meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Governo de Pernambuco faz balanço das intervenções em Bodocó

    | Balanço
     Após uma semana das fortes chuvas em Bodocó, no Sertão do Araripe, o Governo de Pernambuco faz um balanço das intervenções no município. No início da operação, a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) chegou a registrar 176 famílias desabrigadas e 55 desalojadas. Nesta sexta-feira (20), já não há mais registros de desabrigados e desalojados. A Codecipe também constatou que o abastecimento de água e a eletrificação estavam normalizados desde o domingo (15).

    O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) abriu um acesso a Ouricuri, por meio de uma via pela zona rural, permitindo que o encaminhamento dos pacientes de Bodocó, Granito, Moreilândia e Exu ao Hospital Regional de Ouricuri fosse restabelecido. No início da semana, o Hospital Santa Maria, localizado em Araripina, atuou como suporte às gestantes encaminhadas de Bodocó. E os casos de urgência e emergência dos moradores de Bodocó, Exu, Granito e Moreilândia foram atendidos pelo Hospital Regional de Salgueiro.

    Durante a semana, as equipes da Secretaria de Saúde de Pernambuco, por meio da Vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária, da IX Gerência Regional de Saúde (Geres), prestaram apoio técnico ao município e, em conjunto, visitaram os abrigos montados na cidade para dar orientações sobre a limpeza das casas, manipulação de alimentos nas áreas afetadas pelas chuvas, descarte de objetos, além de terem realizado avaliação das manifestações clínicas entre os desabrigados, orientando sobre os sinais e sintomas de doenças e agravos. Foram vacinados 219 pessoas contra hepatites, difteria e tétano e realizados 200 testes para hepatites; e foram distribuídos 1,4 mil unidades de hipoclorito de Sódio, utilizado para purificar a água para consumo. Também foram encaminhadas doses de insulina, a pedido do município.

    As aulas na Escola de Referência em Ensino Médio Artur Barros Cavalcanti, no centro da cidade, retornaram na teça-feira (17). A Escola Estadual João Carlos Lócio de Almeida, também no centro, está passando por um processo de limpeza durante esta semana e voltará às atividades na próxima segunda-feira (23). Já na Escola Estadual Luiz Gomes de Lins, localizada na zona rural, distrito de Sipaúba, as aulas serão retomadas assim que o acesso viário for restabelecido, permitindo que os professores consigam chegar ao distrito. O DER fez uma avaliação preliminar desse acesso e o tráfego poderá ser liberado na próxima semana. Um calendário de reposição das atividades escolares já está sendo organizado.

    Quanto a ponte sobre o Rio Pequí, a equipe técnica do DER e de engenharia da Codecipe avaliaram que o equipamento, com 40 metros de extensão, possui uma rachadura na laje do vão central, o que compromete totalmente a sua estrutura. Não há previsão para liberação do tráfego no local nem para circulação de pedestres. No entanto, a Codecipe enviou um ofício à Secretaria de Defesa Civil Nacional solicitando apoio do Exército na colocação de uma ponte móvel provisória.

     Até a normalização desta área, a rota alternativa mais curta e viável para receber o fluxo de veículos é utilizar a rodovia PE-560, estrada de terra que liga Bodocó até o distrito de Estaca, chegando à rodovia BR-316, trecho com extensão de 20 km. Anteriormente, liberada apenas para veículos pesados, a via já está sendo utilizada por veículos de pequeno porte. O DER está executando serviços de drenagem neste trecho com o objetivo de evitar que haja acúmulo de água em decorrência das chuvas e, consequentemente, o bloqueio da via. Essa rota aumenta em 23 km o percurso para quem segue de Bodocó para Ouricuri.

    Assuntos: camil, governo de pernambuco, balanco, intervencoes, bodoco,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara recebe cônsul geral do Japão no Recife

    | Balanço

    pc

    O encontro aconteceu na tarde desta quinta-feira, no Palácio do Campo das Princesas.

     O governador Paulo Câmara recebeu, nesta quinta-feira (12.04), no Palácio do Campo das Princesas, o cônsul geral do Japão no Recife, Jiro Maruhashi. O encontro teve o objetivo estreitar as relações entre o país nipônico e o Estado de Pernambuco, que já conta com uma comunidade formada por cerca de 30 mil japoneses, em sua maioria, no Recife, em Petrolina (Sertão do São Francisco) e em Bonito (Agreste Central). Paulo aproveitou a oportunidade para agradecer a visita do cônsul e colocar Pernambuco à disposição para futuras parcerias nos diversos setores econômicos e sociais.

    “O Japão já tem sido um parceiro importante com empresas que possui aqui no Estado, empregando pernambucanos e desenvolvendo a economia das cidades onde estão instaladas. Então, estamos abertos a discutir novas parcerias como o país. Parcerias que envolvam tanto questões para o desenvolvimento econômico quanto para as atividades que olhem também o social”, ressaltou o governador.

    Pernambuco abriga, até o momento, três empresas japonesas, são elas: Musashi, em Igarassu (RMR); a Niagro, em Petrolina; e a Nissin, em Glória do Goitá (Mata Norte). O Consulado Geral do Japão no Recife abrange os Estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Bahia. "Percebemos que o Nordeste tem um grande potencial econômico, e Pernambuco tem um papel importante nisso", declarou Jiro Maruhashi.

     Estiveram presentes na reunião também o secretário-chefe da Assessoria Especial, Antônio Carlos Figueira; a secretária-executiva de Relações Internacionais, Rachel Pontes; além do cônsul Geral Adjunto, Sr. Tadao Furukawa.

    Assuntos: sei, paulo camara, consulado geral do japao, relacoes internacionais
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara: “A nossa expectativa é investir pelo menos R$ 2 bilhões em 2018”

    | Balanço
    gov

    Governador reforçou, nesta quinta-feira, durante a abertura do 5º Congresso Pernambucano de Municípios, o empenho do Governo em garantir recursos para o desenvolvimento das cidades

    Reforçando sua preocupação e compromisso com o desenvolvimento de todas as regiões do Estado, o governador Paulo Câmara destacou, nesta quinta-feira (05.04), o alinhamento do seu governo às causas municipalistas, durante  a 5º Congresso Pernambucano de Municípios - organizado pelo Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Na oportunidade, o gestor pontuou que são estimados R$ 2 bilhões em investimentos para diversas áreas estratégicas, beneficiando todos os 184 municípios do Estado, por meio de obras diretas e parcerias com as prefeituras. Paulo também assinou o decreto que cria a Comissão Estadual para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o memorando de entendimento para ações de implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), dentro da Agenda 2030.

    “Apesar de toda a crise que atinge o Brasil, Pernambuco não deixou de investir. Nós investimos a cada ano valores maiores de recursos. Em 2015, foi R$ 1,3 bilhão. Em 2016, R$ 1,4 bilhão. Em 2017, R$ 1,6 bilhão. E a nossa expectativa é investir pelo menos R$ 2 bilhões neste ano. Então, isso mostra claramente que todo o ajuste que nós fizemos já está produzindo resultados satisfatórios e investimentos em favor do nosso Estado. E esse congresso é um espaço para que a gente possa reafirmar o nosso compromisso, nossas parcerias. Nós sabemos que precisamos fortalecer o papel dos municípios, e essa articulação que as cidades podem fazer para melhorar seus serviços públicos é necessária e fundamental para a melhoria da qualidade de vida do nosso povo”, frisou o governador.

    Paulo ainda anunciou a criação, agora em abril, de um calendário para o repasse de recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) às prefeituras. O FEM é um mecanismo de natureza financeira e contábil, que foi criado com a finalidade de apoiar planos de trabalho municipais de investimento nas áreas de infraestrutura urbana e rural, educação, saúde, segurança, desenvolvimento social, meio ambiente e sustentabilidade.

    O memorando de entendimento atuará nas ações de implementação dos ODS entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Governo de Pernambuco e a AMUPE para a criação de um marco de cooperação e agenda técnica-institucional com foco no fortalecimento das capacidades de gestão e implementação de políticas públicas no âmbito da agenda 2030. Além disso, foi instituída pelo governador a Comissão Estadual para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com a finalidade de promover a articulação, a mobilização e o diálogo com os órgãos e entidades municipais e a sociedade civil para atingir objetivos de desenvolvimento sustentável, difundir e dar transparência ao processo de implementação da agenda 2030 no Estado.

    “Agradeço ao Governo do Estado, em nome de todos os prefeitos, pelo apoio, por essa nova parceria através da criação desta comissão, onde a sociedade civil e os prefeitos serão representados e vão poder atuar juntos no cumprimentos dessas metas que, com certeza, vão fazer a diferença no dia a dia da população. Não é fácil fazer a unidade política na pluralidade, mas é só assim que a gente vai poder construir um Estado melhor”, registrou o prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Amupe, José Patriota.

    CONGRESSO - O evento acontece hoje e amanhã (06.04), promovendo palestras, oficinas temáticas, apresentações culturais e exposições, entre outras atividades voltadas à Agenda 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A novidade deste ano é o lançamento do Anuário dos Municípios Pernambucanos 2018, em formato digital. O projeto atende os princípios da sustentabilidade, evitando impressão de papel, temática central de todo o evento. O arquivo será disponibilizado no site da Amupe.
    Assuntos: fem, paulo camara, pnud, congresso pernambucano de municípios, ods
    Compartilhe: Link para o post:
  • Carnaval 2018: por mais um ano, rede de Saúde registra redução nos atendimentos

    | Saúde, Balanço

    camisinha

    Para os serviços de emergência administrados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Carnaval de 2018 manteve a tendência de redução observada nos últimos anos. Das 19h da última sexta-feira (09/02) até as 7h da Quarta-feira de Cinzas (14/02), foram registrados 29.672 atendimentos em todas as unidades da rede estadual, localizadas nas proximidades dos focos de folia, o que inclui 25 hospitais e 15 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) distribuídos por todas as regiões de Pernambuco. Esse número representa uma redução de 1,6% em relação ao mesmo período do ano de 2017, quando foram registrados 30.154 atendimentos.

    “Neste ano, nós mantivemos o planejamento que vem sendo feito pelo Governo de Pernambucano nos últimos carnavais. Mesmo com a maior convocação de profissionais de Saúde realizada por determinação do governador Paulo Câmara, nós reforçamos ainda mais as escalas dos hospitais e monitoramos as ocorrências de importância em Saúde Pública nos principais focos de festa. E podemos dizer que a estrutura montada funcionou perfeitamente, em sintonia e de forma ordenada. Desta forma, conseguimos alcançar o nosso objetivo de garantir a assistência a todos que vieram brincar o Carnaval em Pernambuco”, ressalta o secretário estadual de Saúde, Iran Costa.

    As 15 Unidades Pronto Atendimento (UPAs) foram responsáveis por 59% (17.524) do total de atendimentos de toda a rede estadual de saúde. Apenas 4,4% (780) dos pacientes atendidos nas UPAS precisaram ser transferidos para as emergências dos grandes hospitais, o que demonstra o alto grau de resolutividade destas unidades. No período carnavalesco, as UPAS estaduais realizaram 1.067 suturas e curativos e 1.032 imobilizações em pacientes com traumas leves. No Carnaval do ano passado, as 15 Unidades de Pronto Atendimento foram responsáveis por 17.739 atendimentos (uma redução de 1,2% em 2018).

    A maior diminuição nos atendimentos foi registrada nos 12 hospitais localizados na Região Metropolitana do Recife (RMR), que realizaram, das 19h da sexta (09) até as 7h desta quarta (14), 4.832 atendimentos, um número 5,45% menor que o do mesmo período de 2017 (5.111). Já nas unidades localizadas no interior do Estado, houve uma tendência de manutenção da quantidade de atendimentos, com um acréscimo de apenas 12 pacientes neste ano em comparação a 2017.

    REGULAÇÃO DE LEITOS – Considerando a análise das estatísticas do Carnaval 2018, observou-se aumento no quantitativo geral de encaminhamentos em 4,10%. As solicitações de transferências para as grandes emergências e maternidades de alto risco mantiveram-se praticamente estáveis, com uma redução de 0,4%. Também constatou-se uma redução de 23% no total de encaminhamentos para maternidades de baixo risco. Em relação aos encaminhamentos dos hospitais regionais, houve uma ampliação em 138%

    ATENDIMENTOS NO WILMA LESSA - Entre o sábado (10.02) e a terça-feira (13.02), o Serviço de Apoio à Mulher Wilma Lessa, localizado no Hospital Agamenon Magalhães, no Recife, atendeu cinco pacientes vítimas de violência. Foi um caso de agressão física e quatro de violência sexual. Das cinco pacientes, uma chegou ao local de forma espontânea, uma encaminhada do IML, uma de delegacia e as outras duas de uma UPA e um hospital. As ocorrências foram no Recife (3), Carpina e Vicência.

    MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DO GALO DA MADRUGADA

    monitoramento

    Pelo sétimo ano consecutivo, o desfile do Galo da Madrugada teve suas ocorrências de saúde monitoradas em tempo real pela SES. Ao todo, durante o sábado de Zé Pereira, foram registrados 292 atendimentos de saúde relacionados à festividade, sendo 278 envolvendo foliões e 14 pessoas que trabalhavam no evento. Isso significa uma redução de 38,9% em relação a 2017, com 478 atendimentos (465 de foliões e 13 de trabalhadores). Ao todo, foram 12 locais monitorados, sendo três hospitais, três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e seis postos de atendimento do Samu.

    As ocorrências foram notificadas das 7h às 22h por equipamentos portáteis (tablets) conectados ao software Ambiente de Monitoramento de Risco (Amber), com dados gerados pelos hospitais da Restauração, Getúlio Vargas e Otávio de Freitas; pelas UPAs dos Torrões, Imbiribeira e Caxangá; e pelos postos de atendimento do Samu no percurso do Galo - Base Central, Praça Sérgio Loreto, Dantas Barreto, Pátio do Carmo, Rua do Sol e PAM Centro.

    De acordo com as informações coletadas, as ocorrências com os foliões foram relacionadas, principalmente, à ingestão de álcool (30,86%) e mal estar (12,34%). Quanto à resolutividade dos atendimentos 75,54% (210/278) foram deliberados no local de atendimento e 13,67% (38/278) necessitaram de transferência ou internação.

    MONITORAMENTO – Além das informações geradas sobre os 292 atendimentos aos foliões e trabalhadores durante o desfile do Galo da Madrugada, o Amber também registrou outras 813 ocorrências nas mesmas unidades de saúde, que envolviam pacientes que não estavam em polo de festa. No ano passado, foram 545.

    OUVIDORIA - A Ouvidoria da Secretaria Estadual de Saúde (0800.286.28.28) registrou 412 atendimentos durante o Carnaval 2018. As principais demandas foram relacionadas a duvidas sobre doenças e medicações, além de pedidos de endereços e telefones de serviços de saúde.

    LEI SECA – Com ações de fiscalização em todo o Estado durante o Carnaval, a Operação Lei Seca abordou, das 0h da sexta (09/02) até esta quarta-feira (14/02), 12.488 veículos, uma ampliação de 4,5% em relação ao ano anterior.

    Desse total, 88 foram rebocados e 121 CNHs foram recolhidas. Dos condutores abordados, 64 se recusaram a fazer o teste do bafômetro. Nos 12.666 testes de alcoolemia realizados, foi constatado que 39 pessoas beberam após dirigir. Dessas, 2 cometeram crime, conforme a legislação de trânsito – representando uma redução de 66% em relação ao mesmo período do ano passado.

    Os motoristas autuados por alcoolemia sofrem punições administrativas, que preveem multa gravíssima com a perda de 7 pontos na carteira, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação e aplicação de multa no valor de R$ 2.934,70. Aqueles que cometeram crime de trânsito, além dessas sanções, foram conduzidos para a delegacia de polícia e autuados.

    Assuntos: ses, carnaval, governo de pernambuco, paulo camara, lei seca
    Compartilhe: Link para o post:
  • Carnaval de 2018 teve redução na criminalidade e maior sensação de segurança

    | Segurança, Balanço

    pm

    Todas as modalidades criminais apresentaram índices menores que em 2017, durante os quatro dias de festa

    Com reforço de 32% no lançamento de policiais em relação a 2017, o Carnaval de 2018 em Pernambuco apresentou redução em todas as modalidades criminosas, fazendo da festa deste ano uma das que mais trouxe sensação de segurança à população e aos visitantes. Estatísticas da Secretaria de Defesa Social (SDS) demonstram, por exemplo, queda de mais de 50% em Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) e de 25% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), nos quatro dias de festa.

    Entre a 0h do sábado (10/02) e as 23h59 de terça-feira (13/02), foram registrados 59 CVLIs, contra 79 do Carnaval do ano passado. O maior decréscimo se deu no interior, em que houve redução de 36,6% nos casos, seguida da Região Metropolitana (-17,4%) e da capital (-6,7%). O único homicídio cometido em foco de folia foi registrado no bairro de Comporta, em Jaboatão dos Guararapes (RMR), no domingo (11/02). Uma jovem de 23 anos foi esfaqueada por uma mulher enquanto era segurada por outra, durante o desfile do bloco Estrela da Tarde. Uma suspeita já está presa e a outra foi identificada e é procurada pela polícia. No ano passado, foram três mortes em focos de folia oficiais.

    No mesmo período de 2018, registraram-se 783 CVPs – 50,4% a menos que nos quatro dias de Carnaval de 2017, com 1.580. A redução se deu em todas as regiões, com destaque para a RMR, com 54%. O dia de menor incidência de roubos foi a terça-feira, com 65% de redução em relação ao ano anterior. Especificamente no caso dos roubos a ônibus, a diminuição foi ainda maior: nove casos notificados, contra 27 no ano anterior (-67%). Somente em focos de folia, foram 617 roubos e furtos no Carnaval de 2018, 19,8% a menos que no Carnaval anterior, que havia registrado 769 casos.

    Além disso, o número de agressões/vias de fato entre o sábado e a terça-feira foi de 82, contra 128 no mesmo período de 2017. Isso significa uma redução de 35,9% nos casos. Quanto aos estupros e atos obscenos, o número de ocorrências registradas também caiu: de 7 em 2017 para 4 em 2018 (-42,9%).

    O secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, ressaltou que os grandes beneficiados com esse resultado foram a população e os turistas. “As operativas da SDS trabalharam integradas e eu, pessoalmente, estive em diversos focos de folia, como os do Recife, de Olinda, Paulista, Bezerros, Pesqueira e Nazaré da Mata. Sem dúvida, posso afirmar que a maior conquista do Carnaval deste ano não foi somente a redução em todas as modalidades criminosas, mas a sensação de segurança que ganhamos em todo o Estado. É importante reforçar que tivemos esse desempenho mesmo com recorde de público no Recife, que passou de 1,3 milhão de pessoas em 2017 para 1,6 milhão em 2018, segundo dados divulgados pela própria prefeitura”, declarou.

    CELULAR – Os postos de atendimento do Alerta Celular conseguiram cadastrar 3.695 aparelhos no Sítio Histórico de Olinda e no Recife Antigo. Nesse programa da SDS, o IMEI dos telefones móveis fica em um cadastro, o qual é consultado pelas polícias em abordagens, permitindo a recuperação e devolução aos donos. A medida tem ajudado a inibir esse tipo de crime. Em 2017, houve 1.280 furtos e roubos de celulares no Carnaval, contra 1.019 em 2018, o que representa 20,4% de queda.

    BOMBEIROS – O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) realizou mais procedimentos no Carnaval de 2018, superando em 17,5% os de 2017. Foram 684 ações preventivas e atendimentos, a exemplo de salvamento, atendimento pré-hospitalar e emergências clínicas.

    Assuntos: sds, antonio de padua, balanco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Suape fecha 2017 com balanço recorde, novos projetos em pauta e modernização dos processos de planejamento e gestão

    | Economia, Balanço

    O Complexo Industrial Portuário de Suape começa o ano com motivos de sobra para comemorar. Além de dar início às celebrações pelos seus 40 anos de história, o porto abre 2018 rememorando uma série de conquistas alcançadas no ano passado. Um ano marcado por recordes sucessivos de movimentação, atração de grandes investimentos para o Estado, projetos até então travados que começaram a sair do papel e a implantação de iniciativas na área de planejamento e gestão, que reafirmam a condição de Suape como principal atracadouro do Norte e Nordeste do Brasil.

    Por falar em recordes, Suape alcançou em 2017 a maior movimentação anual de sua história, com um total de 23,8 milhões de toneladas de cargas (+ 4,7% em relação a 2016) que chegaram ou deixaram o porto pernambucano. Assim como em 2016, os graneis líquidos (óleos, combustíveis e outros derivados de petróleo) permanecem na dianteira como a carga mais operada em Suape, com um total de 17,6 milhões de toneladas (74% do total). O destaque, no entanto, foi o crescimento, sobretudo, de contêineres e veículos, que alcançaram também as maiores marcas já registradas em Suape. Em 2017, foram 464.490 TEUs (+18,9%) e 80.080 automóveis (+46%), respectivamente.

    Tão importante quanto o aumento da operação de produtos são as perspectivas que se abrem para o futuro. Em 2017, diversos projetos que estavam praticamente parados pelos entraves trazidos pela Lei dos Portos, começaram, definitivamente, a sair do papel, mesmo sem a autonomia. Na área do porto organizado, o principal deles é o segundo terminal de contêineres, o Tecon 2. O projeto, orçado em quase R$ 1 bilhão, mais que dobrará a capacidade anual de movimentação de contêineres do porto, passando dos atuais 700 mil para 1,7 milhão de TEUs. Seu estudo de viabilidade foi desenvolvido por Suape e já está nas mãos do governo federal.

    Outro investimento de grande importância para o porto é a ampliação de seu parque de tancagem, com investimentos privados de R$ 540 milhões. Juntos, os projetos das empresas Decal, Pandenor, Tequimar e Temape expandirão a capacidade estática de armazenagem dos atuais 700 mil m³ para mais de 1 milhão de m³. Além deles, estão em andamento os projetos de arrendamento do pátio de veículos, de criação do pátio de triagem de caminhões, de cessão de uma área para envase e distribuição de GLP, entre outros. Essas novas estruturas refletirão em mais carga e mais oportunidades em Suape.

    Grandes obras e atração de negócios também fazem parte do escopo de ações prioritárias do Complexo de Suape. Em 2017, o laboratório Aché iniciou a terraplenagem do terreno onde será instalada a maior planta industrial da marca para fabricação e distribuição de produtos farmacêuticos, fruto de um trabalho liderado pelo governador Paulo Câmara e coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O processo de instalação da Aché em Pernambuco é um dos maiores aportes privados em andamento em todo o Brasil, com investimento de R$ 500 milhões.

    Mas nem só de grandes investimentos é feito o Complexo de Suape. Durante o ano, novas ferramentas de planejamento e gestão foram implementadas com o propósito de reduzir gastos e otimizar a produtividade, com os olhos voltados para o futuro. Tudo isso para fortalecer a posição de Suape como maior porto do Norte e Nordeste do país. As principais foram a revisão do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) e a implantação do planejamento estratégico da empresa, com horizonte até o ano de 2023, com o apoio da Seplag.

    O planejamento estratégico é baseado na lógica do gerenciamento de projeto. A ferramenta BI (business intelligence) possibilitou a criação de quatro fóruns temáticos: Controle Interno, Estratégia, Novos Negócios e Infraestrutura. Esses fóruns são realizados em ciclos mensais, em reuniões de acompanhamento das ações com a participação dos principais responsáveis pelas atividades (stakeholders), e da Diretoria da Presidência e da Vice-Presidência da empresa. Assim, todos os processos e seus desdobramentos são acompanhados de perto, otimizando os resultados, definindo tarefas e prazos a serem cumpridos.

    Junto a isso, outras ações importantes começaram a ganhar corpo. A empresa está se adequando às exigências previstas pela Lei das Estatais. Com isso, implementou iniciativas como a criação de um código de ética, de um estatuto (em fase de validação) e de um plano de negócios. Esse último, já com as diretrizes para o ano de 2018, inclui análise de cenários, prioridades de investimentos, indicadores e metas. Ainda há outros produtos em fase de finalização, como: regulamento de compras, política de integridade, gestão de riscos e controles internos.

    Todo esse trabalho, feito para dotar o porto das melhores condições para receber novos empreendimentos, só é possível graças ao trabalho realizado também nas áreas ambiental e social. Em seus 13,5 mil hectares de área, 59% são destinados à Zona de Preservação. Na área do porto, Suape continua realizando o monitoramento do bioma marinho e de espécies, além da fiscalização de obras importantes, como a dragagem do canal de acesso ao Vard Promar e o reparo do molhe de proteção do porto externo. Entre as ações preventivas, destaque para a atualização do Plano de Emergência Individual (PEI), desenvolvido para responder a qualquer tipo de acidente e aprovado pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

    No âmbito social, além de trabalhar diariamente no contato com os moradores das 27 comunidades que estão inseridas no território de Suape, a administração encarou a difícil tarefa de conduzir as negociações para reassentar as famílias, que hoje vivem em áreas industriais e de preservação, em novas áreas urbanas e rurais. Em 2018, Suape dará um grande passo para solucionar parte desse passivo. Os primeiros 687 imóveis do Conjunto Habitacional Governador Eduardo Campos serão entregues ainda no primeiro semestre.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: sdec, paulo camara, suape, recorde, crescimento
    Compartilhe: Link para o post:
  • Fernando de Noronha apresenta balanço de fluxo turístico em 2017

    | Turismo, Balanço

    noronha

    Em um ano desafiador para diversos segmentos da economia brasileira, o Arquipélago de Fernando de Noronha comprova o seu favoritismo, alcançando a marca de 3,24% de incremento no fluxo de visitantes durante o ano de 2017, em comparação ao ano anterior. Em uma análise realizada pela Superintendência de Turismo, Meio Ambiente e Lazer da Administração da Ilha, foi identificado que o índice positivo foi conquistado a partir do investimento em divulgação nos principais mercados emissores nacionais, como o estado de São Paulo.

    De acordo com Manuela Fay, superintendente de Turismo, Esportes e Lazer do Arquipélago, em 2017, Noronha recebeu um total de 94.151 visitantes, sendo os três principais emissores nacionais, São Paulo, Pernambuco e Rio de Janeiro. “No ano passado, os argentinos foram a maioria dos turistas estrangeiros, seguidos de americanos, franceses e italianos. Para 2018 temos a expectativa de ampliar a presença de Fernando de Noronha em eventos internacionais de turismo, em parceria com a Empetur, que sempre apoia a promoção do destino nos principais eventos estrangeiros”, afirma Manuela.

    Ranking Internacional – Entre os visitantes estrangeiros, cujo acumulado do ano alcançou o número de 7.710 turistas (apenas 704 a menos em comparação ao ano anterior, com 8.414 viajantes), se destacam os Europeus, com 3.581 turistas, representando cerca de 46% do total de visitantes internacionais. Os viajantes da América do Sul seguem em segundo lugar, com 2.599 turistas (cerca de 33%). Os norte-americanos aparecem em terceiro lugar, com 1.132 visitantes (aproximadamente 14%). Ásia (175 turistas), Oceania (131 turistas) e África (92 turistas) também marcam presença entre os visitantes do arquipélago. Segundo Manuela Fay, a leve queda na curva de visitantes estrangeiros entre 2016 e 2017 está relacionada à promoção turística. “Em 2016, ocorreram as Olimpíadas, que ajudam a aumentar o fluxo, mas não é o fator principal. Diferente de 2016, em 2017 o arquipélago não participou de feiras internacionais. E essa presença é fundamental para atrair novos mercados. Estudaremos estratégias para recuperar o saldo positivo em 2018”, avalia a superintendente.

    Levantamento – O documento elaborado pela Administração da Ilha contém dados do quantitativo de visitantes desembarcados no Aeroporto Governador Carlos Wilson Campos, em Fernando de Noronha, contabilizado através do Controle Migratório. O levantamento é realizado pela área de turismo da Ilha mês a mês e, após o encerramento do ano, os números são consolidados em um documento oficial, disponibilizado pela Administração da Ilha para empresas, veículos de comunicação e pesquisadores.

    Cidades: Fernando de Noronha
    Assuntos: fernando de noronha, empetur, turismo
    Compartilhe: Link para o post:
  • ATI apresenta balanço do ano no Café com o Presidente

    | Balanço, Administração

    A Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI-PE), órgão vinculado à Secretaria de Administração (SAD), realizou balanço do ano durante evento Café com o Presidente. As apresentações foram realizadas pelo presidente do órgão, Romero Guimarães, além da diretora de TI,  Ana Breda, do diretor de Gestão e Governança, Ivanildo Guerra, e da superintendente de Gestão Institucional, Zélia Mendonça.

    Entre as principais ações de grande importância para o Governo e, especialmente, para o cidadão, estão aquelas desenvolvidas em  conjunto com a Superintendência de Modernização Governamental (SUMOG) da Secretaria Executiva de Administração (SEADM) da SAD: o desenvolvimento da Plataforma Digital do Governo para Atendimento ao Cidadão, a implantação dos módulos de Compras e Licitações do Sistema Integrado de Gestão (PE-Integrado) em todos os órgãos do Poder Executivo, e a implantação piloto, na própria ATI e na CEPE,  do Sistema Eletrônico de Informações - SEI - que realiza toda a tramitação e geração de documentos e processos de forma digital, sem emissão de papel.

    A Plataforma Digital do Governo para Atendimento ao Cidadão inclui o novo Portal do Cidadão, o aplicativo mobile para o cidadão, o  Portal do Expresso Cidadão, o Sistema ATENDE - -que gerencia o atendimento ao cidadão nos serviços dos Expressos Cidadão - e o sistema da  Carta de Serviço ao Cidadão, que permite que todas as entidades da Administração Pública Estadual cadastrem os serviços que prestam ao  cidadão, informando locais e horários de atendimento. A plataforma, que deverá ser lançada ainda no primeiro trimestre de 2018, facilitará o acesso do cidadão aos serviços do Governo do Estado e trará maior comodidade, rapidez e segurança com a disponibilização de serviços digitais ao cidadão. Além disto, o próprio Governo poderá gerenciar melhor os serviços prestados ao cidadão.

    Outras ações importantes para a utilização e gestão da Tecnologia da Informação dentro do Governo de Pernambuco, como a disponibilização de Atas de Registro de Preço Corporativas (ARPC)  - uma delas, elaborada pela ATI, em conjunto com a SEADM/SAD - , que estabelece um modelo de processo de gestão de serviços de TI para as secretarias e órgãos do Governo. Nelas, serão concentrados os atendimentos de informática de todo o Poder Executivo, denominada Central de Serviços Única (CESU). A criação trouxe uma economia na ordem de 50 milhões ao longo da vigência dos contratos. Somente na SEE, foi gerado uma diminuição de mais de 56% em relação ao valor do contrato anterior por equipamento. Há uma projeção de mais de 100 milhões de reais em economia com as ARPCs, além da melhoria da qualidade e eficiência administrativa. 

    Através da inovação nas formas de contratação para potencializar a economia em escala das ARPCs de TI foram alcançados resultados expressivos com ganho em qualidade, redução de trâmites burocráticos e economia, que chegaram a atingir uma redução de 67% em relação ao custos anteriores para serviços ou aquisição de bens de tecnologia da informação. Com um destaque a ARPC n° 039.2017.ATI de locação de estações de trabalho que passaram de um custo médio unitário de R$100,00 para R$34,75. Em 2017, foram 87 contratações às Atas de Registro de Preço;  Ainda estão em andamento as contratações corporativas de Conectividade e Impressão Departamental que apresentam ótimas perspectivas.

    Além das ARPCs, também no campo da Governança e Gestão de TI, foram 369 consultorias de gestão de TI realizadas pelos consultores da ATI nos órgãos do Estado e quatro projetos com Arquitetura Corporativa. Foram realizados em 2017 cinco encontros de gestores realizados no auditório da ATI, o encontro é um momento de interação, compartilhamento de informações e experiência entre os gestores de TI do Estado; 

    Foi criado o LIGUE - Laboratório de Integração Governo, Universidade e Empresa, que tem o objetivo de promover a inovação no Governo, através da  interação com o ecossistema de Tecnologia da Informação e estimular a criação de redes de colaboradores para a inovação governamental e o LiGov, baseado no Sala de Aula Aberta (Programa da UPE). 

    A ATI também disponibilizou infraestrutura de TI com toda a segurança para novos sistemas e ferramentas de diversos órgãos do Estado, como: a infraestrutura para que a Secretaria de Educação possa executar os cursos EAD, os simulados, o processo seletivo 100% eletrônico, o agendamento  das provas, o sistema de matrícula online, além do apoio no portal Avança Mais PE; A plataforma virtual de Ensino à Distância do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos de Pernambuco (Cefospe) também foi elaborada em parceria com a Secretaria Estadual de Educação  (SEE) e hospedada na ATI; a infraestrutura e apoio na modelagem para o sistema de Perícias Médicas do Estado, que permite que os servidores do Estado de Pernambuco já possam agendar serviços de perícias médicas sem sair de casa, de forma online, com mais de 20 serviços que podem ser acessados através do site www.irhspm.pe.gov.br.

    Vários projetos de desenvolvimento também foram realizados pela ATI, como o desenvolvimento da Plataforma de Gestão Documental, que resultou na adoção de uma solução totalmente gratuita, que está hospedada no DATACENTER da ATI e pode ser utilizada por qualquer entidade.  O pioneiro na utilização da plataforma foi o do Arquivo Público com o lançamento do Relatório Final da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara; o desenvolvimento do sistema WEB para o Funcultura para a melhoria do atendimento dos produtores e fazedores de cultura; o desenvolvimento do Sistema Alerta Celular, onde o usuário cadastra o seu celular e o código de identificação do aparelho, o IMEI, com isto é possível ajudar a polícia a encontrar possíveis celulares roubados, uma vez que o IMEI é consultado a partir do aplicativo do policial; e a intervenção da ATI na melhoria dos serviços do IITB e do IML, proporcionando melhorias sensíveis nos serviços ofertados à população, como o sistema de emissão de carteiras de identidade e aos serviços internos da secretaria, como o sistema de laudos do IML.

    O encontro citou a Solução de Autenticação Centralizada, serviço que visa oferecer aos gestores de telemática, de forma  gratuita, uma forma de identificarem os usuários através de login e senha únicos, atendendo à lei do marco legal da internet e da aquisição da infrestrutura hiperconvergente que já se encontra em produção no DATACENTER, podendo ser utilizada pelos órgãos do governo Estadual. A utilização desta tecnologia propicia uma grande economia de espaço e de energia, além de facilitar o crescimento de forma fácil e rápida e exigir menos das equipes de suporte.

    A diretoria aproveitou o ensejo para entregar uma placa de homenagem para alguns funcionários considerados destaques pelos projetos realizados e pela dedicação e engajamento demonstrados durante o ano de 2017.

    Assuntos: sad, ati-pe, cafe com o presidente, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Procon-PE realizou mais de 75 mil atendimentos em 2017

    | Balanço

    Ranking será divulgado por grupo econômico. A Oi foi a campeã em reclamações

    O Procon-PE fechou o ano com 75.584 pessoas atendidas em todo o Estado, no ano de 2017, dos quais 30.653 geraram reclamações. O Procon irá, a partir de agora, divulgar o ranking por grupo econômico. Entre as empresas mais reclamadas estão a OI, os bancos e as empresas de telefonia.

    Em 2016 foram 67.655 atendimentos e 28.971 reclamações.

    O primeiro lugar ficou com o grupo econômico da OI, que engloba a OI Móvel e Telemar (OI Fixo), com 1.421 reclamações durante o ano. Entre os problemas mais apresentados pelos consumidores em relação a empresa estão: cobrança abusiva ou indevida.

    O 2º lugar ficou com o grupo econômico Bradesco, com 1.011 reclamações e o 3º lugar com a Celpe, 879 reclamações. Ainda entre as 10 mais reclamadas estão: grupo econômico Itaú; Motorola Indústria; Motorola Connect Santa Maria; Compesa; Caixa Econômica; TIM; e grupo Claro. Lembrando que o grau de resolutividade nas audiências realizadas pelo órgão estadual é de 80%.

    A unidade do Procon-PE que mais faz atendimento é a Sede, localizada no Centro do Recife. Depois vem as unidades de Caruaru, Olinda, Garanhuns e a que fica dentro do Shopping Rio Mar.

    Para abrir uma reclamação no Procon-PE o consumidor deve comparecer a uma de nossas 53 unidades munido de carteira de identidade, CPF e comprovante de residência. É preciso levar também documentos que possam comprovar a reclamação, como nota fiscal, ordem de serviço, fatura, comprovante de pagamento, contrato, entre outros.

    Assuntos: sjdh, procon, atendimentos, ranking de reclamaçoes
    Compartilhe: Link para o post:
  • Anuário Estatístico 2016 mostra dados através de mapas dinâmicos

    | Balanço

    O Anuário Estatístico de Pernambuco inova em sua versão 2016 e disponibiliza uma nova forma de apresentar os dados estatísticos (como os números populacionais e o Produto Interno Bruto - PIB do Estado), a partir de mapas dinâmicos, apresentados por um Sistema de Informações Geográficas (SIG) publicado na web.

    Os dados estatísticos/geográficos estão organizados em sete secções que abordam os aspectos socioeconômicos, demográficos e territoriais de Pernambuco. Os usuários podem acessar rapidamente as informações no endereço eletrônico: http://www.anuario.pe.gov.br/.

    A novidade, que pode ser acessada pela sessão Mapas, se soma a estrutura mais estática do site, composta por uma série de informações disponibilizadas por mais 440 tabelas, além de gráficos e mapas em formado PDF para impressão.

    A ferramenta foi desenvolvida pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco – Condepe/Fidem, no intuito de proporcionar a ampliação e a produção do conhecimento no Estado. Ela compila informações atualizadas sobre os 184 municípios e mais o distrito de Fernando de Noronha. A ferramenta vem ampliar e fortalecer a participação da sociedade no exercício da cidadania e conhecimento de seu território.

    Esta ação vem a reforçar o caminho iniciado pela Agência Condepe/Fidem na direção de novas tecnologias que facilitem a execução de processos e a disponibilização de conteúdos estatísticos e cartográficos produzidos pela casa, a exemplo, o SigTES.

    Essas tecnologias baseiam-se em Geo-B.I(Business Intelligence), que incorpora a geografia como mais uma dimensão na sistematização e exibição de dados, tudo, por meio de uma interface mais intuitiva, baseada um uma linguagem visual contemporânea, que permite uma interação mais pessoal entre o usuário e a base da dados. Desta forma, possibilita que o mesmo construa suas próprias análises.

    Assuntos: seplag, condepe, fidem, anuario estatistico, mapas dinamicos, sig, online
    Compartilhe: Link para o post: