meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • Casa das Juventudes chega à comunidade quilombola

    Já está tudo certo para que Pernambuco tenha a sua primeira Casa da Juventude em uma comunidade tradicional. Em reunião com representantes da comunidade quilombola de Onze Negras, localizada no Cabo de Santo Agostinho, foi firmada a parceria para a implantação do programa. Agora, a Secretaria da Criança e da Juventude aguarda o envio dos documentos por parte do município para que o convênio seja assinado. Com isso, a previsão para a inauguração da casa é para o primeiro trimestre de 2012.

    Esse é mais um passo da Secretaria da Criança e da Juventude rumo à expansão do programa Casas das Juventudes. Com o objetivo de atender a um número cada vez maior de jovens, o projeto chegará, a partir de agora, a municípios com até 45 mil habitantes (antes era até 35 mil), áreas cobertas pelo programa Governo Presente e comunidades tradicionais (quilombolas e indígenas).

    Implantado em 2010, o programa Casas das Juventudes estará presente, até o final de 2011, em 51 municípios em todas as regiões do Estado. Mais duas comunidades quilombolas e uma indígena estão em conversas para receber o projeto. A intenção é fortalecer essas comunidades, com adequações dos cursos oferecidos no locais à realidade e à cultura da sua população. No caso dos quilombolas, cursos que remetam à raiz afrodescendente, como as danças e a culinária.

    Para a secretária da Criança e da Juventude, Raquel Lyra, a chegada da primeira Casa da Juventude a uma comunidade quilombola do Estado é um passo importante na expansão do projeto. “Nas Casas das Juventudes, os jovens têm à sua disposição atividades nas áreas de promoção cultural, educação e qualificação profissional, saúde, participação social e vivências democráticas. É importante que esses benefícios cheguem às comunidades tradicionais, de uma maneira que possam fortalecer a cultura desses povos”, afirmou.

    A comunidade Onze Negras abriga cerca de duas mil pessoas, de acordo com o censo Quilombola. Desses, aproximadamente 600 são jovens. Um dos objetivos da Casa da Juventude no local é aproveitar o desenvolvimento econômico apresentado pela região para firmar parcerias com empresas privadas para financiar projetos que têm como alvo o desenvolvimento dos jovens.

    Assuntos: quilombola, Cabo de Santo Agostinho
    Compartilhe: Link para o post:
  • Estado terá novas unidades de agricultura familiar

    A câmara técnica do Conselho Estadual de Desenvolvimento Sustentável aprovou a aquisição pelo Governo de Pernambuco, de seis propriedades rurais para instalação de novas unidades produtivas da agricultura familiar.

    A reunião foi coordenada pelo Presidente do Iterpe, Getúlio Gondim, que também preside as reuniões da Câmara Técnica, e aprovou as aquisições das fazendas Saco da Serra, Cachoeira de Baixo e Faquinha (todas em Cabrobó), Lagoa do Velho (Santa Maria da B. Vista), Mirim do Vale (Tacaimbó) e Santa Fátima (Vitória de Santo Antão).

    As aquisições serão referendadas na próxima reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Sustentável. Serão utilizados recursos do Programa Nacional de Crédito Fundiário - PNCF, coordenado no Estado pelo Iterpe - Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco. Noventa famílias serão beneficiadas, com a aquisição de 1.207 hectares.

    “O crédito fundiário é uma importante ferramenta de geração de emprego e renda no campo. Como ação complementar da reforma agrária, possibilita às famílias mais carentes uma alternativa produtiva, com inclusão social e resgate de cidadania.” Avaliou Getúlio Gondim, Presidente do Iterpe.

    O crédito fundiário é uma linha de financiamento que permite a agricultores sem terra ou com pouca terra, adquirirem uma propriedade rural. Podem participar agricultores com renda anual de até R$ 9 mil e patrimônio de até R$ 15 mil. Os juros são de 3% ao ano e o agricultor tem até 20 anos para pagar a propriedade, com um prazo de carência de três anos.

    Em Pernambuco, desde 2007, 837 famílias já foram beneficiadas e 72 imóveis rurais já foram adquiridos pelo Governo do Estado. Os investimentos com a aquisição dos imóveis e na infraestrutura produtiva das áreas já ultrapassam os R$ 16 milhões.

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Eduardo discute com ministros liberação de verbas para obras

    dLiberação de recursos para obras nos portos de Suape, Recife e Fernando de Noronha e para melhorias na mobilidade no Grande Recife marcaram a pauta das reuniões mantidas pelo governador Eduardo Campos nesta quinta-feira (01/12), em Brasília.

    O governador teve encontros com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, e com o secretário nacional dos Portos, Leônidas Cristino. Entre os projetos objeto da reunião estiveram as obras no Cais do Porto do Recife, que dá acesso ao novo terminal de passageiros; o alargamento do canal de acesso ao Porto de Suape e a quitação de obras já realizadas no Porto de Fernando de Noronha. É superior a R$ 150 milhões a soma total de recursos envolvidos nos entendimentos.

    A novidade foi a comunicação feita pela ministra de que o Governo Federal vai pedir aos estados novos projetos para o Pacto da Mobilidade. “Disse à ministra que estamos prontos. Temos inclusive projetos que foram apresentados e não contemplados na fase atual”, comentou Eduardo.

    Segundo o secretário de Governo, Maurício Rands, que acompanhou o governador, os encontros tiveram o resultado pretendido, pois ajudarão a acelerar a tramitação dos processos nos ministérios. “É um momento importante, de fechamento de exercício, quando a máquina administrativa federal dá prioridade ao empenhamento de despesas e à liberação dos recursos”, comentou.

    Ainda durante a reunião, a ministra Miriam Belchior tratou da tramitação de vários projetos, executados pelo Governo do Estado em parceria com pastas como Ministério dos Transportes, Integração Nacional e Secretaria Nacional de Portos.

    Assuntos: suape, grande recife, planejamento, recife, fernando de noronha, eduardo campos
    Compartilhe: Link para o post:
  • Compesa recebe R$ 170 milhões para abastecimento e esgotamento sanitário

    Mais de 600 mil pessoas em oito municípios pernambucanos serão beneficiadas com a execução de projetos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os recursos liberados somam R$ 170 milhões, sendo R$ 15 milhões de contrapartida do governo do Estado. Os projetos devem entrar em licitação entre dezembro e janeiro e as obras estão previstas para começarem em maio do próximo ano. Os contratos foram assinados na última sexta-feira (25) pelo governador Eduardo Campos, pelo superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Paulo Nery, pelo secretário de Recursos Hídricos e Energéticos, João Bosco de Almeida, e pelo presidente da Compesa, Roberto Tavares, em solenidade realizada no Palácio das Princesas.

    Três municípios da Zona Norte do Grande Recife (Paulista, Itamaracá e Goiana), onde há um déficit de produção de água, receberão investimentos de R$ 10,6 milhões para a perfuração de 10 poços profundos, visando reforçar o abastecimento. “Resolvemos o problema de produção da área sul com o Sistema Pirapama e agora vamos concentrar nossos esforços na área norte, onde há dificuldades de abastecimento”, afirmou o secretário de Recursos Hídricos e Energéticos, João Bosco de Almeida.

    Em Paulista, serão perfurados cinco poços, que vão acrescer a produção atual em aproximadamente 100 litros de água por segundo, beneficiando 41 mil habitantes. O investimento é de R$ 5,5 milhões. Em Goiana, serão perfurados mais três poços, atendendo 20 mil habitantes nos distritos de Tejucupapo e Ponta de Pedra. A ação vai custar R$ 2,8 milhões. Em Itamaracá, serão perfurados dois poços para reforçar o abastecimento na ilha. A ação beneficiará 20 mil habitantes e o investimento será de R$ 2,3 milhões. “Durante o verão enfrentamos o problema de falta de água em Itamaracá, quando a população flutuante aumenta muito. Agora vamos equacionar essa questão”, disse o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

    Também será executada a obra de ampliação do sistema de abastecimento do Cabo de Santo Agostinho (incluindo a comunidade de Charneca). Os investimentos são de R$ 21 milhões. Também foi aprovado o investimento na elaboração de um estudo para ampliar o sistema da cidade de Camaragibe, no valor de R$ 724 mil.

    Esgotamento Sanitário - O restante dos recursos liberados pela Caixa Econômica vai ser utilizado em obras de esgotamento sanitário. No Cabo, será executada a obra da primeira etapa de complementação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES), no valor de R$ 34,9 milhões. Também serão recuperadas algumas unidades existentes, beneficiando 62 mil pessoas.

    Olinda foi contemplada com recursos para a realização de três obras de esgotamento sanitário. A primeira delas é referente à ampliação/implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário da Bacia do Janga, que vai atender 67 mil pessoas. O valor liberado para a ação foi de R$ 45,2 milhões. Já para a obra de implantação de um sistema de esgotamento do Sítio Histórico de Olinda, o valor é de R$ 7,1 milhões, beneficiando aproximadamente 9 mil pessoas. Cerca de R$ 19 milhões servirão para complementar a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Minerva, localizada no bairro de Passarinho, beneficiando 120 mil pessoas em Olinda e Recife.

    Os recursos do PAC também serão utilizados para implantar a primeira etapa do projeto de esgotamento sanitário de Arcoverde, no Sertão. O investimento é de R$ 31,5 milhões e a população a ser atendida é de cerca de 15 mil habitantes.

    Assuntos: Paulista, Itamaracá, Goiana, Compesa, Pirapama, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Olinda, Recife, Arcoverde, Sertão
    Compartilhe: Link para o post:
  • Sefaz inicia Operação Natal na RMR

    fazendaApós uma semana fiscalizando 120 contribuintes do Agreste pernambucano (Caruaru, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Arcoverde), que resultou em mais de R$ 1,6 milhão em mercadorias apreendidas, a Secretaria da Fazenda iniciou a Operação Natal na Região Metropolitana do Recife. Ao todo, 60 auditores fiscais e 15 policiais militares participam da ação de fiscalização.

    A Operação Natal visitará 120 contribuintes de shoppings e centro comerciais, além de fiscalizar o entorno desses corredores comerciais e plataformas de recebimentos de mercadorias do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. O foco principal é a verificação da regularidade dos Emissores de Cupom Fiscal (ECF), uma vez que as transações com cartão de crédito/débito devem ser realizadas com a emissão do comprovante através do ECF, sendo proibidas por meio dos PO’s (Point Of Sale), que são aquelas maquinetas que emitem o comprovante direto.

    Outro alvo da ação são as plataformas de cargas e os corredores onde ocorre o trânsito dos produtos para que seja comprovada a devida regularidade fiscal das mercadorias. “Assim, a nossa expectativa é ampliar o universo de contribuintes fiscalizados, já que vamos atuar fortemente no trânsito de mercadorias”, explica o diretor geral de Fiscalização Especial e de Controle de Mercadorias da Sefaz, Anderson Alencar.

    Assuntos: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Fazenda, fiscalização, Natal
    Compartilhe: Link para o post:
  • PROCON-PE inaugura unidade do órgão na FAPE

    O PROCON Pernambuco, órgão da Secretaria Executiva de Justiça e Direitos Humanos, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (Sejudh/Sedsdh), inaugurou nessa quarta-feira (30), a 38ª sede do órgão no Estado. Trata-se do PROCON-FAPE, unidade conveniada com a Faculdade Pernambucana. A sede é mais uma opção de atendimento para quem mora na Zona Sul do Recife, que já conta com a unidade PROCON-Universo no Bairro da Imbiribeira.

    O convênio com instituições de ensino é uma iniciativa pioneira do PROCON-PE e tem o objetivo de ampliar o atendimento do órgão no Estado e possibilitar aos estudantes do curso de direito das faculdades a prática de estágio dentro da área do Direito do Consumidor.

    A solenidade de inauguração do PROCON-FAPE será realizada às 17h, na sede do PROCON-FAPE, que fica localizada na Rua José da Silva Lucena, s/n Boa Viagem, Recife/PE (no prédio do Colégio Atual).

    UNIDADES – Com a nova unidade, o PROCON-PE chega a 38 unidades espalhadas pelo Estado e interligadas ao Sistema Nacional de Informação e Defesa do Consumidor (Sindec), sistema vinculado ao Ministério da Justiça.

    As unidades são: Sede Recife, Aeroporto, Expresso Cidadão Caxangá; Arcoverde, Araripina, Vitória de Santo Antão; Caruaru (duas unidades); Limoeiro; Santa Cruz do Capibaribe; Condado; Belém do São Francisco; Serra Talhada; Timbaúba (duas unidades); Barreiros; Igarassu; Paulista; Belo Jardim; Petrolina; Jaboatão; Cabo de Santo Agostinho; Garanhuns, PROCON-Universo, PROCON-Focca, Petrolândia, Ouricuri, Sertânia, PROCON-Facipe, PROCON-Goiana, PROCON-Facape, PROCON-Salgueiro, Chã Grande, Surubim, Abreu e Lima E PROCON-FAPE.

    No site www.procon.pe.gov.br o consumidor encontrará todos os endereços das unidades do PROCON-PE no Estado.

    Assuntos: Recife, Zona Sul, Imbiribeira, Procon
    Compartilhe: Link para o post:
  • Garantia Safra vai pagar R$ 12,5 milhões a agricultores a partir de dezembro

    Um total de 19.614 agricultores inscritos no Programa Garantia Safra vai receber, a partir de dezembro, R$ 12,5 milhões. O comunicado foi feito pela Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA) `a Secretaria Executiva da Agricultura Familiar de Pernambuco (SEAF), após o processo de reanálise dos laudos de perda da safra 2010/2011.

    O recurso liberado será pago em três parcelas, sendo a primeira no valor de R$ 320,00 e as duas restantes de R$ 160,00 nos meses de janeiro e fevereiro de 2012, respectivamente. Inicialmente receberão o seguro 15 municípios – Alagoinha, Carnaubeira da Penha, Custódia, Ingazeira, Jatobá, Lagoa Grande, Moreilândia, Petrolândia, Petrolina, Slagueiro, Serrita, Sertânia, Tacaratu, Terra Nova e Verdejante.

    O secretário Executivo da Agricultura Familiar, Aldo Santos, explica que os municípios de Belém do São Francisco, Itacuruba, orocó, Santa Maria da Boa Vista e Santa Terezinha, deverão aguardar reanálise de perdas que será feita pelo IBGE. “Se a perda acima de 50% for confirmada, agricultores desses municípios deverão receber o benefício em 2012”, esclarece Santos.

    Além desses, outros oito municípios não foram analisados porque não enviaram relatório de perdas ou estão inadimplentes com o fundo do Garantia Safra. O Programa é realizado numa parceria entre os municípios, o Estado e Governo Federal que contribuem com contrapartidas para o Fundo e devem estar adimplentes com as taxas.

    “Nosso objetivo é garantir renda mínima aos agricultores que perderam até 50% da safra, entre elas, mandioca, milho, feijão, arroz ou algodão”, disse Aldo Santos. Veja relação dos municípios, números de agricultores beneficiados e valores a serem pagos a partir de dezembro de 2011. 

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Programa ambiental de preservação das praias começa por Fernando de Noronha

    cprh_noronhaA realização do Projeto “Verão Ambiental: essa é a nossa praia!“ em Fernando de Noronha foi o marco inicial do programa ambiental de preservação das praias, idealizado e promovido pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Ocorrido no último final de semana, o evento teve o apoio do administrador da ilha, Romeu Baptista, e de sua equipe, além do apoio de representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), contando com uma extensa programação.

    De maneira lúdica, a equipe de Educação Ambiental da Agência, acompanhada de atores profissionais, abordou a necessidade de se preservar os biomas do litoral, mostrando ser possível conciliar lazer e cuidados com o meio ambiente. Os trabalhos foram iniciados no cruzeiro Ocean Dream, quando a equipe da Agência realizou uma série de atividades, incluindo palestras, jogos e apresentações de esquetes teatrais. “Os trabalhos de EA decorrem de condicionantes da licença ambiental concedida pela CPRH para os cruzeiros marítimos para Noronha”, explica o diretor-presidente da CPRH, Hélio Gurgel.
    Caracterizados dos personagens Tortuga, Eusébio e Chico, os atores demonstraram, de maneira leve e divertida, quais as principais questões a serem abordadas, hoje encontradas nas áreas litorâneas, e o que deve ser feito adequadamente em prol do ambiente. São medidas simples, a exemplo do recolhimento do lixo, de se evitar pisar nos corais e de não levar animais para as praias, o que pode acarretar em doenças para a população.

    Ao desembarcar no Porto de Santo Antônio, a equipe se dirigiu à praia do Sueste, onde houve uma apresentação especial, com a presença do administrador da ilha; do integrante do ICMBio, Ricardo Araújo; da bióloga Karina Abreu, da Área de Proteção Ambiental (APA) de Noronha; e do representante do Projeto Tamar, Rafael Azevedo. Adultos e crianças ficaram encantados com a encenação dos atores, interagindo nos esquetes e até mesmo tirando fotos para levar como lembrança.

    As ações em Noronha não serão restritas ao final de semana, uma vez que o projeto envolve também a capacitação dos profissionais que trabalham na área. Para isso, já ficou acertado que haverá capacitação dos gestores e de todos os envolvidos no processo, com a realização de oficinas e palestras. O objetivo é que estas pessoas se tornem multiplicadores de informações, implantando o projeto permanentemente em todo o arquipélago.

    O diretor-presidente da CPRH disse ter sido surpreendente a receptividade pela comunidade local do programa ambiental da Agência, ficando ainda registrado também o interesse dos turistas, que presenciaram as apresentações do grupo, participando ativamente. “As praias de Noronha são consideradas preservadas e podem tornar-se um padrão para se buscar repetir no continente a qualidade dessas praias. Por isso, a participação de todos, habitantes e turistas, é fundamental no sentido de buscarmos uma integração homem e natureza de forma adequada”, pontuou.

    Já o administrador da ilha, Romeu Batista, afirmou que o Projeto Verão Ambiental é de fundamental importância, no sentido de vir a somar às ações que já são promovidas na ilha. “O meio ambiente é prioridade do governador Eduardo Campos, por isso temos certeza de que o trabalho desenvolvido pela CPRH vai alavancar a questão e despertar o interesse de moradores e turistas, porque às vezes não há uma consciência adequada. Mas, juntos, vamos nos empenhar para modificar esta realidade”, comentou, acrescentando que atualmente existem 3,5 mil habitantes, que ocupam 30% da área do arquipélago, enquanto os 70% restantes são definidos como Parque Nacional Marinho. O número de turistas, por sua vez, chega a 800 diariamente, em média, durante todo o ano.

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • Eduardo inicia construção do quarto hospital da sua gestão

    gggddgdgfd“Será o maior hospital entregue pelo nosso Governo e o maior equipamento da saúde pública no interior”. Assim Eduardo Campos definiu o Hospital Mestre Vitalino (HMV), que começou a ser construído nesta quarta-feira (30), às margens da BR-104, em Caruaru, no Agreste pernambucano. O investimento é de R$ 75 milhões e a inauguração está prevista para junho de 2013.

    O HMV será o quarto hospital inaugurado pela atual gestão estadual que já entregou o Miguel Arraes (Paulista) e o Dom Hélder (Cabo) e, que no próximo dia 08 abre as portas do Pelópidas Silveira (Curado). O Mestre Vitalino vai realizar atendimentos de média e alta complexidade e beneficiar 1,2 milhão de pernambucanos de 32 municípios da região. Gente como a bezerrense Dayse Gomes, 26. “Estávamos mesmo precisando desse apoio. Vai ajudar, com certeza, antes, dependendo do caso, tínhamos de ir até para o Recife”, disse a jovem.

    Quando estiver em pleno funcionamento, o HMV terá capacidadegd de atender 6 mil pacientes por mês na urgência e emergência. Para efeito comparativo, o Hospital Miguel Arraes atende 4.300. O hospital caruaruense vai oferecer internação e atendimento ambulatorial – mil consultas/mês - de egressos em Clínica Médica, Cirurgia Geral, Neurologia Clínica, Cirurgia Vascular, Psiquiatria, Pediatria Clínica e Cirúrgica, Cardiologia, Urologia e Oncologia. “É a primeira urgência cardiológica de verdade no interior de Pernambuco”, afirmou o secretário de Saúde, Antonio Carlos Figueira.

    A prefeitura de Caruaru doou o terreno de 4,7 hectares (equivalente a quase cinco campos de futebol) onde vai ficar o hospital. “Estamos satisfeitos com o volume de obras da saúde para o município, vamos ter a maior estrutura de saúde do interior”, frisou o gestor municipal José Queiroz, referindo-se à UPA que já está funcionando na cidade à UPA Especialidades recém-anunciada e à reforma no Hospital Regional do Agreste (HRA).

    ppAliás, a primeira parada do governador em Caruaru nesta quarta foi justamente no HRA, para inaugurar a nova emergência da unidade. Foram investidos R$ 3,2 milhões em reforma e compra de equipamentos de última geração. Com isso, a unidade duplicou sua capacidade de leitos, passando a ter 40 vagas de internamento. “Além de inaugurar novos hospitais, temos feito um enorme esforço para cuidar das unidades existentes, como aqui, o Regional do Agreste, que foi inaugurado pelo meu avô”, lembrou Eduardo.

    A ampliação da emergência do Hospital Regional do Agreste faz parte de um pacote de obras que inclui ainda a ampliação do Núcleo de Reabilitação Física, do setor administrativo e da Unidade de Terapia Intensiva. No primeiro semestre de 2012, serão entregues os 70 novos leitos da enfermaria de ortopedia e as novas salas de cirurgia do bloco cirúrgico.

    Cidades: Caruaru
    Assuntos: hospital, eduardo campos, hmv, mestre vitalino, agreste, caruaru, saude
    Compartilhe: Link para o post:
  • Terphane investe R$ 150 milhões para ampliar sua fábrica no Cabo

    terphaneO governador Eduardo Campos e a presidente da Tredegar Corporation, Nancy Taylor, anunciaram hoje (29) o investimento de R$ 150 milhões na Terphane, fábrica adquirida pela Tredegar no último mês e localizada no Cabo de Santo Agostinho. A ampliação visa atender a demanda do mercado nacional e internacional de embalagens, através da produção de filmes de poliéster (PET).

    Serão geradas 60 novas oportunidades de trabalho. A grande mudança, no entanto, será na produção, que praticamente dobrará, de 40 mil para de 70 mil toneladas/ano a partir de 2014, quando entrar em operação. Até lá, outros mil empregos diretos serão ofertados pela empresa nas obras de construção civil. Hoje, a Terphane emprega 280 pessoas.

    “Somos a única produtora de fios de poliéster no Brasil e nós queremos manter a nossa posição estratégica no mercado nacional a partir de Pernambuco”, disse o diretor de Operações da Terphane, Moacir Santos.

    Um dos principais usos do filme de poliéster é na confecção de embalagens flexíveis, muito utilizadas em alimentos (café, leite em pó, refrescos em pó, gelatinas, refeições prontas) e produtos hospitalares, de limpeza e higiene pessoal.

    Na solenidade realizada no Palácio do Campo das Princesas, o governador ressaltou a importância do empreendimento para o polo industrial pernambucano. “Essa ampliação tem um efeito enorme para as empresas que escolhem Pernambuco como destino, porque todo produto precisa de uma embalagem e com a Terphane mais próxima das nossas fábricas teremos mais competitividade”, resumiu o governador.

    Cidades: Cabo de Santo Agostinho
    Assuntos: eduardo campos, investimento, emprego, embalagem, pet, cabo de santo agostinho, terphane, tradegar, fabrica
    Compartilhe: Link para o post: