado César Santos (Oficina do Sabor), o embaixador da gastronomia pernambucana, além de Nina Burkhardt (Cozinha Vegana), Zena (Cozinha Funcional), Cláudia Luna (Seu Luna Restaurante), Heleno Júnior (Bolos e Tortas), Claudemir Barros (Cozinha de Barros), Rivandro França (Cozinhando Escondidinho), Caio Fernandes (Dom Sain) Lúcia Santos (Porto Mix Comedoria do Mar), Renan (Avexado Culinária Raíz). Eles estarão preparando suas especialidades gastronômicas para o público durante o Domingo na Arena Gastrô. Já para os apreciadores de uma boa cerveja artesanal, o Domingo na Arena Gastrô contará com a presença das pernambucanas Ekaut, Debron e Capunga.

    No palco do Arena Gastrô, a programação começa às 9h30 com ginástica laboral (técnica que procura compensar as estruturas do corpo mais utilizadas, com alongamentos leves, relaxamento e que atende a todas as idades). Em seguida, teremos mais uma vez com o projeto TrilogiaBio do Biólogo André Maia, sensibilizando o público para a importância da preservação das espécies, inclusive, trazendo alguns animais silvestres para apresentação e interação com o público.

    A música ganha seu espaço e os fãs e simpatizantes do pop rock poderão apreciar acordes e solos da banda Electroacústico. Já a cantora e compositora Liv Moraes, filha de Dominguinhos, é mais uma das atrações trazendo canções do seu repertório, bem como relembrando hits que marcaram a carreira do seu pai, ícone da música nordestina e brasileira. Para finalizar a programação de palco, professor Edmilson colocará todo o público para agitar o corpo com muito exercício e dança na famosa aula de Zumba.

    Outras opções de lazer e recreação acontecem no Domingo na Arena Gastrô, como o Swordplay: simulação de uma batalha medieval, entre combatentes, equipados com réplicas de espadas ou instrumentos de combate revestidos com espuma para garantir a segurança dos participantes envolvidos. Tem ainda a volta dos Cosplays: personagens de games, animes e mangás, personificados em fãs dos personagens que representam e das respectivas séries, filmes, games ou desenhos a que este personagem pertence.

    Uma parceria entre a Ong Adote Um Vira-Lata e a Arena de Pernambuco, promoverá, a partir das 10h, no ParCão, uma feira de adoção de cerca de 60 cães e gatos. Para adoção ser feita é preciso ser maior de 18 anos, portar documento com foto e apresentar comprovante de residência. Além disso, você pode trazer o seu cão para que ele, também se divirta no nosso ParCão: um espaço todo especial para ele no Domingo na Arena Gastrô.

    Vale lembrar, ainda, as opções dos seus 5 polos temáticos. Brinquedos infláveis, como pula-pula e escorrego, cama elástica, amarelinha e mini bike (gratuitos) e mini carros (R$ 15,00) e fliperama (R$ 2,00), no polo infantil. E, também, os mini pôneis, atração tão esperada pelas crianças (R$ 5,00).

    Os food trucks instalados na praça sul são opção de uma variedade de lanches e bebidas, enquanto produtos da nossa arte estarão à disposição do público na feirinha de artesanato no polo cultural, e as artesãs da Casa da Vovó Bibia trazendo itens de decoração natalina.

    No polo esportivo, as quadras de vôlei e futebol, área para a prática de patinação, skate, e passeio de bicicleta. Teremos ainda aluguel de patins e bicicletas, no mesmo local: bicicleta R$10 até uma hora, charrete R$20 até meia hora, patins, skates e long boards: R$10 meia hora.

    No e-lixo do polo sustentabilidade, o descarte correto de produtos eletrônicos (pilhas, celulares, baterias, etc), além de ajudar o meio ambiente, garante um Tour na Arena gratuito. O Tour da Arena (R$ 2,00) é a opção para conhecer as dependências internas e gramado da Arena.

    A mobilidade para quem optar ir de transporte público será de metrô até o TI Cosme & Damião. De lá, a linha especial 047 - Cosme e Damião/Arena irá operar neste dia levando os usuários do TI Cosme e Damião até a Arena de Pernambuco. Tarifa R$ 3,20. As viagens serão das 09h às 18h15. Para quem for de transporte particular, os estacionamentos amarelo e laranja com tarifa única de R$ 5,00.

    PROGRAMAÇÃO PALCO – DOMINGO NA ARENA GASTRÔ (12/11/17 – 9H ÀS 17H)

    09:00 - 10:30 - Ginástica laboral
    11:00 - 12:00 - TrilogiaBio
    12:30 - 14:30 – Eletrcoacústico
    15:00 - 16:30 – Liv Moraes
    16:30 - 17:15 - Zumba 

    Cidades: São Lourenço da Mata
    Assuntos: seturel, arena de pernambuco, domingo na arena, arena gastro
    Compartilhe: Link para o post:
  • Em Igarassu, Paulo Câmara reforça turismo e cultura com as requalificações da Casa do Artesão e do Museu Histórico

    | Turismo, Cultura

    igarassu

    Equipamentos foram entregues à população durante solenidade realizada na manhã desta segunda-feira 

    Visando intensificar o apoio aos artistas do Estado e resguardar e propagar a cultura do povo pernambucano, o governador Paulo Câmara entregou à população, durante solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (06.11), a Casa do Artesão e o Museu Histórico de Igarassu - dois importantes equipamentos de Turismo que foram requalificados para o fortalecimento do turismo e economia do Litoral Norte do Estado. Com investimentos na ordem de R$ 1,8 milhão, os dois espaços foram modernizados com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e irão proporcionar uma nova experiência aos visitantes que desejam conhecer a história da região, que é uma das mais antigas do Brasil. Paulo aproveitou a oportunidade para ressaltar que as parcerias promovidas com o município proporcionam uma melhora no turismo e na qualidade de vida da população.

    "Inauguramos hoje a Casa do Artesão, o Museu Histórico de Igarassu e em breve estarei voltando aqui para dar a ordem de serviço do embutimento da iluminação do Sítio Histórico, que é fundamental e faz parte de uma parceria com os municípios, que irá melhorar a iluminação e vai dar condições cada vez melhores e um turismo mais presente para a região. Tenho muita satisfação de estar aqui inaugurando esses equipamentos que todos nós sabemos que são de suma importância para a preservação do patrimônio cultural do nosso Estado. Muita coisa está sendo entregue, é só ver o que entregamos lá em Tamandaré (Forte Santo Inácio de Loyola, recentemente inaugurado após requalificação), hoje esses dois equipamentos, e em breve vamos entregar o Forte de Orange (em Itamaracá) e outras obras que vão continuar a acontecer para valorizar o turismo, a cultura e o patrimônio histórico", frisou. 

    Paulo Câmara destacou ainda o espírito da população da região beneficiada pelas entregas nesta segunda-feira. "Tenho um carinho muito especial pelo Litoral Norte, por todas as suas belezas e pelo que ele representa de cultura e de história, com um povo guerreiro e trabalhador. Pessoas que querem realmente avançar e melhorar Pernambuco. Muito temos que fazer e sabemos que o momento é difícil, mas sabemos também que com trabalho, unidade e perseverança nós iremos ultrapassar qualquer dificuldade e avançar", assegurou o governador, que estava acompanhando pelos secretários estaduais Iran Costa (Saúde), Kaio Maniçoba (Habitação) e Felipe Carreras (Turismo, Esportes e Lazer); o deputado estadual Isaltino Nascimento; Alberto Feitosa (secretário de Saneamento do Recife); Isabel Cristina Leite (presidente da Associação Cultural dos Artesãos de Igarassu), Adaílma (presidente da Associação das Mulheres Criativas); os prefeitos municipais Joamy (Araçoiaba), Mosart Tato (Ilha de Itamaracá).

    A Casa do Artesão é um espaço onde os artistas locais promovem a sustentabilidade da arte. O reforço e qualificação do local visa oferecer uma melhor infraestrutura turística no Sítio Histórico de Igarassu, tornando o local um espaço mais atrativo e um ponto de visitação na localidade. O projeto para o imóvel onde funciona a Casa do Artesão, localizado no centro histórico da cidade de Igarassu, entregou a sua requalificação completa, passando a abrigar, também, um aparelhamento que busca dinamizar o fluxo turístico e, consequentemente, a oferta de trabalho e renda da região. A nova Casa do Artesão contemplará espaços de exposição e venda de artesanato local, que receberá peças de 70 artesãos e 4 mestres; a Associação Cultural dos Artesãos de Igarassu (ACAI); Centro de Atendimento ao Turista; salas para realização de oficinas e cursos; salas para curadorias e reuniões e sala de depósito das peças a serem comercializadas. As obras incluíram, além da reforma do antigo local, a construção de um novo prédio com salas de exposição, paisagismo e área de lazer e instalação de um circuito de câmeras de monitoramento.

    Já a requalificação do Museu Histórico de Igarassu tem como principal objetivo oferecer ao visitante uma experiência mais dinâmica, confortável e educativa, fornecendo informações necessárias à imersão do turista no contexto histórico de Igarassu. A restauração do equipamento com mais de 63 anos preservou a sua arquitetura histórica e contribuiu para a salvaguarda do sítio tombado de Igarassu. As obras incluíram Instalação da coberta, instalações elétricas e hidrossanitárias, piso, banheiros, elevador e corrimãos de acessibilidade, e paisagismo. No novo espaço, os visitantes terão acesso a um espaço multiuso que poderá ser utilizando como auditório e sala de exposição. Visitas guiadas serão promovidas pelo museu, além exposições e palestras que buscarão inserir o visitante na história do município, despertando o interesse na preservação do patrimônio local.

    O secretário de Esportes, Turismo e Lazer, Felipe Carreras, destacou o investimento feito pelo Governo de Pernambuco com objetivo de preservar importantes detalhes da cultura do Estado. “Essas ações mostram a preocupação do Governo de Pernambuco e do governador Paulo Câmara em preservar a nossa história e a nossa identidade cultural. O Governo Paulo Câmara requalificou completamente a Casa do Artesão, mostrando a importância do setor produtivo e da cadeia produtiva do artesanato e também o Museu Histórico de Igarassu, que foi completamente requalificado e está pronto para receber os visitantes que desejam conhecer a história do município. Essa são apenas algumas das muitas obras que dialogam com a preservação da nossa história. O ritmo acelerado é muito mais do que se imagina que o governo tem feito pela preservação de sua história, cultura e turismo de Pernambuco”, destacou.

    O prefeito do município de Igarassu, Mário Ricardo, pontuou que para conseguir realizar obras nos dias de hoje, em um período de extrema escassez, a gestão pública precisa aliar competência, seriedade, disposição e muito trabalho. "Essas ações de hoje são medidas que visam levar Igarassu ao futuro e estão dentro do nosso planejamento, seja na parte do turismo ou em outras áreas. As parcerias são imprescindíveis, isso representa o alinhamento das forças que compreendem a importância e a história do município de Igarassu para que a gente avance cada vez mais", finalizou.

    MUSEU - Fundado em 24 de janeiro de 1954, o Museu Histórico de Igarassu foi fundado pelo Dr. José Eduardo da Silva Brito, então presidente do Instituto Histórico de Igarassu. Em 1972, não tendo como manter o acervo, o instituto, através de convênio, repassou para Prefeitura Municipal do município a administração do equipamento que, atualmente, ocupa três casas do século XVIII. Seu acervo é composto por 250 peças, possuindo também um departamento de pesquisa histórica, responsável pela guarda de importantes documentos da história da cidade.


    Cidades: Igarassu
    Assuntos: seturel, sei, turismo, paulo camara, casa do artesão, museu histórico de igarassu, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Turismo do Sertão do Pajeú ganha importantes reforços

    | Turismo, Cultura

    Cumprindo agenda na região, nesta sexta-feira, governador Paulo Câmara inaugurou o Museu Zé Dantas e a escadaria de Nossa Senhora de Lourdes

    Em visita ao Sertão do Pajeú, nesta sexta-feira (03.11), o governador Paulo Câmara inaugurou dois importantes equipamentos para o turismo e a cultura da região. O primeiro deles, localizado no município de Solidão, foi a escadaria para acesso dos romeiros ao Cristo Redentor, partindo da Gruta de Nossa Senhora de Lourdes. Em seguida, Paulo Câmara entregou o Museu Zé Dantas, homenageando o médico, músico e compositor, conterrâneo de Carnaíba, onde está localizado o espaço cultural. Juntas, as obras receberam um aporte de R$ 920 mil.

    “Dois equipamentos de turismo, mas principalmente de preservação histórica, cultural e religiosa. Preservação de valores fundamentais. Essa escadaria já atrai milhares de pessoas no mês de outubro, mas o Estado precisava finalizar essa obra para oferecer uma infraestrutura melhor e mais adequada aos fieis. Hoje também inauguramos um museu que homenageia uma figura importante não só para o povo de Carnaíba, Pernambuco, mas para todo o Brasil. Zé Dantas foi um artista que soube expressar na sua música, na sua letra, na sua poesia, esperança”, destacou o governador.

    A escadaria de Nossa Senhora de Lourdes possui 350 metros de altura e cerca de 1.200 degraus. O investimento total da obra foi de R$ 646.317,45, com repasse de R$ 341.250,00 do Ministério do Turismo e contrapartida de R$ 305.067,45 do Estado. A Romaria recebe cerca de 15 mil pessoas durante a terceira semana de outubro. Os romeiros vão à Solidão pagar promessas, fazer pedidos à Santa ou simplesmente conhecer o local considerado sagrado. “Esta obra irá trazer desenvolvimento para o nosso município e é isto que nós precisamos”, pontuou o prefeito de Solidão, Djalma da Padaria. 

    MUSEU - Com objetivo de promover entretenimento e aprendizado histórico para a população do Pajeú e de todo o Estado, o Museu Zé Dantas teve suas obras concluídas no mês de outubro e gerou 35 empregos para moradores da região. O local contou com um investimento de R$ 272.504,73. “A gente fica feliz em contribuir com essa obra de tanta significância para o povo do Pajeú, principalmente para o povo de Carnaíba. Zé Dantas traz tudo de bom que a cultura pernambucana tem, a cultura do verso e da poesia. E aqui a gente mostra a importância da obra desse músico e compositor para a cultura brasileira”, reforçou o secretário executivo das Cidades, Fernando Freire. 

    ZÉ DANTAS – Formado em medicina, mas apaixonado por música, o artista Zé Dantas nasceu em 1921. Ficou bastante conhecido na música por suas parcerias com Luiz Gonzaga, que gravou várias composições do médico. Entre algumas estava Vem Morena, a Volta da Asa Branca e Acauã. Zé Dantas faleceu em março de 1962.

    EMENDAS – Além das ações na área do turismo, foi liberado o valor de R$ 277 mil, através de emenda parlamentar dos deputados Waldemar Borges e Diogo Moraes, para obras do FEM em Iguaracy. O valor será investido na construção e pavimentação de duas ruas no município, são elas: R. Luiz Quaresma (Jabatica) e R. José Bezerra (Sede), com investimento de R$ 177 mil e R$ 100 mil, respectivamente. As obras são responsabilidade da prefeitura da cidade.

    25ª FESTA DE ZÉ DANTAS - O governador aproveitou a visita ao município para prestigiar, na noite desta sexta, a 25ª edição da Festa do compositor e poeta Zé Dantas, que ocorre, desde 1993, no município de Carnaíba.  O evento deste ano, que teve início no último dia 29 e se encerra neste sábado, conta com oficinas de música, poesia e literatura de cordel, além de danças populares, violeiros, mesa de glosa, futebol e forronatas. O Governo do Estado, através da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e da Empresa de Turismo Pernambucano (Empetur), está custeando 50% das despesas da Festa de Zé Dantas.

    “O povo de Carnaíba é grato pelo trabalho que vem sendo feito em parceria com o Governo do Estado. O governador Paulo Câmara está sabendo fazer com que um Estado pobre, que enfrenta inúmeras dificuldades, se consiga manter equilibrado, com os salários em dia e investindo em ações importantes, em todas as regiões”, declarou o prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota.

    Participaram ainda dos atos os secretários João Campos (Chefe de Gabinete), Antônio Figueira (Assessoria Especial), Wellington Batista (Agricultura e Reforma Agrária); os deputados federais Gonzaga Patriota, Danilo Cabral, Tadeu Alencar e João Fernando Coutinho; os deputados estaduais Waldemar Borges, Clodoaldo Magalhães e Rodrigo Novaes; além dos prefeitos José Patriota (Afogados da Ingazeira), Brejinho (Tania Maria), Anchieta Patriota (Carnaíba), Lino Morais (Ingazeira), Adelmo Moura (Itapetim), Vaninho de Danda (Santa Terezinha), Evandro Valadares (São José do Egito) e Ângelo Ferreira (Sertânia). Estiverem presentes também ex-prefeitos, vereadores e outras autoridades políticas da região.

    Cidades: Carnaíba
    Assuntos: sei, seturel, paulo camara, governo de pernambuco, fundarpe, empetur
    Compartilhe: Link para o post:
  • II Prêmio Ariano Suassuna contempla dez vencedores

    | Cultura
     premio

    A edição deste ano registrou 68 inscrições nos segmentos de Cultura Popular e Dramaturgia
     
    Pelo segundo ano consecutivo disseminando e fomentando práticas culturais de raízes populares, o Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia foi entregue nesta terça-feira (24.10), em cerimônia no Teatro Arraial, que também leva o nome do homenageado da premiação. Comandada pelo governador Paulo Câmara, a solenidade bonificou dez vencedores, sendo oito no segmento de Cultura Popular, e duas no segmento de Dramaturgia. Os premiados foram agraciados com valores entre R$ 7 e R$ 15 mil, totalizando um incentivo R$ 117 mil. Na ocasião, também foi lançado o edital para a realização da 3ª edição do certame, em 2018.

    “Ariano Suassuna deve estar muito contente por saber que o prêmio que leva seu nome está conseguindo fazer com que a cultura de Pernambuco continue cada vez mais viva, cada vez mais presente, revelando tantos talentos e, ao mesmo tempo, valorizando os talentos que já existem”, ressaltou o governador. Paulo Aproveitou a oportunidade para garantir aos artistas pernambucanos o apoio do Governo do Estado na preservação e promoção dos valores culturais. “Os desafios de fazer cultura são grandes, principalmente em momentos econômicos tão difíceis, mas vamos continuar buscando alternativas de investir e valorizar a nossa arte”, reforçou.
     
    A segunda edição do prêmio registrou um total de 68 inscrições, sendo 35 para “Cultura Popular” e 33 para “Dramaturgia”. O primeiro incluiu as categorias “Mestres” e “Grupos” das quatro macrorregiões: Metropolitana, Zona da Mata, Agreste e Sertão. Este segmento foi bonificado com valores de R$ 10 mil (Mestre) e R$ 15 mil (Grupos), cada. Já no segmento da Dramaturgia, foi premiada a categoria “Teatro Adulto” com R$ 10 mil (primeiro lugar) e R$ 7 mil (segundo lugar).

    Motivada pelo inestimável legado de Ariano para a cultura brasileira, a iniciativa visa reconhecer, valorizar e incentivar práticas de transmissão de saberes e fazeres da Cultura Popular, além de estimular a escrita dramática e revelar novos dramaturgos, como explica o secretário estadual de Cultura, Marcelino Granja. “O motor permanente da arte é a inovação, mas também é a sua ligação com a sua raiz. E essa inspiração da arte popular nos garante a reprodução da arte como um todo. Por isso, nos inspiramos em Ariano para replicar esses valores tão importantes que formam a nossa cultura”, frisou.  
     
    O secretário executivo de Políticas para a Criança e Juventude (SEPCJ) e neto de Ariano, João Suassuna, falou em nome da família do homenageado. “Uma homenagem justa e merecida, em um local simbólico para Ariano, inaugurado por ele enquanto secretário de Cultura, em 1997. Um local que representa a resistência, assim como Ariano e todos que fazem e cultivam a cultura popular”, lembrou. A presidente da Fundarpe, Márcia Souto, também comemorou a concretização de mais uma edição do prêmio. “Esse ato é muito importante e necessário porque os nossos artistas precisam que haja esse tipo de incentivo por parte do Governo, e é isso o que a gente tem buscado fazer”, frisou.

    Janduir Santos, de 33 anos, fundador do Grupo Bacamarteiros Batalhão 56, um dos vencedores da categoria Grupos, agradeceu a conquista do prêmio e ressaltou a importância de eventos como esse para a disseminação dos diversos segmentos populares. “É uma grande satisfação poder participar dessa iniciativa e saber que a nossa expressão da cultura popular está sendo valorizada. É a primeira vez que a gente participa e estamos muito honrados de vir do Agreste e mostrar o trabalho cultural dos bacamarteiros aqui”, celebrou. Fundado no município de Riacho das Almas, o grupo é formado por 42 integrantes.

    COMISSÃO JULGADORA - A seleção das propostas vencedoras na área de Cultura Popular foi avalizada por uma comissão formada pelos especialistas Francisco Adriano da Costa Souza, José Bezerra de Brito Neto, Débora Fernandes Herszenhut e André Alexandre Mendes Freiras. Na área de Dramaturgia, a análise ficou por conta de Morgana Pessoa, Cristiana Gimenes e Luiz de Assis Monteiro.
     
    NOVO EDITAL -  Os interessados em participar do 3º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia poderão se inscrever entre os dias 3 de novembro e 12 de janeiro de 2018. O método de inscrição varia de acordo com o segmento. Para mais detalhes, acesse: www.cultura.pe.gov.br. Para o segmento de Dramaturgia, os proponentes deverão apresentar obras inéditas nas três categorias  "Teatro Adulto", "Teatro para Infância e Juventude" e "Teatro para Formas Animadas". Já no segmento de Cultura Popular, grupos/comunidades/mestres e mestras deverão comprovar residência e atuação em Pernambuco há pelo menos cinco anos.
     
    Também participaram da cerimônia também o deputado estadual Antônio Moraes; o secretário executivo da Casa Civil, Marcelo Canuto; e o prefeito de Tabira, Sebastião Dias.

    Assuntos: sei, paulo camara, premio, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Livro da Cepe debate novos rumos para a psicanálise no mundo de hoje

    | Cultura

    Clínica sem fronteiras – Textos psicanalíticos, organizado por Anamaria Pimentel e Sílvia Gusmão, será lançado no dia 27 de outubro, na Associação Médica de Pernambuco 

    As teorias psicanalistas tradicionais oferecem recursos satisfatórios para o ser humano de hoje, habitante de um mundo globalizado e capitalista, que põe as pessoas à mercê da tirania do mercado, as submete a atividades profissionais que exigem esforços cada vez maiores e cria, devido a um conjunto de outras demandas, novos modos de sofrimento psíquico?

    Essas e outras questões, além de respostas por elas provocadas, compõem o cerne do livro Clínica sem fronteiras – Textos psicanalíticos, que a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) lançará às 19h desta sexta-feira (27.10), na Associação Médica de Pernambuco (AMPE).

    Organizada pelas psicólogas e psicanalistas Anamaria Pimentel e Sílvia Gusmão, a obra reúne nove textos de um grupo de psicanalistas, alguns pertencentes ao Círculo Psicanalítico de Pernambuco (CPP), que, há vários anos, realizam estudos e escrevem livros voltados para a transmissão do conhecimento psicanalítico, privilegiando a clínica como propulsora de pensamento e produção teórica.

    Clínica sem fronteiras é um livro atual e instigante, que mostra que é possível criar e produzir a partir da clínica, escrevendo-a, quando um psicanalista, como o fez Freud, deixa-se afetar e se indagar permanentemente por ela”, diz na Apresentação a psicanalista e sócia do CPP Ana Elizabeth Cavalcanti, acrescentando que os autores partiram de “experiências clínicas instigantes que impulsionaram à busca de novas maneiras de compreender as situações clínicas com as quais se confrontaram e lidar com elas”.

    Por sua vez, diz no Prefácio Rosane da Fonte, membro da Escola Brasileira de Psicanálise (EBP) e da Associação Mundial de Psicanálise (AMP): “Os autores, cuidadosamente, revisitam Freud, Lacan, Miller e outros psicanalistas extraindo deles elaborações conceituais importantes para fundamentar pontos explorados nos seus respectivos trabalhos. A experiência clínica dos autores abre perspectivas para novos alcances. Cada um apresenta-se com seu estilo singular”.

    Cidades: Recife
    Assuntos: ccivil, cepe, lançamento, psicanalise
    Compartilhe: Link para o post:
  • V Prêmio Pernambuco de Literatura coroa trabalhos de todas as macrorregiões do Estado

    | Cultura

    Solenidade de entrega da premiação foi comandada, nesta terça-feira, pelo governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas
     
    A determinação de fomentar a produção literária em todas as macrorregiões de Pernambuco e a democratização do acesso ao livro e à leitura contribuíram para a entrega, nesta terça-feira (17.10), de mais uma importante honraria a artistas pernambucanos. O governador Paulo Câmara comandou, no Palácio do Campo das Princesas, cerimônia de anúncio dos nomes dos cinco escritores  vencedores do V Prêmio Pernambuco de Literatura. Na ocasião, Paulo aproveitou para decretar uma mudança no nome do prêmio, que, a partir de hoje, passa a se chamar Prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura, em homenagem ao centenário de nascimento do escritor. 

    A nova denominação veio junto com outras novidades que serão implementadas na próxima edição, como o aumento nos valores pecuniários e ampliação do quadro de contemplados. “O Prêmio Hermilo Borba Filho é, sem dúvida, um importante pilar na estruturação da política que vem sendo desenvolvida para um setor tão fundamental como a cultura. O nosso governo continuará fazendo tudo o que for possível no sentido de valorizar e apoiar as boas iniciativas comprometidas com a literatura e com todos e todas que, de alguma forma, ajudam a construir esse rico cenário”, afirmou o governador.
                                        
    Sobre a modificação no nome do prêmio, Paulo afirmou que considera uma homenagem mais do que justa à memória do intelectual pernambucano. “Além disso, a honraria representa um verdadeiro incentivo para que as novas gerações conheçam o seu trabalho e sua inestimável contribuição para a cultura de Pernambuco e do Brasil. Sinto-me confiante ao vislumbrar que esse gesto poderá contribuir, em larga medida, para a transmissão e o cultivo do saber cultural entre gerações”, completou.
     
    Foram cinco os escritores pernambucanos agraciados com o prêmio: Ezter Liu, que representa o Agreste, recebeu o Grande Prêmio, com o livro de contos “Das Tripas Coração” - levando a premiação de R$ 15 mil; Walter Cavalcanti Costa, da Mata Norte, venceu com o romance O Velocista; Fred Cajú, do Recife, foi contemplado pelo livro de poemas Nada Consta; Enoo Miranda, de Nazaré da Mata, levou o prêmio pelo livro de poemas Fogo, fato; e Amâncio Siqueira, de Garanhuns, venceu com o romance Absinto. Estes últimos receberão a premiação no valor de R$ 5 mil. Os autores terão suas obras inéditas editadas pela Cepe.
     
    O secretário de Cultura, Marcelino Granja, ressaltou a atitude do governador Paulo Câmara de, em um momento de crise como a que o País passa, aumentar as verbas para incentivar a cultura como  um ato de coragem política. “Esse gesto é de quem tem o tino para criar instrumentos de mais acesso e democratização da cultura. Além disso, por meio do decreto assinado, o governador deixa marcado o crescimento da política cultural de Pernambuco”, destacou.
     
    Sobre a futura VI edição do prêmio, a ser realizada em 2018, o gestor da pasta explicou que a premiação passará de R$ 40 mil para R$ 90 mil. “Agora, iremos premiar os primeiros e segundos lugares. Um robustecimento dessa honraria, que, agora, terá no nome a grandeza de Hermilo, uma referência como escritor que marca as artes e a cultura pernambucana”, acrescentou. Serão concedidas premiações de R$ 20 mil para o grande vencedor, cinco prêmios de R$ 10 mil para os primeiros colocados nas quatro macrorregiões do estado e quatro prêmios de R$ 5 mil para os segundos colocados nas quatro Macrorregiões do Estado, conforme estipulado no Edital da seleção pública.
     
    Gestor do Centro Apolo-Hermilo, Carlos Carvalho registrou que o gesto do governador Paulo Câmara de denominar o prêmio Hermilo Borba Filho, no ano do centenário de seu nascimento, marca a história de Pernambuco. “Não basta ser humano ou nascer humano. Temos que nos tornar humanos e, para nos tornarmos humanos, uma das armas da civilização é a arte. E quando o governador constitui o prêmio Hermilo Borba  Filho, ele faz esse gesto para a história. A cultura de Pernambuco agradece”, afirmou Carlos.
     
    Também prestigiaram o evento os secretários Nilton Mota (Casa Civil); Antonio Carlos Figueira (Assessoria Especial); Márcio Stefanni (Planejamento e Gestão); João Campos (chefe de Gabinete); Roberto Franca (Desenvolvimento Social, Criança e Juventude); Ruy Bezerra (Controladoria Geral); o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (representando o prefeito Geraldo Julio); a presidente da Fundarpe, Márcia Souto; o presidente em exercício da Cepe, Ricardo Melo; a presidente da Academia Pernambucana de Letras, Margarida Cantarelli; o reitor da Universidade de Pernambuco, professor Pedro Falcão; e os deputados estaduais Eduíno Brito e João Eudes.

    Cidades: Recife
    Assuntos: sei, paulo camara, premio pernambuco de literatura, secult
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de Pernambuco anuncia vencedores de prêmio de literatura

    | Cultura
    Paulo Câmara também assinará decreto amanhã denominando prêmio como Hermilo Borba Filho, em homenagem ao centenário do escritor e dramaturgo 

    Os vencedores do V Prêmio Pernambuco de Literatura serão conhecidos nesta terça-feira (17/10), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, às 18h. Os autores terão suas obras inéditas editadas pela Cepe, e também receberão prêmio em dinheiro. Os livros, na categoria conto, poema ou romance, também fazem um recorte territorial, pois são cinco prêmios – no valor de R$ 5 mil – para cada um dos vencedores(as), em cada macrorregião de Pernambuco (RMR, Mata Norte, Mata Sul, Agreste e Sertão). Também há o Grande Prêmio, no valor R$ 15 mil, destinado para a melhor obra entre as cinco finalistas. Na ocasião, o governador Paulo Câmara assinará decreto que institucionaliza o prêmio, lançando a sexta versão do edital, que receberá o nome de Prêmio Hermilo Borba Filho, em homenagem ao centenário do escritor e dramaturgo pernambucano.

    “É uma iniciativa mais do que justa com a memória do mestre Hermilo, um intelectual pernambucano de referência universal. Uma maneira também de fazer com que eu as novas gerações conheçam o seu trabalho e sua contribuição para a cultura de Pernambuco e do Brasil”, afirmou o governador Paulo Câmara, acrescentando que é motivo “grande orgulho” fazer essa mudança na sua gestão.
     
    O objetivo do prêmio é fomentar a produção literária em todas as macrorregiões de Pernambuco por meio de uma política editorial que visa democratizar o acesso ao livro e à leitura, e apresentar-se como uma estratégia de promover a distribuição e circulação da literatura contemporânea pernambucana, aliando-se a outras atividades de fruição e formação de público leitor desenvolvidas pelo sistema Secult-PE/Fundarpe. Os vencedores de cada edição também firmam compromisso com a gestão cultural do estado de participarem de atividades que tenham como meta a formação do público leitor.
     
    A ação onde mais os escritores lançados pelo prêmio têm contribuído é a atividade “Outras Palavras”, que já visitou centenas de escolas no estado, distribuindo milhares de livros. “Este prêmio converge com diversas ações na área da literatura, como a própria elaboração do Plano do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (PLLLB), o projeto A gente de Palavra e Outras Palavras, contribuindo enfim para a estruturação da politica pública deste segmento, na medida em que é uma ação de política de estado, garantida agora por meio de um decreto assinado pelo governador do estado”, ressalta o secretário de Cultura Marcelino Granja.
     
    NOVIDADES – No intuito de aprimorar o prêmio, incentivar ainda mais a produção de textos dos mais diversos gêneros, a revelação de novos escritores e, por fim, reconhecer a inestimável contribuição do pensador, escritor, crítico e dramaturho Hermilo Borba Filho, é que o Governo do Estado resolveu melhorar ainda mais o prêmio.
     
    A nova edição fica instituída como Prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura, mas mantêm a sequência numérica, com o objetivo de fortalecer a produção literária contemporânea no Estado. O prêmio continuará sendo concedido anualmente pela Secretaria de Cultura, que coordenará a seleção pública dos títulos literários dos gêneros conto, poesia e romance, com o apoio da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico – Fundarpe e da Cepe Editora.
     
    O valor total do Prêmio será de R$ 90.000,00 (noventa mil reais), a ser concedido em premiações de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) para o grande vencedor, 5 prêmios de R$ 10.000,00 (dez mil reais) para os primeiros colocados nas quatro macrorregiões do estado e 4 prêmios de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para e segundos colocados nas quatro Macrorregiões do Estado, conforme estipulado no Edital da seleção pública. As regras relativas às inscrições, à especificação dos requisitos de seleção, à análise, à seleção dos trabalhos, às premiações e sua distribuição, constarão de edital a ser publicado pela Secretaria Estadual de Cultura.

    Assuntos: sei, paulo camara, governo de pernambuco, premio pernambuco de literatura, cepe, secult, marcelino granja
    Compartilhe: Link para o post: