meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Campanha contra febre aftosa começa em 1º de maio

    | Agricultura

    Criadores devem vacinar todo o rebanho de bovinos e bubalinos de Pernambuco

    Como forma de evitar a transmissão da febre aftosa, todo o rebanho de bovinos e bubalinos do Estado deve ser imunizado durante a primeira etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa, que começa a partir de 1º de maio. A medida é uma forma de manter o status de Pernambuco como livre de febre aftosa com vacinação, obtido em 2014.

    A expectativa é que pelo menos 90% do rebanho, que é de mais de 1,8 milhões, sejam imunizados na campanha. O criador tem até 31 de maio para vacinar e declarar o seu rebanho no escritório da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) mais próxima. Nessa etapa, animais de todas as idades devem ser vacinados, incluindo recém-nascidos. É importante que na hora da declaração o produtor, faça sua atualização cadastral, inclusive com o detalhamento do seu rebanho por sexo e idade.

    O produtor deverá adquirir a vacina nas casas agropecuárias e declarar a vacinação nos escritórios da Adagro, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA). A dose da vacina custa em média R$ 1,50 e deve ser conservada em gelo. Para evitar o estresse dos animais, a vacina deverá ser aplicada nas horas mais frias do dia, pela manhã ou no fim da tarde.

    O Governador Paulo Câmara investe mais de dois milhões por ano no combate à doença e desde 2007 o estado não registra índice abaixo dos 90% -  mínimo exigido pela Organização Internacional de Epizootias (OIE). Combater a febre aftosa traz benefícios sociais e econômicos para o Estado, garantido um produto de qualidade e uma pecuária forte, ampliando assim nosso potencial comercial.

    Em maio deste ano o Brasil será reconhecido internacionalmente como área livre de febre aftosa com vacinação. O reconhecimento será possível graças à parceria de mais de 50 anos entre o Serviço Veterinário oficial e dos produtores rurais sempre comprometidos com a sanidade do rebanho.

    O produtor que não vacinar ou declarar seus animais pagará multa e ficará impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento necessário para transitar com o animal para eventos agropecuários, enviar animal para abate ou até mesmo vende-lo para outro proprietário. Este ano a multa é de R$60,00 por animal e R$ 300,00 por propriedade.

    A febre aftosa é uma enfermidade de fácil contágio pelo ar e, apesar de não levar à morte do animal, causa perdas significativas à criação. Além disso, ela é um dos principais entraves à exportação da carne. Os principais sintomas da febre aftosa são feridas na boca, nas glândulas mamárias e no casco. O diagnóstico é feito ao observar a salivação excessiva e se o animal anda com dificuldade. Por não conseguir se alimentar, ele apresenta enfraquecimento e perda de peso.

    O último registro de febre aftosa em Pernambuco foi em 1998.

    Assuntos: sara, adagro, paulo camara, vacinacao, febre aftosa
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de Pernambuco reforça agricultura familiar do Estado com entrega 15.550 kits do programa Pernambuco Mais Produtivo

    | Agricultura
    sara

    Paulo Câmara comandou, nesta segunda, entrega de equipamentos 
    que vão beneficiar a produção de alimentos em 87 municípios.
     

    O governador Paulo Câmara comandou, na manhã desta segunda-feira (23.04), a entrega de 15.550 kits de caráter produtivo — que visa estruturar a produção de alimentos e forragem animal — com o objetivo de otimizar o trabalho de agricultores familiares de 87 municípios do Agreste e Sertão do Estado. Na ação, os beneficiados receberam os conjuntos "Roçadeira" (uma roçadeira semi-florestal com 3 itens acessórios, de corte de arbustos, capineira e roço; uma bota e um óculos de proteção) ou "Forrageira" (uma forrageira com cabo de extensão elétrico de 10 metros). Com um investimento de R$ 22 milhões, a iniciativa fortalece as políticas públicas com foco na área. O caráter produtivo faz parte do Programa Segunda Água (Cisternas Calçadão) e é financiado com recursos da União, via Ministério de Desenvolvimento Social. Paulo destacou que a ação é fundamental para proporcionar mais condições de trabalho e produtividade para os homens e mulheres do campo.  

     "Estamos entregando equipamentos que vão facilitar a produção de quem atua na agricultura familiar e que vão ajudar, também, no aumento do rendimento e da produtividade. Produzir mais, vender mais e com isso expandir a produção de alimentos, de grãos e rações para alimentação, seja da avicultura ou da área bovina. O trabalho envolve o Estado, os municípios, a sociedade civil, os agricultores, mas, principalmente, a nossa capacidade de tirar do papel ações tão importantes. Assim, damos a garantia ao homem do campo de que ele poderá trabalhar, viver, criar seus filhos, produzir e ter sua renda a partir de seu esforço e do seu trabalho na sua terra", frisou o governador.

    Os agricultores beneficiados com a ação de hoje já receberam, através do Pernambuco Mais Produtivo, a tecnologia social da Cisterna Calçadão. Os equipamentos, que possuem 52 mil litros, ampliam o acesso a água, através da captação das chuvas, e viabilizam a criação de pequenos animais e a implantação de hortas orgânicas. A entrega dos kits complementou a estruturação necessária para aumentar a produtividade do setor. 

    Representando os prefeitos dos municípios beneficiados, Anchieta Patriota (Carnaíba) destacou o empenho do atual governo no fortalecimento de ações estruturadoras para a agricultura. "Essas são ações que mudam a vida das pessoas, principalmente daquelas que mais necessitam do governo. A gestão Paulo Câmara já fez muito pelo homem do campo. Desde a oferta de água para a população a outras ações estruturadoras. Sempre com a preocupação de gerar, também, receita e renda para o nosso povo", exaltou o gestor da região do Sertão do Pajeú.

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), Wellington Batista, aproveitou a oportunidade para destacar o poder econômico que o investimento na agricultura familiar é capaz de propiciar. "Quando andamos pela Zona Rural, percebemos como foi importante esse programa de cisternas para o homem e a mulher do campo enfrentarem o período de estiagem. Queria agradecer ao empenho do governador Paulo Câmara na contribuição para o fortalecimento da agricultura familiar, não só do ponto de vista social, mas do ponto de vista econômico para todo o Estado de Pernambuco", finalizou. 

    Falando em nome dos agricultores beneficiados, Aluísio Paulino, natural de Carnaíba, explicou o ganho na produção rural que os equipamentos irão fornecer. "Isso aqui vai servir para os agricultores fazerem a ração para os animais, do boi e da galinha. Servirá também para ralar o milho, fazer o fubá e outros alimentos. Já a roçadeira vai servir para roçar o capim, ou então servir para outras atividades na Caatinga. É muito importante estar recebendo um maquinário desses na Zona Rural", comemorou.

    AGRICULTURA FAMILIAR - No Brasil são aproximadamente 4,3 milhões de estabelecimentos rurais da agricultura familiar, que correspondem a 84% do total. O setor é responsável por 33% do valor bruto da produção agropecuária do País e pela produção de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros. Em Pernambuco, são 275.720 estabelecimentos familiares responsáveis pela produção de mandioca, feijão, milho, fruticultura e hortifrúti. 

    Acompanharam o governador durante a solenidade o reverendíssimo Dom Bernadino Marchió, bispo diocesano de Caruaru; os secretários estaduais Márcio Stefanni (Planejamento e Gestão); Manuela Marinho (Turismo, Esportes em Lazer); e o chefe de Gabinete do Governador, Antônio Limeira; o secretário executivo de Agricultura Familiar, José Cláudio; o presidente do CEASA, Gustavo Melo; o presidente do Iterpe, André Luz Negromonte; o deputado federal Danilo Cabral; os deputados estaduais Waldemar Borges, Aluísio Lessa, Zé Maurício Cavalcanti, Laura Gomes, Nilton Mota e Diogo Morais; e prefeitos de vários municípios beneficiados na ação.

    Assuntos: sei, sara, paulo camara, agricultura familiar,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Secretário de Agricultura e a presidente do IPA realizam reunião com gestores para otimizar as ações do órgão

    | Agricultura

    sara

    Na manhã desta quarta-feira (18/04), o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista, e a presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Nedja Moura, participaram de reunião no auditório do órgão com gestores e representantes de todo o Estado. O encontro teve como objetivo a apresentação das principais ações desenvolvidas pelo IPA em Pernambuco, como também as demandas do instituto.

    O IPA tem a missão de contribuir para o desenvolvimento rural sustentável de Pernambuco, mediante atuação de modo integrado na geração de tecnologia, nas ações de assistência técnica, extensão rural e no fortalecimento da infraestrutura hídrica, com uma atenção prioritária aos agricultores com base familiar. “Vocês representam uma instituição com muita credibilidade no Estado, com relevantes serviços prestados. Estamos reunidos com um único propósito, de superar as dificuldades e alcançar as metas estabelecidas”, disse o secretário Wellington Batista. Também estiveram presentes o diretor de Pesquisas, Antônio Raimundo; o diretor de Extensão Rural, Albérico Rocha; e o diretor Financeiro, Daniel Saboya.

    O Instituto Agronômico de Pernambuco conta com 182 escritórios locais em todo o Estado, 12 estações experimentais, 12 gerências regionais, 04 unidades de infraestrutura hídrica, 17 laboratórios, 02 unidades de sementes e 03 centros de treinamento. Nos últimos três anos, o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar - PAA investiu R$ 29 milhões. Além disso, estão previstos mais R$ 9 milhões para o ano de 2018 /2019, beneficiando cerca de 385.529 pessoas.

    Em relação ao Programa de Distribuição de Sementes, apenas em 2017 foram distribuídas 790 toneladas de sementes, beneficiando cerca de 367.300 mil agricultores. Para este ano, estão sendo entregues 800 toneladas.

    Assuntos: sara, ipa, reuniao de gestores, desenvolvimento rural, distribuição de sementes
    Compartilhe: Link para o post:
  • Iterpe busca parceria com o Ministério Público do Trabalho para o fortalecimento institucional do órgão

    | Agricultura

    sara

    Gestores pleitearam recursos oriundos de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC’s)

    O presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (Iterpe), André Negromonte, acompanhado do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista, participou nesta quarta-feira (18/04) de reunião no Ministério Público do Trabalho (MPT). Recebidos pela procuradora-chefe, Adriana Gondim, os gestores governamentais pediram apoio do MPT no sentido de otimizar as condições de trabalho dos servidores do órgão para melhor atender às demandas dos homens e mulheres do campo.

    Por meio de ofício, os gestores solicitaram à Procuradoria recursos oriundos de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC’s), a fim de suprir as atividades desenvolvidas pelo Iterpe. A procuradora-chefe, Adriana Gondim, se disponibilizou a levar aos demais integrantes do MPT o presente pleito, entendendo ser pertinente a solicitação apresentada.

    “Como auditor fiscal do trabalho cedido ao Iterpe, conheço bem a importância das ações dos senhores procuradores e tenho a convicção que essa parceria fortalecerá ainda mais o nosso instituto, não apenas com recursos materiais, mas com o compromisso incessante em prol do trabalhador do campo”, avaliou o presidente do Iterpe, André Negromonte, ao lado do assessor de monitoramento de programas do instituto, Cleodon Ricardo, que também participou da reunião. 

    “A parceria com o Ministério Público do Trabalho é importante para suprir parte das necessidades do Iterpe e otimizar a ação do Estado de Pernambuco para a regularização fundiária”, comentou o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista.

    O Iterpe é uma autarquia estadual vinculada à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), criada em outubro de 2009 por meio da Lei 13.900 e regulamentada pelo Decreto 34.497 de dezembro do mesmo ano. A missão do órgão é a execução da política agrária, de regularização, ordenação e reordenamento fundiário rural de Pernambuco. Na atual gestão, foram entregues em todo o Estado, até o momento, cerca de 11 mil títulos de acesso à terra gratuitos e já registrados em cartório.

    Assuntos: sara, iterpe, acesso a terra, reuniao
    Compartilhe: Link para o post:
  • “Orientações Gerais aos Agentes Públicos Estaduais” foi apresentada aos servidores da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária e suas vinculadas

    | Agricultura
    sara

    Cartilha disponibilizada pelo Governo do Estado apresenta definições em relação ao ano eleitoral
     
    Em ano eleitoral, a Procuradoria Geral do Estado disponibilizou a cartilha “Orientações Gerais aos Agentes Públicos Estaduais”. Diante da necessidade de orientar sua equipe, a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco (SARA) reuniu, na tarde desta terça-feira (10), no auditório do IPA, seus servidores comissionados para um momento de esclarecimentos. O material foi exposto pelo setor jurídico da SARA e reuniu representantes de todas as vinculadas: IPA, ProRual, Iterpe e Adagro.  
     
    O material, apresentado em formato de perguntas e respostas, aponta determinações quanto a postura das instituições e de seus funcionário neste período de eleição. O material na íntegra será disponibilizado via diversas mídias para todos.
     
    O momento também serviu para definições de trabalho da equipe, estratégias de desenvolvimento de ações e projetos e a apresentação do Núcleo de Planejamento e Gestão da Secretaria de Agricultura, institucionalizada formalmente em outubro de 2017, com a nomeação do secretário. O Núcleo, composto por representantes da Seplag, é responsável pelo planejamento, acompanhamento, monitoramento e gestão dos programas estratégicos da SARA.
     
    Compuseram a mesa e ficaram responsáveis pelos posicionamentos: Wellington Batista, secretário de Agricultura e Reforma Agrária; Augusto Miranda, chefe de gabinete e gestor do Programa Leite de Todos; Álvaro Jordão, secretário executivo de Acompanhamento e Gestão; Henrique Suassuna, gestor governamental de Planejamento, Orçamento e Gestão; Marcelino Quirino, gerente jurídico; Nedja Moura, presidente do IPA; André Negromonte, presidente do Iterpe; Fábio Fiorenzano, presidente do ProRural; e Eldemberga Granjeiro, assessora de comunicação da Adagro, representando o presidente Paulo Lima.
    Assuntos: sara, ipa, prorural, iterpe, adagro
    Compartilhe: Link para o post:
  • Programa de Distribuição de Sementes recebe novos incentivos em 2018

    | Agricultura

    Serão distribuídas em todos os municípios pernambucanos, 225 toneladas de sementes.

    Cerca de R$ 2,5 milhões serão investidos no Programa de Distribuição de Sementes, coordenado pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), o Projeto tem por objetivo fortalecer a produtividade dos agricultores e até o momento já foram entregues 250 toneladas de sementes aos agricultores cadastrados no projeto. Contemplando todos os municípios pernambucanos, incluindo mata norte e sul, o Instituto está distribuindo 620 toneladas para cerca de 70 mil agricultores.

    A distribuição ocorre através das unidades do IPA e associações parceiras localizadas em mais de 180 municípios. “Aproximadamente 70% do que é consumido em nossas casas vem da agricultura familiar, incentivar a produção desses alimentos é uma das maiores ações do Governo de Pernambuco, que entende a importância do homem e da mulher do campo no âmbito social e econômico. Estamos atendendo a determinação do governador Paulo Câmara em reforçar a produção e dar mais qualidade de vida para os agricultores do campo", disse o Secretário de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco, Wellington Batista.

    Durante entrevista a Rádio SEI Secretaria Especial de Imprensa, do Governo de Pernambuco, ao programa Pernambuco Cultural, o secretário apresentou dados do Programa para 2018. “Como as condições climáticas são favoráveis, a expectativa é que o quantitativo distribuído possa ser maior”, finalizou o secretário.

    Assuntos: sara, ipa, paulo camara, governo de pernambuco, agricultura, sementes,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Governo de Pernambuco inicia cadastramento do Chapéu de Palha da Pesca 2018

    | Agricultura

    cadstro

    Inscrição pode ser feita de 9 a 12/04 no Agreste e Sertão e de 23 a 26/04 no Litoral

    O Governo de Pernambuco inicia nesta segunda-feira (9) o cadastramento e entrega dos cartões de frequência do Programa Chapéu de Palha 2018, na modalidade Pesca Artesanal. As inscrições podem ser feitas até o dia 12/04 nos municípios do Agreste e do Sertão e de 23 a 26/04 no Litoral, nas colônias e associações de pescadores.

    Em 2017, o Governo de Pernambuco cadastrou mais de 48 mil trabalhadoras e trabalhadores no Chapéu de Palha, dos quais 6.591 foram na modalidade pesca artesanal, envolvendo um investimento total de cerca de R$ 40 milhões. Em 2018, há uma previsão de crescimento em torno de 10% no número de inscritos em cada uma das modalidades (fruta, pesca e cana). Em fevereiro, foi realizado o cadastramento da fruticultura irrigada, alcançando 9.220 pessoas.

    Para ser beneficiário do Chapéu de Palha na modalidade Pesca Artesanal é necessário ser pescador(a) artesanal ou marisqueiro(a), com Registro Geral da Pesca (RGP); ser maior de 18 anos; não possuir vínculo empregatício em Carteira de Trabalho; ser residente em um dos 57 municípios pernambucanos contemplados pelo programa; não estar recebendo seguro-desemprego nem seguro-defeso; e não estar recebendo nenhum tipo de aposentadoria ou pensão do INSS.

     “Dos beneficiários da modalidade pesca artesanal, mais de 70% são mulheres e na sua grande maioria marisqueiras. Assim como os trabalhadores da fruta e da cana, elas também precisam de apoio na época da entressafra e com o Chapéu de Palha elas passam a ter uma renda e melhorar a qualidade de vida pelo conjunto de capacitações que é oferecido pelo Programa”, explica a coordenadora do Chapéu de Palha e gerente geral de Articulação Institucional da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), Edna Claudino.

    Para mais informações basta ligar para o número 0800.282.5158 ou acessar www.seplag.pe.gov.br

    Assuntos: seplag, governo de pernambuco, chapeu de palha, trabalhadores rurais,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Conselho administrativo do Iterpe realiza reunião para discutir novas estratégias com foco no fortalecimento do órgão

    | Agricultura
     
     
    Na manhã da última terça-feira (27), o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, também presidente do Conselho de Administração do Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iterpe), Wellington Batista, reuniu-se com o conselho administrativo do órgão e membros do ProRural, IPA, CPRH e OCBS, na sede do IPA, localizada no bairro do Bongi, para discutir novas estratégias de crescimento voltados ao Iterpe.  
     
    A reunião, realizada duas vezes ao ano, teve o objetivo de debater sobre a indicação de novos membros e respectivos suplentes para o Biênio 2018-2020, a formação do Grupo de Trabalho para encaminhamento sobre o quadro de colaboradores, a possível prorrogação da Seleção Simplificada por mais dois anos, a prestação de contas do exercício 2017 e outros assuntos de interesse do órgão.
     
    Durante discussão na mesa redonda, foi agendada uma nova data (18/04), para a aprovação de novos conselheiros, pois, os atuais que estão na gestão, ficam a frente dos cargos até maio. 
     
    Estiveram presentes o presidente do Iterpe e secretário do conselho, André Negromonte; e os conselheiros Gustavo Dowsley, do Prorural; Gabriel Maciel, do IPA; Jost Paulo, da CPRH; e Elizialdo de Sousa, do OCB/SESCOOP.
     
     
    Assuntos: sara, iterpe, prorural, ipa cprh, ocbs,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Ação fiscaliza o armazenamento de peixes no comércio

    | Saúde, Agricultura

    Adagro 

    A vistoria foi realizada em estabelecimentos do Recife e Jaboatão, dias antes da Semana Santa, onde ocorre um aumento significativo no consumo do produto.

    Nesta quinta, foi realizada uma ação conjunta em supermercados da região metropolitana do Recife para avaliar as condições de armazenamento dos pescados, produtos bastante consumidos no período da Semana Santa. Com a coordenação do Ministério Público, fiscais da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária; funcionários do Procon, do Ipem e da vigilância sanitária municipal do Recife e de Jaboatão dos Guararapes visitaram 10 supermercados locais.

    Foram seis estabelecimentos em Jaboatão dos Guararapes e quatro no Recife. Na capital Pernambucana, todos os locais visitados estavam de acordo com as exigências sanitária, foram feitas apenas algumas recomendações pontuais. Entre os locais fiscalizados estavam o Walmart Casa Forte, o Carrefour da Torre, o Extra da Benfica e o Pão de Açúcar de Parnamirim.

    Já em Jaboatão, dos seis estabelecimentos vistoriados, apenas em um foi encontrado produtos inadequados para o comércio. No supermercado Soberano de Piedade foram apreendidos 10 kg de pescados vencidos dentro da câmara fria, 3 kg de posta de peixe sem identificação e 27 kg de peixes fora da temperatura adequada ou com embalagens danificadas. Nos demais supermercados apenas notificações para melhor organização. Foram fiscalizados o Arcomix, o Bom Preço, o Pão de Açúcar e o supermercado Leão, todos em Piedade, e o Trevo, supermercado de Candeias.

    “ Desde 2014 que realizamos ações conjuntas com outros órgãos de fiscalização e as irregularidades encontradas diminuíram muito, é bom saber que o nosso trabalho está dando resultados para a população e podemos ofertar produtos com mais qualidade e segurança alimentar”, explicou a responsável pela Gerência de Inspeção Animal da Adagro, Glenda Holanda.

    Cidades: Jaboatão dos Guararapes
    Assuntos: sara, adagro, fiscalizaçao pixes, recife, jaboatao, semana santa, ipem, procon,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Iterpe discute com o CPRH convênio em prol da área de proteção ambiental Gurjaú

    | Agricultura

     iterp

    Nesta terça-feira (20/03), a equipe do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (SARA) e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), reuniu-se para dialogar sobre convênio com foco no estudo social e levantamento topográfico na Unidade de Conservação de Proteção Integral, Refúgio de Vidas Silvestres Matas do Sistema Gurjaú, localizado entre os municípios de Moreno, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes. A reunião ocorreu na nova sede do Iterpe, em San Martin, presididas pelo diretor do Instituto, André Negromonte e pelo presidente do CPRH, Eduardo Elvino.

    “Os resultados esperados com o trabalho é de conhecer melhor o uso e ocupação do solo pelas famílias que residem no local”, explicou Elvino. Para o presidente do Iterpe, “o trabalho conjunto favorece a parceria institucional e fortalece as ações do Governo do Estado junto à sociedade”, enfatizou Negromonte.

    Dentre algumas atividades previstas estão as necessidades iniciais de demarcação da área e o levantamento social e ambiental, bem como a produção de laudo de avaliação da propriedade. Com isso, firmam ações que tem o propósito de regularizar a terra e subsidiar o estudo sobre a realidade das famílias que estão vivendo nessa área.

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post: