meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Funase cria núcleo para expandir cultura de paz em unidades socioeducativas

| Direitos Humanos

nucleo

Processo busca mudanças de paradigmas com base nos conceitos da Justiça Restaurativa

A política de atendimento a adolescentes em conflito com a lei em Pernambuco terá como foco, em 2019, a expansão de procedimentos restaurativos visando à construção de uma cultura de paz. A metodologia prevê mudanças de paradigmas que permitam a transição para uma lógica que privilegie a percepção sobre responsabilidades individuais e coletivas e a criação de novas bases para relacionamentos. Para isso, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) criou um Núcleo de Justiça Restaurativa, composto por assistentes sociais, pedagogos e psicólogos que atuam em várias unidades da instituição.

A novidade foi formalizada em portaria publicada no Diário Oficial do Estado em 1º de março. A medida é mais um passo do investimento da Funase na implantação dessa metodologia. Em 2018, foi realizado o projeto “Semeando uma Cultura de Paz: práticas restaurativas como ferramenta da socioeducação”, que viabilizou a capacitação de 240 servidores. Foram ministrados os módulos de Introdução à Justiça Restaurativa – pelo juiz Élio Braz, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) – e de Comunicação Não Violenta – sob responsabilidade do professor Marcelo Pelizzoli, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Outra etapa do projeto foi a formação de 80 funcionários, em curso ministrado pela psicóloga e consultora Monica Mumme, referência nacional no tema e fundadora do Laboratório de Convivência. Todas as atividades foram acompanhadas por um grupo gerador. A Justiça Restaurativa também foi incluída no mais recente Projeto Político-Pedagógico da Funase, norteando ações a serem desenvolvidas nos próximos anos e o trabalho dos funcionários da instituição.

“O Governo de Pernambuco, por meio de um olhar sensível do governador Paulo Câmara, tem atuado na melhoria do sistema socioeducativo em múltiplas frentes, e uma das mais importantes é a capacitação de quem trabalha em contato com os adolescentes atendidos pela Funase", destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes. "A repercussão desse trabalho já é muito positiva e temos certeza de que ainda dará muitos resultados", completa a presidente da Funase, Nadja Alencar.

A expansão dos procedimentos restaurativos ocorre a partir do entendimento do Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), à qual a Funase é ligada, sobre a importância de um trabalho humanizado na socioeducação. “A criação do núcleo é um passo importante, uma vez que a gente quer, de fato, implantar e expandir uma cultura de paz dentro de todas as unidades”, afirma a superintendente da Política de Atendimento da Funase, Íris Borges, que também abordou o assunto na primeira reunião do ano com todos os coordenadores técnicos das unidades de internação, internação provisória e semiliberdade da instituição situadas na Região Metropolitana do Recife e em Timbaúba e Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

Assuntos: sdscj, funase, governo do estado, cultura de paz, nucleo de justica reparativa, paulo camara
Compartilhe: Link para o post: