meteorologia

Bacias Hidrográficas

Obra em todo lugar

Veja o que o Governo de Pernambuco está fazendo na sua região.

Blog de notícias

SES inaugura grupo de estudos na telessaúde voltado para economia da saúde

| Saúde

Núcleos de Telessaúde e Economia da Saúde da SES coordenam grupo na Rede Universitária de Telemedicina (Rute)

Primeira secretaria estadual de Saúde a integrar a Rede Universitária de Telemedicina (Rute), o Núcleo Estadual de Telessaúde de Pernambuco, em parceria com o Núcleo de Economia da Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde (NET-NES-SES/PE) lançam, nesta quinta-feira (09/05), outra importante ferramenta na telessaúde. Trata-se do Grupo de Interesses Especiais (SIG) em Economia da Saúde, área que fomenta o uso racional dos investimentos para a tomada de decisões eficazes. A primeira sessão de videoconferência, com o tema “Economia da Saúde no Brasil: contexto e expectativas”, será ministrada, das 14h às 15h, pelo especialista Áquilas Mendes, professor de Economia Política da Saúde na Universidade de São Paulo (USP). 

A sessão inaugural acontecerá na Sala de Videoconferência do Núcleo de Telessaúde da SES, no Bongi, com abertura da discussão pelo secretário executivo de Gestão Estratégica e Participativa da SES-PE, Humberto Antunes. Além do público presente na sessão, como o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE), e demais integrantes da Rede Rute, como a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Departamento da Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento (Desid) do Ministério da Saúde (MS), a videoconferência será transmitida para as II, IV e V Gerências Regionais de Saúde (Geres). Os núcleos de telessaúde dos hospitais Barão de Lucena (HBL), Restauração (HR), Agamenon Magalhães (HAM) e Hospital das Clínicas (HC) também confirmaram presença. A videoconferência temática ficará disponível, após a realização da sessão, nos arquivos de audiovisual disponíveis no site da Rute (https://rute.rnp.br/audiovisual). Qualquer profissional de saúde e outros interessados no tema poderão assistir ao vídeo offline. 

“A coordenação do SIG em economia da saúde tem como principais objetivos estimular o estudo e pesquisas entre os profissionais da área voltadas para a análise de custos e efetividade do uso racional do dinheiro público, além de capacitá-los sobre diversos temas. Esse debate é essencial para a rede estadual de saúde, uma vez que os hospitais e demais serviços terão acesso a discussões importantes com o devido embasamento científico”, pontua a diretora do Núcleo de Telessaúde da SES, Dulcineide Oliveira. 

Os SIGs (do inglês Special Interest Groups - SIGs) foram criados pela Rute para promover debates, discussões de caso, aulas, pesquisas e avaliações à distância - por meio de sessões de videoconferência ou webconferência - voltados para diversos profissionais da área da saúde. Cada integrante da Rute deve coordenar seu próprio grupo, com temas inéditos na rede de telemedicina. Acidente vascular cerebral (AVC), hanseníase e queimaduras são alguns dos assuntos em pauta no cronograma. 

O cronograma anual de debates online, montado em conjunto com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a Universidade de Pernambuco (UPE), instituições parceiras do SIG em Economia da Saúde liderado pela SES, passará por temas que vão desde avaliação econômica das políticas públicas de saúde à regulação da saúde suplementar. "Nosso foco, ao planejar a programação para este ano, é trazer temas que possibilitem reflexão sobre a temática, implementando uma cultura institucional sobre assuntos que estão no nosso cotidiano, como a gestão de custos, financiamentos no Sistema Único de Saúde (SUS) e impactos na rede. Precisamos começar a discutir esse tema, firmar parcerias e pensar em estratégias que possam aumentar nosso grau de eficiência, tanto dentro dos hospitais e serviços de saúde, como na própria gestão dos equipamentos", pontua a diretora geral de Gestão Estratégica da Informação e Custos em Saúde e coordenadora técnica do SIG, Inês Costa. 

O NÚCLEO – Com presença forte nas ações da SES, o Núcleo Estadual de Telessaúde foi implantado em 2015 e oficializado em dezembro do ano passado. Foram realizadas, nos últimos três anos, mais de 780 sessões de videoconferência. Atualmente, cerca de 70% das reuniões técnicas e administrativas da saúde em Pernambuco são realizadas em tempo real, por meio de videoconferência, reduzindo significativamente os gastos da pasta estadual com o deslocamento das equipes. Diariamente, são realizadas, entre ações de Telegestão e Teleducação, reuniões para atender as demandas das diversas áreas técnicas da secretaria.

Atualmente, a rede do Núcleo de Telessaúde é composta por 22 pontos de videoconferência espalhados pelas 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), hospitais de ensino, Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE), além de três pontos na sede da SES. O serviço atende diretamente a mais de 30 mil profissionais e contribui para a assistência à saúde de mais de 8 milhões de pernambucanos.

ECONOMIA DA SAÚDE - Também implantado em 2015, o Núcleo de Economia da Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (NES-PE) fomenta o uso racional dos investimentos a partir de uma cultura de informações econômica para a tomada de decisões eficazes. Atualmente, além das implantações em andamento, 17 unidades estaduais já contam com Núcleos de Economia da Saúde Hospitalares (NES-Hosp). 

Na prática, o NES coordena as ações de Economia da Saúde e Gestão de Custos nas unidades de saúde para a implementação dos Núcleos, dando todo o suporte técnico necessário. A equipe estadual também estimula a capacitação dos profissionais envolvidos no processo, investindo em formação especializada. Nos últimos quatro anos, cerca de 300 pessoas participaram de capacitações diversas, entre cursos, oficinas palestras e especializações na área.
Assuntos: ses, grupo de estudos, economia da saude
Compartilhe: Link para o post: