meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Pernambuco reúne especialistas para discutir vigilância em saúde

| Saúde
Seminário contará com participação de profissionais de outros Estados e de organizações mundiais.

Discutir temas relevantes no cenário pernambucano, como as lições aprendidas com a síndrome congênita do zika vírus (SCZ) no Estado, o primeiro a notificar e acompanhar os casos de microcefalia, é um dos principais objetivos do I Seminário de Experiências e Inovações da Vigilância em Saúde de Pernambuco. Realizado pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), o encontro acontece desta terça (19/06) a quinta-feira (21/06), no Mar Hotel Conventions, Zona Sul do Recife. Durante as atividades, que contarão com a presença de especialistas de diversas partes do país e autoridades nacionais e internacionais, serão compartilhadas experiências inovadoras na área e incentivada a capacitação permanente e valorização dos profissionais que atuam na rede estadual.

A mesa de abertura, às 16h desta terça (19/06), será composta pelo secretário estadual de Saúde, Iran Costa; a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Luciana Albuquerque; o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia; o representante da Organização Panamericana de Saúde (Opas) no Brasil, Joaquín Molina; o chefe da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (MS), Osnei Okumoto; o diretor da Fiocruz Pernambuco, Sinval Brandão; e o presidente do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), Gilliatt Falbo. A conferência de abertura, Avanços e Desafios na História Recente da Vigilância em Saúde, será comandada pelo médico Djalma Agripino, mestre em Saúde Pública pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). 

Na quarta-feira (20/06), quando serão iniciados os painéis, haverá discussão sobre a 'Síndrome Congênita do Zika: panorama, lições aprendidas e cenários futuros', que reunirá importantes especialistas envolvidos diretamente nos esforços para acompanhar os primeiros casos de microcefalia atípicos entre o final do ano de 2015 e o início de 2016. Participarão do debate o diretor geral de Controle de Doenças Transmissíveis da SES, George Dimech; a diretora do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE), Roselene Hans; a neuropediatra  do Hospital Barão de Lucena (HBL), Vanessa Van der Linden; e Celina Turchi, médica epidemiologista e cientista da Fiocruz Pernambuco. O pesquisador Wanderson Kleber de Oliveira, da Fiocruz Bahia, será o moderador. 

Pernambuco foi pioneiro na identificação da mudança do padrão da microcefalia, o primeiro Estado a notificar os casos e a organizar um protocolo de atendimento, referência para todo o mundo. O Governo de Pernambuco ainda investiu R$ 3 milhões para pesquisas na área, financiando, entre outros, o Grupo de Pesquisa da Epidemia da Microcefalia (MERG), coordenado por Celina Turchi. "Nosso objetivo, além de historiar o cenário da síndrome em Pernambuco, é discutir o que já aprendemos com os acontecimentos e debater os principais desafios que ainda persistem", pontua a gerente de Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde da SES, Yluska Reis. 

A prevenção das arboviroses durante a gestação, a vigilância e o controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya; e as estratégias nesse âmbito da XII Gerência Regional de Saúde (Geres), com sede em Goiana, também serão tema de painel na manhã da quarta.

Já na quarta à tarde, um dos painéis será sobre o aumento no registro de casos de sífilis em Pernambuco. No painel 'Sífilis: como podemos mudar essa realidade?' os especialistas discutirão aspectos sobre diagnóstico, tratamento, prevenção e controle dessa infecção sexualmente transmissível (IST). O secretário de saúde do Recife, Jailson Correia; a pesquisadora Fiocruz Pernambuco Ana Lúcia Vasconcelos; e a consultora do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV) do Ministério da Saúde Juliana Uesono são os debatedores do painel. Em 2017, o Estado registrou 3.160 casos de sífilis adquirida. Nas gestantes, no ano passado, foram 1.562 ocorrências; e de sífilis congênita (transmitia da mãe para o filho durante a gestação), 1.823 casos. 

DOENÇAS NEGLIGENCIADAS – O Sanar, programa pioneiro desenvolvido pela Sevs com o objetivo de reduzir ou eliminar doenças transmissíveis negligenciadas, a exemplo da tuberculose e da doença de Chagas, também terá destaque na programação do encontro, na tarde da quarta (20/06). A situação epidemiológica, perspectivas, avanços e desafios relacionados serão alguns dos fatores discutidos em painel científico. A coordenadora do Sanar, Marcella Abath; o especialista em Vigilância em Saúde do Instituto Sul-americano de Governo em Saúde (Isags-Unasur) Eduardo Hage; e a médica Maria de Fátima Lopes, especialista em saúde coletiva pelo Ministério da Saúde, são alguns dos convidados para discutir o tema. 

Destinado a gestores e técnicos atuantes no âmbito da vigilância em saúde, o evento homenageará a trajetória de profissionais pernambucanos que muito contribuíram para vigilância em saúde do Estado e que servem como referência para os que buscam o aperfeiçoamento da gestão do SUS. O Seminário contará, ainda, com mostras competitivas, que revelarão experiências exitosas em seis temáticas de vigilância em saúde, realizadas por profissionais das Regionais de Saúde e dos municípios pernambucanos. "A programação busca incentivar as boas práticas na área e estimular os profissionais da vigilância a enxergar suas capacidades e aperfeiçoarem o trabalho do ponto de vista criativo. Por isso, buscamos trazer temáticas atuais para estimular o debate", pontua a gerente de Monitoramento e Avaliação da Vigilância em Saúde da SES, Yluska Reis. 

O psicólogo Rossandro Klinjey ministrará a palestra 'Aprendendo a mudar, quebrar velhos modelos para inovar', que encerra as atividades ligadas ao conteúdo científico do encontro na quinta-feira (21/06) às 10h. O último dia terá também cerimônia de premiação dos finalistas das Mostras Competitivas e o lançamento, às 14h, do Comitê Estadual Técnico Gestor da Hanseníase de Pernambuco. Mais detalhes sobre a programação no site do evento: https://www.seminariovs.saude.pe.gov.br/.

Comitê gestor da hanseníase - A diretoria geral de controle de doenças e agravos lançará oficialmente no I Seminário de Experiências e Inovações da Vigilância em Saúde o Comitê Estadual Técnico Gestor da Hanseníase. A comissão buscará discutir os casos mais complexos da doença. Com o debate permanente, a expectativa do Programa de Controle da Hanseníase é expandir as discussões para todo o Estado.

Assuntos: ses, palestra, vigilancia em saude, seminario, inovacao, profissionais, saude,
Compartilhe: Link para o post: