meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Reeducandos preparam o Parque 13 de Maio para o Dia das Crianças

| Juventude, Direitos Humanos, Infância

 

Eles atuam na capinação, varrição e limpeza do parque, além de pintar os brinquedos da área infantil como gangorra, foguete, balanço e escorrego

Amanhã (12), Dia das Crianças, o Parque 13 de Maio vai receber um show do Palhaço Chocolate a partir das 15h. Para preparar o evento, dez reeducandos que cumprem pena no regime aberto estão fazendo um mutirão de limpeza no parque. Os apenados são beneficiados por um convênio entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb),

Os trabalhadores cumprem uma jornada de oito horas de trabalho e uma hora de intervalo. Eles são remunerados com um salário mínimo, passagens e R$240 para custear a alimentação. Atuam na capinação, varrição e limpeza do parque, além de pintar os brinquedos da área infantil como gangorra, foguete, balanço e escorrego. “Conseguir trabalho depois de sair da prisão é um desafio porque ainda enfrentamos o preconceito. Aqui, conseguimos nos sentir útil e mudar de vida”, conta o reeducando Vanderley José, 50, que cumpre pena até 2020.

Antes de serem contratados os apenados têm seu comportamento avaliado, participam de entrevista e curso de formação. O Patronato Penitenciário, órgão vinculado à SJDH, acompanha e recruta os trabalhadores. “Apostamos na empregabilidade como grande aliado da ressocialização. Atualmente, mais de 800 reeducandos já conseguiram trabalho e isso nos indica que estamos no caminho certo, resgatando a dignidade desses homens e atuando para diminuir a reincidência criminal”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

“Todos os anos, no Dia das Crianças, preparamos uma festa linda para a garotada, e contar com a mão de obra desses homens que estão mudando de vida nos faz acreditar em um futuro melhor para os nossos pequenos”, opina o intérprete do Palhaço Chocolate, Ulisses Dornelas.  

A SJDH e o Patronato Penitenciário contam com 23 empresas parceiras. Contratar mão de obra reeducanda pode diminuir em até 40% as despesas trabalhistas e também põe em prática a responsabilidade social dessas organizações. O convênio de empregabilidade é regulamentado pela Lei de Execução Penal, onde o empregador fica isento de encargos trabalhistas, como FGTS, 13° salário e férias.

Empresas públicas e privadas como a Prefeitura do Recife, Olinda, Jaboatão do Guararapes, Pórtico e Zummi são algumas das instituições aliadas.

Texto: Aurélio Duvivier/SJDH
Fotos: Ray Evllyn/SJDH

Assuntos: sjdh, dia das crianças, reeducandos, emlurb,
Compartilhe: Link para o post: