meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Nilton Mota libera acesso à água para 4 mil pessoas das comunidades rurais de Araripina

    | Agricultura

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, foi à Araripina, nesta terça-feira (12), autorizar a construção de seis barragens que vão ampliar a oferta de água nos sítios Jatobá, Bonito, Ventania, Mulungu e Beleza, além da comunidade de Rancharia.

    Nilton Mota também liberou a implantação de dois sistemas simplificados de abastecimento de água (SSAA) no Povoado da Sipaúba e Sítio Capim. E a conclusão dos sistemas simplificados de Bonito e Ponta da Serra, além do Distrito de Rancharia. 

    As obras foram uma solicitação da deputada estadual Roberta Arraes. Juntas, todas as ações vão beneficiar quatro mil pessoas, a partir de um investimento de R$ 1,5 milhão. 

    A assinatura das Ordens de Serviço, que ocorreu no Sítio Lagoinha, contou com as presenças da deputada Roberta Arraes, do ex-prefeito Alexandre Arraes; dos vereadores Camila Modesto, Francisco Edivaldo, João Dias, Divona, Edsavio, Silvano do Morais e de Dona Biza, presidente da Associação Primavera Sítio dos Patos e Lagoinha. 

    “O governador Paulo Câmara tem investido no fortalecimento da rede hídrica do nosso estado. O acesso à água por parte dos mais necessitados é uma prioridade deste governo; que tem proporcionado avanços, tanto no bem-estar das famílias em suas residências, quanto na produção e na renda dos produtores rurais” destacou Nilton Mota.

    As barragens serão iniciadas de imediato, com conclusão prevista para quatro meses. Esses equipamentos asseguram o uso da água para o consumo humano ou mesmo para a produção de alimentos e criação de animais, possibilitando, inclusive, a geração de excedentes comercializáveis para a ampliação da renda familiar dos produtores rurais.
    Cidades: Araripina
    Assuntos: sara, ssaa, ordem de serviço
    Compartilhe: Link para o post:
  • Títulos de terra oportunizam maior desenvolvimento da agricultura familiar em Pernambuco

    | Agricultura
    sara

    Secretaria de Agricultura já entregou 11 mil documentos do tipo em pouco mais de dois anos
     
    Os alimentos produzidos por famílias de agricultores podem ser potencializados e melhor distribuídos por meio de diversas políticas públicas eficientes. E muitas delas só podem ser acessadas quando esses trabalhadores rurais possuem os títulos de terras em mãos. Nesse sentido, a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, por meio do Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iterpe), já promoveu a entrega de 11 mil documentos do tipo no período de dois anos.
     
    "A validação da posse de terra representa a melhoria de vida desses agricultores e uma janela de oportunidades do ponto de vista social, econômico e ambiental. A entrega dos títulos é um símbolo de compromisso do Governo Paulo Câmara com aquelas pessoas que mais precisam", destacou o secretário de Agricultura, Nilton Mota.
     
    Um exemplo disso podemos observar na história de Francisco de Assis Evangelista, agricultor de 54 anos, que vive no assentamento estadual Ilha Grande do Pontal, no município de Lagoa Grande, Sertão do São Francisco, produzindo junto de sua companheira e três filhos o cultivo de frutas diversificadas em cerca de cinco hectares, voltado ao mercado local e principalmente para exportação.
     
    “Depois do título conseguimos o crédito para desenvolver e trabalhar a terra. Junto com minha esposa e filhos, posso plantar e colher a cada dois meses.  É importante ter o título de terra atualizado para continuar tendo acesso aos benefícios sociais, como aposentadoria, crédito rural e outras políticas de desenvolvimento. Com esse título, a gente vai poder tirar mais outro beneficiamento para aumentar a produção”, declarou Franscisco Evangelista.
     
    Localizado em uma das ilhas existentes ao longo do Rio São Francisco, o assentamento Ilha do Pontal possui 696 hectares com 169 famílias rurais vivendo da agropecuária voltada ao mercado local que distribui os alimentos para diversas cidades do Nordeste, além do mercado voltado também à exportação. 
                                                                                                                  
    "Ao todo, o Iterpe viabilizou às 134 famílias de agricultores do Sertão do São Franscisco,  por meio da entrega de títulos de terra, a concessão de utilização de uma área total de 1.970 hectares voltada à produção agropecuária diversificada, consolidando assim a função social da terra”, explicou o presidente do Instituto, Paulo Lócio.
    Assuntos: sara, iterpe, nilton mota, titulos de terra, agricultura familiar
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara reforça áreas importantes da Mata Norte do Estado

    | Saúde, Agricultura

    Ações para a ampliação do abastecimento de água, da saúde e da agricultura foram entregues à população, durante visita do governador à região
     
    Após cumprir agenda em Timbaúba, na Zona Mata Norte do Estado, nesta sexta-feira (25.08), o governador Paulo Câmara seguiu para outros municípios da região para inaugurar e autorizar um conjunto de ações, que vão reforçar o abastecimento hídrico, a saúde e a agricultura. Entre as entregas, um Sistema de Abastecimento de Água, em Aliança; liberação de recursos do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para a cidade de Ferreiros; além de 44 bancas de feira e três caminhões  para o Consórcio dos Municípios da Mata Norte e Agreste Setentrional (COMANAS). O chefe do Executivo estadual ainda autorizou a construção de uma Unidade Básica de Saúde, em Ferreiros; e o início do processo licitatório para a ampliação da Estação de Tratamento de Água de Ferreiros.
     
    "Percorremos quatro municípios hoje para entregar equipamentos que vão ajudar na agricultura familiar, vão ajudar quem mora na Zona Rural a melhorar a sua produção. Por outro lado, inauguramos e anunciamos obras hídricas, para que cada vez mais pessoas tenham mais água de qualidade nas torneiras de casa. Uma unidade de saúde será construída em Ferreiros, e ainda liberamos recursos do FEM para obras urbanas. Enfim, a gente quer dar cada vez mais condições de vida melhor para o nosso povo”, destacou o governador.
     
    A ampliação do Sistema de Abastecimento de Água de Aliança, que recebeu um aporte de R$ 3,3 milhões, já está beneficiando 15 mil habitantes locais. A ação consistiu na implantação de 10 km de rede de distribuição no setor 2, localizado no centro da cidade; construção de um reservatório com capacidade para 700 m3; interligação com o Sistema Produtor Siriji; e a automação do sistema de abastecimento, para a melhora da distribuição de água aos habitantes da cidade. “Um conjunto de obras hídricas importantes que o governador Paulo Câmara tem colocado na marca do seu governo, beneficiando milhões de pessoas com mais água nas torneiras”, pontuou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.
     
    Outra importante ação importante do setor hídrico foi a autorização da licitação das obras de ampliação da Estação de Tratamento de Água de Ferreiros, que contará com um aporte de R$ 1 milhão de reais. Além do município, a ETA vai beneficiar também a população de Camutanga, totalizando 17 mil pessoas atendidas. A obra consiste na conclusão de uma nova estação de tratamento de água, ampliando sua capacidade de 32 L/s para 55 L/s (acréscimo de 70%) e melhorando a qualidade da água distribuída nos dois municípios. A intervenção terá um prazo de execução de 180 dias, após a emissão da ordem de início dos serviços.
     
    Para o setor agrícola, foram entregues dois caminhões equipados com carroceria de madeira e um caminhão baú refrigerado, no valor de R$ 475 mil; e 44 bancas de feira, com aporte de R$ 22 mil, que vão atender o COMANAS. O secretário estadual de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, defendeu o esforço que vem sendo feito pelo governo na atenção com as demandas do setor. "Em um momento de crise como esse que nós estamos vivendo, investir no desenvolvimento da agricultura, das famílias da Zona Rural mostra o quanto estamos no caminho certo. Essas ações vão dar um impulso, não só para a produção, mas também para a comercialização desses produtos", explicou.
     
    HABITAÇÃOO governador Paulo Câmara assinou ainda o acordo de colaboração para a doação de terreno de oito mil metros quadrados, pertencente à Usina Olho D'água, para a expansão do município de Ferreiros. "Esse foi um pleito do prefeito Bruno Japhet, onde ele me pediu pra resolver essa questão da doação do terreno, que o resto ele daria conta. Então, neste local serão construídas novas habitações para a população que necessita, porque a gente sabe da importância de se ter uma casa própria. Eu tenho confiança no trabalho e na determinação da prefeitura municipal e acredito nesse projeto. E eu quero levar essa mesma ideia também para as outras regiões, para que a gente possa avançar nessa questão habitacional em todo o Estado”, destacou.

    FEM - Na oportunidade, Paulo assinou a liberação de recursos do Fundo Estadual de Apoio aos Municípios para ações no município de Ferreiros, são elas: 1ª parcela, no valor de R$ 148.362,95, para construção da praça Luis Elias de Paula (Mestre Lula); liberação de R$ 607.393,26 para a construção da praça de eventos Eduardo Campos; e R$ 33.990,00 para a compra de carro para o a Secretaria da Mulher local.
     
    SAÚDE - Para ampliar os serviços de assistência médica de Ferreiros, foi assinada a ordem de serviço para a construção de uma Unidade Básica de Saúde na localidade de Ferreiros Novo. A obra custará R$ 480.630,75, com conclusão prevista de cinco meses.

    Acompanharam o governador durante as agendas na Mata Norte os secretários estaduais José Neto (Assessoria Especial), Milton Coelho (Administração) e Marcelo Canuto (executivo da Casa Civil); o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Gabriel Maciel; os deputados federais Tadeu Alencar e André de Paula; os deputados estaduais Simone Santana, Aluísio Lessa, Antônio Moraes, Henrique Queiroz e Romário Dias; além dos prefeitos Ulisses Felinto (Timbaúba), Bruno Japhet (Ferreiros), Xisto Freitas (Aliança) e Manoel Botafogo (Carpina), entre outras autoridades políticas da região.

    Cidades: Aliança, Carpina, Ferreiros
    Assuntos: paulo camara, fem, mata norte
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara e ministro Helder Barbalho acertam liberação de recursos para a Adutora do Agreste

    | Social, Agricultura

    O governador Paulo Câmara esteve hoje (23.08) com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, mostrando o avanço da Adutora do Agreste, que poderá ser inaugurada em dezembro deste ano, caso não haja interrupção dos desembolsos.

    Paulo também tratou sobre a liberação da emenda da bancada pernambucana ao Orçamento Geral da União (OGU), no valor de R$ 164 milhões, para as obras da Adutora. A promessa de liberação desses recursos foi feita pelo ministro, em reunião com os parlamentares, no último mês de abril. Helder assegurou a liberação de R$ 11 milhões do orçamento do próprio Ministério, nos próximos dias, e lutará para desbloquear mais R$ 40,5 milhões no mês de setembro.

    "A Adutora do Agreste é a principal obra hídrica de Pernambuco, pois atende a região com o maior déficit no fornecimento de água do Estado. É fundamental que não haja contingenciamento de recursos, pois a obra está com ritmo acelerado e é fundamental  para levar água do Rio São Francisco para várias cidades do Agreste e do Sertão",  explicou o governador.

    Participaram da audiência o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni; o deputado federal Fernando Monteiro; o presidente da Compesa, Roberto Tavares; o secretário nacional de Infraestrutura Hídrica, Antônio de Pádua; e o secretário nacional da Defesa Civil, coronel Renato Newton Ramlow.

    Além da Adutora do Agreste, o Governador solicitou o empenho da Integração Nacional para liberação dos recursos para diversos municípios do Estado, cujos projetos foram apresentados pela Compesa e aprovados pela Defesa Civil Nacional, a exemplo de Custódia, Caetés e Capoeiras. Também mostrou a necessidade do DNOCS iniciar, imediatamente, a conexão da Adutora do Pajeú com a Cidade de Triunfo.

    Paulo Câmara convidou Helder Barbalho para ir a Pernambuco em três agendas: Na Mata Sul, atingida pela enchente este ano, para assinar o convênio de aplicação de geomantas; na Mata Norte, para inaugurar a interligação do Sistema Sirijí com o Sistema Jucazinho; e, no Sertão, para visitar as obras das adutoras do Moxotó e do Agreste.

    Assuntos: paulo camara, adutora do agreste, ogu,
    Compartilhe: Link para o post:
  • Organização de Controle Social amplia número de agricultores cadastrados em Bonito

    | Agricultura

    A Organização de Controle Social (OCS) Vida Agroecológica vai ampliar o número de famílias de agricultores cadastradas no Ministério da Agricultora, Pecuária e Abastecimento – MAPA. A iniciativa é realizada dentro do grupo de produtores orgânico, do município de Bonito, que contam com Assistência Técnica e Extensão Rural do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA).

    “Serão mais quatro famílias agricultoras atendidas pelo serviço do Instituto, inseridas na OCS Vida Agroecológica. Com isso, passa de vinte o números de famílias cadastradas como produtoras orgânicas”, explica o extensionista do IPA e coordenador do projeto, Ramon Bezerra.

    A entidade, que reúne famílias agricultoras, técnicos e consumidores, foi criada em Bonito no intuito de garantir a qualidade de produtos orgânicos, perante o Mapa. Atualmente, o grupo comercializa os produtos no Mercado da Vida, espaço público onde ocorre a feira semanal de produtos orgânicos, como também para a merenda escolar do município, por meio do Programa Nacional Alimentação Escolar – PNAE.

    Em breve, fornecerão ao Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, em parceria com a Cooperativa da Agricultura Familiar do Estado de Pernambuco – COOPEAFA, a Companhia Nacional de Abastecimento -  CONAB e o Serviço Social do Comércio - Sesc Recife.

    “A ampliação do quadro de famílias agricultoras na OCS é um indicativo que o Projeto Vida Agroecológica tem se consolidado, apesar de todas as dificuldades, como proposta de desenvolvimento para a agricultura familiar de Bonito” diz Bezerra.

    A OCS foi criada no último mês de abril como uma das ações do Projeto Vida Agroecológica, a partir de uma articulação entre famílias agricultoras em processo de transição agroecológica, o Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA, a Prefeitura Municipal do Bonito, Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE e o Coletivo Aimirim.  

    A Organização de Controle Social pode ser formada por um grupo, associação, cooperativa ou consórcio, com ou sem personalidade jurídica, de agricultores familiares. Mas, para que a Organização seja reconhecida pela sociedade e ganhe credibilidade, é preciso que entre os participantes exista uma relação de organização, comprometimento e confiança.

    O papel da Organização de Controle Social é orientar de forma correta os agricultores que fazem parte dela. Por isso, quando necessário, ela deverá consultar a Comissão da Produção Orgânica - CPOrg - da unidade onde estiver situada sobre decisões técnicas que lhe estejam atribuídas pelos regulamentos da produção orgânica.

    Mais informações sobre Organização de Controle Social (OCS) e credenciamento de organismos responsáveis pela certificação de produtos orgânicos: http://www.agricultura.gov.br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/cartas-de-servico/desenvolvimento-agropecuario-cooperativismo-e-associativismo-rural/producao-organica ou na cartilha http://www.planetaorganico.com.br/arquivos/CONTROLE_SOCIAL.pdf.


    Cidades: Bonito
    Assuntos: sara, ipa, ocs, projeto vida agroecologica
    Compartilhe: Link para o post:
  • Mais água e saneamento básico de qualidade para o Sertão do Pajeú

    | Agricultura

    Governador Paulo Câmara visitou, nesta sexta-feira, quatro municípios da região para anunciar importantes ações nas duas áreas. Além disso, foi assinado um convênio para o custeio de unidade hospitalar local

    Em visita ao Sertão do Pajeú, nesta sexta-feira (18.08), o governador Paulo Câmara anunciou e entregou um conjunto de ações estruturadoras para o desenvolvimento social, agropecuário e sustentável da região. Foram R$ 13 milhões para o reforço das áreas de saneamento básico e abastecimento hídrico nos municípios de Brejinho, Itapetim, São José do Egito e Santa Terezinha. Na oportunidade, o chefe do Executivo pernambucano autorizou, ainda, o repasse de R$ 2,4 milhões para o custeio do Hospital Municipal Maria Rafael de Siqueira, em São José do Egito.

    “Saio daqui, hoje, com a certeza de que temos muito o que fazer por Pernambuco, mas também que estamos no caminho certo por um Estado cada vez melhor para todos. Hoje, anunciamos ações importantes na questão da água, seja na cidade, seja na Zona Rural. E tanto o secretário de Agricultura (Nilton Mota) quanto o presidente da Compesa (Roberto Tavares)  estão autorizados a ver as demandas relacionadas à água. É importante atendê-las, pois são sete anos de seca e precisamos dar respostas rápidas. O trabalho está sendo feito, mas a gente pode ajudar mais. E é isso que eu quero com a constante presença dos secretários nas regiões”, destacou o governador.

    Para possibilitar a melhoria na captação e tratamento do esgoto na cidade de Itapetim, o governador assinou a ordem de serviço para a implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário local. O objetivo é dotar o município de um sistema composto por sete bacias de esgotamento, por meio do assentamento de 32 quilômetros de rede coletora, ramais de calçada e emissários. A obra, cujo investimento foi de R$ 10 milhões, beneficiará cerca de 7.500 habitantes.“Vamos tratar 100% do esgoto de Itapetim, que será uma das primeiras cidades do Pajeú a cuidar do meio ambiente. E esse esforço não é só aqui. Isso acontecerá em todas as outras cidades para mudar a realidade de Pernambuco”, defendeu o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

    ÁGUA - Para reforçar o abastecimento de água local, foram inaugurados os Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água dos distritos de Mussambê e Caldeirão, em Brejinho; e de Santo Antônio de Lima, em Itapetim. Juntas, as obras custaram aproximadamente R$ 1,2 milhões, beneficiando mais de 200 famílias da Zona Rural. Além disso, Paulo assinou a ordem de serviço para a construção de mais dois SSAAs. Um deles vai atender as comunidades de Sítio Serrinha, Sítio Maniçoba, Sítio Recanto, Cacimba de Pedra e Aroeira, em Itapetim; o segundo vai beneficiar os distritos de Sítio Alves, Sítio Barriguda, Sítio Macaco e Sítio Pedra D’água, na cidade de Santa Terezinha. Para as novas intervenções, serão investidos R$ 1.350.000,00. Ao todo, 240 famílias serão contempladas nos dois municípios.

    Foram autorizadas também a construção de seis barragens em Itapetim (nos sítios Logradouro, Poço Escuro e São Vicente) e Brejinho (nas comunidades Mulungu, Degredo e Caldeirão). Cada município receberá um aporte de R$ 300 mil para a execução das barragens. A previsão é de que as unidades sejam concluídas em um prazo de 30 dias, beneficiando cerca de 500 famílias da Zona Rural. Serão iniciadas também as obras de implantação de sistema adutor, com extensão de três quilômetros, na comunidade de São Miguel, em Brejinho. A intervenção contará com um investimento de R$ 300 mil ebeneficiará 60 famílias.

    “Hoje, foi um dia de muito trabalho no Pajeú. São obras importantes, diante de sete anos de estiagem, não só em Pernambuco, mas no Nordeste. E o governador Paulo Câmara dá oportunidade a mais de 60 mil pernambucanos da Zona Rural de receber água por meio desses sistemas. Assim como as barragens, que dialogam com o setor produtivo”, frisou o secretário estadual de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota. O gestor ressaltou ainda a importância dessas ações no meio rural. “Entregar sistemas de abastecimento é dar oportunidade às famílias de receber água nas suas torneiras e isso vem fazendo a diferença na Zona Rural do Estado”, completou.

    Ainda na região, o governador visitou a obra de implantação do Sistema de Abastecimento de Água Riacho do Meio. A execução da obra consiste em implantar um novo sistema de abastecimento para aproveitamento do volume de água disponível pelo Sistema Adutor do Pajeú, beneficiando 3.500 habitantes. Ao todo, foi investido R$ 1 milhão nos serviços, compostos pela implantação de uma estação de tratamento de água, reservatório elevado de 150 metros cúbicos (m³), estação elevatória de água tratada, implantação de 10 km rede de distribuição com diâmetro variando entre 50 e 150 milímetros (mm) e execução dos ramais prediais para ligação da população ao novo sistema de abastecimento.

    Além de beneficiar o município de São José do Egito, o sistema de Riacho do Meio também beneficiará a cidade de Santa Terezinha, uma vez que a obra de implantação do sistema adutor para abastecimento deste município será realizado a partir da estação elevatória Riacho do Meio. A intervenção – já em andamento e estimada em R$ 750 mil - consiste na implantação de 12 km de sistema adutor entre os sistemas de Riacho do Meio e Tigre, para o transporte de água entre o Adutor do Pajeú e os sistemas locais que abasteciam Santa Terezinha.

    SAÚDE – Um convênio foi assinado pelo governador Paulo Câmara para garantir o repasse de R$ 2,4 milhões, em parcelas mensais até dezembro, para o custeio do Hospital Municipal Maria Rafael de Siqueira, localizado em São José do Egito. Com a medida, a unidade vai triplicar a quantidade de partos realizados, passando dos atuais 200 por ano para mais de 600 anualmente. O valor também será utilizado para a compra de uma ambulância com suporte avançado (equipada com UTI) para a unidade.  O Hospital é referência para os municípios de São José do Egito, Brejinho, Itapetim, Tabira, Tuparetama e Santa Terezinha nas especialidades de obstetrícia, pediatria, cirurgia geral e clínica médica.

    Acompanharam o governador Paulo Câmara durante agenda no Pajeú os deputados estaduais Romário Dias e Rogério Leão; os secretários estaduais Sebastião Oliveira (Transportes), Kaio Maniçoba (Habitação) e Marcelo Canuto (executivo da Casa Civil); além dos prefeitos Adelmo Moura (Itapetim), Tânia Maria (Brejinho), Evandro Valadares (São José do Egito) e Vaninho de Danda (Santa Terezinha), entre outras autoridades políticas da região.


    Cidades: Brejinho, Itapetim, Santa Terezinha, São José do Egito
    Assuntos: paulo camara, compesa, sara, pajeu
    Compartilhe: Link para o post:
  • Nilton Mota discute implantação de projeto para garantir melhores condições de produção e comercialização em Camocim

    | Agricultura

    SARA

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, participou de reunião em Camocim de São Félix, no Agreste, com os integrantes da Cooperativa de Desenvolvimento da Agricultura Familiar do Estado de Pernambuco (COOPEAFA), na presença de prefeitos de várias regiões, vereadores e lideranças. O encontro foi realizado na última segunda-feira (14/08).  

    O objetivo foi discutir formas de agilizar a implantação do projeto de construção da Unidade de Seleção e Beneficiamento de Produtos Hortifrutigranjeiros, visando garantir melhores condições de produção e comercialização, conforme determinação do Governador Paulo Câmara, que tem um olhar especialmente voltado para a agricultura familiar.

    “A unidade vai auxiliar no desenvolvimento econômico e social da região de forma decisiva, gerando emprego e renda aos que mais precisam”, pontuou Nilton Mota, que na oportunidade também ouviu os pleitos e sugestões dos participantes da cooperativa.

    Participaram da reunião o deputado federal João Fernando Coutinho; o prefeito de Camocim, Giorge do Neno; o vice-prefeito Sóstenes; o prefeito de São Joaquim do Monte, Joãozinho Tenório; o vice-prefeito de Barra de Guabiraba, Valdinho; os vereadores Biu da associação e Ivanize Fonseca; o presidente da cooperativa, Luiz Cristóvão da Silva; e representantes do IPA e do ProRural.

    Cidades: Camocim de São Félix
    Assuntos: sara, coopeafa, agricultura familiar, nilton mota
    Compartilhe: Link para o post:
  • Equipamento entregue pela SARA beneficia agricultura familiar em Maraial, na Mata Sul

    | Agricultura
    SARA
    Mais de 500 agricultores em Maraial, na Mata Sul, foram beneficiados com a entrega de um equipamento agrícola pela Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária. Em evento na Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira (10/08), o secretário Nilton Mota, o prefeito Marquinhos Moura, o deputado estadual Dr Valdir e o presidente da cooperativa dos agricultores familiares de Corubas, Vereador Roberto de Corubas,    assinaram o termo de cessão de uso do trator 4x4. 

    O equipamento, no valor aproximado de R$ 96 mil, de recursos de emenda parlamentar de autoria do deputado Dr Valdir, é destinado para apoio à produção rural, proporcionando maior economia e agilidade nos atendimentos às demandas, inclusive nos locais de difícil acesso. 

    "Nos últimos dois anos, investimos mais de R$ 25 milhões destinados exclusivamente à aquisição e entrega de tratores, perfuratrizes e caminhões, com recursos provenientes de convênios, contratos de repasse e emendas parlamentares, para estimular a produção agrícola do nosso Estado, sobretudo a nossa agricultura familiar, principalmente pela prioridade do Governador Paulo Câmara em atender os menos favorecidos de Pernambuco", afirmou Nilton Mota. 

    Também foi autorizada a instalação de uma unidade técnica demonstrativa do cultivo da banana, através do IPA. Secretários municipais, vereadores e demais autoridades estiveram presentes, além do Prefeito de São Benedito do Sul, Juninho Amorim.
     
    Cidades: Maraial
    Assuntos: sara, agricultura familiar, corubas, trator 4x4, nilton mota
    Compartilhe: Link para o post:
  • Censo dirá qual é a real produção de tilápias no Sertão Pernambucano

    | Agricultura

    Grande parte dos investimentos na piscicultura da região teve apoio do Governo do Estado

    O ProRural começou esta semana, em parceria com a Embrapa e prefeituras do Sertão de Itaparica, um censo aquícola na região. O objetivo é fazer um diagnóstico da piscicultura nas cidades de Petrolândia, Jatobá, Floresta, Itacuruba e Belém do São Francisco, para ter números exatos sobre a produção de tilápias nesses municípios e, assim, poder traçar políticas públicas para o setor que hoje é responsável por grande parte do pescado que vai para a mesa dos brasileiros.

    Segundo dados não oficiais, os municípios de Jatobá e Petrolândia detêm, respectivamente, o 2º e 3ª lugar como maiores produtores do peixe no Brasil. No entanto, como informa o coordenador do ProRural na região, Kleyton Lima, o levantamento correto dos números dará condições para o setor buscar novos investimentos e mais negócios. “Iremos consolidar os dados sobre produção, produtividade, rentabilidade e beneficiários, entre outros”.

    Os envolvidos no trabalho esperam que no prazo de um mês, já se tenha a primeira estatística real sobre a piscicultura. Juntos, os técnicos visitarão os 15 projetos apoiados pelo ProRural e outras dez associações apoiadas pela Diocese do território, além de conhecer a produção da empresa Netuno e dos produtores individuais do Lago de Itaparica.

    Os números atuais dão conta de que, apenas nos 15 projetos já apoiados pelo ProRural, através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, por meio do acordo de empréstimo entre o Estado e o Banco Mundial, um investimento de aproximadamente R$ 2 milhões, são produzidas 180 toneladas de peixe por ano. No entanto, a produção pode ainda crescer muito, pois cada grupo tem licença ambiental para a produção de 20 toneladas mês, totalizando uma capacidade total de produção de mais de 3.600 toneladas/ano em apenas 15 associações.

    Censo agropecuário – Além de gerar informações para a elaboração de Políticas Públicas para o setor na região, o estudo realizado irá subsidiar o 10º Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que terá início no próximo mês de outubro de 2017. Todas as informações levantadas por cada prefeitura serão também repassadas para o Instituto durante as visitas do órgão aos estabelecimentos agropecuários de todo o País. O IBGE também levantará informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. 


    Cidades: Belém de São Francisco, Floresta, Itacuruba, Jatobá, Petrolândia
    Assuntos: ProRural, embrapa, piscicultura, sara, ibge
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara anuncia conjunto de ações e fortalece agropecuária de Pernambuco

    | Agricultura
    As medidas anunciadas pelo governador, nesta quinta-feira, irão aumentar a segurança e a qualidade da produção avícola, estimular a bacia leiteira e reestruturar a Adagro

    Empenhado em fortalecer a agropecuária de Pernambuco, o governador Paulo Câmara anunciou, nesta quinta-feira (03.08), um pacote de ações durante a abertura da II Feira da Avicultura do Nordeste, neste município, Agreste Meridional. Entre os investimentos do Governo do Estado estão reestruturação da Agência Estadual de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Adagro); assinatura do decreto de operação da rastreabilidade do ovo; abertura de seleção temporária para contratação de 74 técnicos de defesa agropecuária; concurso público para contratação de 50 fiscais agropecuários; e entrega de equipamentos.

    “Temos que estar muito junto no campo e nos arranjos produtivos, buscando gerar emprego e renda, fazendo com que a produção avícola de Pernambuco continue a crescer, a se desenvolver e a nos orgulhar. Nesse sentido, a Adagro tem um papel fundamental: o de orientar, de fiscalizar e fazer parcerias em favor de uma agropecuária de qualidade, que proteja as pessoas que adquirem os produtos e, ao mesmo tempo, dê boas condições de trabalho aos fornecedores”, afirmou o governador Paulo Câmara, frisando que Pernambuco é o maior produtor de ovos do Nordeste e que este novo sistema de rastreabilidade é pioneiro no Brasil. Durante o evento, o chefe do Executivo estadual visitou os estandes, cumprimentou os expositores da feira e os participantes da Corrida das Galinhas.

    Com o decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara, será possível organizar e regulamentar o trânsito e o comércio de ovos e derivados no Estado, para fins de fiscalização e controle sanitário, melhorando a qualidade dos produtos e possibilitando a rastreabilidade desde a procedência até a comercialização. “O consumidor vai poder identificar de onde veio o ovo e a data em que ele foi produzido, melhorando a questão da segurança”, destacou a presidente da Adagro, Erivânia Camelo, acrescentando que os produtores pernambucanos terão 90 dias para aderirem à nova regra.

    Com relação à reestruturação da Adagro, Erivânia pontuou que a medida vai aumentar o poder de atuação de fiscalização no Estado e os benefícios para os produtores. “Hoje, estamos com um quadro bastante reduzido de fiscais. Então, com a seleção temporária e o concurso público, vamos melhorar a fiscalização para que os registros dos produtos fiquem mais rápidos”, esclareceu.

    A seleção temporária para 74 técnicos agropecuários será realizada este semestre e tem contratação prevista para o primeiro trimestre de 2018. Já o concurso público para contratação de 50 fiscais agropecuários (nível superior) deve ocorrer ainda este ano, com contratação para o primeiro trimestre de 2018. Do total de vagas, 40 serão para o cargo de médico veterinário (Defesa Animal) e 10 para engenheiros agrônomos (Defesa Vegetal). Na ocasião, o governador também entregou 22 ensiladeiras, beneficiando 20 municípios do Agreste e Sertão, além de uma moto e de 11 kits de inseminação artificial. Os equipamentos promovem a inclusão produtiva, melhoria da renda e das condições de sobrevivência do homem do campo, com foco na bacia leiteira do Estado.

    Para o secretário de Agricultura e Reforma Agrária (Sara), Nilton Mota, a avicultura de Pernambuco vive um grande momento com as ações anunciadas pelo governador Paulo Câmara. “Assim como a educação, somos referência na avicultura no Norte e no Nordeste do País. Sabemos que o Brasil não vive um bom momento, mas os atos assinados pelo governador trazem um novo momento para Pernambuco no segmento avícola”, pontuou Mota.

    Prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida agradeceu ao governador e assegurou que, hoje, a avicultura respira com mais tranquilidade. “O segmento vem crescendo muito com esse empenho do Governo do Estado. O governador Paulo Câmara sempre muito atencioso com o povo de São Bento do Una”, afirmou a prefeita. 

    Também estiveram presentes o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry; o chefe de gabinete, João Campos; o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Gabriel Maciel; os deputados estaduais Claudiano Filho e Romário Dias; e prefeitos da região.
    Cidades: São Bento do Una
    Assuntos: paulo camara, adagro, sara, agropecuaria
    Compartilhe: Link para o post: