meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

SEASS capacita técnicos municipais para preenchimento do CadÚnico

| Direitos Humanos

cras

Mais de 120 mil beneficiários do BPC ainda não fizeram a inscrição.

A Secretaria Executiva de Assistência Social (SEASS), através da Gerência de Proteção Social Básica (GEPSB), promoveu nesta quinta-feira (17), uma atividade de nivelamento com os coordenadores e técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) dos municípios da Região Metropolitana.

O objetivo foi tirar as dúvidas dos técnicos sobre a legislação, a operacionalização do Benefício de Prestação Continuada (BPC), preenchimento dos formulários a inclusão dos beneficiários do BPC no CadÚnico. Eventos semelhantes serão realizados nas demais regiões do Estado nos próximos meses.

A preocupação da SEASS é evitar qualquer tipo de dificuldade na hora do preenchimento dos formulários (tanto para o BCP quanto do CadÚnico), que venha a prejudicar a populaçãoOutra preocupação é acelerar o processo de cadastramento e alertar os beneficiários para o encerramento do prazo. 

Limite - Idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência (de qualquer idade) que recebem o BPC têm até dezembro de 2018 para se inscrever ou atualizar os dados noCadÚnicoO prazo era 31 de dezembro de 2017, mas foi prorrogado pela portaria interministerial nº 05/2017 para dezembro deste ano.

O cadastramento ou atualização das informações podem ser feitos nos CRAS ou nas secretarias municipais de Assistência Socialmas quem perder esse novo prazo terá o benefício suspenso automaticamente. Em Pernambuco, 309.891 pessoas recebem o BPC, mas 120.282 beneficiários (74.594 pessoas com deficiência e 45.688 pessoas idosas) ainda não fizeram a inscrição no CadÚnico.

O cadastramento pode ser feito pelo próprio beneficiário ou pelo responsável familiar, que deve estar de posse do CPF, RG e comprovante de residência de todaas pessoas que residem com o mesmo. “É importante que as pessoas não deixem tudo para a última hora, o que pode gerar tumultos, desconfortos e superlotação nos locais de inscrição”, afirmou a técnica de Referência do BPC da Gerência de Proteção Social Básica (GEPSB) da SEASS, Sandra Souza.

Assuntos: sdscj, seass, gepsb, cadunico, assistencia social, cras
Compartilhe: Link para o post: