meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Dois cágados com o casco fraturado e 14 aves são repatriados do Ceará para o Cetas Tangara

| Meio Ambiente

cagados

Animais foram trazidos pelo Ibama cearense e já recebem cuidados no Centro de Triagem da CPRH

Dois cágados-do-nordeste (Mesoclemys tuberculatus) que tiveram o casco fraturado por atropelamento e 14 aves típicas da caatinga e da Mata Atlântica, todas apreendidas em fiscalizações ambientais contra o tráfico de animais silvestres no Ceará, foram repatriados para Pernambuco e já estão sendo acompanhados no Cetas Tangara – o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco, da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Eles foram trazidos na tarde da quinta-feira (7) por agentes ambientais da regional cearense do Ibama – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis).

Este foi o primeiro repatriamento do ano para a o Cetas Tangara. Os dois cágados passarão por cirurgia na clínica do próprio Centro, que fica no Bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife. Já as aves – quatro jandaias-verdadeira (Aratinga jandaia), quatro maracanãs-verdadeira (Primolius maracana),  três periquitões-maracanã (Thectocercus leucophthalmus), dois araçaris-de-bico-branco (Pteroglossus aracari) e uma aratinga-de-testa-azul (Tecthocercus acuticaudata) passarão por um período de reabilitação para, posteriormente, serem devolvidos ao seu habitat natural, em áreas de soltura do Estado, monitoradas pela CPRH.

aves

Um passo importante que geralmente sequencia as ações de combate ao tráfico, o repatriamento de animais silvestres faz parte das parcerias que visam garantir a sobrevivência das espécies em seus locais de ocorrência, soltas na natureza. Mesmo antes de sua inauguração formal, em dezembro de 2016, o Centro de Triagem da CPRH vem reforçando essas parcerias. Desde 2015 vem recebendo aves típicas da caatinga e da Mata Atlântica apreendidas em São Paulo e no Ceará. Por outro lado, já repatriou aves de ocorrência no Sudeste para a capital paulista e tucanos e araras – de ocorrência no Amazonas e em áreas do cerrado – para o Amapá.

Assuntos: semas, cetas tangara, cprh
Compartilhe: Link para o post: