meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Facepe realiza Mostra de Inovação

| Tecnologia

facepe

Evento marca a trajetória de fomento da Fundação à inovação nas empresas pernambucanas com exposição de produtos e processos inovadores já desenvolvidos

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (Secti) realizaram, nesta terça-feira (14/11), a Mostra de Inovação. Marcando o período de dez anos de fomento da Facepe à inovação nas empresas pernambucanas, o evento conta com a exposição de cerca de 35 produtos, protótipos e processos inovadores contemplados pelos editais da Fundação. Desde 2007, quando a Diretoria de Inovação foi criada, 177 projetos foram apoiados, somando um investimento aproximado de R$ 55 milhões (recursos da Facepe e de parceiros). A Mostra está acontecendo durante todo o dia, no Parqtel, no Curado.

A expectativa, além de realizar uma prestação de contas do investimento público, é permitir aos participantes a divulgação de seus resultados, como avanço na fronteira tecnológica, geração de valor, negócios, emprego e renda com os produtos apoiados pela Facepe. “Além de gerar interação entre empresas, institutos de pesquisa e Governo, a apresentação de resultados estimula a pesquisa e o desenvolvimento de novas parcerias, tecnologias e inovações”, destaca a secretária de CT&I, Lúcia Melo.  

Como política pública, o Governo de Pernambuco estimula a pesquisa e o processo de inovação tecnológica nas empresas, a partir de linhas de financiamento e concessão de subvenção econômica oferecidas pela FACEPE. “A intenção foi criar um espaço favorável ao compartilhamento de ideias e experiências, ampliação de networking, além de possibilitar um feedback entre as equipes de pesquisa e profissionais da área”, ressalta Abraham Sicsu, presidente da Facepe.  

Cases - Alguns dos resultados desses investimentos podem ser vistos no dia-dia da população. A empresa pernambucana Aeroespacial, por exemplo, desenvolveu uma ferramenta de gestão para os parques eólicos em operação no estado. O software desenvolvido foi um dos beneficiados pelo Tecnova, com um aporte de R$ 500 mil para ajudar no desenvolvimento da ferramenta. O software monitora continuamente a eficiência do desempenho de todos os aerogeradores de um Parque Eólico e avisa, em tempo real, as equipes de manutenção e operação quando ocorre qualquer falha no funcionamento, possibilitando uma rápida manutenção e evitando que os equipamentos fiquem parados por muito tempo.

Na área de educação podemos destacar a Escribo, empresa pernambucana que desenvolve inovações para fortalecer o aprendizado. Ela foi beneficiada com recursos de R$860 mil para o desenvolvimento de plataformas educacionais, utilizadas hoje por mais de 100 mil estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. A parceria rendeu o projeto Frei.re de educação interativa, utilizado pelas escolas da educação infantil (2 a 5 anos). Os educadores e as crianças usam jogos digitais que fortalecem a alfabetização e o desenvolvimento dos objetivos de aprendizagem das áreas de matemática, natureza e sociedade.

Outro projeto que chama atenção está no setor de segurança. Uma empresa local está desenvolvendo um projeto de Microfone Inteligente Conectado (MIC), com o incentivo de R$ 300 mil da Facepe. A intenção é que o microfone seja capaz de detectar automaticamente uma infinidade de sons, processe o som captado e detecte eventos relevantes, como disparos de arma de fogo, tentativas de arrombamento, quebra de vidro e gritos. E, sem auxílio de um computador, transmita o alarme e o áudio captado para sistemas de monitoramento, além de enviar alertas por SMS ou e-mail. O equipamento já está sendo testado por alguns bancos privados na Região Metropolitana e, em breve, deverá ser comercializado.

Secti e UPE lançam curso de Inovação Tecnológica para Indústrias do Futuro

Atenta às demandas do mercado e às adaptações necessárias para o futuro, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Universidade de Pernambuco (UPE) criaram uma especialização para formação de empreendedores de alta tecnologia. A pós-graduação de Inovação Tecnológica para Indústrias do Futuro (Makers of Tomorrow) foi lançada, na manhã desta terça-feira (14), durante a Mostra Facepe de Inovação.

As aulas devem ser iniciadas já em março de 2018 com duração de um ano e meio, unindo atividades teóricas, práticas e a monografia, que será o desenvolvimento de um projeto. A proposta é desenvolver a qualidade técnica e também o aspecto sócio e emocional dos profissionais de maneira pioneira no Brasil. “É um curso de pós-graduação e especialização lato sensu, voltado para a formação de empreendedores de alta tecnologia. É o que se chama de ‘makers of tomorrow’ (fazedores do amanhã, em português)”, ressalta a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lúcia Melo. 

O cientista-chefe do Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas (Parqtel) e coordenador do curso, Carmelo Bastos Filho, destaca que a pós-graduação surgiu a partir do debate entre academia, empresas e setor público, identificando essa necessidade. “Às vezes, nós encontramos um profissional de excelente qualidade técnica, mas não tão bom em gerenciamento e planejamento. Ou o contrário. O que essa especialização busca é reunir essas competências”, esclarece. O curso conta ainda com a parceria do Porto Digital, a partir da participação da Softex, que receberá também aulas práticas. O edital será publicado em breve e as aulas devem. 

Cidades: Recife
Assuntos: secti, facepe, mostra de inovação, secti, upe, inovaçao tecnologica, industria, recife
Compartilhe: Link para o post: