meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Secretaria de Agricultura e Banco do Brasil devem ampliar parcerias para o desenvolvimento rural

    | Agricultura

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco, Wellington Batista, recebeu nesta terça-feira (17) o superintendente estadual do Banco do Brasil, Nassib Lomes da Silva e o gerente de mercado, José Wellington Rodrigues. O encontro serviu para os gestores estreitarem a relação entre a pasta e a instituição bancária, que possui importante atuação na área agrícola de Pernambuco. O resultado da reunião foi o compromisso em montar um grupo de trabalho em conjunto para iniciar a elaboração de um planejamento estratégico para a área.

    "Foi uma reunião muito importante para nós firmarmos parceria entre o Banco do Brasil e a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária. O Banco do Brasil tem uma importância enorme para o agronegócio e para a agricultura familiar, e estamos motivados garantir parcerias como esta. Pretendemos realizar um compartilhamento de dados entre os técnicos da secretaria e do banco", destacou Wellington Batista. "O primeiro passo é a criação de um grupo de trabalho das duas instituições", acrescentou.

    A Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária tem se esforçado para firmar parcerias com entidade importantes da economia nacional. "O governador Paulo Câmara tem nos orientado a procurar esse tipo de parceria, que seja interessante para o estado. É otimizar a força e as ações, fazendo mais com menos", concluiu Batista. O Banco do Brasil deverá realizar ainda parcerias com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA).

    Assuntos: sara, banco do brasil, paulo camara, parceria
    Compartilhe: Link para o post:
  • No Dia Mundial da Alimentação, Paulo Câmara destaca qualidade e produtividade do CEASA/PE

    | Agricultura

    Governador visitou, nesta segunda-feira, as instalações do complexo alimentar, que está comemorando 55 anos de atividades

    O governador Paulo Câmara iniciou o dia de trabalho bem cedo nesta segunda-feira (16.10), com uma visita ao Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (CEASA/PE), no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual conheceu o espaço do programa Sopa Amiga e foi ao galpão do Pronaf - ambos frutos de parceria entre o Governo do Estado e o complexo alimentar, que também celebra 55 anos de atividades hoje, no Dia Mundial da Alimentação. Ocupando a 4ª posição no ranking nacional de competitividade das centrais de abastecimento e a 1ª colocação entre os entrepostos do Norte e Nordeste, o CEASA/PE movimenta cerca de R$ 300 milhões por mês na economia do Estado, através da comercialização de 90 mil toneladas de produtos hortifrutigranjeiros. 

    “O CEASA tem, ao longo da sua história, dado uma grande contribuição nos negócios, no setor que é tão importante também para a economia de Pernambuco, que é a agricultura. E, ao mesmo tempo, tem dado condições para o agricultor familiar vender a sua produção. Então, são uma série de fatores, uma série de investimentos que a gente vai agora intensificar. A nossa intenção é ampliar, tanto a questão do estacionamento como também dos galpões, e dar condição cada vez melhor das pessoas poderem vir ao CEASA e poderem comprar e vender seus produtos, gerando emprego e renda para as pessoas”, destacou Paulo Câmara.

    O governador falou também da importância de promover incentivos fiscais para atender as demandas do setor. “Conversamos, hoje, com os produtores e estamos dando a isenção da venda dos tomates, justamente para dar uma condição melhor de competitividade com os outros Estados”, ressaltou. O chefe do Executivo estadual encaminhou, na última sexta-feira (13.10), um pedido de autorização ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) concedendo isenção de ICMS para a produção pernambucana de tomates. Enquanto a autorização para a isenção não é concedida, foi determinado que a Secretaria Estadual da Fazenda reduza o ICMS de 10 centavos por quilo para menos de 4 centavos por quilo, representando uma redução de 64% no valor do imposto cobrado.

    SOPA AMIGAO programa Sopa Amiga foi criado com o objetivo de aproveitar o excedente não comercializável de produtos hortícolas (legumes, vegetais, verduras) que apresentam boas condições para o consumo, na produção de sopa concentrada para distribuição às comunidades carentes da Região Metropolitana do Recife (RMR), com a finalidade de complementar a dieta alimentar das creches, orfanatos e diversas associações comunitárias. No local, são produzidos 1 mil kg de sopa por dia, totalizando 22 mil kg por mês. São atendidas pelo programa 55 associações e 1.126 famílias pernambucanas.

    PRONAF - Já o galpão do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) apresenta uma área para comercialização agrícola de 3.500 m², contemplando uma infraestrutura básica para carga, descarga, estacionamento e vias de acesso de 12.000 m². O espaço comporta 510 módulos/ 3m² de área unitária, podendo atender simultaneamente aproximadamente 350 produtores/dia. O equipamento comercial beneficia aproximadamente 3.000 produtores rurais (rotativos), e indiretamente 6.000 produtores de hortícolas da região. Ao todo, são comercializados no galpão cerca de 8.000 toneladas de produtos/mês, o que representa um valor comercial circulante mensal em torno de R$ 10 milhões.

    O presidente do CEASA/PE, Gustavo Melo, falou do apoio que tem recebido do Governo do Estado na elaboração de projetos para a ampliação da estrutura física e dos programas sociais oferecidos no centro de abastecimento. “É importante a visita do governador porque ele tem um olhar especial para o CEASA. E foi importante ele estar aqui porque a gente deu seguimento ao nosso projeto de ampliação do estacionamento. Provavelmente, nos próximos meses, nós vamos ampliar o galpão do Pequeno Produtor (Pronaf), e estamos trabalhando para que seja incrementada uma pouparia e uma fábrica de pão, aqui no CEASA, para atender a população mais carente”, afirmou.

    CEASA/PE - O complexo alimentar pernambucano possui uma área total de 580.000 m² e conta com uma circulação diária de 65 mil pessoas, gerando cerca de 50 mil empregos diretos e indiretos no local. Destinada a aprimorar a comercialização e distribuição de produtos hortifrutigranjeiros, o CEASA-PE possui, atualmente, uma taxa de crescimento anual de 9%, reunindo um mix variado de produtos hortigranjeiros, pescados, bebidas, carnes e derivados, cereais, estivas, frios, flores, entre outros. 

    Cidades: Recife
    Assuntos: sei, paulo camara, ceasa, sara, programa sopa amiga, pronaf, governo de pernambuco
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara anuncia isenção de ICMS para tomate produzido no Estado

    | Economia, Agricultura

    Governador pediu autorização ao Confaz. Medida visa beneficiar os produtores pernambucanos

    O governador Paulo Câmara anunciou hoje (13/10) que vai encaminhar pedido de autorização ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) concedendo isenção de ICMS para a produção pernambucana de tomates. O governador atende, dessa forma, uma reivindicação dos produtores locais.

    A legislação tributária nacional estabelece que a isenção de ICMS tem de passar pelo Confaz.

    Enquanto a autorização para a isenção não é concedida, Paulo determinou que a Secretaria da Fazenda reduza o ICMS de 10 centavos por quilo para cerca menos de 4 centavos por quilo. Isso representa uma redução de 64% no valor do imposto cobrado.

    Assuntos: paulo camara, ocms, sefaz, confaz
    Compartilhe: Link para o post:
  • Wellington Batista discute políticas públicas para o meio rural com representantes do Cesmape

    | Agricultura

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Wellington Batista, recebeu, nesta quarta-feira (04), representantes do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Agricultura do Estado Pernambuco (Cesmape). O objetivo do encontro foi estreitar o diálogo entre a pasta e os órgãos municipais, promovendo o fortalecimento das secretarias por meio de políticas públicas efetivas para o setor. A reunião serviu ainda para o primeiro contato entre o novo titular da SARA e as entidades presentes, para a criação de novas parcerias.

    “É importante este tipo de encontro para que a gente possa afinar o discurso e encontrarmos caminhos para melhor a vida das pessoas que mais precisam. Os secretários de Agricultura dos municípios que estiveram presentes se colocaram à disposição para novas parcerias. Em um momento como este, de dificuldades, somente a soma de esforços é que vai fazer com que a gente consiga superar os desafios que estão aparecendo”, destacou o secretário Wellington Batista. O gestor ainda afirmou ser de fundamental importância ouvir as experiências e demandas de cada região, no sentido de promover ações que atendam, sobretudo, aos pequenos agricultores familiares.

    Os integrantes do conselho, de municípios das matas Norte e Sul, Sertão e Agreste, fizeram suas colocações e reivindicações sobre diversos assuntos relativos ao meio rural. “Apresentamos as diretrizes e o funcionamento do conselho ao novo secretário, buscando firmar parcerias em benefício da nossa agricultura“, afirmou o presidente do Cesmape e secretário de agricultura da cidade de Jataúba, Izael Monteiro, acompanhado dos secretários de agricultura dos respectivos municípios: Caruaru, Palmares e Bodocó. Participaram ainda do encontro o secretário executivo da Agricultura Familiar, José Cláudio, e demais membros da SARA. O Cesmape reúne 93 secretarias municipais de agricultura de todo o Estado.

    Assuntos: sara, cesmape, politicas publicas
    Compartilhe: Link para o post:
  • Paulo Câmara reúne beneficiadas pelo Chapéu de Palha Mulher para construir estratégias do programa para 2018

    | Agricultura, Administração

    mulher

    Governador ouviu demandas de representantes dos segmentos contemplados pela iniciativa e detalhou ações que serão incorporadas no próximo ano

    O governador Paulo Câmara recebeu, nesta quarta-feira (04.10), no Palácio do Campo das Princesas, cerca de 30 representantes do Chapéu de Palha Mulher e de entidades parceiras do programa. No encontro, foram debatidas novas estratégias para o aperfeiçoamento da iniciativa, que tem impactado positivamente a vida e o trabalho de mulheres canavieiras, fruticultoras e pescadoras artesanais de todo o Estado, através das atividades desenvolvidas pela Secretaria Estadual da Mulher. O chefe do Executivo estadual aproveitou a oportunidade para ressaltar o esforço do Governo de Pernambuco em dialogar e pactuar, cada vez mais, políticas públicas importantes como o Chapéu de Palha, assim como ações que promovam a igualdade social e de gêneros.

    “Esse Programa não é só do nosso Governo. Já é uma política de Estado, da população de Pernambuco. Então, o objetivo é fazer com que as pessoas atendidas, principalmente as mulheres, tenham condições de competitividade, de ter trabalho e renda, de poderem levar o sustento para sua família. A gente já alcançou resultados qualitativos importantes na área, que vão desde o reforço na economia local à qualificação dessas mulheres, que podem viver agora do seu próprio trabalho. E é fundamental desenvolver cada vez mais ações voltadas para a defesa da mulher, seja no enfrentamento à violência, na saúde, no aumento do acesso à escolarização e também nas oportunidades no campo profissional”, destacou o governador.

    Paulo ratificou ainda que o Estado continuará investindo e apoiando o Chapéu de Palha. “Mantenho o meu compromisso em buscar avançar nesse programa em 2018, corrigir o que precisa ser corrigido e ver a possibilidade, junto com a Secretaria de Planejamento e Gestão, de incrementar o orçamento para o ano que vem”, reforçou. O programa atualmente conta com um aporte de R$ 2,5 milhões ao ano.

    A secretária da Mulher, Silvia Cordeiro, afirmou que a pasta não tem medido esforços para continuar atuando e aprimorando ações que cheguem e atendam cada vez mais um número maior de pernambucanas. “O nosso empenho é fazer políticas públicas que cheguem também às mulheres rurais, dos cantos mais afastados. Por isso, o Chapéu de Palha Mulher é uma importante estratégia. Tanto que, apesar das dificuldades, fomos reconhecido pela ONU, em 2012, como uma política de gestão exitosa. E isso só foi possível porque tivemos a capacidade de apostar na política de empoderamento das mulheres”, pontuou.

    Representando a Secretaria de Planejamento e Gestão, a gerente Geral do Programa Chapéu de Palha, Edna Claudino, avaliou o diálogo como um passo fundamental na articulação de novos ajustes. “Em um universo de 7.680 beneficiários, que estão com possibilidade de participação e de capacitações, 59% já está sendo executado pela Secretaria da Mulher. E isso reforça que, mesmo diante dessa adversidade econômica e financeira, o Governo do Estado não deixou de olhar e potencializar o trabalho que é feito pela Secretária da Mulher e pelas organizações que estão envolvidas. Temos muito que construir ainda, mas eu acho que a gente está dando um grande passo nesse momento, sentando à mesa para discutir novas propostas e soluções”, salientou.

    Integrante da modalidade de Pesca Artesanal, Rosemere Nery, de 52 anos, comentou que os benefícios gerados pelo Chapéu de Palha têm contribuído significativamente para o fortalecimento do papel da Mulher na sociedade. “A gente avalia que o programa tem fortalecido as mulheres na atuação junto aos seus movimentos, e na buscar por direitos e cidadania. Então, nós enxergamos um grande avanço nesse processo de empoderamento com a participação dessas mulheres no Chapéu de Palha”, declarou. 

    Também participaram da audiência os secretários estaduais Nilton Mota (Casa Civil), Wellington Batista (Agricultura e Reforma Agrária) e Marcelo Canuto (executivo da Casa Civil). 

    Assuntos: paulo camara, governo de pernambuco, chapeu de palha mulher, seplag, secretaria da mulher
    Compartilhe: Link para o post:
  • Pernambuco sem praga dos citros

    | Agricultura

    Pernambuco é reconhecido sem importante praga da citricultura

    O Estado foi reconhecido, ontem (02), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, como área com praga ausente para o cancro cítrico, doença provocada por uma bactéria que danifica os citros, como laranja e limão, e não tem cura. Com a decisão, Pernambuco poderá exportar essas frutas para outros estados.

    Desde 2006 a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro) inspeciona e cadastra com georreferenciamento os pomares de citros, buscando comprovar a ausência da doença no Estado. Mas apenas em setembro do ano passado foi publicada uma portaria pelo Ministério, dando 180 dias para que os estados comprovassem que não há casos do cancro na região, restringindo assim o trânsito dos vegetais.

    “A Adagro intensificou as ações em locais de produção e em viveiros de todos os municípios. Com o levantamento fitossanitário atualizado e mais completo enviamos nosso pleito ao Ministério”, explicou a Diretora de Defesa e Inspeção Vegetal, Raquel Miranda. Com o reconhecimento Pernambuco pode voltar a exportar sua produção para outros estados da Federação.

    A produção de limão, nos municípios de Machados e Bom jardim, será beneficiada diretamente com o reconhecimento, pois a região exporta os frutos para o Pará, São Paulo, Espirito Santo e Ceará. Para transportar esses produtos é necessário ter a permissão de Transito de Vegetais (PTV), documento que deve acompanhar a partida de plantas, partes de vegetais ou produtos de origem vegetal, no transporte, evitando a disseminação de pragas de uma região para a outra.

    O cancro cítrico é uma doença que ataca todas as espécies de citros, provocando lesões nos frutos e nas folhas das plantas. A doença não tem cura e a única forma de eliminá-la é erradicando as plantas contaminadas. A ocorrência da praga já foi confirmada em 10 estados, entre eles: São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Ceará, Roraima e outros.

    Assuntos: adagro, ministerio da agricultura, citricultura, exportaçao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Wellington Batista assume a Secretaria de Agricultura

    | Agricultura

    A manhã desta segunda-feira (2) foi marcada pela transmissão oficial de cargo na Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco. O secretário Wellington Batista recebeu o cargo do agora ex-secretário Nilton Mota, que assumiu a Casa Civil. Em cerimônia concorrida, que contou com a participação do deputado federal Wolney Queiroz, e de dezenas de servidores da casa, além dos órgãos vinculados, o gestor assumiu o compromisso de dar continuidade aos serviços e às entregas realizadas na gestão Nilton Mota.

    "Esta secretaria conseguiu excelentes resultados para o estado de Pernambuco e para o povo de Pernambuco. Foram índices importantes para a economia e para a questão social de Pernambuco. Quero agradecer ao governador Paulo Câmara pela confiança de ter aceitado a indicação do meu nome para desenvolver o melhor trabalho possível na Secretaria de Agricultura”, destacou Wellington Batista.

    O secretário de Agricultura enalteceu o trabalho do seu antecessor. “Meu papel é dar continuidade a um trabalho que está sendo exitoso, e que foi iniciado pelo nosso companheiro Nilton Mota. Os números da agricultura de Pernambuco e o crescimento da área mostra o resultado de tudo aquilo que foi realizado em todo o estado. Chego com a noção da responsabilidade em assumir uma secretaria que está caminhando muito bem e com muita vontade de trabalhar”, acrescentou Welligton.

    Já Nilton Mota fez questão de agradecer a cada um dos servidores da pasta que contribuíram para o trabalho realizado nestes dois anos e nove meses. “Me lembro que no início da minha gestão só me passava na cabeça que eu estava assumindo o maior desafio da minha vida. Eu tinha passado por outras áreas e órgãos, mas eu sempre fui movido pelo desafio. Uma secretaria forte, com órgãos importantes para o estado, e que teria um papel fundamental em um momento de dificuldade que o nosso país vive. Conseguimos, junto com a confiança dada pelo governador Paulo Câmara, realizar um grande papel”, avaliou o novo titular da Casa Civil, que, ao final do evento, fez a aposição da sua foto na galeria de ex-secretários.

    O deputado federal Wolney Queiroz prestigiou o ato e se colocou à disposição dos novos secretários para trabalhar em prol do estado em Brasília. “Vamos trabalhar seguindo a orientação do governador Paulo Câmara com a missão de continuar as entregas e levar o melhor para o povo de Pernambuco. Temos total confiança no trabalho de Wellington. Ele é um dos nossos melhores quadros e a chegada dele vai reforçar o trabalho que já está em andamento e que foi iniciado pelo secretário Nilton Mota”, pontuou.

    Assuntos: sara, novo secretario, mudança de cargo
    Compartilhe: Link para o post:
  • Santa Filomena recebe obras de abastecimento de água e projetos de barragens

    | Agricultura
     
    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, visitou, nesta sexta-feira (15), o município de Santa Filomena, no Sertão do estado. Na cidade, o gestor, junto com o prefeito Cleomatson Coelho, autorizou o início das obras para implantação do sistema de abastecimento de água nos Sítio Riacho dos Negros, Sítio do Meio e Sítio Cercado. Nilton ainda autorizou a execução de estudos e projetos para construção de quatro barragens na zona rural de Santa Filomena e recebeu um pleito para a implantação de uma casa de farinha, demanda antiga da população.
     
    O sistema de abastecimento de água deverá beneficiar aproximadamente 70 famílias das localidades. O objetivo é levar água até a casa de moradores da zona rural que dependiam de carros-pipa, barragens ou açudes. Além disso, a Secretaria de Agricultura vai iniciar a elaboração de projetos para a construção de quatro barragens na região que vão beneficiar cerca de duas mil pessoas.
     
    "Foi uma visita importante na cidade onde autorizamos o início de obras de abastecimento e projetos de barragem. O governador Paulo Câmara tem nos orientado a executar essas parcerias importantes nos municípios e a população de Santa Filomena está confiante neste trabalho entre a Prefeitura, através do prefeito Cleomatson e o Governo do estado, com o apoio do deputado federal Fernando Monteiro", ressaltou Nilton.
     
    O secretário tratou ainda de algumas ações já iniciadas, como a elaboração dos títulos de propriedade, que serão entregues em breve a famílias da zona rural. O Programa do Leite, em que o município recebe 200 litros de leite por dia, também foi discutido no encontro, e o Programa de Aquisição de Alimentos, com investimentos de R$ 160 mil por ano para a compra de produtos da agricultura familiar, e que são distribuídos pela prefeitura para famílias mais necessitadas. 
     
    Nilton ainda acompanhou manifestações contrárias à privatização da Chesf. A fala do povo foi muito contundente contra a medida do Governo Federal. A  população entende que o poder público não pode perder a governança da companhia.
     
    Estiveram presentes no ato a vice-prefeita Alcilene do Sindicato, os vereadores Geandro de Genir, Irmão Edclécio e Ailton do Sindicato; além  do gerente regional da Compesa, João Virgílio, e do secretário de Agricultura do município, Arnael Rodrigues. Também participaram outras lideranças da região e presidentes de associações da zona rural do município.
    Cidades: Santa Filomena
    Assuntos: sara, obras, abastecimento de agua
    Compartilhe: Link para o post:
  • ProRural realiza oficinas sobre associativismo com 12 etnias Pernambucanas

    | Agricultura

    Capacitação prepara as comunidades indígenas para que saibam gerir e organizar suas associações.

    O ProRural realiza, até esta sexta-feira (15), oficinas sobre associativismo com cada uma das 12 etnias indígenas acompanhados pelo Programa em Pernambuco. O objetivo é preparar os grupos para que estejam organizados e prontos para receberem os recursos da entidade e de outros parceiros, mas também para aprenderem como deve ser realizada a gestão das suas associações.

    Durante o dia de trabalho, os representantes dos povos assistem palestra sobre as atribuições da Diretoria e do Conselho Fiscal das associações, apresentam os objetivos estatutários de cada associação presente e depois confrontam o que está escrito em seus estatutos, com as práticas das diretorias e demais sócios. O resultado do trabalho é mais autonomia e sustentabilidade dos grupos e das ações executadas pelos indígenas.

    Para o presidente da Associação Indígena Taidjoah (Guerreiros prontos para à luta), Cícero Leite Machado, com o aprendizado levado pelo ProRural às aldeias, os grupos ficam mais preparados para tomarem decisões acertadas e cumprirem os objetivos para os quais foram criados. “Estamos formalizados há três anos e aprendemos hoje quais são as atribuições de cada membro da diretoria. É muito difícil para nós constituir e manter uma associação atuante sem conhecimento”.

    A demanda por oficinas surgiu a partir da construção de um plano de ação, realizado com a ferramenta FOFA (Fortalezas, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças), com cerca de 70 indígenas do povos indígenas Fulni-Ô, Atikum, Pipipã, Kambiwá, Kapinawá, Tuxá, Pankará, Xucuru, Atikum, Truká, Entre Serras e Pankararu. O Plano de Ação elegeu as prioridades a serem trabalhadas e apoiadas pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), entre elas as capacitações para fortalecimento das entidades.

    Ao todo serão realizadas cinco oficinas com cada grupo, nos municípios de Águas Belas, Cabrobó, Inajá, Tacaratu, Pesqueira, Carnaubeira de Penha, Floresta e Buíque. O tema seguinte a ser trabalhado com os índios será “Gestão Financeira e Prestação de Contas”, que terá início a partir da próxima semana, e abordará assuntos como movimento e fluxo de caixa e preenchimento de cheques, entre outros.

    Os indígenas são público específico e prioritário do ProRural e em projetos apoiados pelo Banco Mundial através do Projeto Pernambuco Rural Sustentável (PRS). O Programa, que busca promover a formação e fortalecimento de redes de cooperação, inovação e de experiências agroecológicas, também visa o desenvolvimento sustentável e ações relevantes para a inclusão sócio-produtiva e cultural dos grupos específicos como índios, jovens, mulheres, comunidades quilombolas.

    Assuntos: ProRural, comunidades indigenas, sar, capacitaçao
    Compartilhe: Link para o post:
  • Debate sobre fortalecimento da produção de frutas em São Vicente Férrer

    | Agricultura

    O secretário de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco, Nilton Mota, foi, ontem, ao município de São Vicente Férrer, no Agreste, debater com o prefeito Flávio Régis questões produtivas do município, com o objetivo de impulsionar a produção de frutas na região. Também participaram do encontro o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (Ipa), Gabriel Maciel, o presidente da Câmara Municipal, Senar, além de vereadores, secretários da prefeitura e técnicos.

    O primeiro ponto debatido foi a instalação de uma unidade demonstrativa de Bouveria, que envolve a produção de banana. O segundo ponto foi a readequação da Agroindústria local para fabricação de polpa e sucos. São Vicente Férrer dispõe de quatro mil hectares de plantação de banana, 500 hectares de uva e outros 150 de goiaba; sendo uma área com a produção já caracterizada.

    O terceiro assunto discutido teve como tema uma tecnologia para a pulverização agrícola via drone contra o Mal da Sigatoka, um fungo que provoca a morte precoce das folhas de bananeira e o enfraquecimento da planta, o que pode acarretar em diminuição da produção.

    "Todas essas questões têm por objetivo fazer com que a produção de frutas na região seja impulsionada, tendo em vista a normalização. É uma determinação do governador Paulo Câmara! Com esse conjunto de ações, vamos aumentar a quantidade da produção como também a qualidade; gerando um incremento maior na receita. Assim, a qualidade da banana, da uva e da goiaba será superior", argumentou Nilton Mota.

    O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) deverá iniciar experiências e pesquisas para o controle de pragas na bananeira nos próximos meses. Além disso, a Secretária de Agricultura avalia a aquisição de máquinas para a uma cooperativa de agricultores no município, quando for formada, além do Centro de Administração da Agricultura Familiar. Também existe um projeto de reestruturação da Feira de São Vicente Férrer.

    BARRAGENS - Após a reunião, o secretário de Agricultura e o prefeito de São Vicente Férrer assinaram uma ordem de serviço autorizando o início das obras de duas barragens. As construções beneficiarão cerca de 200 famílias dos sítios Mata Velha e Calumbi, e terão início imediato. 

    "O Vale do Siriji é conhecido no estado como um grande centro produtor de frutas. E nós estamos vindo aqui hoje iniciar a obra de duas importantes barragens, além de realizar novas parcerias com o prefeito Flávio Regis. Queremos iniciar pesquisas, através do IPA, para o controle de pragas que afetam a produção de banana, e concluir o processo de instalação da cooperativa de agricultores para promover uma melhora nas vendas", destacou Nilton Mota. A secretaria está investindo nas duas barragens cerca de R$ 200 mil.

    Para o prefeito Flávio Regis, o diálogo da Secretaria de Agricultura com os municípios é muito importante. "A carência do município é muito grande e a gente precisa dessas parcerias com o Governo do Estado. É nessas horas de dificuldade que a gente tem que juntar as forças para enfrentar os problemas com energia. Hoje é um dia muito importante para nossa cidade; a implantação dessas duas barragens", apontou.

    Os produtores já estão comemorando. Para Evaldo Freire, que cultiva uva, goiaba e maracujá, esse trabalho é muito importante. "Queremos agradecer todas essas ações que favorecem ao pequeno e médio produtor agrícola da região. A nossa preocupação com a estiagem faz com que a gente precise de ações concretas, e, agora, a gente vê as obras acontecerem. A criação dessas pequenas e médias barragens faz com que melhoremos a produção", avaliou.
    Cidades: São Vicente Férrer
    Assuntos: sara, ipa, produçao de frutas
    Compartilhe: Link para o post: