meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

Em três anos Projeto Novas Oportunidades coloca 101 jovens egressos da Funase no mercado de trabalho

| Juventude, Emprego

Projeto Novas Oportunidades

É o que revela balanço de três anos de funcionamento do Projeto

Dos trezentos e vinte e dois jovens participantes do Projeto Novas Oportunidades, do Governo Paulo Câmara, 101 (31,36%) foram inseridos no mercado de trabalho. Além disso 98 foram engajados em cursos profissionalizantes. Técnicos realizaram 286 visitas às comunidades (busca ativa), enquanto eram firmadas parcerias com 59 órgãos públicos e instituições privadas. Estes são os principais números de três anos de funcionamento do Projeto Novas Oportunidades, um dos mais importantes do Governo Paulo Câmara, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), sob a gestão de Roberto Franca, por meio da Gerência Geral do Sistema Socioeducativo. O objetivo é oferecer oportunidades de emprego aos que passaram pelo sistema e adquiriram as condições jurídicas para viverem em liberdade.

Os resultados foram apresentados, na manhã desta quinta-feira (26), durante o seminário de avaliação do projeto, realizado na Sala Olinda, no Centro de Convenções. “São números positivos, resultados animadores e um sucesso no que diz respeito ao acompanhamento dos jovens egressos da Funase, na sua capacitação e inserção no mundo do trabalho”, afirmou a gerente geral do Sistema Socioeducativo da SDSCJ, Suelly Cysneiros.

O Projeto Novas Oportunidades - Atenção aos Egressos da Funase tem o objetivo oferecer e articular ações e serviços voltados aos adolescentes e jovens que já saíram da Fundação de Antedimento Socioeducativo, de forma a reinseri-los no convívio social e no mundo do trabalho. O público-alvo são jovens de ambos os sexos, de 12 a 22 anos, residentes na Região Metropolitana do Recife, egressos das medidas socioeducativas de internação e semiliberdade da Funase.

Um dado importante, segundo a coordenadora do projeto, Nericleide Nunes, é a redução da reincidência dos jovens que participam do Novas Oportunidades. “O acompanhamento e orientação desses jovens, o incentivo à capacitação e ao protagonismo juvenil fazem toda a diferença”, testemunha. Do total de atendidos, o percentual de reincidência na criminalidade foi de 10,84%, em três anos.

Suelly Cysneiros apresentou o projeto e em seguida Nericleide Nunes  fez uma avaliação dos resultados. Na sequência, representantes da Junta Comercial do Estado de Pernambuco (Jucepe) e do Instituto Aliança fizeram relatos das experiências como parceiros do Novas Oportunidades. Familiares dos jovens também se pronunciaram.

“É um projeto sensacional, que pode mudar a vida de várias pessoas. Os órgãos públicos devem dar exemplo e acolher esses jovens, dando-lhes oportunidades de qualificação e trabalho”, afirmou o procurador do Ministério Público do Trabalho em Pernambuco, Leonardo Osório Mendonça. 

Do seminário de avaliação participaram representantes de instituições parceiras, Funase, Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho em Pernambuco, Ministério Público (MPPE) e Defensoria Pública do Estado; Tribunal de Justiça (TJPE), Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (Caape), Compesa e Correios entre outros.

Assuntos: sdscj, emprego, governo de pernambuco, paulo camara, funase, projeto novas oportunidades
Compartilhe: Link para o post: