meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Pernambuco sinaliza melhora na qualidade dos Cras

 cras

De acordo com o Índice de Desenvolvimento dos Centros de Referência da Assistência Social, o serviço atinge a média de 3,33

Pernambuco sinaliza melhora no Índice de Desenvolvimento dos Centros de Referência da Assistência Social(ID CRAS), indicador nacional que busca capturar a qualidade dos serviços prestados à população por meio dos Cras. Entre o ano de 2016 e 2017 Pernambuco saiu da média de 3,08 para 3,33 o que elevou o estado da posição de 23º lugar para 20º no ranking.

Este índice computa uma nota de 1 a 5: quanto maior, melhor a qualidade do serviço prestado por este equipamento. Os dados, publicados recentemente pela Secretaria Nacional de Assistência Social, retratam a estrutura física, as características qualitativas e quantitativas das equipes de Recursos Humanos, bem como os serviços ofertados à população e os respectivos procedimentos mínimos necessários para uma oferta adequada. O indicador destaca ainda que as regiões que caíram nos índices foram os equipamentos das regiões metropolitanas que atualmente tem a menor média, com 3,08.

Para o secretário da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), Cloves Benevides, o registro é muito importante para fortalecer os municípios, principalmente depois das quedas no repasse de recursos. Ele ressalta que o esforço feito pelo Governo de Pernambuco alertando as cidades sobre a necessidade de olhar para ações e estruturas e,  sobretudo, o esforço feito para melhorar o registro das informações ajudou a melhorar o Estado no índice. “Apesar do momento difícil, não temos registros de Cras fechando ou deixando de funcionar. Pelo contrário, tivemos uma melhora expressiva nos serviços e infraestrutura. Mantemos o mesmo patamar em relação às equipes e recursos humanos, mas é um ponto que estamos trabalhando para melhorar nos próximos indicadores”, pontua.

O secretário-executivo de Assistência Social (Seass), Joelson Rodrigues, ressalta que Estado melhorou em 8% sua média, superando um patamar considerado insuficiente. "Em 2016, 40% dos municípios estavam com indicador abaixo de 3, que é insuficiente. Esse número reduziu para 25%. Esse é o primeiro resultado que espelha o esforço feito pelo Governo do Estado em conjunto com as gestões municipais", afirma.

Encontro

Para aprofundar o debate sobre a assistência social e as intervenções no território dos Cras, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da executiva de Assistência Social, promove na quinta-feira (08), das 8h às 14h, o I Encontro Estadual dos Centros de Referência de Assistência Social. O evento acontece no auditório Tabocas, no Centro de Convenções, em Olinda.

O objetivo é garantir e aprimorar o atendimento com qualidade, para a população que necessita das ações no âmbito da Proteção Social Básica. Serão discutidas temáticas sobre: trabalho social com famílias no âmbito do Sistema único de Assistência Social (SUAS), integralidade do Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) entre os demais serviços, programas e benefícios socioassistenciais, além da gestão orçamentária e financeira no âmbito da Proteção Social Básica. A expectativa do é que cerca de 600 profissionais, entre gestores e técnicos municipais da assistência social. Para contribuir com as discussões, também estarão presentes representantes do Ministério de Desenvolvimento Social (MDS).

Serviço

I Encontro Estadual dos Centros de Referência de Assistência Social
Acontece na quinta-feira (08), das 8h às 14h
No auditório Tabocas, no Centro de Convenções
Av. Professor Andrade Bezerra, s/n, Salgadinho, Olinda/PE

Assuntos: id cras, assistencia social, sdscj, governo de pernambuco, suas, paif,
Compartilhe: Link para o post: