meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Servidores que possuem filhos com deficiência recebem atenção especial

| Administração

mais servidor  

Em ação do Mais Servidor, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Administração do Estado (SAD), realizou bate-papo para esclarecer tópicos e especificações do Decreto nº 45.785/2017

Iniciando uma nova jornada de relação entre poder público e o funcionalismo estadual, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Administração (SAD), reuniu, na quinta-feira (30.11) pais e mães servidores que possuem filhos ou dependentes com deficiência para esclarecer pontos sobre os benefícios previstos no art. 174-A do Estatuto dos Servidores, recém-incluído pela Lei Complementar nº 371, de26 de setembro de 2017, regulamentado através do Decreto nº 45.785/2017.

A convite do secretário de Administração, Milton Coelho, os servidores foram acolhidos no auditório da SAD na manhã da quinta-feira (30.11) para um bate-papo sobre a lei sancionada pelo Governador Paulo Câmara, onde garante a concessão de horário especial para àqueles que se enquadram nos requisitos da legislação, dando maior oportunidade de participação efetiva desses servidores na vida de seus familiares.

Além de servidores interessados, também estiveram presentes no evento gestores de Recursos Humanos do Poder Executivo e associações que reúnem mães e pais de pessoas com deficiência. Entre elas: a Afeto; o  Grupo Super Mãe; Pequenos e Grandes Atletas, que atendem também pessoas da iniciativa privada, não só de servidores públicos e o Grupo de Terapia de Crianças e Adolescentes.

Segundo o secretário de Administração, Milton Coelho, o evento é um marco na política social em Pernambuco, sobretudo no momento em que sopram ventos não só no Brasil como no mundo inteiro, de perdas de direitos, sejam eles individuais e coletivos. “Portanto, o Governo de Pernambuco em constante atenção e reconhecimento dos direitos dos seus servidores em cuidar das pessoas que amam, toma a iniciativa de conceder e atender uma demanda a tanto tempo pleiteada, aos que têm filhos ou dependentes deficientes, com o horário especial de trabalho”, pontuou Milton.

Durante a abertura do evento, a secretária executiva de Pessoal e Relações Institucionais (SEPRI/SAD) lembrou que o encontro irá possibilitar troca de aprendizados para juntos construir ainda mais ações que integrem as políticas sociais no Estado. “Após este encontro, faremos novas reuniões e mesas de conversas a fim de aprimorar e conceder ainda mais direitos e garantias ao funcionalismo público. Nossa disposição é integral e vamos nos dedicar a isso. Ainda temos uma longa jornada pela frente. No entanto, há um desejo verdadeiro de superarmos aquilo que for possível, quaisquer entraves burocráticos, para que alcancemos este objetivo”, disparou Marília.

Na oportunidade, foram prestadas todas as informações relativas à concessão de horário especial e debatidas questões importantes sobre o tema a partir das perspectivas social e médica. A Diretora de Perícias Médicas do Instituto de Recursos Humanos do Estado (IRH/SAD), Helena Cerneiro Leão, falou sobre as tipificações de perícias, além dos documentos necessários para agendar a perícia e dar entrada no benefício. “Estamos empenhados em atender da melhor forma todos os servidores. Diante disso, já disponibilizamos o agendamento do exame pericial para os que aqui estão excepcionalmente hoje, ao final do evento, aqui mesmo na SAD”, ressaltou Helena.

A servidora e professora estadual na Escola Jordão Emereciano, no bairro do Ibura, Edvânia Costa, vem almejando a concretização deste benefício há muito tempo. “Foi uma grata surpresa. Sentir que o Governo de Pernambuco está nos dando esse alento nos faz sentir valorizados. Assim como nossos filhos necessitam, nós é que sentimos a maior necessidade de fazer parte efetivamente da vida deles. Tenho dois filhos com deficiência e quem me ajuda na logística de terapias é o meu marido. Muitas vezes ele vai para um lugar com o menino e eu para outro com minha filha de três anos com hidrocefalia. Agora ela irá entrar na escolinha e mais do que nunca vou precisar acompanhar esse processo mais de perto”, explica Edvânia que se desdobra junto com o companheiro nas atividades dos filhos e não tem com quem deixar.  “Minha família é de Fortaleza e a do meu esposo do Rio de Janeiro. Não confio deixar com ninguém. Portanto, se eu conseguir o benefício, será um momento ímpar para mim. Quero estar próxima aos meus filhos nas diversas fases importantes da vida deles”, atestou Edvânia Costa.

Já para a servidora da SAD alocada na GFIP, Maria Anita da Silva, o benefício irá facilitar sua rotina com a pequena Janaína Alexandrino, sua filha. “Dará mais liberdade para levá-la em suas terapias e também poderei ajudar de forma mais efetiva meu marido que, muitas vezes, se desdobra para cuidar dela. É uma rotina constante e cansativa, de um tratamento para vida toda, mas que nos torna muito ricas de amor. Saber que vou poder estar mais perto da minha filha nas atividades fundamentais dela é alentador”, concluiu Maria Anita.

Cidades: Recife
Assuntos: sad, governo de pernambuco, sepri/sad, mais servidor
Compartilhe: Link para o post: