meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Boletim Covid-19 - Comunicação SES-PE

| Saúde

Quarta-feira, 29/07/2020

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (29.07), 1.858 casos da Covid-19. É importante destacar que o aumento no número de casos no informe de hoje é motivado pelo atraso, e consequente acúmulo de notificações, pelos municípios. Entre os casos confirmados hoje, apenas 112 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Os outros 1.746 (94%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou até mesmo já curados. Agora, Pernambuco totaliza 91.536 casos já confirmados, sendo 23.249 graves e 68.287 leves. Além disso, o boletim de hoje registra 68.401 pessoas recuperadas da doença. Do total de curados, 12.445 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 55.956 casos leves.

Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 182 municípios pernambucanos (tabela 2), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da  ocorrência de pacientes e outros Estados e países.

Também foram confirmados laboratorialmente 63 óbitos (sendo 32 do sexo masculino e 31 do sexo feminino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Abreu e Lima (1), Águas Belas (1), Araripina (2), Belo Jardim (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Cachoeirinha (1), Carpina (1), Caruaru (4), Cupira (1), Feira Nova (1), Glória do Goitá (1), Ibirajuba (1), Igarassu (1), Ipubi (1), Itapetim (1), Jaboatão dos Guararapes (6), João Alfredo (1), Jurema (1), Machados (1), Olinda (9), Panelas (1), Paulista (2), Pesqueira (2), Recife (13), São Caitano (2), Serra Talhada (2), Toritama (1), Tuparetama (1), Vertentes (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 6.484 mortes pela doença.

As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 1º de maio e 28 de julho. Do total de mortes no informe de hoje, 19 (30%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 5 mortes registradas no dia de ontem (terça-feira, 28/07), 5 mortes em 27/07 e 9 em 26/07. Os outros 44 (70%) óbitos ocorreram entre os dias 1º/05 e 25/07.

Os pacientes tinham idades entre 19 e 102 anos. As faixas etárias são: 10 a 19 (1), 20 a 29 (1), 40 a 49 (6), 50 a 59 (11), 60 a 69 (8), 70 a 79 (15), 80 anos ou mais (21).

Dos 63 pacientes que vieram a óbito, 47 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (27), diabetes (25), hipertensão (24), tabagismo/histórico de tabagismo (9), doença renal (8), obesidade (4), doença respiratória (3), doença de Alzheimer (3), câncer (2), doença pulmonar (2), demência por sequela neurológica (1), lúpus (1) e etilismo (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Quatro pacientes não tinham comorbidades relatadas e os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 18.798 casos foram confirmados e 25.520 descartados. O Boletim de hoje também traz, em sua parte final, o detalhamento das testagens destes profissionais. Até ontem (28.07), do total de profissionais de saúde que contraíram a doença (18.692), 93,3% já estão curados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

LEITOS - O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou um estudo que analisou o número de leitos nos estados e capitais brasileiros entre fevereiro e junho de 2020. Pelo levantamento, Pernambuco aparece como o segundo estado brasileiro em ampliação da rede hospitalar. São 2.697 novos leitos criados em função do enfrentamento da Covid-19. O estado de São Paulo contabilizou 5.354.

“Isso só foi possível, graças não só ao esforço dos profissionais da Secretaria Estadual de Saúde, mas também de várias áreas do governo que se engajaram no nosso Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 e realizaram a maior operação logística e sanitária da história da saúde pública pernambucana e, agora, comprovadamente, uma das maiores do país”, avaliou o governador Paulo Câmara.

Assim como o estado de Pernambuco, o Recife só perdeu para o município de São Paulo em número de leitos abertos durante a pandemia. “A melhor notícia em relação a todos esses leitos é que a taxa de ocupação deles está há quase dois meses abaixo de 80%, mesmo com o Plano de Convivência com a Covid-19 tendo avançado até a etapa 6, na Região Metropolitana, na Zona da Mata e em parte do Agreste”, completou o governador. O estudo do Conselho Federal de Medicina está disponível na página oficial do órgão: portal.cfm.org.br.

Na semana passada, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) já havia divulgado análise que colocava Pernambuco na segunda melhor posição na proporção de leitos de UTI adulto para Covid-19 quando relacionado com a sua população. Com uma taxa de 1,3 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes, o Estado fica atrás apenas do Espírito Santo, que registra taxa de 1,5. 

“As pessoas não têm a real noção da dificuldade que é abrir um leito, principalmente de UTI e em um espaço de tempo tão curto. É uma operação complexa, que exige, de um lado, rápida resposta para dotar a estrutura de equipamentos e insumos e, por outro, equipes altamente especializadas, com múltiplas especialidades e atuando em conjunto. Estes estudos e levantamentos - nesta semana o do Conselho Federal de Medicina e na semana passado o da Fiocruz, instituições relevantes e de credibilidade incontestável - só ressaltam a seriedade, esforço e prioridade que o Governo de Pernambuco está dando ao enfrentamento da Covid-19. Esse é um processo que não acaba agora: continuamos analisando os dados da Covid-19 em nosso Estado e a fazer nossa parte para garantir a assistência a todos”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

ATENDE EM CASA - Desde 26 de março de 2020, uma  parceria entre o Governo de Pernambuco e a Prefeitura do Recife oferta o serviço de teleassistência para a população, com ênfase no público que apresenta sintomas de síndromes gripais e Covid-19. A população de 178 municípios pode acessar o serviço a partir do Atende em Casa (www.atendeemcasa.pe.gov.br) através de qualquer smartphone, tablet ou computador com internet ou pelo aplicativo para celular com sistema Android (disponível na Google Play Stores). Atualmente 96,22% dos municípios pernambucanos são assistidos pela plataforma, beneficiando mais de 9,4 milhões de pernambucanos (98,59% da população total do Estado).

No momento, a I Geres (20 municípios), II (20), III (22), V (21), VI (13), VII (7), VIII (7), IX (11), X (12), XI (10) e XII (10) já são atendidas em sua totalidade pela tecnologia. A IV região de saúde já tem 25 dos 32 municípios cobertos pelo aplicativo. A lista completa está disponível no site da SES-PE: http://portal.saude.pe.gov.br/noticias/teleorientacao-pelo-atende-em-casa-lista-dos-municipios.

No aplicativo web “Atende em Casa” o usuário, após o cadastro de informações mínimas, é direcionado para um questionário que permite a avaliação inicial do quadro de saúde a partir de perguntas sobre seus sintomas. Em seguida, uma classificação de risco é realizada pelo sistema, na qual o usuário recebe orientações necessárias para sua situação ou é encaminhado para uma teleorientação com um profissional de saúde. A teleorientação busca acolher o usuário em sua experiência de adoecimento, confirmar as condições e sintomas referidos no questionário e orientar sobre os cuidados necessários a cada classificação de risco (por exemplo, informar sobre os procedimentos do isolamento domiciliar ou como proceder o encaminhamento ao serviço de saúde mais adequado para a situação).

Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE, responsável por coordenar os atendimentos do Atende em Casa fora do Recife, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

A ferramenta já conta com quase 100 mil usuários cadastrados em todas as regiões de saúde do estado. Ao todo, após teleorientação, mais de 10,9 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência, e quase de 17,5 mil a permanecer em isolamento domiciliar.

Com o desenvolvimento do serviço e a necessidade de ampliar medidas de prevenção e controle da infecção pelo novo coronavírus, a ferramenta passou a contar, em 12 de junho, com ações de telemonitoramento, ou seja, a busca ativa e acompanhamento dos usuários confirmados, casos suspeitos ou de risco elevado para Covid-19. Até o último domingo (26.07), já haviam sido realizados 4.898 atendimentos.

APOIO EMOCIONAL - Com o impacto da pandemia do novo coronavírus na saúde mental da população em geral, a SES-PE decidiu implementar o serviço de teleacolhimento para todos os municípios pernambucanos assistidos pelo Atende em Casa. Dessa forma, os usuários que se cadastram no aplicativo têm, desde o dia 29 de junho, a opção de receber apoio emocional de equipe de psicólogos capacitados para as demandas.

Com um mês de funcionamento, o aplicativo registrou, até a última segunda-feira (27.07), 629 teleacolhimentos. Deste total, 407 (64,7%) teleacolhimentos não precisaram de encaminhamentos; 197 (31,3%) foram encaminhados para a equipe de referência diária para a escuta psicoterápica e atendimento psiquiátrico; 24 (3,8%) foram orientados a procurar a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) do território; 1 (0,2%) foi encaminhado para rede de proteção às pessoas vítimas de violência.

TESTAGEM - A ferramenta também passou a auxiliar os municípios pernambucanos no agendamento dos testes para a Covid-19, desde 22 de junho, a princípio considerando o público prioritário estabelecido para realização do exame e, a partir de 15 de julho, ampliando a todos os sintomáticos. O objetivo é facilitar o acesso e apoiar os gestores municipais que desejarem aderir a essa funcionalidade.

Os municípios disponibilizam a agenda de suas unidades de saúde e o paciente é referenciado para o serviço mais próximo de sua casa, de acordo com o exame preconizado para o caso, que pode ser o RT- PCR, indicado para o início dos sintomas, ou o teste rápido. Até a última segunda (27.07), foram marcados 1,9 mil testes pelo Atende em Casa, sendo 1.051 RT-PCR e 849 testes rápidos.

Ao todo, a população de 143 municípios pode realizar a marcação do exame por meio do Atende em Casa. Na Região Metropolitana do Recife o exame é ofertado pelos centros de testagem da SES em funcionamento no CEFOSPE - (Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco) e no Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE). Todos os municípios, os que aderiram ou não à marcação pelo Atende em Casa, podem realizar os testes utilizando seus próprios fluxos. A lista dos municípios que estão oferencendo testagem com marcação através do Atende em Casa está disponivel no site da Secretaria Estadual de Saúde: http://portal.saude.pe.gov.br/noticias/agendamento-de-exame-da-covid-19-pelo-atende-em-casa-lista-dos-municipios.

Assuntos: ses, saude, covid19
Compartilhe: Link para o post: