meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

  • #148 || Pernambuco contra o novo coronavírus

    | Comunicação, Saúde

    Sexta-feira, 10.07.2020

    TEMPLOS RELIGIOSOS | Igrejas e templos religiosos vão poder reabrir, nos municípios do Agreste, a partir da próxima segunda-feira (13). Os espaços religiosos deverão seguir rígido protocolo, com uma série de medidas preventivas, e limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos de até mil lugares, e de 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares. No mesmo dia – como parte do avanço da etapa 2 para a etapa 4 do Plano de Convivência com a Covid-19 –  reabrem também, no Agreste, lojas de varejo de rua, os salões de beleza e estética, comércio de veículos, incluindo serviço de aluguel e vistoria, com 50% da carga, construção civil com 100% do efetivo, além de shoppings centers com atendimento presencial. A liberação de parques e praças ficará a cargo das prefeituras. Saiba mais: https://bit.ly/2CorbBD.

    POLO DE CONFECÇÕES | Em nota à imprensa, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico reafirmou que o avanço dos municípios do Agreste à etapa 4 do Plano de Convivência não contempla a reabertura ao público das atividades do Polo de Confecções do Agreste. Por enquanto, as empresas do polo devem continuar operando exclusivamente via delivery e coleta. A reabertura desses estabelecimentos, com novos protocolos sanitários e de segurança, está na etapa 7 do Plano de Convivência, ainda sem data prevista.

    CORONAVÍRUS | O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, hoje (10), 1.333 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Desses, 1.171 (88%) são leves, isto é, não demandaram internamento hospitalar ou estavam na fase final da doença; outros 162 (12%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). O Estado agora conta 70.100 casos confirmados, número que inclui as 49.483 pessoas já curadas da doença em Pernambuco. O boletim também registrou 73 óbitos, 24 dos quais (33 %) ocorreram nos últimos três dias. Com isso, o número de vítimas fatais do Novo Coronavírus em Pernambuco passou para 5.482. Leia o boletim completo: https://bit.ly/3ejtPWk.

    => Entenda a metodologia para definição de casos: https://bit.ly/321Ih31.

    ATENDE EM CASA | O aplicativo Atende em Casa ficou disponível, hoje (10), para os 11,3 mil moradores de Poção, no Agreste pernambucano. O Atende em Casa realiza a teleorientação de pessoas com sintomas gripais, além de prestar suporte emocional para suspeitos de Covid-19 que apresentam sofrimento psíquico. Atualmente, 98,6% da população pernambucana, em 178 municípios, podem usar a ferramenta, que é gratuita. É possível baixá-la em smartphones Android ou acessar em www.atendeemcasa.pe.gov.br.

    PROTOCOLOS | Consulte aqui os protocolos gerais e específicos dos setores que já voltaram a funcionar:  https://bit.ly/3gDeiCw.

    FAKE NEWS | Antes de repassar alguma notícia, confirme em fontes oficiais! Confira boatos já desmentidos: https://www.pecontracoronavirus.pe.gov.br/#fakenews.

    Para informações sobre testagem para o novo coronavírus: https://dados.seplag.pe.gov.br/apps/corona.html#testes.

    Para informações sobre casos de Covid-19 na população privada de liberdade: https://dados.seplag.pe.gov.br/apps/corona.html#prisional.

    Informe Epidemiológico: https://www.cievspe.com/novo-coronavirus-2019-ncov.

    Para denunciar descumprimento das medidas ligue 190.

    Assuntos: sei, boletim, covid19
    Compartilhe: Link para o post:
  • Boletim Covid-19 - Comunicação SES-PE

    | Saúde

    Sexta-feira, 10/07/2020

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta sexta-feira (10.07), 1.333 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 1.171 (88%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 162 (12%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 70.100 casos já confirmados, sendo 20.850 (30%) graves e 49.250 (70%) leves. Além disso, o boletim de hoje registra um total de 49.483 pessoas recuperadas da doença. Desse total, 10.405 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 39.078 casos leves.

    Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 180 municípios pernambucanos (tabela 1), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

    Também foram confirmados laboratorialmente 73 óbitos (sendo 38 do sexo feminino e 35 do sexo masculino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Água Preta (1), Aliança (2), Amaraji (1), Barreiros (1), Belo Jardim (1), Bezerros (2), Brejo da Madre de Deus (2), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (3), Carpina (1), Caruaru (9), Catende (1), Chã de Alegria (1), Cupira (1), Goiana (1), Gravatá (2), Igarassu (1), Itambé (1), Jaboatão dos Guararapes (6), João Alfredo (1), Lajedo (2), Olinda (5), Paulista (2), Pesqueira (2), Pombos (1), Primavera (1), Quipapá (1), Recife (10), Rio Formoso (1), Saloá (2), Santa Cruz do Capibaribe (1), São Lourenço da Mata (1), Serra Talhada (1), Surubim (1), Timbaúba (1), Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 5.482 mortes pela doença.

    As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 11 de maio e 9 de julho. Do total, 49 (67%) ocorreram de 11/05 a 05/07. As outras 24 (33%) ocorreram nos últimos três dias.

    Os pacientes tinham idades entre 35 e 95 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (2), 40 a 49 (7), 50 a 59 (8), 60 a 69 (11), 70 a 79 (24), 80 anos ou mais (21).

    Dos 73 pacientes que vieram a óbito, 45 apresentavam comorbidades confirmadas: hipertensão (21), diabetes (21), doença cardiovascular (17), doença renal (6), tabagismo/histórico de tabagismo (6), doença respiratória (6), obesidade (4), câncer (3), etilismo (2), imunossupressão (1), AVC (1), doença hepática (1), Alzheimer (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Seis não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

    Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 16.855 casos foram confirmados e 21.766 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

    ATENDE EM CASA - Mais um município do Agreste passa a ser beneficiado com o aplicativo Atende em Casa. Desde a manhã desta sexta-feira (10.07), as mais de 11,3 mil pessoas de Poção já podem utilizar a ferramenta, indicada para aqueles que estão com sintomas gripais, além de também oferecer suporte emocional para a população com suspeita da Covid-19 que apresente sofrimento psíquico. Agora, já são 178 municípios (96,22% das cidades pernambucanas) assistidos pela tecnologia, em todas as XII Gerências Regionais de Saúde (Geres), beneficiando mais de 9,4 milhões de pessoas (98,59% da população total do Estado).

    O Atende em Casa já conta com mais de 88,6 mil usuários cadastrados. Ao todo, entre os usuários que passaram por teleorientação com profissional, mais de 10 mil pessoas foram orientadas a procurar uma unidade de saúde e mais de 15,4 mil a permanecer em isolamento domiciliar.  Até o momento, 172 teleacolhimentos foram realizados pela equipe de psicólogos da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), responsável pelos atendimentos em todo o Estado com exceção do Recife, que atende seus próprios moradores.

    O aplicativo, disponível pelo site www.atendeemcasa.pe.gov.br e para smartphones com sistema Android, permite que médicos, enfermeiros ou residentes médicos façam videochamadas e orientações aos usuários. Mais de 100 profissionais de saúde foram treinados pela SES-PE para atuação no Atende em Casa, reforçando as escalas de plantão. Os profissionais recebem orientações quanto ao uso do aplicativo, protocolos clínicos da Covid-19 e fluxo de atendimento nas unidades de saúde.

    Além da teleorientação e do teleacolhimento, a ferramenta também passou a auxiliar os municípios pernambucanos no agendamento das testagens para a Covid-19 para o público prioritário para o exame. O objetivo é facilitar o acesso e apoiar os gestores municipais que desejarem aderir a essa funcionalidade. Os agendamentos serão realizados de acordo com a sintomatologia do usuário. Os municípios disponibilizam a agenda de suas unidades de saúde e o paciente é referenciado para o serviço mais próximo de sua casa, de acordo com o exame preconizado para o caso, que pode ser o RT- PCR, indicado para o início dos sintomas, ou o teste rápido. Os municípios que não aderirem ou que ainda não estão com essa funcionalidade ativa podem realizar os testes utilizando seus próprios fluxos.

    A lista dos municípios está disponível no portal.saude.pe.gov.br

    Assuntos: ses, saude, covid19
    Compartilhe: Link para o post:
  • CPRH mantém a suspensão para atividades de pesquisas em Unidades de Conservação

    | Meio Ambiente

    cprh

    A Diretoria de Recursos Florestais e Biodiversidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) informa que, diante do atual cenário causado pela pandemia provocada  pelo novo Coronavírus, continuam suspensas as atividades de pesquisa científica nas Unidades de Conservação (UCs) que necessitem de contato direto com a comunidade residente no interior ou no entorno das UCs, para a realização de entrevistas ou reuniões.

    Também continuam  suspensas, temporariamente,  as pesquisas que  necessitam do apoio  presencial de servidores da CPRH e aquelas  que os pesquisadores utilizam dependências das sedes administrativas das Unidades de Conservação. 

    Outras modalidades de pesquisa poderão ser realizadas, desde que sejam previamente comunicadas ao Setor de Administração das Unidades de Conservação (SAUC), através do endereço eletrônico roberta.cruz@cprh.pegov.br, ou diretamente com o gestor da UC.

    A liberação das atividades que estão suspensas será oportunamente divulgada através do portal da Agência.

     

    Assuntos: cprh, biodiversidade, animais
    Compartilhe: Link para o post:
  • Igrejas e templos religiosos reabrem no Agreste a partir desta segunda-feira (13)

    | Comunicação, Saúde

    Medida representa o avanço da Região para a etapa 4 do Plano de Convivência com a Covid-19. Liberação de parques e praças ficará a cargo das prefeituras

    A partir da próxima segunda-feira (13), as cidades da Macrorregião de Saúde II, englobando todos os municípios do Agreste, que estavam na Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19, avançam para a Etapa 4. Além de permitir o funcionamento das lojas de varejo de rua, salões de beleza e estética, comércio de veículos, incluindo serviço de aluguel e vistoria, com 50% da carga, construção civil com 100% do efetivo e shoppings centers com atendimento presencial, este avanço permite também a retomada das celebrações religiosas em templos e igrejas.  

    Fica determinado ainda, para as cidades do Agreste, que a regulamentação do acesso a parques, praças e calçadões estará a cargo dos municípios desta macrorregião. As prefeituras devem seguir os protocolos para o restabelecimento das atividades de maneira gradual.

    Os espaços religiosos precisarão seguir um rígido protocolo, com uma série de medidas preventivas, e limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos de até mil lugares e 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares.

    Logo na entrada, deve ser realizado o controle do fluxo de pessoas e, na hipótese de formação de filas, deve haver demarcação para manter o distanciamento mínimo. Sempre que possível, as portas de entrada devem ser distintas das de saída, havendo sinalização de sentido único, de modo a evitar que as pessoas se cruzem. 

    Segundo a Secretaria de Planejamento e Gestão, entre as regras estabelecidas, está a adoção de um intervalo mínimo entre as celebrações, que deve ser de três horas, tanto para evitar aglomeração quanto para garantir uma efetiva limpeza do ambiente. “Essas atividades devem obedecer as medidas sanitárias priorizando, além do distanciamento, os protocolos de higiene, com cadeiras e bancos de uso individualizado, em quantidade compatível com o número de participantes, por exemplo”, explicou Alexandre Rebêlo, secretário da pasta. 

    Já os bancos de uso coletivo devem ser reorganizados e demarcados de forma a garantir o afastamento recomendado. Antes, durante e depois da realização das celebrações religiosas devem ser evitadas práticas de aproximação entre as pessoas e outras formas de contato físico, como dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros.

    tabela

    Assuntos: sei, covid-19, igrejas
    Compartilhe: Link para o post:
  • Site da ONU destaca convênios de três agências com Governo de Pernambuco

    As agências ONU-Habitat, PNUD e UNODC vão dar apoio técnico e monitorar políticas. Convênios vão priorizar adolescentes e jovens, em áreas identificadas pelo Estado

    O site oficial das Nações Unidas no Brasil (onu.org.br) destacou convênios firmados de três agências com o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas. O escritório Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) vão dar apoio técnico na implementação e no monitoramento de parte do programa de prevenção ao crime e à violência no Estado. O ONU Habitat será parceiro nesta iniciativa.

    Os convênios também foram destaque no site da UNOCD (url.gratis/NpyEb). A parceria prevê a elaboração de uma matriz de indicadores para contribuir com o monitoramento das políticas de prevenção à violência e ao uso abusivo de drogas, com foco nos adolescentes e jovens de 12 a 29 anos, expostos a violências e a vulnerabilidade social nas vinte Áreas Integradas de Segurança priorizadas pelo Pacto pela Vida, chamados de Territórios Especiais de Cidadania.

    O secretário de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, Cloves Benevides, considera a aproximação para troca de informações e, principalmente, monitoramento das políticas públicas um avanço qualitativo para aferição de resultados e eliminação de distorções. “Pernambuco é um Estado com protagonismo no uso de instrumentos de monitoramento para a segurança da população e estas parcerias vão apoiar a necessária ação antecipatória, capaz de ter efeitos de longo prazo nos indicadores do Pacto pela Vida”, comentou o secretário Cloves Benevides.

    De acordo com a diretora do Escritório de Ligação e Parceria do UNODC no Brasil, Elena Abbati, o UNODC tem o mandato de identificar, analisar e monitorar tendências globais sobre drogas, justiça e criminalidade. “Todo esse trabalho em prol da produção de evidência científica se baseia na premissa de que informações confiáveis são essenciais para fortalecer a cooperação internacional e a capacidade dos países-membros de monitorar, avaliar e propor respostas, sobretudo no que se refere a um fenômeno social tão complexo como droga e criminalidade”, afirmou.

    A representante-residente do PNUD no Brasil, Katyna Argueta, disse que a parceria com o Governo de Pernambuco visa desenvolver inovação e conhecimento, bem como ações-piloto voltadas ao fortalecimento da prevenção social ao crime e à violência, com uma perspectiva intersetorial e foco nas populações mais vulneráveis. “A colaboração do UNODC no âmbito deste projeto agregará a expertise da agência nos temas relacionados às políticas sobre drogas.”

    A reportagem destaca os vários investimentos do Governo de Pernambuco na prevenção das violências, na proteção, atenção e cuidado ao uso abusivo de drogas e na promoção dos direitos das pessoas mais vulneráveis. Cita o Pacto pela Vida e o Programa Governo Presente de Ações Integradas para Cidadania e a criação da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas, em 2019, quando foi elaborada uma proposta de Política de Prevenção Social ao Crime e à Violência no Estado de Pernambuco, aprovada e sancionada em maio de 2019, para dar seguimento às ações de prevenção e enfrentamento ao crime e às drogas.

     

    Endereços:

    ONU Brasil - https://nacoesunidas.org/

    UNODC: - https://www.unodc.org/lpo-brazil/pt/index.html

    Assuntos: Não há assuntos relacionados.
    Compartilhe: Link para o post:
  • No Cabo, centro profissionalizante inova ao integrar comunidade socioeducativa

    | Direitos Humanos

    Funase Cabo

    Projeto desenvolvido dentro de unidade da Funase é um dos concorrentes ao 17º Prêmio Innovare, o principal da Justiça brasileira

    Na maior unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), instituição vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco (SDSCJ), uma prática desenvolvida ao longo dos últimos oito anos busca atravessar os muros da instituição. A qualificação profissional de adolescentes em internação, realizada em uma estrutura com oito salas de aulas práticas, tem o diferencial de aproveitar talentos de agentes socioeducativos e de ex-socioeducandos que já passaram pelo local. O projeto é uma das iniciativas que pleiteiam reconhecimento nacional no 17º Prêmio Innovare, o principal da Justiça brasileira.

    A ação ocorre no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, que atende cerca de 180 adolescentes e jovens com idades entre 17 e 21 anos. Por meio de articulações do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase junto a instituições parceiras, diversos cursos profissionalizantes foram ofertados no local nos últimos anos. Em tempos de distanciamento social, a estrutura do centro de profissionalização do Case Cabo tem viabilizado a capacitação de turmas de socioeducandos de forma simultânea, com número reduzido de alunos para evitar a disseminação do novo coronavírus.

    Em junho, por exemplo, 80 jovens foram inseridos nos cursos de Operador Logístico, Atendimento ao Cliente, Informática Básica, Corte de Cabelo Masculino e Introdução à Segurança do Trabalho, sob certificação do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Outras temáticas, ofertadas pela própria unidade socioeducativa, estão na programação fixa do espaço e sob instrutoria dos próprios agentes socioeducativos, como Tapeçaria, Encadernação Artística e Introdução a Agente Comunitário de Saúde. Já o curso básico de Corte de Cabelo Masculino tem como professor um ex-socioeducando do Case Cabo, hoje funcionário da Funase.

    “A qualificação profissional é o eixo para o qual os demais eixos da medida socioeducativa podem convergir, atrelando educação, saúde, convivência familiar, esporte, cultura e lazer, para que seja possível a escolha, pelo adolescente, de uma nova trajetória. Nesses oito anos, temos visto a equipe de profissionalização da Funase, junto com parceiros, coordenar essas ações, com acompanhamento das nossas equipes locais. Conseguimos também oportunizar a ex-socioeducandos e a agentes socioeducativos a possibilidade de transmitir seus conhecimentos”, relata a gerente do Case Cabo de Santo Agostinho, Tatiane Moraes.

    Assistente social de formação e responsável pela inscrição do projeto no Prêmio Innovare, a gestora mostra-se confiante na possibilidade de a iniciativa inspirar outras ações no sistema socioeducativo país afora. “Na minha concepção, a ressocialização só é possível quanto oportuniza aos socioeducandos condições de qualificação para o trabalho de forma concreta, transformando sua trajetória infracional em inclusão e cidadania. A estrutura montada, com oito salas, auditório, biblioteca, sala de informática, e a participação da própria comunidade socioeducativa nesse esforço de transformar vidas por meio da profissionalização são aspectos que nos levam a acreditar na inclusão desse projeto no rol de boas práticas e no reconhecimento nacional”, completa Tatiane.

     

    Imagem: Divulgação/Funase

    Assuntos: funase
    Compartilhe: Link para o post:
  • Boletim Covid-19 Fernando de Noronha

    noronha 

    BOLETIM COVID-19 ATDEFN

    A Administração de Fernando de Noronha informa que foram detectados mais três casos do novo coronavírus na ilha. Os pacientes são passageiros que vieram do Recife no voo do último sábado (04/07), sendo dois moradores e um servidor. Embora tenham apresentado resultado negativo nos exames realizados no continente, os passageiros testaram positivo no reteste, em Noronha. Serão enviadas ao Recife, amostras de 15 pessoas que tiveram contato com os pacientes confirmados e agora passam a ser casos em investigação. Como o servidor infectado permanecerá em recuperação no arquipélago, entra na contagem dos casos registrados em Noronha, que agora sobem para 76, sendo 42, identificados pelo Estudo Epidemiológico em curso no arquipélago. Além dos três novos confirmados, outros três moradores contaminados pelo novo coronavírus continuam em isolamento, cumprindo quarentena. Os seis pacientes encontram-se assintomáticos.

    FLEXIBILIZAÇÃO DAS ATIVIDADES

    Com o controle da disseminação do novo coronavírus em Noronha, algumas atividades que fazem parte da rotina dos moradores já foram liberadas na ilha. Na última segunda-feira (06/07), o transporte público voltou a circular. Desde o último dia 26/06, restaurantes, bares e lanchonetes da ilha foram liberados para voltar às atividades em Noronha, com 50% da capacidade de mesas e cadeiras. Também já estão permitidas as celebrações religiosas e as atividades de equipes esportivas. Noronha liberou ainda o comércio varejista, salões de beleza e serviços de estética, construção civil, clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia. As praias também já podem ser frequentadas pelos moradores. Todos os setores e serviços precisam seguir o protocolo para cada atividade, publicado em nossas redes sociais.

    RETORNO DOS MORADORES

    Moradores de Noronha que estavam no continente estão retornando à ilha, de forma gradual, desde o último dia 13/06. Os voos para Noronha voltaram a ter frequência semanal, mas apenas moradores e trabalhadores de serviços essenciais podem embarcar. Para garantir a volta para casa, é preciso fazer um cadastro na Assistência Social do arquipélago. Até o momento, se cadastraram 496 pessoas. A administração, junto com o conselho distrital da ilha, organiza os grupos para cada voo de acordo com as prioridades e entra em contato informando a data do retorno de cada um. Também é necessário, antes do embarque, apresentar exame com resultado negativo para Covid-19, realizado na semana da viagem. Na chegada à Noronha, moradores e servidores ficam isolados até que saia o resultado de um segundo exame, realizado na ilha. Os números para os moradores entrarem em contato com a assistência social são: (81) 9 9488 3167 / 9 8494 0311 / 9 8494 0307 / 9 9488 3165 / 9 9488 4367 / 9 9488 4367.

    PRAIAS

    O acesso às praias de Fernando de Noronha está liberado desde o último dia 25/05. Porém é necessário seguir algumas regras para prevenção da doença, que ainda pode estar circulando de forma assintomática. São permitidas atividades físicas e náuticas, individuais, e prática de esportes com grupos de no máximo 4 pessoas, sem contato físico. Ainda estão proibidas aglomerações com mais de cinco pessoas, respeitando o distanciamento físico de dois metros entre elas, a realização de atividades de comércio, a venda ou consumo de bebidas alcoólicas e a utilização de guarda-sóis e toldos, etc.

    VIGILÂNCIA EM SAÚDE

    Para garantir o controle da circulação do vírus na ilha, é necessário que a população esteja atenta. Ao sentir qualquer sintoma gripal, o morador deverá comunicar à Vigilância em Saúde da ilha, relatar o quadro e seguir as orientações recebidas. A equipe de saúde deve ser contactada pelos números: 3619-0956 / 99488-4366

    MEDIDAS DE PREVENÇÃO

    A Administração de Fernando de Noronha reforça a importância de ser mantido o isolamento social na ilha. Com esse objetivo, foi lançada uma cartilha com uma série de recomendações aos moradores, trabalhadores, comerciantes e empresários da ilha. Os moradores só devem sair de casa em caso de necessidades essenciais. O uso das máscaras é indispensável para todos que precisarem circular pelas vias públicas. As máscaras, de tecido ou descartáveis, devem ser utilizadas de formacorreta, cobrindo o nariz e a boca.

    Cidades: Fernando de Noronha
    Assuntos: fernando de noronha, boletim covid-19
    Compartilhe: Link para o post:
  • BOLETIM COVID-19 - COMUNICAÇÃO SES-PE

    | Saúde
    Quinta-feira, 09/07/2020

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta quinta-feira (09.07), 1.163 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados hoje, 1.050 (90,3%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 113 (9,7%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 68.767 casos já confirmados, sendo 20.688 graves e 48.079 leves. Além disso, o boletim de hoje registra um total de 47.996 pessoas recuperadas da doença. Desse total, 10.187 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 37.809 casos leves.

    Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 180 municípios pernambucanos (tabela 1), além do arquipélago de Fernando de Noronha e da ocorrência de pacientes em outros Estados e países.

    Também foram confirmados laboratorialmente 86 óbitos (sendo 45 do sexo feminino e 41 do sexo masculino). Os novos óbitos confirmados são de pessoas residentes nos municípios de Aliança (1), Barra de Guabiraba (1), Belo Jardim (1), Bom Jardim (1), Buíque (1), Cabo de Santo Agostinho (2), Camaragibe (5), Canhotinho (1), Caruaru (5), Catende (1), Escada (1), Igarassu (1), Jaboatão dos Guararapes (12), Jurema (2), Olinda (10), Panelas (3), Paulista (5), Petrolina (3), Primavera (2), Recife (19), Rio Formoso (1), Sanharó (1), Santa Cruz do Capibaribe (3), São Caitano (2), São Lourenço da Mata (1) e Surubim (1). Com isso, o Estado totaliza 5.409 mortes pela doença.

    As mortes registradas no boletim de hoje ocorreram entre 21 de abril e 8 de julho. Do total de óbitos no informe de hoje, 61 (71%) ocorreram de 21/04 a 05/07. Os outros 25 (29%) ocorreram nos últimos três dias.

    Os pacientes tinham idades entre 15 e 94 anos. As faixas etárias são: 10 a 19 (1), 20 a 29 (2), 30 a 39 (5), 40 a 49 (8), 50 a 59 (10), 60 a 69 (19), 70 a 79 (21), 80 anos ou mais (20).

    Dos 86 pacientes que vieram a óbito, 59 apresentavam comorbidades confirmadas: diabetes (26), hipertensão (24), doença cardiovascular (20), doença respiratória (7), doença renal (6), obesidade (6), tabagismo/histórico de tabagismo (6), histórico de AVC/AVE (6), doença de Alzheimer (5), câncer (4), doença pulmonar (3), doença hepática (3), doença neurológica (2), doença vascular (1), etilismo (1), doença hematológica (1), esquistossomose (1), hipertireoidismo (1), desnutrição (1), doença cromossômica (1), dislipidemia (1) e epilepsia (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Nove não tinham comorbidades e os demais estão em investigação pelos municípios.

    Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 16.695 casos foram confirmados e 21.453 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

    PLANO DE CONVIVÊNCIA - O Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, após avaliação dos dados de saúde, liberou a realização, sem público, de jogos de futebol em todo o estado a partir do dia 19 deste mês. No dia 20, ficará liberado o funcionamento de serviços de alimentação, com horário reduzido, permanecendo fechados das 20h às 06h, e academias de ginástica, com novos protocolos, na Macrorregião de Saúde I. A medida alcança os municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e Matas Norte e Sul.

    Em acordo firmado com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), ficou definido que as duas partidas finais do Campeonato Estadual serão realizadas na Arena de Pernambuco. 


    A partir da próxima segunda-feira (13), a Macrorregião de Saúde II, que engloba os municípios do Agreste, que estavam na Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19, avançam para a Etapa 4. O que permitirá o funcionamento das lojas de varejo de rua, os salões de beleza e estética, comércio de veículos, incluindo serviço de aluguel e vistoria, com 50% da carga, construção civil com 100% do efetivo e shoppings centers com atendimento presencial.

    As cidades das Macrorregiões III e IV, que compreendem o Sertão pernambucano, permanecem ainda nesta mesma fase. Os dados de saúde desses  municípios, no momento, não permitem o avanço dessa região no Plano.

    A avaliação feita pelo Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 de Pernambuco é contínua e leva em consideração indicadores de saúde, como o número de casos registrados, de óbitos, pressão sobre a rede hospitalar, entre outros fatores que contribuem para o planejamento de combate à pandemia. Essa análise permitirá, caso necessário, a implantação de medidas restritivas específicas e a possibilidade de recuo das regiões na retomada das atividades econômicas.

     
    Assuntos: ses, boletim, covid-19
    Compartilhe: Link para o post:
  • Jogos de futebol, sem público, liberados a partir do dia 19. Serviços de alimentação e academias de ginástica reabrem no dia 20

    | Comunicação

     sei

    Atividades fazem parte da etapa seis do Plano de Convivência com a Covid-19

    O Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, após avaliação dos dados de saúde, liberou a realização, sem público, de jogos de futebol em todo o estado a partir do dia 19 deste mês. No dia 20, ficará liberado o funcionamento de serviços de alimentação, com horário reduzido, permanecendo fechados das 20h às 06h, e academias de ginástica, com novos protocolos, na Macrorregião de Saúde I. A medida alcança os municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) e Matas Norte e Sul.

    Em acordo firmado com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), ficou definido que as duas partidas finais do Campeonato Estadual serão realizadas na Arena de Pernambuco. 

    A partir da próxima segunda-feira (13), a Macrorregião de Saúde II, que engloba os municípios do Agreste, que estavam na Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19, avançam para a Etapa 4. O que permitirá o funcionamento das lojas de varejo de rua, os salões de beleza e estética, comércio de veículos, incluindo serviço de aluguel e vistoria, com 50% da carga, construção civil com 100% do efetivo e shoppings centers com atendimento presencial. 

    As cidades das Macrorregiões III e IV, que compreendem o Sertão pernambucano, permanecem ainda nesta mesma fase. Os dados de saúde desses municípios, no momento, não permitem o avanço dessa região no Plano. 

    A avaliação feita pelo Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 de Pernambuco é contínua e leva em consideração indicadores de saúde, como o número de casos registrados, de óbitos, pressão sobre a rede hospitalar, entre outros fatores que contribuem para o planejamento de combate à pandemia. Essa análise permitirá, caso necessário, a implantação de medidas restritivas específicas e a possibilidade de recuo das regiões na retomada das atividades econômicas.

    Fotos: Pedro Menezes/SEI 
    Assuntos: governo de pernambuco, sei, jogos de futebol
    Compartilhe: Link para o post:
  • Operação Pit Stop distribui 5 mil máscaras

     detran

    O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas – SPPVD, e o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, em parceria com Central Única das Favelas – CUFA, fizeram a distribuição de 5 mil máscaras dentro da Operação Pit Stop.

    A ação que aconteceu na Av. Antônio Costa Azevedo, Peixinhos, foi realizada no modelo “drive-thru”, e o DETRAN-PE disponibilizou uma equipe de agentes de trânsito e viaturas, além de motos que fizeram a entrega de máscaras na avenida. Já equipes compostas por servidores da SPPVD e representantes da CUFA fizeram entrega das máscaras nas comunidades próximas do local da ação.

    Essa mobilização visa melhorar os fatores de proteção e, com isso, evitar a proliferação do Covid-19, com medidas protetivas. 

    Assuntos: detran, operacao pit stop, distribuicao de mascara
    Compartilhe: Link para o post: